[Resenha] A Mais Pura Verdade

A Mais Pura Verdade
Título Original: The Honest Truth
Autor(a): Dan Gemeinhart 
Editora: Novo Conceito        Páginas: 224
Lançamento: 2015               ISBN: 9788581636337
A MAIS PURA VERDADE_Capa.indd ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|
Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

De partir o coração…

A Mais Pura Verdade, de Dan Gemeinhart, publicado no Brasil pela Editora Novo Conceito, chegou aqui em casa de mansinho, bem de fininho e acabou ganhando lugar na estante e no meu coração. A Editora enviou aos parceiros um aperitivo do livro, os primeiros capítulos para uma degustação e ainda bem que quando experimentei o meu exemplar completo não demorou à chegar, isso porque fui prontamente capturada por sua história delicada e comovente.

Mark resolveu fugir de casa e com um plano bem elaborado saiu com seu cachorrinho Beua disposto a nunca mais voltar. O garoto está doente, muito mesmo,  e aos poucos, conforme avança em sua jornada, é que compreendemos a gravidade de seu estado, o que ele tem e as razões que o levaram à fugir. Mark acalenta um sonho, algo que gostaria de ter feito com seu avô, mas dadas as circunstâncias e tantas reviravoltas na vida de ambos, ela vai em busca disso sozinho, ou melhor, na companhia de seu cãozinho.

Em alguns momentos a narrativa é feita em primeira pessoa na voz de Mark, em outros em terceira pessoa, mostrando o outro lado da história, ou seja como estão seus pais e a melhor amiga Jessie com sua partida. É um texto fluido, delicado e extremamente sensível,  esta alternância da narrativa permite uma visão completa da história, elucida acontecimentos passados, de forma a fazer você entender como tudo chegou no ponto que está atualmente. Os capítulos são nomeados com uma contagem regressiva em quilômetros, ajudando assim a aumentar suas expectativas para o desfecho.

É um livro do gênero sick-lit, e isso é certeza de lágrimas e tristeza pela frente, mas mesmo que eu tenha chorado um bocado, não foi por estar sofrendo com Mark, claro que sua condição me tocou e fez sentir pena, é tão injusto ver uma criança sabendo que vai morrer logo, não ter a oportunidade de crescer, se apaixonar, se formar e ter tantas outras primeiras experiências, enfim, tornar-se um adulto… No entanto, eu chorei pela beleza da trama, especialmente por testemunhar a amizade dele com Jessie, a cumplicidade e lealdade que compartilhavam eram especiais, quantas e quantas pessoas mais velhas até hoje não tiveram a oportunidade de achar alguém assim para ter por perto, e eles conseguiram criar este laço tão forte e sólido. Jessie sabia para onde ele estava indo e sofreu com o amigo em cada passo, mas fiel à ele, guardou seu segredo, pode até ser que tenha agido errado em esconder dos adultos, mas o significado de suas atitudes foi nobre.

E não é só a amizade de ambos que impressiona, a relação que rouba a cena, é sua amizade com Beau. Que cachorrinho espetacular! Um verdadeiro companheiro, eu que sempre preferi gatos me vi querendo ter Beau na minha vida. Ele foi o herói desta história. Eu tinha a sensação que ele sentia o mesmo que seu dono, não sei se isso é possível, mas nesta história, o cachorro e o menino dividiram tudo.

E temos Mark, que apesar de ser apenas uma criança, não acredita mais em contos de fadas, tem uma visão mais dura da vida e o título da obra cai como uma luva para mostrar sua maneira de pensar. Mark é incrível, forte e determinado, e mais ainda, corajoso, passa por poucas e boas e não esmorece, sabe que precisa chegar em seu destino final. Acreditei que não conseguira, quando vocês lerem entenderão que cada obstáculo foi responsável por me deixar com esta sensação, por que foram complicados demais.

Mark mostra claramente que não quer morrer, é óbvio que ninguém quer, mas também não que mais lutar, está cansado de dor e sofrimento. Seus sentimentos são conflitantes, mas a raiva se sobressai, raiva de sua impotência, de não ser capaz de se curar. É peso demais para qualquer um, quanto mais uma criança.

Ele está fugindo do seu destino ou indo encontrá-lo? 

Esta pergunta é respondida no final, foi nesta hora que desmontei, as lágrimas vieram tão naturalmente, que só quando não via mais as letras que percebi que estavam ali. Mark vive um grande drama, mas ainda assim ensina uma bela lição, que devemos lutar por nossos sonhos e não deixá-los numa gaveta, pois mesmo com a morte pairando sob sua cabeça ele foi atrás. E quem está gozando de perfeita saúde, qual a desculpa? Mesmo que seja difícil, será que não vale a pena tentar ser feliz, indo em busca daquilo que deseja? Mark mostra que essa é a mais pura verdade.

Eu gostei muito da história, recomendo sem dúvidas. Leia e participe desta jornada com Mark e Beua. Fotografe momentos com ele, escreva poemas em um caderno, vá em busca de algo que deseja.




