[Resenha] À Flor Da Pele

À Flor Da Pele
Título Original: Clipped Wings (Clipped Wings #1)
Autor(a): Helena Hunting
Editora: Suma de Letras       Páginas: 336
Lançamento: 2015               ISBN: 9788581052885
À flor da pele ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Tudo na tímida Tenley Page intriga o tatuador Hayden Stryker de um modo que ninguém jamais conseguiu: do cabelo longo e esvoaçante com aroma de baunilha até a curva suave do quadril... E o interesse dele só aumenta quando ela pede que ele tatue um desenho incomum em suas costas. Com seu jeito durão, Hayden é tudo que Tenley nunca se atreveu a desejar. A química entre os dois é instantânea e desperta nela o desejo de explorar o corpo escultural que há por baixo de tantas tatuagens. Traumatizada por um passado trágico, Tenley vê em Hayden a chance de um recomeço. No entanto, o que ela não sabe é que ele também tem segredos que o impedem de manter um relacionamento por muito tempo. Quando os dois mergulham em uma relação excitante e enfim passam a confiar um no outro, lembranças e problemas batem à porta — e talvez nem mesmo a paixão entre eles seja capaz de fazê-los superar seus traumas.
À Flor Da Pele, primeiro livro da série de mesmo nome, de Helena Hunting, publicada no Brasil pela Suma de Letras, nos traz uma história marcante, no sentido literal da palavra, já que as tragédias de seus protagonistas não só deixaram cicatrizes em suas almas, mas também foram marcadas em forma de arte em suas peles.

Antes de ler este livro, li Doce Tatuagem, um conto que faz parte da série e que nos dá um gostinho do que será a relação de Tenley Page e Hayden Stryker. Nele ficamos sabendo como ambos se conheceram a e forma como uma atração mútua surgiu. É algo bem envolvente e cativante, nada repentino, é uma dança cuidadosa, um passo de cada vez rumo à algo que promete pegar fogo, visto que a tensão sexual exala dos dois a cada vez que estão próximos. Contudo, Tenley reluta e foge de Hayden todas as vezes que ele tenta se aproximar, algo atormenta a garota e a curiosidade para saber o que e como esta história vai acabar, domina o leitor. Resultado: Eu não via a hora de ter o livro em mãos. 

Tenley deixou a cidade onde vivia para estudar, mas este não foi o motivo real que a levou a deixar o passado para trás, algo grave aconteceu e a fragilizou profundamente. Ela mascara seus sentimentos e sempre que a pressão fica insuportável mergulha de cabeça em um mundo de remédios controlados. Disposta a superar tal dor, acaba decidindo colocá-la para fora na forma de uma grande e desconcertante tatuagem em suas costas. E quem, senão Hayden - tatuador de plantão – , para executar a tarefa?

Tenley e Hayden moram e trabalham na mesma rua, são uma dupla intensa, ambos têm seus fantasmas e não buscam relacionamentos sérios, mas quando entendem que ficando juntos os fantasmas são menos assustadores, vão se deixando levar. E mesmo com a relutância inicial dela, foi inevitável que algo acontecesse, assim vivermos muitas expectativa pelo entendimento do casal, entramos na fase de ansiar para que tudo dê certo.

Ele é amoroso, cuidadoso e um tantinho possessivo, mas não de um jeito ruim, e sim protetor, é aquilo que ela precisa para fugir da vida certinha que levava e não gostava. Hayden não é convencional, possui uma beleza impactante e nada clichê. Suas tatuagens o tornam ainda mais delicioso.

Ela é delicada e triste, vê em Hayden algo bom demais numa vida de culpa, aquilo que não merece de verdade.

Eu curti muito o rumo que a relação tomou, gosto quando as coisas acontecem aos poucos, a expectativa acaba deixando tudo mais sólido e quando algo acontece vibramos. É empolgante ver um amor surgir devagarinho, especialmente quando é tão sexy, sedutor e quente, mas ao mesmo tempo frágil, terno e sincero. A relação de Tenley e Hayden é linda e intensa e pela bagagem de ambos acaba sendo um tipo de alívio e redenção, uma segunda chance para duas pessoas que achavam que já haviam chegado no fim da linha. Há muito respeito e amizade juntamente com cenas quentes que nos fazer perder o ar.

Eles são encantadores, um casal que se tornou queridinho, comprei suas dores e sofri com eles. Helena Hunting os criou de uma forma tão verdadeira que ganharam vida e saíram das páginas, suas emoções são palpáveis e seu carisma evidente. Qualquer um vai querer não só protegê-los, mas tê-los por perto.

