[Resenha] Ligações

Ligações
Título Original: Landline
Autor(a): Rainbow Rowell
Editora: Novo Século                    Páginas: 304
Lançamento: 2015               ISBN: 9788542804812
LIGAÇÕES ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura. Talvez sempre esteve em segundo plano. Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças. Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer… Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?

Imaginem encontrar uma maneira de se conectar com o passado e conseguir ajeitar a sua vida no presente? Georgie McCool encontrou, viu ali a oportunidade de salvar seu casamento com Neal, que estava praticamente liquidado por sua culpa, já que Georgie sempre valorizou mais sua carreira profissional que o resto, incluindo aí o marido e os filhos.

O Natal estava próximo e Georgie e sua família de malas prontas para passar as festas na casa da sogra, mas ao receber um proposta de trabalho tentadora, ela preferiu adiar tudo e se dedicar ao novo projeto, no entanto Neal, que desde o nascimento da primeira filha do casal havia virado a “dona de casa”, literalmente lavando, passando, criando as filhas e esperando Georgie todas as noites (até bem tarde), para servir o jantar, deu o primeiro sinal de ter chegado ao limite. Depois de quase duas décadas de casamento, não suportava mais ser o segundo plano da esposa e simplesmente foi viajar sem ela. Finalmente veio o choque e Georgie deu-se conta do quanto estava sendo mesquinha e relapsa com a família. Dividindo os dias entre a tristeza pela distância de Neal e a pressão no trabalho, passou a viver novamente na casa da mãe e lá ao usar um antigo telefone amarelo, se viu falando com o marido antes dele pedi-la em casamento. Eis ali uma oportunidade ímpar, capaz de mudar o rumo de sua vida.

Depois da leitura do comovente e maravilhoso Eleanor e Park, eu me vi desejando ler mais livros de Rainbow Rowell, a impressão positiva que a leitura deixou em mim foi grande e acreditei que Ligações seria um outro livro que mexeria profundamente com minhas emoções. Vejam bem, as histórias não têm nada em comum, o primeiro é protagonizado por dois adolescentes cheios de dramas pessoais, que encontram na companhia um do outro coragem e salvação, ao passo que neste outro, o casal está próximo dos quarenta anos e enfrentando dilemas de adultos, só que minhas expectativas estavam elevadas por ambos serem da mesma autora, se ela tinha criado uma grande história antes, com certeza poderia repetir a receita.

Eu não li a sinopse, já citei no parágrafo anterior o motivo de escolher o livro, então comecei sem imaginar onde a história iria me levar e fiquei surpresa quando surgiu o telefone especial, não caracterizava exatamente uma viagem no tempo, mas sim uma conexão com o passado, sendo assim temos a Georgie de 2013 conversando com o Neal que era seu namorado lá nos anos 90, é uma interação que permite não só ver a protagonista tentando decidir se deve ou não tentar salvar o casamento, mas também permite que o leitor saiba como ambos se conheceram e conduziram o relacionamento até o momento atual.

A crise conjugal de Georgie e Neal é bem realista e atual, reflete a situação de muitos e muitos casais que ao inverter os papéis na vida doméstica acabam sentindo um impacto negativo na relação. No entanto não foi apenas isso que gerou a crise, Georgie ao deixar de lado a família por causa do trabalho foi a principal responsável, só que também acho que Neal teve culpa no momento que cedeu à todos os desejos dela e não colocou suas vontades na mesa, vejam bem, uma relação para dar certo precisa de muita conversa e equilíbrio, cada um cede um pouco para que ambos sintam - se confortáveis e neste caso as concessões foram unilaterais.

