[Resenha] A Queda de Lúcifer

A Queda de Lúcifer
Título Original: he Fall of Lucifer (Chronicles of Brothers #1)
Autor(a): Wendy Alec
Editora: Jangada                 Páginas: 304
Lançamento: 2013              ISBN: 9788564850538

116690066SZ ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Um épico arrasador, ambientado em palácios celestiais opulentos e mundos infernais aterrorizantes, A Queda de Lúcifer conta uma epopeia mais antiga que o próprio universo, sobre demônios e anjos guerreiros, sobre amor obsessivo, traição e um mal antigo que não conhece limites. O próprio universo será abalado por uma guerra entre três irmãos angelicais – Miguel, Gabriel e Lúcifer. Uma guerra travada pelo maior prêmio do universo: a raça humana. [Leia um trecho]
Primeiro livro das Crônicas dos Irmão Celestiais, A Queda de Lúcifer, de Wendy Alec, publicado no Brasil pela Jangada, selo do Grupo Editorial Pensamento, apresenta a história do surgimento do inferno, bem como a queda de anjo mais belo dos céus, Lúcifer, estrela da manhã.  É uma obra que soube como abordar religião de maneira sutil, envolvendo o assunto em um véu de fantasia.

Os irmãos Gabriel, Miguel e Lúcifer sempre foram unidos e tinham diversos planos para liderar seus exércitos celestiais, no entanto, no dia que o Criador anunciou a criação de um ser, com sua imagem e semelhança, o efeito foi devastador no reino dos céus. Lúcifer ficou extremamente perturbado, sentiu-se desprezado, como se ele e os irmãos em sua perfeição, não fossem suficientes para seu Pai. O homem, a nova criação, tornou-se antes mesmo de surgir, seu maior inimigo e a motivação que o levou a se rebelar e lutar contra a autoridade de Deus. Lúcifer perdeu-se em seu rancor, uma sombra cobriu seu brilho, o coração ficou tomado por tanto ódio, que nem seus irmãos conseguiam se aproximar. A queda foi o resultado; junto com seus seguidores, ele foi banido para um lugar de trevas e fogo, de sofrimento eterno, o inferno.

O livro mescla uma narrativa em primeira e terceira pessoa, possui uma linguagem elaborada, e muito detalhista, que inicialmente me causou certa estranheza, mas logo me acostumei e pude seguir a leitura mais à vontade. A perspectiva de tudo nesta trama é pelo lado celestial, os humanos só são um acontecimento que culminou no tema principal, a perdição de Lúcifer.

A descrição do mundo celeste foi algo que nunca havia encontrado antes em obras do gênero, nunca imaginei os anjos tão versados em tecnologia e experimentos científicos, até mesmo trabalhando com DNA. A autora foi ousada ao dar este toque de ficção científica em sua história.

Não foi uma leitura fácil, foi bem triste e impactante em muitos momentos. Ver um anjo em plena ascensão e tão brilhante quanto Lúcifer, ficar tão amargurado, corroído por sentimentos negativos e chegar onde chegou foi muito deprimente, pensei em tantas pessoas que deixam de ser felizes na vida, quando dominadas por este tipo de coisa.

Os anjos aqui ganham uma caracterização mais próxima de nós, movidos por sentimentos e motivações totalmente comuns ao homem, não têm aquela aura toda de luz e poder. Lúcifer apesar de tudo, é o mais interessante dos irmãos, frágil até, ao passo que Miguel é implacável e muito duro e Gabriel totalmente indeciso.

A trama não tem romance, já que temos apenas personagens homens, e por isso não cativa e enternece o coração, é algo mais direto e objetivo, que preocupa-se em mostrar a intensa guerra entre céu e inferno, passando por Adão e Eva, a queda da Babilônia, o Dilúvio e fechando com o início do Apocalipse. É denso e muito forte, não é uma leitura fácil, fiquei bem impressionada.

Não gosto de livros religiosos por tentarem doutrinar e beirar o fanatismo,  confesso que estava com medo deste livro, mesmo sendo de fantasia, seguir esta linha, mas não, foi tudo bem imparcial e por isso eu achei agradável ver fatos da Bíblia dessa maneira. Para o primeiro livro de uma saga é bem explicativo, mas senti falta de sentimentos mais leves, mais amor, menos ódio, teria sido assim uma obra que não só me deixaria  impressionada com a força desta batalha, mas que também me deixaria cativada pelo seu carisma.






2leep.com

25 comentários:

  1. Oi Cida, apenas personagens masculinos?! Jura? Acho que nunca vi isso, bom, não leria, adoro um bom romance!!
    Parabéns pela Resenha..

    Beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/2014/04/resenha-lilac.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida,
    fanáticos religiosos?
    Acho que não vou curtir a leitura então...

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu não gosto de livros que tem a ideia de religião total, acho que tudo deve existir um limite. A capa e o nome me chamou MUUUUUUUITA a atenção. Mas com certeza não lerei pelos seus pensamentos. Não faz o meu tipo um livro que só foca em religião e traz poucas ideias.
    Adorei seu blog, visite o nosso, será uma satisfação. Se gostar e tiver interesse em seguir, só nos avisar que iremos retribuir com muito carinho.
    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

    ResponderExcluir
  4. Embora tenha achado interessante o enredo, até porque mostra perspectivas diferentes, não é o tipo de leitura que me agrada. Mas pra quem gosta, é uma boa pedida.
    Beijos e parabéns pela resenha Cida!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Isso de ter apenas personagens homens não é bem o problema por trás da falta de carisma. O Hobbit só temos personagens masculinos e consegue cativar devido ao teor infantil e a comédia. Acho que são dois lados de uma moeda, o livro parece tentar pegar o leitor por outro lado que não o amor e que está aberto a esse lado é cativado mais facilmente. Uma opção arriscada da autora.
    Quando a série estiver completa eu deva começar a leitura e ver finalmente algo de anjos após A Batalha do Apocalipse e Filhos do Éden.
    Abraços!