2leep.com

19 comentários:

  1. estou surpreendida pela sagacidade do enredo, a mais pura verdade é que é impossível não se apaixonar e torcer pelo Mark!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Cida, já estou com meu exemplar aqui aguardando para continuar a leitura, não vejo a hora.
    Parece que a emoção não vai largar de mim tão cedo com essa história.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 3 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
  3. Olá =D

    Ai, menina, entrou um cisco no meu olho lendo a sua resenha =,\ Sério, já me emocionei lendo a sua crítica, imagina lendo o livro? Eu amo livros do gênero, e tenho certeza, por tudo o que você disse, que vou amar este livro e guardar no coração <3</3 Quero ler para ontem! Amei sua resenha, como sempre!

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Adorei sua resenha! Também me senti assim quando li esse livro!
    Foi muito bom acompanhar Mark e Beau nessa aventura.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir

  5. Cida querida, senti sua emoção em cada frase! Acredito que vou sofrer e me emocionar mutio com esta história... Tem uma coisa boa da inocência, uma coisa triste de ter de lidar com a doença e a presença da morte que ronda. Mas tem tb esperança e descobertas, estou certa? Com um amigo fiel ao lado, os sonhos podem ser buscados sem medo... Será?
    Bela dica, quero ler.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida...
    Eu também recebi a degustação, e já gostei do livro. E recebi rapidinho o livro inteiro. E olha que nem sou parceira.
    Que bom que gostou tanto do livro, não vejo a hora de arrumar um tempinho e ler o meu.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida!
    Pelas resenhas que andei lendo, isso de a editora mandar só as primeiras páginas foi pura crueldade, né? Porque todo mundo adorou e ficou super ansioso pela sequência.
    Parece ser uma história tocante. Do tipo triste, mas leve ao mesmo tempo. Que bom que o desfecho agradou tanto quanto o início.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Pelo que todos estão falando, esse livro deve ser muito bom mesmo. Acho essa premissa de ir em busca dos sonhos maravilhosa, e me parece que a ingenuidade desse menino conquista o leitor certo? Gosto de livros assim, que eu sinta algo pelo personagem.
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Pelas resenhas que andei lendo, isso de a editora mandar só as primeiras páginas foi pura crueldade, né? Porque todo mundo adorou e ficou super ansioso pela sequência.
    Parece ser uma história tocante. Do tipo triste, mas leve ao mesmo tempo. Que bom que o desfecho agradou tanto quanto o início.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie,
    estou com este livro em casa, mas ainda não li. Acho que não vai para a minha lista de favoritos, mas acho que vou gostar.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiee

    Que livro lindo quero muito ler em breve adoro o gênero Sick Lit e drama então acho que vou amar o livro está na minha lista de próximas leituras.

    Beijos
    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, Cida! Tudo bem?
    Mulher, gostei da resenha. Li os primeiros capítulos do livro também quando chegaram por aqui e amei o que encontrei. Fiquei ainda mais ansiosa para devorar o exemplar assim que ele chegar aqui!

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

    Tá bom assim?

    Amei a resenha e sei que vou amar o livro. Estou me preparando psicologicamente para continuar.

    Bjkssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida!
    Não li o livro e talvez nem leia por agora. A história parece ser bem emocionante, mas não sei se estou preparada para ela. Geralmente histórias com crianças que estão doentes (principalmente quando é câncer) acabam comigo, fico um verdadeiro trapinho depois. E do jeito que sou chorona, vou encher uns bons baldes de lágrimas. rsrs
    Vou me preparar primeiro para poder me jogar de cabeça na leitura.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  15. Oie Cida =)

    ... só de ler a sua resenha meus olhos já se encheram de lágrimas. E tipo eu ainda estou me recuperando da leitura de Por Lugares Incríveis...
    Só de ler a prévia eu já tinha percebido que esse livro me partiria o coração. Eu devia estar preparada, mas obviamente não estou t.t

    Parabéns pela resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  16. Esse livro tá fazendo um sucesso danado desde o dia em que a editora mandou os folhetos, né? No começo fiquei meio receosa, mas agora já me rendi a ele. Amei a resenha, muito linda. Pretendo ler o quanto antes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee já quero
    Amei amei sua resenha
    Já tô seguindo - curtindo kkkkkkkkkkkkk

    Me conquistou, vou comprar já!
    Sou dessas :)

    xerão

    ResponderExcluir
  18. Esse livro é muito amor! Comovente, emocionante.... Creio que seja preciso se preparar psicologicamente para ler uma estória assim, tão cativante e fofa, porém com uma complexidade tão grande em relação ao personagem principal que, aparentemente, é um amorzinho. Louca para ler!

    ResponderExcluir
  19. Ele estava na minha listinha de livros p comprar , mais depois resolvi deixá-lo por ultimo , uma vez que a minha lista esta enorme, mais a resenha me pareceu bastante promissora e o livro é comovente e emocionante.... lerei em breve...

    ótima resenha...

    ~_^

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!