[Resenha] Filha da Ilusão

Filha da Ilusão
Título Original: Born of Illusion (Born of Illusion #1)
Autor(a): Teri Brown 
Editora: Valentina                Páginas: 288
Lançamento: 2014               ISBN:  9788565859295
Herdeiros-da-Magia-I-Filha-da-Ilusao ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||


Ilusionista talentosa, Anna é assistente de sua mãe,  a famosa médium Marguerite Van Housen, em seus shows e sessões espíritas, transitando livremente pelo mundo clandestino dos mágicos e mentalistas da Nova York dos anos 1920. Como filha ilegítima de Harry Houdini - ou pelo menos, é o que Marguerite alega - os passes de mágica não representam um grande desafio para a garota de 16 anos: o truqye mais difícil é esconder seus verdadeiros dons da mãe oportunista. Afinal, enquanto os poderes de Marguerite não passam de uma fraude, Anna consegue realmente se comunicar com os mortos, captar os sentimentos das pessoas e prever o futuro. Porém, à medida que os poderes de Anna vão se intensificando, ela começa a experimentar visões apavorantes que a levam a explorar as habilidades por tanto tempo escondidas. E, quando um jovem enigmático chamado Cole se muda para o apartamento do andar de baixo, apresentando Anna a uma sociedade secreta que estuda pessoas com dons semelhantes aos seus, ela começa a se perguntar se há coisas mais importantes na vida do que guardar segredos. Mas em quem ela pode, de fato, confiar? Teri Brown cria, neste fantástico romance histórico, um mundo onde pulsam a magia, a paixão e as tentações da Nova York de Era do Jazz - e as aventuras de uma jovem prestes a se tornar senhora do seu destino.
Filha da Ilusão, de Teri Brown, é o primeiro volume da série Herdeiros da Magia e digo para vocês que eu queria ler este livro desde que saiu no exterior, já sabia que seria lançado aqui no Brasil pela Valentina, e estava só esperando, fiquei surpresa com a capa nacional, muito mais linda que original.

A história gira em torno de Anna Van Housen, uma garota com dons extraordinários,  que lhe permitem ver o futuro e conversar com espíritos, além de realizar outras façanhas. Ela trabalha com a mãe em espetáculos e ser ilusionista é o que mais ama na vida, mas as sessões espírita que a mãe realiza não são bem aceitas e as duas vivem mudando de um lugar para o outro fugindo da polícia e de eventuais perseguidores. Agora, com um novo empresário cheio de dinheiro, elas conseguem um público mais seleto e respeitável, uma nova fase se inicia e ambas estão dispostas a ser damas de verdade. No entanto, isso não é nada fácil para Anna, ser só uma mocinha frágil não lhe agrada muito, ela gosta de aventura e ao perceber que seus dons (que guarda em segredo), estão aumentando e fugindo do controle, ela fica dividida entre uma vida comum ou uma vida de magia, mas visões da mãe em perigo iminente e a sensação de estar sendo sempre observada, levam nossa protagonista em busca de respostas, ela precisa saber o que é, e como pode salvar a mãe de algo que a ameaça.

Narrado em primeira pessoa por Anna, este livro me capturou logo nas primeiras páginas, não só pelo lado da magia e mistério que traz em cada linha da trama, mas em especial pelo clima.  A ambientação em Nova Iorque na década de 20 é feita com maestria, a autora mostra uma cidade pulsante em sua época da Lei Seca e domínio da máfia, me senti transportada para ruas e becos sombrios, com criminosos à espreita, bares onde a bebida era fornecida de maneira clandestina, frequentados por jovens cavalheiros sedutores e melindrosas. As descrições são apuradas, tanto em questão de cenários, quanto no tocante ao clima, roupas e costumes da época, o algo mais vem com o aprofundamento do universo do ilusionismo e das sessões de espiritismo.

A autora liga fantasia e realidade ao dar uma paternidade não reconhecida para a mocinha, segundo a mãe de Anna, seu pai é Harry Houdini, um dos maiores escapistas e ilusionistas de todos os tempos. Se é verdade ou não, ninguém sabe, embora a garota tenha crescido acreditando nisso vários fatos que acontecem no decorrer da história levantam a dúvida, ela até trava conhecimento com o Houdini e consegue ter um bom relacionamento com suposto pai e ídolo, mas a pergunta vai ficar no ar.

