[Resenha] Corações Feridos

Corações Feridos
Título Original: Black Heart Blue 
Autor(a): Louisa Reid 
Editora: Novo Conceito      Páginas: 256
Lançamento: 2013      ISBN:9788581630441

9788581630441.jpg.170x230_q85_crop


Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?
Não se pode esconder veneno para sempre, ele tem que escoar para fora em algum momento.

Eu confesso! Foi primeiro pela capa! Não vou mentir, logo que vi a Editora Novo Conceito anunciando o lançamento deste livro, meus olhos brilharam com a arte da capa. Esta garota no cemitério dá um ar todo sinistro ao livro e ao mesmo tempo triste, que de uma forma ou de outra desperta a curiosidade. Eu gosto de tramas assim, com aquele clima mórbido e misterioso e a  frase, “Duas irmãs gêmeas. Uma linda, a outra desfigurada. Divididas por um terrível segredo...”, completou o cenário. Assim este livro entrou na lista de leituras prioritárias.

Temos aqui duas irmãs gêmeas,  porém totalmente diferentes, não só pela aparência, mas também na personalidade. Criadas em um lar extremamente religioso e educadas em casa pela mãe, ambas sempre sofreram com a presença do pai, um fanático religioso, abusivo e alcoólatra. Hephzibah e Rebecca cresceram privadas de liberdade, a de ir e vir e a de se expressar, além disso amor, carinho e conforto também nunca estiveram presentes em suas vidas. Ao chegarem na idade de cursar o ensino médio, Heph viu a grande oportunidade de sair para o mundo, e após insistir muito, conseguiu a permissão dos pais para ela e a irmã estudarem em uma escola normal.

As meninas sempre forma unidas, não por pensarem igual, mas pela questão de sobreviver ao caos de suas vidas, mas enquanto Heph é uma beldade, Rebecca sofria com a deformação de seu rosto, causada pela Síndrome de Treacher Collins, assim na escola, enquanto a primeira fazia amizades facilmente e arranjava um namorado, a segunda ficou mais solitária do que nunca. Mas Reb amava a irmã, e acobertou esta nova vida dela, com passeios em pubs, escapadas no meio da noite e longos passeios na garupa da moto do namorado. Mas elas eram vigiadas e logo o pai descobriu a verdade, pondo fim ao sonho de liberdade das filhas. Heph morre e Reb não sabe se é pior estar viva, ou no lugar da irmã.

Narrado em primeira pessoa pela voz das duas irmãs, Corações Feridos não é um livro que se revela logo de cara. Vamos formando uma ideia da vidas das meninas conforme avançamos cada capítulo, Rebecca é o presente, e começa a contar sua história no dia do enterro da irmã; Heph é o antes de sua morte, quando tudo o que ela mais queria era apenas ser livre.

É fato consumado que Heph não morreu de forma normal, algo de muito ruim ocorreu naquela casa e isso fica mais evidente a cada vez que Reb aparece e mostra seu tormento por não ter coragem de contar uma verdade. Este mistério move o leitor, eu me vi devorando o livro em busca da solução, e tinha uma certeza, havia sido algo muito deplorável. A razão? Conforme vamos conhecendo o mundo das jovens, não fica difícil entender, basta descobri então como.

Eu imaginava um livro que ficaria focado em um mistério adolescente, e fiquei surpresa com a abordagem do tema religião ao extremos, ou melhor dizendo, o fanatismo religioso, acompanhado de violência doméstica e abuso sexual. É chocante gente! Louisa Reid conseguiu fazer de uma trama que parecia simples, algo funesto e que mexe com qualquer pessoa, mostrando em cada palavra deste livro um mundo doentio e que me deu nojo. A parte que trata da doença de Rebecca é interessante, eu nunca tinha ouvido sobre a Síndrome de Treacher Collins, fiquei querendo ver imagens de pessoas afetadas pela doença, mas ainda não criei coragem.