Os personagens secundários também roubam a cena e são tão adoráveis quanto os protagonistas. Claro que existem antagonistas, que fazem jus ao papel e causam um belo estrago, mas complicações são necessárias para deixar a trama mais intrigante e de partir o coração. O final foi uma reviravolta e praticamente destruiu tudo de bom que Tenley e Hayden haviam conquistado. Maldade da autora, não vejo a hora de ter o próximo para saber o que vai acontecer, já que este ficou longe de um final feliz.

À Flor Da Pele possui uma narrativa fluida e viciante, com um ritmo cadenciado e que envolve o leitor de maneira sutil. Na voz de Tenley e Hayden me proporcionou uma leitura incrível, eu fechei o livro passada e muito mexida. Não é uma trama fofinha e superficial, é algo visceral que vai fundo na alma. 

As tatuagens citadas durante toda a obra não são apenas um desenho no corpo, são uma manifestação de algo maior, uma exposição declarada de ideias e sentimentos. Eu nunca encarei uma tatuagem como algo tão libertador e ao mesmo tempo desolador, só lendo para captar melhor esta sensação, mas esta arte corporal ganhou nova dimensão para mim após concluir o livro.

Todo mundo tem cicatrizes Tenley. Com sorte, ela permanecem só do lado de fora.
Não deixe de ler Doce Tatuagem. 
Lembrando que foi disponibilizado apenas em e-book.







2leep.com

13 comentários:

  1. Cida, com essa resenha você conseguiu me deixar muuuuito curiosa, olha que eu nem to mais com a lista de desejados em aberto, mas acho que vale a escapadinha
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. OI Cida, tudo bem?
    Acho que o essencial é quando o casal nos conquista e convence, o que é o caso. Vi que outros leitores também gostaram. Não sei se tinha me interessado muito por Doce tatuagem, mas agora com a publicação desse eu pensaria em ler sim. Gostei de saber de sua opinião também.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Apesar da narrativa parecer ser bem gostosa e fluída, não leria a obra por não ser muito do meu gênero. No momento estou lendo mais obras voltadas para o terror e suspense. Mas não descartaria a leitura no futuro. Até porque personagens bem trabalhados psicologicamente e com suas dores expostas não é fácil de achar.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida!
    Que bom que nesse livro não temos um romance instantâneo e sim um que vai sendo construído aos poucos. Mas você sabe que eu não curto livros desse gênero! rrsrs
    Ótima resenha! Bjo <3

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Que capa linda, babei nessa tatuagem haha
    Acho que a primeira resenha que leio desse livro e gostei da premissa.
    E o fato das tatuagens serem figurativas do enredo, me pareceu bacana.
    Ótima resenha, espero ler em breve.

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida

    Logo que vi a sinopse deste livro fiquei mega curiosa e assim que chegou fui correndo ler amei demais a história dos dois e mal posso esperar para o próximo volume, amei a capa, amei os protagonistas e amei a carga de drama que os dois carregam.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    Ainda não conhecia o livro, mas achei a trama interessante, principalmente pelo relacionamento dos protagonistas acontecer de forma natural, além disso, gostei da ideia das tatuagens.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse e pela capa que achei belíssima, agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece ser excelente e super emocionante.

    ResponderExcluir
  9. Cida!
    A capa além de linda parece que retrata bem o interior do livro.
    Não sei bem se gostaria de lê-lo no momento, porque o assunto não é tão interessante para mim, mas quem sabe mais para frente.
    “Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, tô loucaaa pra ler esse livro,ótima resenha só me deu mais vontade de ler esse livro! D:

    ResponderExcluir
  11. Depois de ler a resenha,só me resta roer as unhas até ler o livro.
    😚

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, tudo bem?

    Eu li Doce Tatuagem e fiquei doida querendo ler À Flor da Pele, mas ainda não tinha sido publicado :( Estou bem curiosa para ler este livro. Eu já imagino que ele vai ser romântico e até sexy, mas o que eu mais quero saber é dos momentos emocionantes que ele deve ter. Espero poder ler em breve.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Adoro narrativas que tocam a alma e me deixam meio maluca quando termino a leitura. Sem contar que os antagonistas que fazem estrago são odiados e bem vindos na mesma proporção, né? Amei a resenha, me deixou morrendo de vontade de fazer a leitura!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!