[Resenha] O Motivo

O Motivo
Título Original: The Knife of Never Letting Go (Chaos Walking, #1) 
Autor(a): Patrick Ness
Editora: Pandorga     Páginas: 447
Lançamento: 2011     ISBN: 9788561784119
22589254

Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentissburgo, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentissburgo junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. A cada página, o leitor ficará cada vez mais ligado a Todd e Viola, com sua história de amizade, e sentirá afeição genuína por Manchee, cão e ajudante de Todd, cujo comportamento é hilário e comovente. Na sua essência, é uma história sobre um garoto forçado a crescer rapidamente em um mundo de ruínas em loucura e armado apenas com sua convicção de fazer a coisa certa para ajudá-lo a sobreviver. Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma.
O Motivo é o primeiro livro da Trilogia Mundo em Caos, de Patrick Ness, publicada no Brasil pela Editora Pandorga, é uma obra distópica bem original e cheia de cenas impactantes.

Todd Hewitt é um garoto que vive em uma cidade só de homens, prestes a completar treze anos, idade que deixará de ser um menino e entrará na vida adulta, ele descobre que sua vida corre perigo, e o pior, tudo o que sempre acreditou não é verdade, seu mundo é uma enorme farsa. Criado pelos amigos da mãe, Ben e Cillian, Todd é ajudado por estes em sua fuga, mesmo sem saber do que está fugindo. O garoto é obrigado a enfrentar um mundo além das fronteiras de sua cidade, somente com uma mochila com algumas provisões, o diário da mãe e a companhia de seu fiel cachorro Manchee.

Neste mundo as mulheres foram dizimadas por um vírus e não existem mais, os animais passaram a falar e os homens desenvolveram o Ruído, ou seja, seus pensamentos são ouvidos em alto e bom som, por todos, em qualquer distância. A privacidade deixou de existir, mas com certa prática, ainda é possível esconder os mais terríveis segredos.

Na sua jornada de fuga, sem motivos bem fundamentados, Todd descobre que muita coisa que acreditava era apenas uma mentira inventada pelos homens de Prentissburgo, sua primeira grande surpresa foi o encontro com Viola, uma garota, aí ele soube que as mulheres ainda estavam vivas. Logo ele percebe que saber a verdade é algo perigoso e seus antigos vizinhos estão determinados a levá-lo de volta, negando o conhecimento e a liberdade em sua vida. Para eles é essencial que Todd vire homem, algo que acontece após uma cerimônia de iniciação bem doentia.

O livro é narrado em primeira pessoa por Todd, e digo logo agora, aceite a forma como esta narrativa é apresentada, pela voz de uma garoto praticamente analfabeto e por isso sem uma linguagem formal, ele não fala corretamente, é comum encontrar frases sem pontuação e palavras escritas como ele falava realmente, mas a própria editora alerta quanto à isso em uma nota especial, a tradução foi fiel ao original, de forma à não descaracterizar o personagem.  

Pessoal, isso não é problema, é uma qualidade da obra, que faz com que seu personagem ganhe mais veracidade, pelas características de Todd, ele jamais poderia falar como um acadêmico, então é um ponto positivo, mostrando o cuidado do autor na composição de seu protagonista.

Não só Todd, quanto todos os demais personagens são bem construídos, vilões e mocinhos bem delineados, de forma a te cativar prontamente, ou despertar o ódio eterno. Não há meio termo, é uma história bem forte em todos os sentidos.

No começo ficamos tão desnorteados quanto Todd, é complicado  entender toda esta realidade, mas conforme ele segue em sua jornada, tudo vai sendo esclarecido e aí as coisas ao invés melhorarem, ficam ainda piores.

Esta história aborda temas bem polêmicos, mostra o pior lado do homem quando deseja poder. A ambição cega e faz com que as pessoas deixem a humanidade de lado, perdendo mesmo seu lado racional. Por outro lado, existem aqueles que não se deixam levar por promessas de grandeza e permanecem com valores e princípios. Todd conhece tudo isso e ainda bem que não se deixa levar, ele luta pelo melhor e torna-se um bom rapaz, mesmo perdendo sua inocência pelo caminho.

Eu gostei muito de acompanhar o nascimento da amizade do protagonista com Viola, é algo nascido da necessidade de sobrevivência e por isso fundamentado em pura lealdade e confiança. Algo bonito e sincero, muito inspirador.

Falando de amizade, quem rouba a cena neste quesito, é o cãozinho falante, Manchee, ele prova que o cachorro é mesmo o melhor amigo do homem. Não há como não se emocionar com este bichinho sapeca, eu o adorei.

