[Resenha] Fingindo

Fingindo
Título Original: Faking It (Losing It #2)
Autor(a): Cora Carmack
Editora: Novo Conceito        Páginas: 336
Lançamento: 2015               ISBN:  9788581636665
Fingindo_Capa_OK.indd ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Por quanto tempo você consegue prender alguém? Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la. Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim. Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado. Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida. Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.
Oi Menino de Ouro! Oi Menina Furiosa!

Fingindo é o segundo volume da série Losing It de Cora Carmack, publicada no Brasil pela Editora Novo Conceito. A série traz as histórias dos amigos Bliss, Cade e Kelsey, o primeiro Perdendo-Me foi uma leitura que me surpreendeu positivamente, assim não via a hora de ter o segundo em mãos, gostei da forma alegre e descontraída que Cora apresentou seu romance.

Depois de Bliss e Garrick, chegou a vez de Cade e Max. Aquele Cade mesmo que você está pensando, o melhor amigo de Bliss que era apaixonado por ela e hoje está de coração partido tentando achar um rumo. No dia que soube que a amiga seria pedida em casamento ficou péssimo, só que o destino não queria vê-lo assim, colocou na sua frente, literalmente, uma garota diferente de todas as que já havia conhecido. 

Estilosa e aspirante a uma carreira musical, Max virou o mundo do rapaz de pernas para o ar ao propor que ele fingisse ser seu namorado, só que a atração entre ambos foi tão imediata que o fingimento estava com os dias contados

Eu estava com altas expectativas com este livro e logos nas primeiras páginas fiquei feliz em encontrar o mesmo clima divertido do livro anterior, Cora cria situações para seus protagonistas que nos arrancam risos e sorrisos, mesmo que sejam algumas vezes previsíveis, não deixam de nos prender e  fazer devorar seus livros.

A narrativa é em primeira pessoa, alternada entre Cade e Max, assim é possível não só conhecê-los melhor, mas também ver uma mesma situação pelos dois lados, há uma sincronia entre os capítulos, tudo bem conectado e não ficamos no ar. É bem assim, ela está dançando e sente os olhos de Cade sobre si, descreve como é a sensação de ser observada e na sequencia ele nos fala como é vê-la dançar e o que pretende fazer depois de tanta emoção. Os diálogos entre eles são naturais e existe muita afinidade ali.

Para aqueles que estão cansados da mocinha virgem e do bad boy podem ficar tranquilos, não há nada disso aqui. Max é experiente e gosta de relacionamentos que não a prendam por muito tempo, seu foco não é o amor, mas sua carreira musical, não está desesperada por um homem, tanto que quando começa a sentir-se muito ligada à Cade fica bem assustada. Ele por sua vez quer amar e ser amado, se surpreende ao esquecer Bliss e pensa seriamente em conquistar Max.

Apesar de Cade me assustar muito, eu me sentia à vontade com ele.Era complicado. Olhando para ele eu sabia que não era o tipo de medo que faz com que você dê meia volta e saia correndo. Era o tipo de medo que faz com que as pessoas saltem de penhascos e escalem montanhas – o tipo de medo que lhe diz que há algo de milagroso à sua espera no fim, se você conseguir chegar lá. 

Vejam bem, eles se aproximaram por causa de uma mentira, Max queria agradar os pais e garantir que eles continuassem a lhe ajudar financeiramente até que sua carreira desse certo e por isso pediu que Cade fosse sei “namorado”, é uma situação que nos faz ver claramente onde vai chegar. Ele foi durante todo o tempo o cara mais fofo e adorável, geralmente não curto muito os bonzinhos, só que Cade sabia também brincar e seduzir, foi aí que me conquistou, já Max, embora tivesse seus motivos para agir com esta covardia (um drama antigo), achei que foi imatura e egoísta em alguns momentos, não era uma má pessoa, mas precisava crescer.

É uma história afetuosa, o título vai além da relação dos dois, vi que também é ligado diretamente com Max, que fingia ser quem não era e não tinha coragem de mostrar aos pais o que desejava. Há um pequeno drama na história que só é esclarecido dos capítulos finais, achei que poderia ter sido abordado com mais intensidade, tamanho o pavor de Max em tocar no assunto, a resolução foi bem simples. Cade e Max precisavam um do outro para se salvar e curar feridas, mas para isso precisavam arriscar. Definitivamente virei fã de Cora! Que venha o próximo.

Se era um erro, foi o melhor já cometi.
  



