[Resenha] Paris Apaixonada

Paris Apaixonada
Título Original: Paris in Love
Autor(a): Eloisa James 
Editora: Leya - Selo Quinta Essência        Páginas: 360
Lançamento: 2014                                   ISBN: 9788580449143
parisa ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Em 2009, a autora best-seller do New York Times Eloisa James deu um passo com o qual muitas pessoas sonham: vendeu a casa, tirou um ano sabático no emprego de professora universitária de Literatura Shakespeariana e mudou-se com a família para Paris. Paris Apaixonada: Um Livro de Memórias registra seu alegre ano em uma das mais belas cidades do mundo. 
Ano passado li um livro de memórias muito bom, que me deixou emocionada e cativada, foi exatamente por isso que derrubei a barreira que eu tinha em relação a este gênero literário,  não leio com frequencia, mas sempre que vejo algo com um conteúdo interessante, eu encaixo nas leituras e tenho tido boas experiências nestas histórias da vida real.

Duas semanas após ter perdido a mãe para o câncer, Eloisa James descobriu em si a mesma doença, foi obrigada a passar por uma cirurgia e remover o seio, fez o tratamento necessário e reavaliou sua vida, acreditou que a rotina precisava ser quebrada e resolveu promover uma mudança em seu cotidiano, com o apoio do marido, vendeu a casa nos Estados Unidos, pegou os dois filhos, fez as malas e foi passar um ano em Paris. Este livro é um apanhado de suas postagens no Facebook e Twitter, sobre como foi a experiência vivida neste  ano especial.

Estes pequenos textos, que compõem os capítulos desta obra, nos permitem acompanhar cada momento de Eloisa e sua família em Paris, desde a chegada até a adaptação de todos. O choque dos filhos com uma cultura e educação, tão diferentes do que estavam habituados, foi o que mais impactou em todos, na escola, os dois passaram por boas saias justas e claro que os pais dividiram com eles os vexames. Ainda temos aqui muito acontecimentos pitorescos e divertidos, tal como a paixonite do açougueiro do bairro por Eloisa, o morador de rua que vivia em sua porta e até varria a calçada ou as brigas de sua filha Anna com uma colega de escola, momentos que me fizeram rir, mesclados com as experiência da autora com a culinária local, cheguei mesmo a ficar com água na boca.

E não foi só comida que fascinou Eloisa, ela viu-se cedendo aos desejos que nunca imaginou que lhe afetariam, devido a sua criação e modo de vida que escolheu, suas peças de vestuário eram focadas no prático e confortável, mas Paris e as vitrines da Dior entre outras grifes famosas, fizeram com que ela desejasse ser uma dama refinada aos cinquenta anos, indo contra tudo que achava que era ideal para si, ela redescobriu ali sua vaidade e feminilidade. A comida aumentava sua cintura e  ela imaginava como as mulheres francesas conseguiam ser magras com tantas delícias para provar, mas logo descobriu o segredo e dali em diante, Paris foi mesmo uma perdição, comendo sem culpa e aprendendo a ficar linda e charmosa todo o tempo.

É uma narrativa intimista, marcada pela fascinação de Eloisa ao descobrir um mundo novo, e não ficamos só em Paris, embora tenha sido ali que ela fixou residência, tivemos passeios pela Inglaterra e Itália, e também conhecemos seus amigos e familiares. É possível se perder neste livro, eu nem vi as horas passar, viajei com a autora e tenho certeza que foi por sua companhia que apreciei tanto o livro, Eloisa é simpática, divertida, esbanja alegria e sabe apreciar como ninguém cada mínimo detalhe da vida. Ela é muito humana e não sente vergonha de expor seus defeitos, até mesmo quando afirma gostar de luxo, não parece arrogante, é como ela é, espontânea e verdadeira.

Segundo ela, o melhor desta viagem foi unir ainda mais sua família, não que não se dessem bem, mas por serem estrangeiros numa terra distante, descobriram o quanto podiam contar sempre um com o outro, criaram laços mais fortes.

Eloisa é professora universitária e escritora de romances, inclusive, durante a viagem estava finalizando alguns, claro que eu corri para conferir quais eram estas obras, que são bem no estilo dos livros da minha querida Julia Quinn, mas infelizmente, nenhum deles foi publicado no Brasil. Preciso dizer que fiquei doida para ler cada um deles? Tenho certeza que vou adorar, só pelo pouco que ela fala da composição de suas mocinhas, eu já fiquei encantada.

Recomendo Paris Apaixonada, é um livro delicioso e leve, que mostra a realidade parisiense de forma única, pelos olhos de alguém que foi descobrindo aos poucos seus encantos e seus segredos.


 


2leep.com

10 comentários:

  1. Eu amo tudo que a Eloisa James escreve, está entre minhas autoras favoritas de romances de época. Por ser uma biografia ,eu amei, achei bem divertida, bem intensa (e olhe que detesto biografias). Agora, eu preciso ter esse livro em papel na minha estante...srrs...Espero que a editora Leya ou outras tragam as séries maravilhosas dela pro Brasil tb.
    Parabéns pela resenha ,ficou ótima.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Acho que nunca li nenhum livro de memórias, mas principalmente com relação a Paris apaixonada, parece ser um livro muito interessante e emocionante, até mesmo pelo histórico da autora e o motivo que a levou a fazer a viagem. Fiquei bem curiosa pra conhecer o livro.

    Bjok

    ResponderExcluir
  3. Aaaaah como não ter vontade de correr para ler um livro apresentado desse jeito néh?!? A gente fica louca, da vontade de comprar na hora, mesmo sabendo que seu cartão já está sufocando por causa de: livros kkkkkkkkkkkkk Adorei mesmo a resenha, cedo ou tarde vou ler esse livro e desde já te agradeço pela indicação!!!!

    Cheros, Pandora.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia este livro, mas definitivamente fiquei bastante interessada.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. amei essa capa e ver que o enredo também é atrativo muito me agrada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Eu também não costumo ler memórias, mas de vez em quando aparecem uns livros interessantes do gênero. Fiquei interessada nos livros que a autora escreve também, porque adoro romances históricos!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Nossa que capa mais linda. Adorei o nome do livro, não sei porque eu sempre quero ler histórias que se passam em Paris, mas acabo nunca comprando..rs Vai entender..
    Só não sei me animou tanto por ser memórias, mas por algumas coisas que vi em sua resenha, acho que leria sim.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Esse livro deve ser super gostoso, a capacidade que a Eloisa teve em "romancear" sua própria vida nos mostra que nós também podemos olhar nossas vidas de um ponto de vista mais carinhoso. Muitas vezes vivemos momentos mágicos e nem nos damos conta. Linda resenha :)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  9. Curtia a resenha, ainda não conhecia o livro.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi querida!

    Ai, que capa liinda. Confesso que não sou tão chegada a livros de memórias, eles tem que ser muuuuito bons pra me conquistarem, mas fiquei com vontade de conferir esse. Se não bastasse ter como cenário uma cidade linda e que eu sonho conhecer, ainda tem uma protagonista que parece ser ótima!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!