[Resenha] A Ordem - Sem Trégua, Sem Rendição

A Ordem - Sem Trégua, Sem Rendição
Título Original: The Scourge of Jericho (The Witch Hunter Chronicles #1)
Autor(a): Stuart Daly
Editora: Fundamento           Páginas: 208
Lançamento: 2015               ISBN: 9788539512997
a_ordem_01 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
O ano é 1666 e a Europa está sendo varrida por uma onda de desgraças: a guerra, a fome e a peste assolam diversos territórios. Algumas pessoas acreditam que tantos males são causados por forças sombrias e malignas e que bruxas e demônios não são apenas fantasia. Por isso, ordens de caçadores de bruxas são criadas. E o jovem Jakob sonha em se juntar à tropa de elite e lutar batalhas épicas, como fez seu pai, que ele nunca conheceu. Mas logo Jakob vai descobrir que lutar contra o mal é bem mais difícil e assustador do que ele imagina. Embora ainda seja apenas um aprendiz, a primeira missão de Jakob é acompanhar os mais experientes integrantes da ordem a um castelo abandonado. Eles devem resgatar uma relíquia bíblica uma das trombetas usadas para destruir a cidade de Jericó , um artefato divino, capaz de liquidar qualquer criatura maligna. A tarefa, porém, não será fácil. No castelo, poderosas bruxas, surpresas inesperadas e inimigos mortais podem derrotar tanto caçadores acostumados a ver o mal sem disfarces quanto um jovem corajoso, porém inexperiente, como Jakob. Será ele capaz de cumprir sua primeira missão?
E no clima do mês das bruxas…

Eu vivo dizendo que não vou começar mais séries, já perdi as contas de quantas tenho aqui “em andamento”, mas quando surge uma nova, com uma proposta interessante, eu simplesmente não resisto. Sem Trégua, Sem Rendição, primeiro volume da Ordem, de Stuart Daly, lançada no Brasil pela Editora Fundamento, ganhou minha atenção por trazer caçadores de bruxas em sua trama. Eu A-D-O-R-O história de bruxas, então já sabe como é…

Jakob von Drachenfels perdeu os pais muito cedo e foi criado pelos tios. Eles desejavam para o garoto uma vida pacata, enquanto ele queria aventuras tal como as vividas por seu pai. Falsificando uma carta, conseguiu entrar na famosa Hexenjäger, uma poderosa ordem de caçadores de bruxas do Sacro Império Romano-Germânico. No entanto, não bastava estar lá para ser um membro, precisava antes de tudo ganhar o respeito dos companheiros. O francês Armand foi amistoso e o aceitou logo, mas os demais não estavam dispostos a lhe dar a mão.

Na primeira missão, ele precisa resgatar a trombeta de Jericó - um poderoso artefato capaz de destruir o mundo -, de dentro de um castelo de bruxas. Jakob enfim tem a chance de provar ser digno de vestir o manto escarlate dos Hexenjäger. 

O livro é narrado em primeira pessoa por Jakob, que num tom destemido, ousado e muitas vezes reflexivo, nos conta como estava sendo sua adaptação na Ordem e as constantes humilhações que tinha que enfrentar diariamente, ou isso, ou a indiferença dos companheiros. Por muitas vezes manter a cabeça erguida era quase impossível, mas ele se recusava a desistir. Foi o charmoso e encantador espadachim francês  Armand, quem lhe ajudou a suportar o pior.

Conforme eles avançam na missão, temos a oportunidade de reviver fatos históricos ocorridos em meados de 1666 e também anteriores a este ano. O autor mescla sua trama de fantasia com fatos verídicos, entrelaçando a caça as bruxas e a Ordem com a própria história  do Sacro Império Romano Germânico, cita grandes batalhas, fala das contendas entre os Bourbon e os Habsburgo e cria um universo rico em conteúdo e bastante intrigante.

