[Dia de Banca] Princesa Temporária

Oi gente!

Mais uma coluna aqui no Moonlight Books, Dia de Banca, um espaço para falar de Romances de Banca.

Minhas primeiras aventuras pelo mundo dos romances foram com aquelas coleções Sabrina, Julia e Bianca, não sei se vocês conhecem, mas ali descobri boas autoras, algum tempo depois fiz amizade com a dona da banca de jornal e ela apresentou os livros da Harlequin , #aiminhanossa, viciei, mas com o passar do tempo acabei enveredando por outros gêneros e não li tantos  livrinhos assim como gostaria, mas este ano vou retornar ao antigo vício e falar das minhas leituras nesta coluna. Hoje vamos de Olivia Gates e sua Princesa Temporária

DJ216GD

Esta história começa ao contrário, o casal rompendo ao invés de estar se conhecendo e ensaiando os primeiros passos em um mundo de romance e paixão. Eu até fiquei espantada com a cena inicial, onde o belo e charmoso Vincenzo D’Agostino está sendo torturado por uma descoberta, a traição da mulher que roubou seu coração, não que ela tenha outro homem, o que aconteceu é que Glory roubou o trabalho de pesquisa de Vincenzo e entregou a uma dupla de golpistas, nada mais, nada menos, que seu pai e seu irmão. Vincenzo não perdoa, termina o relacionamento com palavras bruscas e cheias de desprezo, isso choca Glory e você pensa… Será mesmo que ela é culpada?

O tempo passa, nosso bonitão ganha fama de conquistador e chama atenção do rei. Vincenzo D’Agostino faz parte da família real e não pode ter uma fama dessas, o rei dá uma ordem, ou melhor anuncia um decreto real,  Vincenzo deve casar imediatamente. Uau! Quem poderia ser a noiva? Na mente dele só uma mulher, aquela que lhe traiu.

Pessoal, imaginem alguém ousado. Imaginaram? Isso mesmo, garanto que não chega nem perto deste mocinho, pois ele teve coragem de chamar Glory e lhe fazer uma proposta de casamento, não algo simples, uma bela chantagem, com contrato e tudo, se ela não aceitasse, seu pai e o irmão iriam ser desmascarados. Era sim ou sim.

Pronto, a história toma ares de desafio, e aí conhecemos direitinho os dois protagonistas, Glory é uma moça bem doce, gostei de seu jeito sensível de ser, embora muitas vezes precisasse ser mais enérgica com Vincenzo, pois ele era dominador demais. Falando neste homem terrível, posso dizer que fui do ódio ao amor com ele, no começo não aprovei sua atitude com Glory, muito mandão e cheio de si, mas quando ele se deixa dominar pela paixão e mais tarde por algo mais forte, me encantou, mostrou-se um romântico dos melhores tipos.

É uma história com ares de contos de fadas, o belo príncipe da realeza e sua plebeia, mesclada com furtos e golpes de uns certos pilantras. Existe a dúvida pairando sobre Glory, se ela faz parte ou não dos golpes contra Vincenzo e só nas últimas páginas é possível saber a verdade.

O romance é cheio de tensão do começo ao fim e há entre estes dois uma atração muito forte, que resulta em cenas de amor muito quentes, mas não beira o erótico, é algo sensual.

Este foi meu primeiro contato com a escrita de Olivia Gates, e achei muito gostosa sua narrativa, leve e fluida. Princesa Temporária faz parte do livro Casamento Por Decreto Real, uma coletânea de histórias da escritora.

Até o próximo Dia de Banca.

PRINCESA TEMPORÁRIA, Quando o príncipe Vincenzo D’Agostino é obrigado a se casar, só quer uma esposa: aquela que o traíra anos atrás, Glory Monaghan. Ela quase foi destruída por Vincenzo no passado... e vai ter de aceitar o pedido para ajudar a família. Mas a obrigação vai se transformar em um prazer indescritível!
PRINCESA POR CONVENIÊNCIA, Para voltar ao seu reino do deserto, Aram precisa casar com a princesa Kanza. É um preço alto demais... até conhecê-la. Depois de reclamar Kanza como sua, tudo se encaixa. Mas ela descobre que ele casou por ambição. Esta união poderá ser destruída?
PRINCESA SEDUZIDA, Quando se torna rei, a primeira medida de Mohab Aal Ghaanem é reivindicar Jala Aal Masood como sua esposa. Ele já a teve antes, e agora não a deixará partir de novo, nem que para isso seja necessário um casamento de conveniência. 
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|| 


2leep.com

24 comentários:

  1. Oi Cida!!
    Só li um livro da Olivia Gates que foi "Quando um Homem Ama" e adorei a narrativa dela. Gostei da proposta dessa história, de começar com a ruptura do relacionamento que será retomado mais tarde, se o Vincenzo é um mandão, a Glory deve ter sido bem doce e esperta pra amansar o cara. E 3 histórias de princesas num único livro é um bom negócio, valeu pela dica!
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  2. ainda não li nenhum da Olivia, mas é que ela escreve sobre o mundo árabe e não sou muito fã
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila, esta aqui não é sobre príncipes árabes, somente as demais.

      Excluir
  3. não conheço a autora, e nunca ouvi falar do livro. Fiquei curiosa quando li que ele começa "ao contrário". É interessante a história. Me lembra Paixão Indomável, da Christine Rimmer , onde o casal principal não se gosta e se casam por obrigação e , ao decorrer da história, eles vão se conhecendo melhor e vamos vendo um lindo e intrigante romance acontecer. Eu gostei do Paixão Indomável e, se Princesa Temporária for no mesmo rumo, gostarei também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea! Não conheço a autora, vou procurar este livro que você falou, se o romance tem complicações, vou curtir. Bjos!!!