E não é só este mistério que reina na vida de Anna, precisamos descobrir a origem de seus poderes, quem está lhe seguindo, quem é um tal de Dr. Bennet e a razão de seu interesse em Anna e quem é Cole, o jovem que mora no apartamento de baixo e parece saber mais sobre Anna do que ela, além de ser misterioso, é gato e faz o coração da protagonista bater mais forte.

Eu gostei de Anna por não ter medo de arriscar e ir em busca de respostas, mas por outro lado sua dificuldade de aceitar o que descobria e a maneira servil que se curvava para a detestável e dominadora mãe que tinha, me deixaram enervada. Anna também demora um pouco para enxergar quem é ou não de confiança e acaba ficando próxima do perigo mais vezes que o necessário. Mas Anna compensa estes deslizes tendo mais qualidades que defeitos, mostra-se como uma pessoa muito madura, você nem acredita que é apenas uma adolescente.

Falando em confiança, até mesmo o adorável Cole é suspeito, todos são, você não sabe quem é bom e quem não é, mas mesmo assim, este rapaz ganhou meu coração, preparem-se para um personagem cheio de facetas.

Quem acha que tem em mãos mais um livro sobrenatural engana-se, Filha da Ilusão vai além, com seus personagens enigmáticos e muito cativantes, nos traz de tudo um pouco, mistério, magia, almas de outro mundo, intrigas, crises familiares, sequestros e tiros. Tem uma dinâmica bem bacana onde cada novo acontecimento se liga em outro de maneira coerente e de forma a te deixar mais curioso a cada página. Teremos respostas para algumas perguntas, mas muita coisa ficou para ser desvendada nos próximos volumes, Anna termina esta fase aceitando que não pode ter um vida dupla, ou assume quem é, ou se esconde de vez. E aí Anna?

Em suma foi uma ótima leitura, as aventuras de Anna foram muitas, mas acredito que algo maior está por vir, não vejo a hora de ler o próximo,  saber mais sobre a descendência verdadeira da menina e até onde ela pode chegar.





2leep.com

25 comentários:

  1. Olá!!

    E então foi isso. Lembra que eu estava na dúvida se leria este ou aquele outro?? Optei pelo outro, só que agora quero este, rsrs.
    Eu não imaginava que era tudo isso não!!! Sei lá, achei que fosse algo mais bobinho... Não vou me arrepender, mas vou ter que ler este logo!!!

    Amei a resenha!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lele! E eu pedi o outro agora, depois vamos trocar figurinhas sobre eles.

      Excluir
  2. Oi Cida :)
    Já tinha lido a respeito do livro, mas essa é a primeira resenha que vejo dele e gostei muito do que li. Não posso dizer que fiquei doida para iniciar a leitura, mas achei o enredo bem legal (tudo que envolve magia me atrai bastante) e a protagonista tem tudo para me agradar.
    Se surgir oportunidade, lerei com certeza.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    não conhecia o livro, mas só de ver a capa já gostei. Me encantei ainda mais pela resenha.
    Vou add no meu skoob para não esquecer :)

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida

    Já havia lido uma resenha sobre esse livro e ela era só elogios, agora com a sua tenho ainda mais certeza que preciso ler esse livro. A temática dele é bem diferente e interessante, além de ser ambientando numa década bastante fascinante.
    Concordo que a capa ficou ainda mais bonita do que a original.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ótimo, curto muito sobrenatural, fiquei doida pra ler essa história que parece ser super interessante.

    ResponderExcluir
  6. o livro é interessante, mas sabe quando sente que faltou algo, me senti meio assim com ele Cida!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida :)

    Fiquei encantada com a premissa, a capa e, principalmente, com o fato de você mencionar a fantástica ambientação e caracterização da época. Fico louca da vida quando os autores descrevem de qualquer jeito o período em que a história foi ambientada e saber que tudo foi feito meticulosamente me deixa contente e aliviada.
    Quero ler para ontem! Obrigada pela dica.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!

    Soo pela capa, que achei linda já vim correndo ler sua resenha!

