[Resenha] O Vilarejo

O Vilarejo
Autor(a): Raphael Montes
Editora: Suma de Letras       Páginas: 96
Lançamento: 2015               ISBN:9788581053042
capa_O Vilarejo.pdf ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome.  As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.

O Vilarejo, por Raphael Montes, é uma coletânea de contos de histórias macabras que definitivamente podem tirar seu sono. Logo no prólogo ficamos sabendo que foram histórias tiradas dos cadernos ilustrados de Elfrida Pimminsstoffer e chegaram na mãos de Montes por intermédio do dono de um sebo. Os tais cadernos estavam numa língua que a princípio ele julgou ser russo ou polonês, mas logo descobriu que se tratava de cimério, um idioma morto.

Se não bastasse esta peculiaridade para atiçar a curiosidade, a família de Elfrida não queria nem falar sobre o assunto dos cadernos e ao procurar ajuda para traduzir os textos, aparentemente ninguém queria colocar a mão no que estava naquela páginas. Seja como for, com muito esforço a tradução foi feita e as histórias, juntamente com suas ilustrações fascinantes e assustadoras, estão aqui para nos apresentar O Vilarejo, seus imperfeitos moradores a alguns pecados. Pessoas atormentadas por seus desejos e pelo frio. Elas têm caráter duvidoso e tendência inata para a violência.

As histórias podem ser lidas na ordem de sua preferência, uma não interfere na outra na hora de compreender, no entanto todas acontecem neste vilarejo e têm personagens e acontecimentos em comum. Cada uma retrata um dos sete pecados capitais: luxúria, gula, ganância, preguiça, ira, inveja e soberba e as ligações deles com determinados demônios.

São narrativas curtas, mas nem por isso deixam de ser completas. Cada uma apresenta um começo, meio e fim bem delineados e conseguiram me surpreender de diversas maneiras, seja pelos finais arrebatadores, seja pelos acontecimentos nefastos ou até mesmo pela forma nua e crua que mostra a natureza humana e suas falhas.

O engraçado é que mesmo tendo esta base de ligar os pecados com os seres das trevas, o que fica evidente é que nós mesmos somos responsáveis por nossos erros independente de toda a influência externa. No final quem decide o rumo que tomar e o que fazer somos nós e os pecados nos pertencem. Loucura? Necessidade de afirmação?  Fraqueza? Doença? Simplesmente falta ou desvio de caráter? Tantos e tantos fatores pode tirar o homem do bom caminho e não cabe a mim julgar.

Algumas histórias foram mais chocantes que outras. Senti medo, ódio, repulsa e até pena. O Vilarejo era um lugar frio, e não digo isso apenas pelo clima de inverno e sim no  âmbito geral, a aura do lugar era pesada e deprimente, sinceramente jamais gostaria de passar ali perto. Os moradores são bem interessantes, isso não nego, e conforme eu passava de uma história para outra e ia me aprofundando não só no conhecimento do local, mas também na personalidade de cada um, fui ficando mais e mais intrigada.

Eu li as histórias na ordem que Montes as colocou no livro e achei que foi a forma ideal, isso porque a última nos remete diretamente a primeira e o esclarecimento que vem daí e os laços que se formam conectando tudo e todos foram de extrema inteligência. Na verdade do prólogo ao posfácio, cada linha é indispensável. São revelações horríveis e considerem isso como um elogio, afinal o horror aqui é o que conta.  São menos de cem página, mas uma obra completa. Foi o primeiro livro de Montes que li e sua narrativa é envolvente e viciante, além de bem aterrorizante e tensa. Eu gostei demais e pretendo ler outros livros dele em breve, Dias Perfeitos será o próximo.

Não sou muito de falar sobre edições, mas esta aqui além de remeter diretamente ao clima sombrio do Vilarejo, possui ilustrações que por si só contam a própria história. E a Suma foi muito carinhosa ao nos enviar es exemplares autografados. 

Fica a dica para encerrar com chave de ouro o mês de Halloween.



2leep.com

18 comentários:

  1. Oi Cida, tudo bem?
    Esse livro está sendo muito bem comentado nas redes sociais, mas esta é a primeira resenha que leio sobre ele. Parece ser uma leitura densa e sombria, bem de acordo mesmo com este mês.
    Te confesso que de uns anos pra cá fiquei medrosa. Não leio mais terror. Eu recebi o livro, mas foi enviado direto para uma das colaboradoras do blog, e espero em breve conhecer a opinião dela também.
    Ótima resenha flor.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie Cida =)

    Está tudo mundo comentando sobre esse livro mesmo, mas confesso que só a premissa dele me dá um pouco de arrepio rs...
    Não leio livros do gênero por que sou medrosa e admito, mas acredito que para quem é fã ele é uma ótima leitura mesmo.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cida.
    Já li a obra e gostei, apesar de não ter entrado nos meus favoritos. A premissa é muito boa, mas acredito que poderia ter sido melhor desenvolvida em um romance. Quanto aos pecados, concordo com o que você disse. Apesar de cada um ser causado por um demônio, ficou claro que os humanos são os causadores de tudo.
    Aliás, outro aspecto que concordo plenamente é quanto à edição.