O pano de fundo é bem construído e fascinante. A formação do autor com certeza contribuiu para o conteúdo. Daly é professor de História, além de escritor, e isso permitiu que ele colocasse em sua obra, com propriedade, algo realmente valioso e empolgante. Eu particularmente tenho paixão por esta época, graças ao querido professor que tive no sétimo ano,  Sr. Edson, e sua forma cativante de ensinar. Eu adorava estudar esta determinada parte do passado e quando comecei a ler e vi tais referências, fiquei muito feliz e a obra deixou de ser apenas sobre bruxas. Dá até apara acreditar em tudo no final.

É claro que as tais criaturas do mal estão presentes na trama, e na sua pior forma, quero dizer melhor. Ops! Que confusão! Vou explicar. As bruxas aqui são ruins de verdade, daquelas de causar pesadelos. São horrorosas, cruéis, assustadoras e definitivamente devem comer criancinhas e qualquer outro ser que passar por perto. Então quando digo pior forma, é porque são literalmente as piores e mais terríveis. E melhor, porque simplesmente resgatam a essência da espécie e fazem você sentir calafrios.

Os companheiros do protagonista são homens brutais e cheios de segredos, não posso dizer que esbanjam carisma, mas Jakob e Armand compensam isso e muito. Logo de cara gostei de ambos, meus personagens preferidos de toda a história. Jakob por ser um garoto cheio de sonhos e que carrega muita inocência e pureza no coração. Armand não só por ser charmoso e corajoso, mas especialmente por sua bondade com o garoto, pelos seus arrependimentos e busca por rendição.

Há ação, emoção, momentos divertidos mesclados com outros mais tensos. Este volume inicial da série não veio só para apresentar um novo universo de fantasia, há uma história com começo, meio e fim para o leitor curtir e fechar o livro querendo mais. Eu gostei bastante do que encontrei, embora em alguns momentos tenha achado que o autor exagerou na “sorte” de Jakob para escapar da morte. Vejam bem, na mesma medida que ele entra em grandes problemas, consegue arranjar os meios mais espantosos para escapar. No entanto, isso não nos deixa menos empolgados, eu fiquei apavorada a cada novo obstáculo e torcendo muito pelos Hexenjäger.

Uma série promissora, que me agradou. O final é fechado, contudo abre portas para futuras aventuras de Jakob e para sua busca pela história do pai, algo que sempre lhe foi omitido. Recomendo.

Nota: Hexenjäger é o termo alemão para caçadores de bruxas, no entanto a Ordem é produto da imaginação do autor. No final do livro temos várias notas para esclarecer o leitor sobre o que era real e o que era parte da fantasia, e ouso dizer que muitas coisas que eu pensei que o autor tivesse criado, eram bem verdadeiras. Então me pergunto se realmente estas malignas bruxas não existiram. :)


 

  

2leep.com

18 comentários:

  1. Oi Cida
    Não conhecia essa série e curti muito a premissa. Eu também adoro bruxas e também vivo dizendo que não vou começar série mas, vivo me fazendo de trouxa hahahhaha
    Essa capa achei que lembrou aquelas histórias dos irmãos Grimm. Bem bonita.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida. A Ordem me encanta por tratar de assuntos que estudei na matéria escolar História. As guerras, batalhas, vitórias e derrotas e as pestes de 1666 foram assuntos que já passei bem perto de conhecer. Por este motivo, tenho o interesse da leitura, além da maravilha que nos é atribuído nesta estória.

    ResponderExcluir
  3. Gosto bastante do gênero. A história me deixou curiosa e já quero ler o mais rápido possível!

    Conheça meu blog
    virandoamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu já tive uma faze de pura impaciência com séries, mas ela passou, agora sou uma viciada precisando de tratamento kkkk. Porém, só começo a lê-las quando estão bem avançadas a menos que já conheça o autor ou autora ou as resenhas são muito positivas.