2leep.com

19 comentários:

  1. Oi Cida :3

    Amey a tua resenha porque me senti da mesma forma que você quando lia Fingindo, ri horrores com a Max e o Cade mas também fiquei um pouco "bléh" com o drama da vida da Max. Mas ao contrário de você ainda não li Perdendo-me ;-; espero que seja tão bom quanto foi Fingindo <3

    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Apesar a história ser divertida, não faz meu estilo de leitura, então esse livro eu passo. Mas achei interessante tratar das mentiras só pra agradar os pais.
    Boa resenha! Abraço!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida!
    Eu li Perdendo-me e gostei bastante, mas ainda não li a continuação.
    Realmente é bom ler algo que foge do estilo mocinha virgem com bad boy, isso já está cansando...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. também ja li esse livro Cida e gostei bastante!
    achei a proposta de juntar dois opostos clichê, mas ao mesmo tempo inovadora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Cida, eu gostei muito mais desse livro que do primeiro e olha que gostei bastante do primeiro, adorei a forma como os dois se encontrou e como um encaixa na vida do outro sem ao menos querer, a química deles foi bem legal.

    http://coisasdemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não gosto muito quando o drama se resolve de maneira simples demais, porque parece que o autor só fez isso para não deixar nenhuma ponta solta. De qualquer forma, esse livro me despertou atenção desde que vi o lançamento, então mesmo com esse pequeno detalhe que você mencionou na resenha, quero fazer a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha!!! Mas definitivamente o livro não me encanta.
    Não sei por que, mas enfim, não rolou... Uma pena. E olha que fico bem chateada quando isso acontece :(

    Mas sua resenha, como sempre está perfeita!!!

    Bjksssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Sem sombras de dúvida, Fingindo é melhor que Perdendo-me. Perdendo-me foi fraco e chato, Fingindo eu amei. Gosto de livros com situações que eu nunca faria (quem sabe), como pedir para um rapaz fingir ser meu namorado por 24 horas. Garanti ótimos sorrisos com esse falso namoro.
    E que a autora soube focar não só no romance, mas em questões familiares não resolvidas. Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Já faz um tempo que eu tô namorando esse livro, quero muito ler! Mas antes quero ler o primeiro, "Perdendo-me".
    Li muitos comentários bons sobre o livro e sua resenha só me deixou com mais vontade ainda de lê-lo!
    Adorei!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  10. Eu não gostei muito de Perdendo-me, então eu não estou "desesperada" para conseguir ler Fingindo. Uma coisa que você falou na resenha que já me incomodou são os pontos de vista alternados entre os personagens, normalmente isso me incomoda muito, mas vamos ver.

    laoliphant.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiiiii,
    Li resenhas boas e positivas desse livro.
    Tenho o primeiro e me disseram que ele é fraco, que é uma pena.
    Eu sei que tudo pareceu meio cliché em relação a esse namoro de mentirinha, mas eu gosto!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  12. Fingir para agradar os pais foi uma coisa que fiz muito e me arrependi MUITO.
    Quando comecei a ler resenhas desse livro, soube que precisava lê-lo. Nem sabia que era o segundo de uma série, mas já vi que não precisa ler na ordem. Gosto disso!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nada da série, mas já ouvi falar bastante, principalmente de "fingindo". Bom saber que o livro não trás aquele casalzinho clichê, já facilita bastante, kkkkk. Isso de fingir ser namorado já sabemos onde vai parar, nunca dá certo,

    ResponderExcluir
  14. Cida!
    Tive oportunidade de ler esse livro e me encantei com toda dinâmica de como as coisas acontecem.
    A protagonista é bem atrapalhadinha e no final... bem não vou comentar para não dar spoillers aqui, mas bem que gostei.
    Estou no aguardo da continuação.
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida, tudo bom?
    Só não li esse livro ainda porque não li Perdendo-me. Gosto da premissa da história e fico feliz ao saber que ele possui diálogos naturais. Tenho uma certa curiosidade para conhecer melhor o Cade. Também quero conhecer a escrita da autora.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ei Cida :)
    Não li nenhum livro dessa série (ou trilogia), mas estou bem curiosa. Parece ser bem bacana e interessante. Adorei a resenha :D

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  17. Oi Cida, tudo bem?

    Eu li Perdendo-me e Fingindo, gostei dos dois igualmente, eu estou curiosa para ler o terceiro livro. Confesso que não esperava um livro para essa personagem, mas quero ver no que vai dar.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Estou louca para ler esse livro. A autora também me conquistou com a leveza e diversão do primeiro, que foi um dos primeiros NAs que li
    E o que me chama a atenção em Fingindo é justamente que ele inverte o clichê da menina virgem e cara badboy. O Cade é um fofo e querido,e pelo que deu para perceber, a Max é meio doida, kkkkk
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oláa!!
    Tb recebi este livro da NC, não li ainda masss até comprei o perdendo-me p poder ler primeiro, mesmo q as histórias sejam independentes eu gosto d ler na ordem hahaha!
    Q bom q gostou da história, gosto de histórias afetuosas, q vc sente o q a autora quis transmitir em cada linha!!
    Bjos!!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!