É uma narrativa que flui bem e deixa você em grande conflito. É complicado formar uma opinião sobre as irmãs no começo, eu cheguei a criar certa antipatia por ambas a cada novo capítulo, pois conforme uma falava da outra eu ia mudando de ideia. Mas posso dizer que ao final foi Heph minha preferida, embora muitas vezes egoísta, ela foi a que mais teve coragem para lutar, não que Reb seja fraca,  mas muitas vezes sua omissão me irritou, ela demorou para lutar, mas quando fez não desistiu, embora para isso tenha visto a irmã morrer e quase seguir o mesmo caminho.

A autora soube ser sutil ao mostrar cenas mais fortes, por meias palavras amenizou cenas que me deixariam ainda mais perplexa e enojada, mas nem por isso deixou de revelar o que de fato havia acontecido.  Em certo momento você acha que sabe o que vai vir, mas não mesmo, a vida das meninas alcançou um nível de crueldade e loucura além da imaginação.

Os personagens foram bem construídos, e você acredita em suas emoções, mas por mais chocante que esta leitura tenha sido, desta vez eu não chorei, fiquei chocada e certamente revoltada, então minha vontade era mais de bater nos pais das meninas, do que chorar por elas. Um livro que mostra o valor da família, e como um lar onde a violência supera o amor é triste e perigoso. Uma leitura que recomendo, e que vai tirar você na zona de conforto. É belo, mas também trágico.




2leep.com

26 comentários:

  1. esse livro está despertando um misto de sensações em mim! ao mesmo tempo em que quero ler não sei se tenho animo pra ler um livro tão intenso!

    ResponderExcluir
  2. Oie:)
    Gostei muito da sua resenha.mas não sei se leria o livro. A história não chamou a minha atenção.
    Eu adorei a capa*-*

    Beijoss
    http://cupcakedeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amiga eu vi o lançamento mas nem prestei atenção na capa agora que vi o visual, gente que sinpose e sua resenha foram ótimas, e me fez ficar super curiosa em ler, perfeito mesmo, o mistério que cerca a morte da irmã e tudo mais!!! Parabéns adorei a indicação!
    bjkas

    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  4. A cada resenha eu fico com mais curiosidade de ler Corações Feridos. Quero ver como foi esta união de belo e trágico com um assunto tão delicado. Também fiquei curiosa para saber o que aconteceu com a irmã e tudo o mais.
    Ótima resenha, Cida! Com certeza vou comprar este livro.

    Beijocas e bom final de semana!
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!

    Realmente eu não esperava uma trama assim. Parece ser bem forte mesmo, e a resenha ajudou a entender melhor a história. A capa realmente chama a atenção... fiquei intrigada e receosa.

    Beijos,

    Marcelle
    www.bestherapy.net

    ResponderExcluir
  6. Só de ler sua resenha já fiquei angustiada, quando eu for ler esse livro sei que vou chorar e ficar pior. Sei perfeitamente como é ter pessoas cruéis ao seu redor, como é sofrer porque você tem algo de diferente das pessoas "perfeitas" as quais a sociedade tinge. Na minha adolescência eu cheguei a pesar quase 100 kg e por isso eu passei por muita coisa, fui deixada de lado, fui xingada, chamada de estranha... Sei que não é nenhum terço do que a Rebecca deve ter passado - principalmente por ela ter sido agredida pelo pai -, mas é um pouco e eu posso entender pelo menos uma pequena parte do que ela sente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito triste ver como certas pessoas tratam as demais de forma cruel, aqui até mesmo os pais discriminavam a filha.

      Excluir
  7. Vi uma resenha desse livro e fiquei chocada, vendo agora a sua fiquei ainda mais. O livro parece ser bem forte. Tenho até medo de ler, mas confesso que a curiosidade de saber o que acontece e o desfecho dessa trama estão me deixando um pouco atordoada. Espero ler em breve.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
  8. Cida, esse livro parece ser chocante! Vi tantas resenhas de pessoas que foram levadas a extremos sentimentais com esse livro. Parece ser fantástico! De verdade.
    Mas, ao contrário de você, eu DETESTEI essa capa. Fui muito afastada desse livro por causa dela. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Eu sou meio que fascinada por cenários mórbidos, mas a história não tem o cemitério como cenário principal.