    Agora sobre a resenha: UAU! Você realmente gostou do livro, ficou entusiasmada e me fez olhar com atenção para ela. Adoro quando isso acontece, também gostei de saber o que o autor é professor de história e no final esclarece o que é verdade e o que invenção dele... Também curto o século XVII, a Idade Moderna é uma época e tanto, o Barroco, o conflito de luz e trevas... Uma série nessa época é uma boa pedida. Vou acompanhar o desenrolar das resenhas, quem sabe não me vejo lendo.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. oi flor, que interessante ver uma nova série chegando com tanta ênfase e tantos elogios! fiquei surpreendida de verdade
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie, Cida!
    Também amo bruxas e sua resenha me deixou empolgada com A Ordem. A ideia de resgatar as bruxas assustadoras é bem interessante, já que tudo hoje é bem romantizado e suavizado.
    A capa ficou muito bonita ao mesclar os tons e fazer esse jogo de sombra.
    Bjus
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir
  7. oi flor, que interessante ver uma nova série chegando com tanta ênfase e tantos elogios! fiquei surpreendida de verdade
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Vendo este livro eu me pergunto: Por que eu ainda não o li? Eis a questão.

    Mais um livro adicionado à minha lista de leitura, que nunca acaba e.e

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  9. Aquele momento em que me questiono: Por que eu ainda não li este livro. Eis a questão.
    Mas ainda há um antigo problema que persiste em existir: A falta de tempo. Devo chorar, sim ou claro? ueheuhueh

    Enfim, o mais breve possível vou ler este livro. E a propósito, ótima resenha.

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida, sua linda, tudo bem
    Você me fez muito feliz agora, pois adoro história e adoro bruxas também. E saber que o livro mescla ficção e realidade, o deixou especial. Agora, o que chamou minha atenção e é o diferencial desse livro, com certeza são as bruxas em sua pior forma, elas são más e eu adorei isso, risos....Já vi pela sua forma de defendê-lo, que irei me apaixonar por Armand, risos... Não vejo a hora de embarcar nessa aventura!!!!!! Sua resenha resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas gostei bastante da sua resenha. Gosto de livros nesses períodos! :D

    Beijos
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie!!!

    E quem resiste?? Me diga... Eu não consigo. Hahahaha

    Adorei!! Tô curtindo essa pegada de bruxas. Gostei demais.

    E você é uma filha da mãe. Toda vez que venho aqui coloco mais um na lista.

    Bjkss

    Lelê

    ResponderExcluir
  13. Sofremos então do mesmo mal, eu vivo me encalacrando por começar séries novas e, o pior, ter que esperar pelas continuações serem lançadas. E poxa, como você é má! Um livro de caçadores de bruxas? Tenho certeza de que vou amar também, porque sou doida nessa temática. Adorei a dica, não conhecia a obra. Beijos, Mi

    Blog Recanto da Mi

    ResponderExcluir
  14. Oi!!
    Vi este livro em outro blog e fiquei super animada pra ler e é bom saber que o livro não só tem uma capa linda como também tem ma historia boa .
    Quero muito ter a oportunidade de ler logo .
    Bjos!

    ResponderExcluir
  15. A premissa do livro é bem interessante, principalmente por causa desse ar fantástico das bruxas. Além disso, adoro quando as bruxas são bruxas de verdade. Não de verdade, é claro, mas ruins, cruéis. Bem melhor do que bruxas do bem. rs
    O fato de ter um fundo histórico também me chama a atenção. Adoro quando isso acontece.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  16. Eu no momento estou deixando um pouco para lá livros de séries e lendo somente livros que não tenham continuação, mas tenho diversas séries em minha lista de leituras, que pretendo ler futuramente, inclusive essa série, que pela sua resenha, parece ser muito boa, então futuramente pretendo ler.

    ResponderExcluir
  17. Cida!
    Nem tem como não gostar de um livro que tem ação, emoção, um certa mistério e assassinato e aí, o que dizer mais?
    Adorei!
    “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.”(Érico Veríssimo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  18. Também amo histórias de bruxas e saber que essas são más mesmo, feias e asquerosas, já que me deixou muito empolgada. Ainda não tinha visto nada sobre essa série, mas quero todos os livros para ontem. Amei a resenha, amei! Quero!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!