    Multiverso X

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida.
    A Queda de Lúcifer parece ter uma narrativa mais lenta e muito descritiva. Além disso, as passagens bíblicas não me interessam muito. É um livro bem diferente, com apenas personagens masculinos e sem romance. Mas, não fiquei com vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida... ainda não tinha ouvido falar nesse livro, mas seria o tipo de livro, que no momento certo, seria uma leitura que me empolgaria e que, tenho certeza, que iria adorar!
    Adorei a resenha!

    Adorei seu blog, estou te seguindo.

    beijos, C.

    ResponderExcluir
  8. esse fato de não haver romance não me atrai, mas em compensação esse realismo do mundo celestial e essa guerra e essa explicação de céu e inferno atrai
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. É uma história diferente, mas acho que não leria. Não me conquistou. Mesmo tendo "inovações" como apenas personagens masculinos, eu não me atrai muito. Geralmente gosto de novidades uashush
    enfim..
    bj, dréa

    ResponderExcluir
  10. Olá Cida,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, o tema realmente é polêmico, mas pela sua resenha a autora conseguiu abordar de uma forma sutil o assunto....parabéns pela resenha....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida!
    Esse livro ao mesmo tempo me atrai e repele. O enredo envolvendo anjos me atiça a curiosidade, mas não gosto de narrativas detalhistas e não há nem uma gota de romance ou mesmo suspense, por isso tenho receio de não gostar da leitura.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elis, para você recomendo A Batalha do apocalipse, tem romance, é grande, mas pura emoção.

      Excluir
  12. Oie!!

    Confesso que amei este livro!!! Sério, essa batalha épica me encantou de uma maneira... Ver Lúcifer com outros olhos foi ótimo.Na verdade acho até que sempre o vi assim, só não sabia explicar.

    Amei a resenha. Espero que continue a ler a série e que se encante nos próximos!!

    Bjks


    Lelê
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie Cida, a capa do livro é muito bela e a premissa é até interessante, mas eu particularmente não gosto de livros que pegam a história original da Bíblia como base e a distorcem, eu não me sinto bem lendo livros dessa forma, rsrsrsrs.

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida,
    bem interessante o livro. Gosto de ler sobre anjos mas também não gosto de nada forçado, nada fanático, que quer te converter a qualquer custo.
    Gostei dessa mistura de ficção científica, tecnologia e a biblia (um livro antigo)...
    Vou procurar um pouco mais sobre ele e depois decido se compro ou nao...

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  15. Eu também não gosto de livros religiosos, por isso desde que vi este pela primeira vez resolvi que não iria ler, mas após sua resenha já estou em duvida, porém talvez eu realmente acabe não lendo, pois irei acabar me chateando com certas partes que não acho correto. Eu sinceramente gosto de vários pontos de várias religiões, assim como também desgosto.

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: https://twitter.com/Blog_WBMW

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida, confesso que estou bem cansada de ler livros nessa temática porque nunca encontro nenhum que consiga fugir do clichê e me surpreender. Então por enquanto este eu passo. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Cida, curiosa esta parte de só ter personagens masculinos, acho que nunca li um livro assim. Gosto de livros que tenham anjos no meio, mas não sei ainda se leria este.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  18. Apesar de já ter lido muitos livros sobre anjos e tudo o mais, eu nunca vi nenhum livro mais baseado sobre os anjos Gabriel, Lúcifer e Miguel. Não sou fã de livros religiosos, e por isso é bom saber que esse livro não puxa tanto pro lado do fanatismo.

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito da capa e da premissa do livro. Fiquei super curiosa para ler e já vou colocar na minha lista de leitura :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Acho interessante o tema e por não ter romance deve ficar mais focado.
    Mas não sei se o leria atualmente.
    Ficou aquela duvida interna: será que vou gostar?

    ResponderExcluir
  21. Também tenho receio de livros religiosos pelos mesmos motivos que os seus, Cida. Por esse motivo, esse livro não me interessou desde o início... agora eu tenho certeza! rsrs
    A leitura carregada e profunda não é o que busco no momento. =/

    ResponderExcluir
  22. Nunca li um livro nesse estilo e achei bacana o fato deles conseguirem ser imparciais!
    Só não sei se a leitura me agradaria totalmente.. eu gosto de romances, livros cleans, e esse me pareceu tão pesado.. Acho que vou deixar a leitura passar..

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  23. Pra quem gosta de histórias com uma pegada meio bíblica é um prato cheio, mas eu não fiquei com nenhuma vontade de ler. Além disso, achei a capa muito feia e infantil.
    =/

    ResponderExcluir
  24. Esse livro mesmo tendo uma leve tendência para o lado religioso me deixaria muito feliz durante a leitura, é um tema não muito explorado e a forma como foi abordado, trazendo uma nova visão do próprio Lúcifer e dos anjos em geral é extremamente inteligente, um livro complexo e forte sem a menor dúvida, uma leitura que me faria passar noites em claro e esperar pela continuação.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!