Senti de tudo nesta leitura, alegria, tristeza, raiva e muito mais. Por vezes quis entrar no livro e sacudir Todd, ele mesmo crescendo durante a história, possui um defeito enorme, teimosia, que menino cabeçudinho, muitas vezes se tivesse cedido, teria evitado grandes problemas.

É uma trama complexa, opressora, cheia de dilemas morais e com uma pitada de mistério, questiona caráter e bom senso, e mesmo sendo uma obra de ficção, traz temas pertinentes à nossa realidade. Acima de tudo traz esperança e a crença de que o bem vai vencer. Como volume introdutório  nos insere bem neste mundo em caos, mas não dá todas as respostas ainda, muita coisa ficou no ar, ou seja, você precisa ler a série toda para ter todas as respostas. O final é o típico cliffhanger, te deixa de queixo caído, coração na mão e em desespero para ler o próximo, ainda bem que já estão todos publicados.


2leep.com

26 comentários:

  1. Oi Cida!
    Preciso confessar que eu só daria uma chance a esse livro porque li sua resenha, porque achei a sinopse horrorosa e mal escrita!
    Mas adorei a ideia e agora fiquei curiosa para saber porque a sociedade foi dividida e porque os homens escondem as mulheres...
    Adoro distopias então ele tem grandes chances comigo. O fato da narrativa de Todd ser peculiar, acho que pode até causar estranheza no começo, mas depois deve fluir.

    Beijos
    Chrys Audi

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Eu tenho esse livro aqui já faz um tempo, mas ainda não consegui ler. Adorei a sua resenha, parece ser bem interessante o livro, agora fiquei super com vontade de ler. Preciso encaixá-lo na minha lista de leitura.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  3. Depois de Divergente, fiquei apaixonada por distopias, Cida. :)
    Essa parece ser muito boa! Gostei muito de saber que é narrada por um garoto, isto é tão raro. Acho que eu irei levar um tempinho para me habituar com a narrativa por conta da linguagem, mas como faz parte da caracterização do personagem, então tudo fica mais fácil. Aliás, ótima sacada do autor.
    Adorei sua resenha e já anotei a dica!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nooossa o livro parece ser realmente muito bom, a premissa é bem interessante e os personagens parecem ser bem construídos, mas o que me deixou desanimada é a forma que ele é escrito, mesmo que é para caracterizar mais ainda o Todd, mas eu sou uma pessoa que detesto de verdade falta de pontuação, erros e tals, hehehehe e acredito que isso poderia prejudicar minha leitura, mas quem sabe eu não me aventure né?!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  5. Gente esse livro parece ser muito bom mesmo, que isso imagina um mundo onde não se existisse mais mulheres, que isso, e só pela resenha já deu para perceber que cada personagem é bem construído, na minha opinião a autora fez muito bem, em colocar erros de escrita já que o livro é narrado em primeira pessoa e não tem como o personagem saber escrever bem, se ele não tem conhecimento isso deixa o personagem mais real. Estou curiosa para conhecer o livro.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Parece ser um livro bastante inteligente!
    Gostei da narrativa e mais ainda da sua resenha
    Com certeza vou add na listinha!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu queroooo ele o/, depois da resenha quero ainda mais hehe.
    Eu acho bacana isso, deixar com que as falas do personagem seja do jeito dele, que a editora não retire nada e tudo, melhor ainda, adorei saber que tem um cãozinho falante rs.
    Adorei sua resenha e opinião, sorte mesmo de ter todos publicados ^^

    Beijos!
    De tudo um pouco da Thá

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia o livro e fiquei de cara com esse enredo. Um país sem mulheres?! Wow. Deve ter uma grande crítica social por trás desse livro e só esse fato já faz a leitura parecer agradável. Curti a editora manter os erros na fala do personagem, não tenho nada contra erros propositais. Entrou para a minha listinha!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha,não conhecia o livro,despertou minha curiosidade e interesse,a história,a trama bem interessante!
    beijinss!!

    ResponderExcluir
  10. Não é um dos temas que mais gosto, vou deixar pra próxima.

    ResponderExcluir
  11. A capa é meio horripilante, não sei... HSUAHUS
    Despertou minha curiosidade completamente. Livro parece interessante, mas não sei se leria agora pois ainda tenho muitos na frente :(( (triste, ou não HAHA)
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  12. Ainda não tinha visto esse livro, e confesso que quando li a sinopse achei muito confuso.
    Depois que li sua resenha, consegui entender.
    Que mundo cruel deve ser heim?!
    Anotei ele aqui na minha lista de desejados. Gostei mesmo, bem diferente!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  13. infelizmente esse livro não me atraiu, não curti o enredo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida!
    Esse é um daqueles livros que, se dependesse da capa, eu não compraria. Achei feia. kkkkkk
    Mas assim que comecei a ler sua resenha e vi que ele era distópico, já me interessei. Sou louca por distopias! E pelo visto ele provoca emoções fortes, né? Isso de poder que desperta o pior de uma pessoa é a pura verdade, infelizmente.
    Adorei a resenha!
    Beijão
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  15. sinceramente, eu leria apenas pela sua resenha. Como disse a Chrysthie Audi, a sinopse é horrível! Para falar a verdade, eu ja estava quase desistindo de lê-la. Mas resolvi dar uma chance à sua resenha (que geralmente me agrada) para entender melhor o livro e mudar minha opinião. Talvez eu leia um dia, mas não está na minha lista (enorme, por sinal kk) de livros que anseio ler.