    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Foi com este livro que pude conhecer um pouco mais sobre o autor Raphael Montes e apreciar as suas outras obras. O Vilarejo me conquistou, não por ser um livro extremamente elogiado, mas por ser do gênero de terror, estou devendo esta leitura, e por ser construído em contos e ilustrações. Além, da ligação entre o demonologista e o padre.

    ResponderExcluir
  5. li muitos comentários positivos, mas não faz muito meu estilo e nem curto assim o suspense pra me arriscar, mas pelo visto este livro é a consagração do autor
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Tenho muuuuuuita vontade de ler esse livro.
    Nem tinha reparado antes, vi agora na sua descrição... 96 páginas, que delícia, é de ler numa sentada, né?!
    Quero ler logo ;)

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    O pessoal está super comentando sobre esse livro socorro.
    É o tipo que adoro assistir, mas que por algum motivo, quase não leio.
    Adorei a proposta e quero ler em breve.

    Humanos sempre me impressionam mais que as 'bestas' hahaha

    Ótima resenha.

    tenha uma ótima sexta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida!
    Depois que adquirir os novos do King, esse livro é o meu mais desejado de terror. Todo mundo só fala bem dele que necessito ler logo
    Essa história de ser ligado com os pecados me lembrou aquele filme Seven com o Brad Pitt. A história em si é completamente diferente mas, meu cérebro bugado tende a fazer associações malucas.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Já vi divulgação desse livro em outros blogs e tenho muita vontade de ler!!

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida!
    Ainda não li nenhum livro do autor, mas só de saber que são contos de terror eu já quero ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  11. É surpreendente como em livro tão pequeno, menos de 100 páginas, caiba tanta emoção. O que nos impulsiona a saber se é verdade mesmo hehehehehe, bom, isso em mim foi despertado.
    Ainda não li nada de Rafael Montes, mas fiquei muito interessada em conhece-lo e obrigada por isso.
    Gostei muito da resenha (reparou né?!)
    Bjoo

    ResponderExcluir
  12. Oii!
    Sou uma completa medrosa, mas do tipo masoquista porque apesar de ter medo de tudo que tem relação ao sobrenatural sou muito curiosa com esse mundo (minha vive me advertindo sobre isso e por assisto filmes de exorcismos) mesmo que a noite fique me tremendo olhando desconfiada pra tudo que é lugar. Assim que li a sinopse desse livro me interessei e a sua resenha só me deu mais vontade de ler, sem falar que está todo mundo sobre esse livro. Preciso de mais motivos para ler?
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  13. Nossa, está todo mundo comentando sobre esse livro, que mesmo não fazendo meu gênero eu estou ficando curiosa! E vc Cida sentiu tantas coisas lendo que só aumentou minha curiosidade! Preciso deixar de ser medrosa e encarar a obra rsrsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Eu descobri recentemente o gosto pelo terror e pela ficção cientifica... E gente, como passei tanto tempo longe? Adorei a ideia do livro, adorei ter pouca paginas, tem cara de livro enxuto e bem acabado... estou seca, vou colocar na minha lista de futuras compras na Amazon!


    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  15. Essa é a 3ª resenha que leio desse livro só hoje...eu preciso muito ler também, kkkkkk

    Parabéns pelo blog e pela qualidade do texto, sucesso sempre!

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida sua linda, tudo bem
    Eu simplesmente sou fascinada pela natureza humana, assim que soube sobre esse livro, eu fiquei super empolgada. Lendo sua resenha eu me senti encontrando esses cadernos e confesso que eu iria me desfazer deles na hora, ficar bem longe, risos... É claro que só poderia ter algo de ruim neles. Esse autor é um gênio, primeiro porque todas essas pessoas têm relação umas com as outras e depois, elas foram vítimas dos sete pecados capitais!!!! Agora o que mais me chamou a atenção, foi a sua reflexão: sabe Cida, eu acredito que vivemos em uma luta diária, a escolha sempre é nossa, temos que ser fortes para sempre dizer não!!!!!! Adorei sua resenha!!!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Encerrar com chave de ouro mesmo!!!

    Adorei a resenha, e amei este livro!!!!! Tá no topo dos meu favoritos de terror e suspense!

    Show!!

    Bjks

    Obs.: Sempre que venho aqui, coloco mais um livro na minha lista, hoje eu não coloquei porque já li!! Aleluia!!

    Bjks de novo

    Lelê

    ResponderExcluir
  18. Cida!
    Nossa! Adoro contos de terror e o livro parece que traz contos aterrorizantes.
    Já está na lista de mais que desejados.
    Quero muito ver a escrita do autor porque dizem que é ótima.
    “Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz que o injustiçado.”(Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!