[Resenha] Minha Vez de Brilhar

Minha Vez de Brilhar
Título Original: Tracing Stars
Autor(a): Erin E. Moulton
Editora: Novo Conceito (#irado)                   Páginas: 288
Lançamento: 2014                                                  ISBN: 9788581635033
MINHA_VEZ_DE_BRILHAR_1401364231P ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente?
Minha Vez de Brilhar de Erin E. Moulton é mais uma publicação do selo #Irado do Grupo Editorial Novo Conceito, um selo dedicado aos livros jovens, que já trouxe para o Brasil livros como Boneca de Ossos de Holly Black e Caçadores de Tesouros de James Patterson, entre outros.

Está é a história da pequena Indie, uma menina filha de um pescador,  que ama o mar e seus habitantes, vive tranquilamente entre peixes e crustáceos, nem mesmo se importa com o cheiro deles, algo que leva as pessoas a zombarem dela com frequencia e lhe atribuírem apelidos nada elogiosos. Indie tem uma lagosta de estimação, Monty Cola e adora o bichinho, mas no dia que leva Monty sem querer para escola, dentro de sua mochila, acaba perdendo a lagosta. Triste pela perda, pela zombaria dos colegas e também pela maneira fria e distante que a irmã mais velha Bibi lhe trata, Indie faz um pedido às estrelas, ela quer ser uma pessoa melhor, que faça os outros felizes, que sintam orgulho dela. Nesta busca, a menina vive a maior aventura de sua vida e descobre o valor de uma verdadeira amizade.

A história é narrada por Indie, que nos apresenta o local onde vive e as pessoas que fazem parte de sua vida, nesta viagem acabamos conhecendo a menina e suas emoções, sonhos e frustrações. Ela é uma garota observadora, que ama a simplicidade de sua vida, mas que gostaria que as pessoas a vissem como alguém especial, ela quer ser aceita.

Até a metade do livro eu não me senti conectada com a protagonista, nem vi nada de extraordinário em sua jornada, achei mesmo estranha sua fixação por peixes e afins, na verdade Indie era uma garotinha esquisita para mim, mas conforme se empenhou em sua melhora como pessoa, uma mudança se deu na trama, ela foi trabalhar em um teatro, fez amizade com pessoas que normalmente não fariam parte de sua vida e assim viveu uma experiência interessante. A dinâmica na história muda com a entrada de Owen, um menino nerd que sofre com a separação dos pais, ele e Indie juntam suas peculiaridades e criam um laço de amizade forte. Owen ajuda na busca pela lagosta, enquanto trabalha no seu plano de automelhoria, tal como a garota, quer ser uma pessoa diferente.

O foco da autora nesta obra é a questão da aceitação, não só Indie e Owen preocupam-se em fazer parte de algo, mas também Bibi, a irmã da protagonista, todos eles passam por uma jornada de aprendizagem e amadurecimento, erram, se magoam e magoam os outros na tentativa de agradar aqueles que acham melhores que si, é um fato comum entre adolescentes a gana de fazer parte da turma de populares e também a questão de tentar impressionar os pais. Vemos claramente Indie esquecer sua essência e passar por um grande choque para tentar se conectar a si outra vez, fiquei mesmo chateada com seu comportamento em relação à Owen, que foi meu personagem preferido, doce e frágil, mas ao final entendi as razões de Indie, até mesmo passei a gostar da menininha.

É uma leitura dinâmica, traz aventura, drama e humor, dei risadas com as peripécias de Indie e Owen na calada da noite, tentando recuperar a lagosta Monty Cola, mas também me emocionei com a situação de Owen e a separação de seus pais. A história que não me cativou no começo, acabou me capturando, em sua simplicidade e sem grandes reviravoltas, trouxe uma mensagem positiva, ensinando a importância de deixar o orgulho de lado e se desculpar, de aprender com os erros e ser melhor assim, corrigindo-se, sendo verdadeiro, leal e amigo, não se passando por algo que não é para agradar os outros. 