    ResponderExcluir
  16. sinceramente, eu leria apenas pela sua resenha. Como disse a Chrysthie Audi, a sinopse é horrível! Para falar a verdade, eu ja estava quase desistindo de lê-la. Mas resolvi dar uma chance à sua resenha (que geralmente me agrada) para entender melhor o livro e mudar minha opinião. Talvez eu leia um dia, mas não está na minha lista (enorme, por sinal kk) de livros que anseio ler.

    ResponderExcluir
  17. Eu não conhecia este livro e a sinopse não me cativou muito, mas a sua resenha me fez ficar super curiosa para ler o livro. A história parece ser bem interessante.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Nossa, não consigo imaginar isso de uma cidade só de homens! Kkkkk eu amo cães nessas histórias, ainda mais um falante! Fiquei bem curiosa com o livro, não o conhecia ainda!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Cida! Que resenha fantástica. Preciso dizer "de novo" que não daria nada pela capa, nem pelo título. Quase não li o que você escreveu, mas daí pensei: "por que não dar uma chance?". Adoro distopias complexas e com elementos originais em sua trama. Fiquei doida para descobrir os segredos por trás da história e o ritual bizarro pelo qual o menino tem que passar para virar homem. Mas o que mais me chamou atenção foi o seu alerta a respeito do linguajar. Que legal que o autor foi fiel as características de Todd, e que bom que a Editora manteve esse estilo de escrita e avisou o leitor não se tratar de erro. O problema é quando encontramos por aí erros de tradução e revisão. Mas quando não é o caso, como neste livro, é precioso nos depararmos com uma escrita diferente e condizente com o narrador. Valeu a dica, vou colocá-lo na lista agora! Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi MI! Achei muito bom encontrar a nota da editora falando sobre os "erros" que existiam na maneira de falar do personagem, há uma série sobrenatural que gosto muito e o pessoal sempre critica por ser assim, uma pena, já que trata-se da caracterização do personagem. Bjos!!

      Excluir
  20. Cidaaa.. acabei de achá-lo para vender na Saraiva por apenas R$ 9,90! http://oferta.vc/1BwE
    Acho que vou comprá-lo agora! kkk
    Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  21. Vou confessar que quando vi a capa, nem me interessei, mas dai decidi ler a resenha e me surpreendi, realmente parece ser um livro fantástico, imagine um mundo sem mulheres? Jesus *o* kkkkkkk
    Esse livro entrou para a minha listinha, bem grandinha por sinal, de livros que quero ler, quero conhecer a história de Todd, saber o que aconteceu realmente com as mulheres e claro, como uma pessoa apaixonada por cachorros quero conhecer o lindo do Manchee. E por falar nele, seria maravilhoso se os cães falassem, eu iria adorar kkkk Enfim, parabéns por mais uma bela resenha oo/

    ResponderExcluir
  22. Oi Cida, sabe que me interessei por este livro desde a primeira vez que li sua sinopse, mas vamos combinar que esta capa é horrível! Foi bom você avisar sobre a narrativa, pois tenho a impressão que vou me atrapalhar com isso, ficamos acostumados a falar corretamente que quando me deparo com um texto assim, muitas vezes me perco.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  23. UAU! Esse livro é uma viagem muito louca... Ele parece ser bem legal, eu curti, parece ser daqueles com cena de ação.
    No começo quando você disse que era uma cidade só de homens eu achando a coisa mais esquisita do mundo, mas ok auhsuahsuahsaus
    Acho que a editora poderia ter caprichado mais na capa, essa ai ficou feinha que chega a dá pena.

    http://worldbehindmywall.fanzoom.net/

    ResponderExcluir
  24. Parece bem interessante mesmo esse livro!!! Adoro distopias e essa ainda tem coisas paranormais ao que me parece então deve ser muito instigante de ler!!!Sua resenha me deixou bastante animada, pois faz algum tempo que não leio um livro deste tipo,e já anotei a dica!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia ainda esse livro, como você disse a proposta é bem original e por ser distopia já me conquista um pouco. Mas a capa eu achei +-.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!