[Resenha] Os Cães Nunca deixam de Amar

Os Cães Nunca Deixam de Amar
Título Original: The Dog Lived (and So Will I)
Autor(a): Teresa J. Rhyne
Editora: Universo dos Livros     Páginas: 312
Lançamento: 2013       ISBN:9788579305368

Compare & Compre    Skoob   Facebook   

11171_603090986401935_1393471006_n
A emocionante história de uma advogada, seu cão adorável e um diagnóstico devastador. Namorado novo, casa nova. Teresa Rhyne está tentando reestruturar a sua vida depois de dois casamentos fracassados. Porém, pouco tempo depois de ter adotado Seamus, um beagle totalmente incorrigível, os veterinários atestam que o cãozinho tem um tumor maligno e menos de um ano de vida. O diagnóstico deixa Teresa devastada, mas ela decide lutar e aprender tudo que está ao seu alcance sobre o melhor tratamento para Seamus. A bem-sucedida advogada não tinha como saber, naquele momento, que estava se preparando para o próximo grande obstáculo de sua vida: um diagnóstico de câncer de mama.

Eu recebi este livro de surpresa, e logo achei a capa uma fofura, embora não seja muito ligada em cães, este tem um olhar tão dócil e uma cara de carente, que você fica toda derretida só de olhar. Então, além de querer saber mais sobre ele e por causa do Outubro Rosa (eu li mês passado gente), resolvi mergulhar na leitura.

Teresa Rhyne, advogada, nutria uma grande paixão por cães. Com o fim de seu segundo casamento, estava entrando nos eixos da nova vida, e ela começa o livro nos contando como é estar solteira outra vez, embora ela não esteja totalmente sozinha. Teresa tem uma relação descompromissada com um rapaz alguns anos mais jovem, e encara isso de maneira leve e descontraída, afinal não quer um relacionamento sério agora. Ela e Chrys, encontram-se algumas vezes no mês, viajam, curtem bons momentos e seguem suas vidas. Ela faz questão de afirmar que é só um sexo bom e nada além, no entanto, Chrys ganha espaço na vida de Teresa,  com sua doçura e atenção, logo não é apenas alguém passageiro.

Como eu disse, Teresa amava cães, e um dia, uma amiga ligou oferecendo um animal abandonado para adoção, o terrível e arteiro Seamus. Quando viu o danadinho, não resistiu e o levou para casa. Logo ela, Chrys e Seamus criaram uma rotina, tornaram-se uma família e viveram dias deliciosos e confortáveis, mas o doce cãozinho ficou doente, ele tinha câncer.  Assim, a calmaria foi embora e começou a luta pela cura. Teresa brigou com unhas e dentes por Seamus, sem medir esforços, nem gastos pela saúde do animal. Ali, ela acreditava estar frente a maior batalha de sua vida, mas ledo engando, o pior estava por vir, quando Teresa menos esperava, descobriu em si, um câncer de mama. Fim de uma batalha, começo de uma guerra.

O livro é narrado em primeira pessoa por Teresa e é uma história real. Embora eu não seja fã de biografias, esta aqui me prendeu desde a primeira página. Nossa protagonista é muito cativante, bem humorada, objetiva e simpática. Durante a leitura vira uma amiga, que te deixa muito a vontade com sua vida, é como se você estivesse sentada com ela em um sofá, batendo um papo.

A forma como descreve tudo faz você ter impressão de estar lendo uma obra de ficção, um romance tipo Sparks, mas que no fundo mexe mais com você, afinal além de ser tudo verdade, você não sabe como vai terminar. Temos aqui uma mulher e um cão sofrendo de uma doença perigosa e debilitante, e mesmo com todo o bom humor de Teresa, não dá para esperar algo bom pela frente.

O livro é dividido em partes, primeiro com foco na doença de Seamus e depois na de Teresa, e enquanto vamos acompanhando a saga destes dois, podemos também ver como a relação dela e Chrys evolui e também conhecer suas vida no geral.

Falando na relação, como eu disse, é enredo típico de livro de romance, e eu amei cada pedacinho da história do casal. Foi ficando tudo sério sem querer, e Chrys é o cara que toda mulher quer na vida, dedicado, educado, carinhoso e companheiro de todas as horas. Ele é quem segura a barra durante a fase negra do câncer, apoia Teresa nos cuidados com Seamus, quando todos acham loucura tanta dedicação com um animal e é quem carrega Teresa quando ela não consegue ficar de pé durante seu próprio tratamento. E não pensem que foi algo fácil, por ser mais velha, ela enfrentou preconceito vindo da família do rapaz, uma sogra que não queria aceitá-la de nenhuma maneira.

Mas nem tudo é doce, vemos a dureza que é lutar contra esta doença e não há como não admirar quem está nesta guerra, eu fiquei chocada com o quanto os pacientes são agredidos pelo tratamento, você pensa que é a cirurgia o os sintomas que derrubam a pessoa, mas o que vi aqui é que o tratamento é o veneno. As cenas de quimioterapia e o efeitos colaterais da mesma mostram que só muita fé e esperança dão força, e claro muito amor também. Chorei demais e fiquei emocionada com a trajetória de Seamus e Teresa.