      Excluir
  4. Hey
    Ainda não li nada da Olivia.. gostei de como a história começa, diferente dos outros romances.
    Tensão é sempre válido, daí rola umas cenas até engraçadas e estimula a leitura.
    Dica anotada! E curti a coluna

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cida!
    Ah, eu também amo romances de banca! Foi o meu primeiro contato com a leitura e sou apaixonada pelos livrinhos, sempre que posso vou na banca conferir as novidades. Tenho vontade de fazer uma boa compra no site da Harlequin, mas o frete sempre me faz desistir. rsrsrsrs
    Fiquei louca para ler esse livro, até anotei na lista vou vê se encontro ele. Adoro mocinhos igual a esse da história, eles dão mais empolgação para a narrativa. Adorei a dica! :)

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Meu primeiro romance de banca foi comprado num sebo por 3 reais.
    Depois que li, me apaixonei e sempre que posso compro uns...
    Essa coleção das princesas aí é nova ( se não me engano).

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  7. Estes livros são viciantes mesmo. Meu vício começou por culpa da minha madrinha. Em relação ao livro, este eu não li ainda, mas gostei do enredo. Vou anotar o titulo.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    tudo bem?
    Adorei sua coluna!!!!!!!!
    Ah, os romances de banca........
    Pode deixar meu lugar guardado, que adoro!!!!
    Super criativo esse início e super explosivo, a autora já mostra ao que veio logo de cara. E mesclar o enredo com as trapaças da família dela com certeza deram movimento. Engraçado como é o amor, ele nunca a esqueceu, mesmo com a traição, tanto é que só pensou nela para casar. Isso prova a força do sentimento dele.
    Quero muito ler agora!!!!!! adorei a sua dica.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, em breve trarei mais novidades por aqui e conto com você.

      Excluir
  9. Noossa Cida adorei a coluna, eu amo romances de banca, meu primeiro contato com a literatura digamos mais quente, hehehe foi com esses romances: A Rebelde Apaixonada e Angélica: O Anjo Sedutor!!! Esse livro parece ser maravilhoso e o Vicenzo parece ser mesmo um mandão, mas gostei do jeito dele! Já a Glory me pareceu uma mulher doce, mas ao mesmo tempo uma mulher que não se deixa levar por qualquer ordem! Espero poder ler essa obra!

    Beijos!


    Meu Diário

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida.
    Li apenas um romance de banca, mas gostei bastante. A leitura é rápida e as histórias são água com açúcar.
    O começo de Princesa Temporária é bem diferente do que estamos acostumados, já que começa com o término do casal. Isso achei bem interessante.
    Fiquei interessada em ler essa série das Princesas. Vincenzo parece ser um ótimo personagem, uma hora ficamos com ódio dele e depois caímos de amor rs

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,
    Que saudades que você, me fez sentir dos tempos que era viciada em leituras de banca. Estou tentada a aderir a sua coluna de banca que é uma leitura rápida. Boa dica.
    Não me recordo de já ter lido algo da autora Olivia Gates e sou fã de um conto de fadas que joga com os sentimentos levando a paixão e a um Happy End.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Não gosto muito das capas da Editora Harlequin, por isso já fico com um certo preconceito. Mas ao ler a resenha me interessei. O livro parece ter uma história cheia de reviravoltas, coisa que eu adoro.

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida, depois que me rendi aos romances de banca fico hoje em dia suspirando pelas suas histórias e adorei a premissa de Princesa Temporária. Adoro mocinhos tinhosos assim.. kkk Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os tinhosos são os melhores, este aqui fui do amor ao ódio com ele, ou seja, não dá para ficar indiferente. Bjos!!

      Excluir
  14. Oi Cida!! Que demais, confesso que a muito tempo lia os livros da editora,mas depois fui perdendo o interesse, mas também pretendo retomar a leitura dos livros da Harlequin, e este me chamou bastante a atenção, uma historia cheia de amor, traições e chantagens. Tem um prato cheio para uma ótima historia!! Dica anotada!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  15. Eu não leio muitos livros de banca, mas gostei da resenha e acho que daria uma chance a este.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu simplesmente adoro romances de banca e gostei que essa começa diferente do normal.
    *-*
    Acho que ler tanto deles que me fez ser assim e não os contos de fadas, haha.

    ResponderExcluir
  17. Apesar de não curtir muito romances de banca, esse parece bem interessante. Ainda mais você falando que o livro não beira o erótico, pois é o que mais me afasta do gênero.
    Gosto de romances picantes, mas que tenham história. Parece o caso! ;)

    ResponderExcluir
  18. Eu ainda tenho preconceito com os romances de banca.. Raramente curto as capas e os títulos.. arg, são tão clichês! Um dia vou me render, mas por enquanto deixo essas leituras passarem rsrs

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  19. Eu não curto esse tipo de leitura, mas acredito que ele foi responsável por cativar muitos leitores, portanto, devemos dar créditos a esses autores. Mas...não faz meu estilo.

    ResponderExcluir
  20. Apesar de conter muitas reviravoltas e tensão, a repetição constante tornando um clichê e o romance não me agradam nem um pouco, fujo de livros que sejam assim por não conseguir me identificar com os personagens e muito menos com a história.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!