Vou ser sincera e admitir que não torci pelo casal, sinceramente eu não via uma química entre eles e nem grandes motivos para ficarem juntos, Georgie por mais que mostrasse estar arrependida não me convenceu que merecia uma segunda chance, ela sempre soube como tratava Neal e nem ligava, porque era cômodo demais e viável para ela, e mesmo que ele tenha permitido, eu senti pena e queria que achasse uma mulher mais amorosa e dedicada. Georgie poderia ter sido mais decidida, agido com mais determinação para recuperar seu casamento, em alguns momentos ela foi bem imatura, nem parecia uma mulher de quase quarenta anos e sim uma adolescente indecisa.

Foi interessante ver o dia a dia dela do período de 17 de dezembro até o dia de Natal, tudo o que passou e pensou, foi um curto espaço de tempo, mas que nos permitiu conhecê-la bem, contudo com Neal isso não ocorre, a autora focou mais em Georgie, senti falta do lado dele da história, de saber como sentia-se de verdade. Embora eu não tenha sido cativada pela protagonista, suas filhas, o amigo Seth, a irmã, a mãe e o padrasto, foram um show a parte, enquanto ela chorava, eu ria com as aparições destes personagens e ficava comovida com a maneira que tentaram consolá –la.

Ligações é um livro que trabalha relações de maneira bem verdadeira, mesmo que o telefone que fale com o passado seja algo fantasioso, não é ali que reside o cerne da história, a questão em destaque é a maneira como somos relapsos com quem amamos e como muitas vezes, seja pela correria diária, pelo foco em nossos objetivos ou mesmo pelo desejo de conquistar o mundo, acabamos não demonstrando o amor que temos no coração e acabamos afastando quem é importante e deseja nosso bem, sei que o tempo é raro nesta vida moderna, mas precisamos lidar com ele de forma a não esquecer que temos vida além do trabalho, temos família, amigos, pessoas que nos querem por perto, que precisam de nós e nós deles. Em suma, mesmo que a protagonista não tenha me cativado, sua história me fez repensar sobre diversos aspectos de minha própria vida, eu devorei o livro não por esperar um final feliz e um romance gracioso e sim por  estar presa das reviravoltas da vida destas pessoas, É isso pessoal, de uma maneira inesperada. Rainbow Rowell me tocou mais uma vez. 


2leep.com

19 comentários:

  1. Olha eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas todos estão dizendo que é ótimo
    e sinceramente depois de ter lido a sua resenha fiquei ainda mais curiosa. Adorei a trama que autora criou e deve ser realmente muito bom. Eu até agora só li Eleanor e Park, mas espero poder ler e gostar bastante. Parabéns pela sua resenha, pois além de muito bem escrita, ficou bastante claro. =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-centelha.html

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Agora fiquei bem interessada no livro, achei bem legal essa ideia do telefone, mas o que mais me instigou foi por ele mostrar a realidade de tantas famílias hoje em dia. A falta de diálogo e maior preocupação com o trabalho do que com os familiares parece ser mesmo bem mostrado nessa história.
    Amei a resenha! Um abraço!!

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente, ainda não senti vontade de ler esse livro, apesar de já ter visto resenhas que tanto elogiavam quanto falaram que não é o melhor livro da autora. Mesmo sem torcer pelo casal você conseguiu gostar, mas não sei se o mesmo aconteceria comigo. Só lendo para saber, mas não acho que vou fazer isso agora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. sempre me prometo colocar um livro da autora no carrinho de compra, mas fico super indecisa! são enredos tão bons!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não pude ler nem esse nem outro livro da Rainbow, mas os dois citados estão na minha looooooooooooooonga lista de desejados.
    É duro perceber o quanto somos relapsos com as pessoas mais importantes de nossas vidas, e receber um "choque" em forma de leitura é sempre válido. Ahhhhhhhh, se desse pra voltar no tempo (ou fazer uma ligação pro passado) para consertar tudo...

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Acho que já vi essa história do telefone que liga para o passado em um episódio de Twilight Zone, ou alguma série parecida.
    Não sei se leria o livro, a história parece ser interessante mas não teve nada em especial que me atraiu...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Cida!
    Achei bem interessante o mote de ligações com o passado.
    Já li vários comentários que os livros da autora são muito bem desenvolvidos e valem a pena de serem lidos, mas ainda não li nada dela.
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie, Cida, tudo bem?