E a sensação de corda bamba persiste até o final. Eles vão sobreviver? 

Pelo cão ela fez de tudo, por si, o choque foi tão grande que a deixou congelada. Você fica na torcida pelo despertar de Teresa, que vem de forma inesperada com um blog, onde ela decide dividir cada parte desta fase que está vivendo. E Chrys aparece com alguns posts também, o melhor: onde ele conta que como Teresa está ficando sem cabelos e ele ficará sem cortar o dele até o dia que ela deixe de usar peruca e tenha o seu de volta. Um voto de incentivo pela mulher amada. O nome do blog é o título original do livro: The Dog Lived (and So Will I)

Sem dúvidas foi um dos melhores livros que li, poderia ter sido uma leitura pesada e complicada, mas mesmo tratando de um assunto sério, consegue ser divertida e muito gostosa de acompanhar, com certeza pela força e personalidade da narradora, que sabe ser emoção pura, sem pieguice. Ela é uma dose de otimismo que todos devemos tomar diariamente e seu cãozinho faz até quem não tem vontade de ter um, querer sair correndo para adotá-lo. Um livro que vale a pena ser lido e compartilhado, tanto como uma história de amor em suas diferentes formas, como uma história de vida.

Peculiaridades de Teresa...
O alfabeto de vida: A – alcóol (um bom vinho); B – bons livros; C – café (viciada em Starbucks); D- dóceis cães… isso antes de Seamus e Chrys, que fizeram de A - AMOR

Acesse o site da Teresa aqui, lá tem um vídeo dela falando sobre sua história, tem muitas fotos e eu gostei de ver depois que li o livro, foi como reviver cada pedacinho da história.


Comentou? Então participe do Top Comentarista (livro Mago - Aprendiz) e do Comentarista Premiado (Sorteio de Marcadores)

2leep.com

35 comentários:

  1. Oi Cida.
    Eu, ao contrário de você, sou super ligada a cães, minha relação com eles é intensa, amo.
    A minha cadelinha Surya faz parte da família. e estamos lutando e dando nosso melhor pra que ela consiga se livrar das crises de convulção e viver em paz.
    Eu já amei esse livro mesmo sem ler, já me vejo chorando com ele.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty! Eu sou mais chegada em gatos, mas admiro sempre relação entre humanos e animais, são as mais sinceras. Tomara mesmo que sua cadelinha melhore.

      Excluir
  2. Oi.

    Gostei muito do livro, não o conhecia, mas quero ler em breve porque o tema me agradou e muito. Parabéns pela resenha.

    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da historia, não sou muito de ler livros que cotam biografias, doenças eu que tenham animais, então esse livro apareceu pra mudar tudo na minha pequena vidaliterária, gostei tanto da capa da sinopse da resenha, que fiquei com vontade desair correndo pra comprar esse livro !

    ResponderExcluir
  4. Já tinha lido uma sinopse deste livro e fiquei com bastante vontade de lê-lo, gosto muito de ler histórias assim que me fazem olhar a vida de uma outra maneira.

    vestido-de-papel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro ainda, creio que é a primeira vez que vejo qualquer coisa sobre ele! haha
    Gostei, parece ser legal. E é um tema ótimo também, espero gostar da leitura.

    ResponderExcluir
  6. ja tinha visto esse livro antes, mas nunca imaginei que seria tão emocionante!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amore <3
    Que livro mais lindo, tudo de bom e super, super fofo!
    Eu adorei sua resenha, sabe, esses carinhas me conquistam!
    kkkkkkkkk

    Bom final de semana :)
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Foi uma leitura muito gostosa, é fofo mesmo, mas também traz uma realidade bem dura.

      Excluir
  8. Oii!!
    Não sou muito fã de biografias, mas acho que me apaixonaria pela personagem! Gostaria de ler !
    Beijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou Eli, mas esta parece mais uma obra de ficção, você nem percebe que é uma biografia.

      Excluir
  9. Nossa, não conhecia o livro, mas com certeza é uma história de superação. Mesmo sendo biografia, eu adoro livro onde tenham histórias com animais e ainda mais com os dois doentes...
    Agora estou naquela, eles se salvaram??? Vou precisar saber!
    Bela resenha!

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  10. Eu amo um romance, ainda mais um tanto complicado onde a personagem não admite que as coisas estão ficando serias, me apaixonei principalmente por esse livro porque eu adoro animais, tenho 3 cachorros, então você já viu né? Eu quero muito ler esse livro, quero ver o desenvolvimento do relacionamento Teresa e da Chrys, quero ver o Seamus aprontando muito!!!! Ainnn dá vontade de apertar a capa desse livro aushuahsu

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Parabéns pela resenha...ficou mt boa :D Com toda certeza esse livro vai para minha lista de desejados.
    Que capa mais fofa!!!
    Bjs!!