    Esse tipo de historia é dos que eu gosto, ambientada em NY, 1920, estou dentro já hahaha,,, e o fato de ela ter esse dom sobrenatural é bem legal, gosto muito de livros que lidem com espíritos, visões, geralmente me agrada.
    Os mistérios também parecem legais! Principalmente a relação de Anna com o Houdini o,o
    Ah, este com certeza vai pra wishlist e quero ver se leio logo! E espero que o segundo livro melhore ainda mais, tem que evoluir né hahah

    Adorei a resenha, me deixou muito afim de ler!

    Beijãooo

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Esse tema me fascina e o livro já estava entre os meus desejados, depois dessa resenha então, preciso dele urgentemente!! Adoro mocinhos misteriosos e a Anna me pareceu uma ótima protagonista.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  10. E eu pensando que ele era apenas mais um da leva de livros sobrenaturais tsc tcs Valeu por me mostrar que o livro vale a pena, sem falar que adoro livros com muitaaaaaas descrições :D

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Quando li a resenha do livro não tive muito interesse, mas sua resenha me mostrou que eu estava enganada. Que história intrigante e misteriosa. Fiquei louca para saber a origem dos poderes dela e para conhecer melhor essa protagonista.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. A capa nacional é muito bonita, mas tenho que falar que a original é LINDA. Fiquei morrendo de vontade de ler o livro. A Valentina tem livros maravilhosos, né? Absolutamente amos livros assim, cheios de mistérios, e com esse tema então... Acho que vou amar! Já está na minha lista, com certeza, e quero ler o quanto antes!

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida!
    Esse livro parece muito bom! *-* Um livro de época, que trata de magia, ilusionismo e muito mistério? Eu quero! E a capa é realmente linda, né? Vai para os desejados!!
    Bjus,
    Paty Algayer - Loucuras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida, infelizmente não tive a oportunidade de ler o livro. Quem leu foi o Leo, e amou muito também. Apesar de eu ter ficado encantada com a capa, tive dúvidas sobre a premissa da história, já que é algo que inicialmente não me atrai. Mas escuto falar tão bem dele que creio que darei uma chance a leitura. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  15. Ainda não tinha visto o livro, a capa é muito bonita, mas me deu uma agonia essa mulher de cabeça para baixo na água..rs
    Gostei da trama, parece envolver muitos coisas. Leria o livro sim. Ainda mais que você recomenda.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida.
    Que saudade do seu cantinho *---*
    E o meu retorno a visitar os blogs não poderia ser melhor, Filha da Ilusão é um desses que livros que faz séculos que quero ler, desde que foi lançado na verdade. Porém o meu interesse era mais pelo nome e a capa do livro do que pela sinopse já que ainda não havia lido. Tua resenha como sempre perfeita, faz acreditar que o livro é bom e merece ser lido.

    Beijos da Lua!
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Que capa linda é essa?
    Adoro livros misteriosos assim, que ainda falam de mágica, magia, Houdini, deve ser realmente excelente. Estou louca pra ler.
    Pena que a Valentina não estava na Bienal e o estande que tinha os livros deles estava caro demais. Se não até teria comprado o livro.

    bjs.

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    O livro tem uma premissa incrível. Na verdade, todos os livros desse gênero tem, mas parece que esse tem um quê a mais. A capa está demais!
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Que capa de livro linda Cida,
    A história é triste?Paternidade não reconhecida,ilusionismo,fantasia.Parece interessante esse livro

    http://www.vicioemlivros.com/

    ResponderExcluir
  20. Engraçado como uma resenha pode mudar sua opinião sobre um livro. Não tinha muita vontade de ler este livro não, mas agora estou super curiosa para ler.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Desde que soube que a Valentina iria publicar esse livro fiquei desesperado para te-lo. Primeiro por ser fã de Houdini e segundo por que achei a premissa incrível, a autora soube bem como criar essa série. Acho o mundo dos espetáculos, principalmente aqueles que abordam as estruturas misticas e fantásticas um mundo totalmente esplendido e quero muito conhecer a Filha da Ilusão.

    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  22. Gosto muito de livro que foquem em coisas espiritual !
    Sinceramente o livro abotar um otimo assunto que realmente chama atenção
    e que deixa a leitura mais agradavel e gostosa de ler

    ResponderExcluir
  23. Fico boba de saber que mesmo a mãe dela sendo o exemplo de má pessoa ela se curva tão facilmente a ela, é tipo, e daí que é mãe, a mulher é uma bruxa! Quero muito ler esse livro, achei a premissa bem diferente e parece ser muito bom.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!