    Eu nunca li nada da Rainbow, nem mesmo E&P! Tanta gente fala tantas coisas boas sobre os livros dela e eu aqui comendo mosca!
    Deve ser um livro muito emocionante mesmo! Nós temos que dar mais atenção para as pessoas que estão ao nosso redor...

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Não conhecia esse livro. Não li nenhum livro da autora ainda.
    Me interessou bastante o enredo dele, eu acho que vai me tocar também.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  10. Oie Cida =)

    Infelizmente ainda não consegui ler nada dessa autora. Ai sempre que leio resenhas elogiando as histórias dela, fico me perguntando o por que ainda não li rs...
    Sua resenha ficou linda e me deixou com mais vontade ainda de conhecer a escrita da Rainbow.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Este livro me chama muita atenção, mas com certeza quero conhecer a autora por Eleanor e Park, já que nunca li nada dela. Gostei da resenha.
    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ainda não li nada da autora, mas sou doida para ler Eleanor & Park.
    Ligações não me chamou muito a atenção, embora pareça uma história que nos faz refletir sobre algumas coisas em nossas próprias vidas. Isso é um ponto a favor do livro.
    Ótima resenha! Adorei os pontos que você ressaltou.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  13. Oláá
    Poxa, que resenha lina, e que bom que gostou da leitura, eu estou louca para comprar esse e ler, de resto tenho todos da autora mas ainda não os li, pretendo em breve.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Ainda não li nada da autora, mas quero começar por "Eleanor & Park". Já li várias resenhas sobre o livro "Ligações" e confesso que a sua foi a que mais falou bem do livro.
    Ainda assim, não tenho vontade de lê-lo. Apesar de achar esse lance do telefone mágico beeeem legal!
    Fico feliz que você tenha gostado da leitura e estou ansiosa para conhecer a escrita da autora =)
    Gostei da resenha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  15. Oi,
    Li uma outra resenha do livro que de certa forma me encantou também, a sua por sinal me deixou ainda mais curiosa pela leitura, elogios ao autor sempre encontro, tanto com o livro Eleanor e Park como nesse.
    De certa forma já conseguiriam imagina até certo ponto da história, mas pelo que li será algo ainda melhor.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos
    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida, tudo bom?
    Talvez Ligações tenha ganhado mais uma leitora por sua causa. Eu li Anexos recentemente e não gostei nada da história e estava com medo de Ligações não me cativar tanto assim. Acredito que o ponto mais positivo dessa história seja a mensagem que ele passa. Aproveitar o tempo com quem amamos é algo que vemos cada vez menos nos dias atuais, mas é muito importante para a nossa vida.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Adorei a sinopse e sua resenha, fiquei super curiosa para lê-lo. Não li nada da autora ainda e só vejo opiniões positivas sobre as histórias dela. O que mais achei bacana é por se tratar de um relacionamento normal, sobre coisas que acontecem na nossa realidade. :D

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  18. Olá... tudo bem??
    Exatamente isso que minha amiga disse quando leu o livro... ela não gostou dos protagonistas, mas a leitura do livro a fez repensar em como seu relacionamento com o namorado estava caminhando... fez com que ela pensasse melhor nas conversas que tinham o no sentimento que sentia... acredito que o livro foi escrito com esse objetivo... de entreter o leitor, mas acima de tudo foi para trazer reflexão... Xero!!

    ResponderExcluir
  19. Li resenhas desse livro e alguns gostaram e outros não, mas acredito por ser a questão da faixa etária. Quando a gente tá mais maduro, acho que o livro nos toca mais...
    Vou ler esse livro... As vezes a gente faz coisas que magoam o outro e nem percebe, justamente pelo o que vc falou: a correria do dia a dia!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!