    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  12. Assim como você, não sou muito ligada a cães, mas mesmo assim, fiquei com vontade de ler esse livro, diferente de Marley e Eu, o cachorro é só mais um personagem e não o principal. O livro parece ser bem emocionante, mas pelo que disse, o drama é contando de forma bem humorada.
    Fiquei com vontade de ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é parecido com Marley não, acho importante deixar isso claro.

      Excluir
  13. Nossa, o livro parece bem intenso e imperdivel. Amo livros que abordem a amizade entre humanos e animais, eles tem tanto a nos ensinar! Ainda mais com a situação tratada. Cancer é uma barra!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Adorei sua resenha, mas..... EU NÃO POSSO LER ESSE LIVRO DE MANEIRA ALGUMA :S
    Senão choro até morrer hahahahahaha
    Não leio livros sobre animais por causa que sou sentimental demais em relação à eles :S Choro por tudo :X

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Hey Cida!
    Ah só de ver a capa eu já fico meio com pé atrás de ler.
    Esses livros com dogs são sempre tristes...
    Os filmes eu nem aguento ver mais de uma vez.

    Mas se rolar uma oportunidade leio sim, com certeza.

    Adorei a resenha e o site!

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é um livro estilo Marley e eu, embora emocionante, não é triste como o Marley.

      Excluir
  16. Pelo que vi esse livro renderá várias lágrimas para pessoas apaixonadas por cães como eu. Amo livros sobre cães e amo eles, acho que não tem como amar esses pequenos e grandes que nos fazem sentir tão especiais. Pelo visto gostarei bastante do livro e estou louca pra ler ele.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Eu amei este livro, lindo demais e eu que amo animais e tenho cachorros, me identifiquei bastante com o livro!
    Um dos melhores do ano!

    ResponderExcluir
  18. Eu amei este livro, lindo demais e eu que amo animais e tenho cachorros, me identifiquei bastante com o livro!
    Um dos melhores do ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lembro do quanto você falou bem dele, e confirmei ao ler, como é maravilhoso.

      Excluir
  19. Apesar e tu ter gostado do livro e tal, vou ficar um pé atras dele pelo fato de ser um Biografia, no sou fan dela. Quem sabe daqui uns dias eu nao leia o livro ^^.


    xx

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu não conhecia o livro e assim que li a sinopse eu pensei será triste e pesado, e que bom que não é assim. O tratamento é pesado, desgastante não só para o paciente mas com a família também e penso que o pior baque é quando ouve pela primeira vez o diagnóstico, pois se pensa que foi decretado a pena de morte, só a família e amigos para fortalecer a pessoa.
    bjs

    ResponderExcluir
  21. AAAiii pq sempre livros com cachorros são tristes? Eu nunca gosto de ler pq sinto uma super pena. Acho que para quem tem cachorro é super dificil. Eles realmente fazem parte da nossa vida, da nossa família.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  22. Não é só a capa que é uma fofura, a história do livro em si também é. Para falar a verdade, amo histórias comoventes com animais, como a que estou lendo agora 'Um Gato de Rua Chamado Bob'. Como o título sugere, os cães podem ser maltratados em um segundo, e no outro, vem até o dono com o rabinho balançando. Ou seja: os cães realmente NUNCA deixam de amar!

    ResponderExcluir
  23. Não é só a capa que é uma fofura, a história do livro em si também é. Para falar a verdade, amo histórias comoventes com animais, como a que estou lendo agora 'Um Gato de Rua Chamado Bob'. Como o título sugere, os cães podem ser maltratados em um segundo, e no outro, vem até o dono com o rabinho balançando. Ou seja: os cães realmente NUNCA deixam de amar!

    ResponderExcluir
  24. Tu não vai acreditar! Acabei de ganhar uma promo em que podia escolher 1 livro entre 10 e comecei a pesquisá-los no skoob. Quando cheguei neste, vi de cara esta tua resenha e achei tão maravilhosa que escrevi para a blogueira optando receber este. Na lista também tinha aquele da executiva de NY e do mendigo sabe. Vi que você avaliou ele em 3 estrelas, ao contrário deste, então nem pensei duas vezes. Espero gostar tanto quando você. Valeu pela dica viu. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  25. Oi Cida
    Não imaginava que o livro era tão legal assim, gostei de saber mais sobre a história e sua resenha me deixou empolgada para ler o livro ;)
    Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  26. Uma trama bem interessante.
    Quando puder a lerei.
    Te espero lá no meu cantinho, =D

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá!! Tudo bem?? Eu não resisto a um livro com cachorrinhos. Parece tão lindo <3
    Fiquei louca pra ler. Ótima resenha, flor! Espero poder ler em breve!
    Beijos♥

    ResponderExcluir
  28. Oie amiga
    Nossa, não esperava que o livro tivesse isso tudo. Uma história emocionante.
    E sempre que leio suas resenhas e você falar muito bem do livro já fico desesperada para ler o livro.
    Sua resenha está maravilhosa. Entrei no site da Teresa e ela é gostei muito. Ela parece ser um mulher batalhadora e muito forte.
    Beijos

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  29. Own essa capa é a coisa mais fofa do mundo. Amei de verdade. Gostei bastante da sinopse, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!