Indie que começou pequenininha, mudou visivelmente no decorrer da trama, cresceu como pessoa e personagem. O final é alegre, onde vemos as pessoas caminhando lado a lado e aceitando suas diferenças. Minha Vez de Brilhar mostra que somos nós que escolhemos se vamos ser bons ou ruins, que para sermos felizes, não precisamos magoar as pessoas. Indie teve seu pedido atendido, podem ter sido as estrelas ou mesmo sua fé, o importante é que ela achou sua felicidade.










2leep.com

15 comentários:

  1. Eu gosto dos livros da Erin, e este eu também gostei!!!

    Amei a resenha!!! Com certeza o crescimento da personagem é bem legal!!! E sempre tem uma lição bonitinha.

    Tudo fofo ♥

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie Cida
    acho a capa desse livro tão linda. Nunca li nada da autora, mas esperava uma protagonista com mais idade, e um romance. Não sei se eu iria me envolver com o enredo.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa que história fofo, divertida e emocionante, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  4. Já li A Jornada da autora e o que mais me conquistou no livro foi justamente isso do amadurecimento dos personagens e o tema amizade. Dá pra perceber que a autora não quer focar demais na aventura ou qualquer outra coisa, e sim nos personagens.
    Ótima resenha! Bjs <3

    ResponderExcluir
  5. ah eu fiquei com tanta peninha da indie e a irmã dela é um saco, senhor já tinha dado um soco pra parar de ser babaca assim ¬¬ sim sou violenta.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. A capa desse livro é tão bonita né? A história com certeza passa uma lição importante pra quem lê, principalmente pras crianças que lerem, e o crescimento da personagem deve ser muito bonitinho.

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida =)

    Esse livro parece possuir uma história muito bonita mesmo. Confesso que pela sinopse o livro não tinha me chamado muito a atenção, mas agora após ler a sua resenha comecei a ver ele com outros olhos.

    Acho que é uma leitura que vale a pena dar uma chance ^^

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Esse livro parece ser muito fofo! Eu tenho ele mas ainda não li... Que bom que você gostou!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Oiee

    Esse livro já foi resenhado no blog também mas quem leu foi a Mari, ele achou a mesma coisa que você e acho que mesmo tendo algumas partes menos abordadas vale a pena a leitura.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  10. gostei do livro anterior da Erin exatamente pela questão da história boa e dos conselhos e lições por trás, gosto das reflexões!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cida!
    Estou com esse livro para ler, mas ele ainda não despertou meu interesse e isso aconteceu mais porque li resenhas negativas sobre um outro livro da autora e isso acabou me deixando com pé atrás. Depois de sua resenha percebi que posso até gostar da história, vou ler assim que der.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  12. Finalmente encontro uma resenha desse livro. Sempre tive curiosidade para entender sobre o que se tratava porque aquela sinopse é estranha demais e não diz nada.. kkkk mas sinceramente, mesmo com a sua resenha bem escrita, como sempre, ainda tenho as minhas dúvidas sobre a história. Parece ser tão estranha. Mas como tenho o livro em casa, um dia vou tentar ler sim. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida!
    Já li esse livro e amei a lição que ele passou. Concordo com você, os personagens amadurecem e aprendem muitas coisas durante o livro!
    Amei o final da resenha, Indie achou mesmo a sua felicidade.
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida. tudo bom?
    Não li ainda nenhum livro desse novo selo, mas gosto dessa pegada mais infantil. Pela premissa do livro eu imagino que a narrativa nos faça refletir sobre ser diferente, pois a protagonista é mesmo bem esquisitinha. Não me parece uma leitura com grandes evoluções, mas desperta meu interesse.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. a história parece ser mais puxado para o juvenil, senti pena da Indie por ser tratada diferente e com zombaria, gostei dela ao modo que ela foi a busca da felicidade e Owen também, os dois tem coisas em comum e dividem isso. Achei meio sem sentido um pouco a história e onde a autora queria chegar, como você citou. Mas acho que tem a ver com aceitação mesmo e mostrar mudança nos outros e em si mesmo.
    Beijos, ThaynáQ.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!