      Excluir
  9. Oie Cida =)

    Acho que nessa ultima semana li umas cinco resenhas desse livro e todos enfatizaram o fato de ela ser tensa. Eu até gosto de narrativas que tenham esse toque de drama com suspense, mas acredito que esse tipo de livro tem que ser lido no "momento certo", até mesmo para durante a leitura você não acabar ficando enjoada e chocada de mais com a história.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Ane, não é um livro para qualquer hora.

      Excluir
  10. Esse livro é sem dúvida uma leitura muito forte. Acho que vai ser algo tão surpreendente e chocante pra mim quando foi pra você. É uma das minhas próximas leituras ^^

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida!
    Esse é o tipo de livro que eu não conseguiria ler, você acredita que chorei enquanto a Rosem ia me contando a história? Imagine se fizesse a leitura! Mas acredito que o enredo e a narrativa foram muito bem trabalhados, o livro vai chocar e conquistar em igual medida.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  12. Eu tinha a mesma impressão que você: que seria mais um suspense adolescente, focando no que houve com a irmã que morreu. Mas estou começando a perceber que na verdade a história vai bem mais fundo. Isso diminuiu um pouco minha urgência de ler o livro. Ainda quero, ele tá lá na listinha, mas não estou na época para essas leituras densas e revoltantes, vou acabar tendo um ataque! Hehe otima resenha!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu tinha a mesma impressão que você: que seria mais um suspense adolescente, focando no que houve com a irmã que morreu. Mas estou começando a perceber que na verdade a história vai bem mais fundo. Isso diminuiu um pouco minha urgência de ler o livro. Ainda quero, ele tá lá na listinha, mas não estou na época para essas leituras densas e revoltantes, vou acabar tendo um ataque! Hehe otima resenha!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Estou muito ansiosa por essa leitura! Assim que o lançamento foi anunciado eu já sabia que ia querer ler, não so pela capa maravilhosa como tambem pela sinopse intrigante. E agora a cada resenha que sai tenho mais vontade de ler. Depois da sua então, to me segurando pra não correr pra livraria!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oie amiga
    Eu já tinha lido uma outra resenha desse livro, mas a sua resenha foi muito mais detalhada e realmente me chamou a atenção para Corações Feridos.
    Deve ser uma história chocante, densa e triste. E eu pretender ler.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Jéssica - Leitora Sempre
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  16. Também confesso, a capa está divina, e a sinopse super intrigante. Vejo todo mundo falando super bem desse livro e estou doida para lê-lo, ainda mais por abordar o assunto religião que é algo que me interessa tanto. Valeu pela dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  17. Um livro ótimo mesmo, um dos melhores que li no ano.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  18. Esse livro com certeza é dos meus, bem intenso, bem misterioso, e com uma capa realmente perfeita neh.
    haha
    Quero ler..

    ResponderExcluir
  19. Eu estava procurando sobre a Síndrome de Treacher Collins no google e nossa, achei tantas fotos... fico imaginando como seria a Rebecca. Eu preciso conhecer o drama dessas duas irmãs.

    ResponderExcluir
  20. Todos disseram que choraram nesse livro, você é a primeira pessoa que leio resenha e diz que não chorou kkkkkk
    Esse livro eu posso dizer com certeza que vou ler. Eu adoro histórias que tenham irmãs gêmeas.

    ResponderExcluir
  21. Eu já li várias resenhas desse livro, mas essa que me convenceu de que não é nada superficial como a maioria dos dramas lançados ultimamente tem sido.
    O que mais me preocupa quando pego um livro com temas como esse para ler é a escrita e o desenvolvimento. As vezes, por mais interessante e original que a história seja, a escrita pode acabar maçante já que drama envolve muita emoção, muita entrega de quem escreve.
    Então, vou ser bastante cautelosa quando for pegar para ler. Mas, sim, é um livro que eu leria!

    ResponderExcluir
  22. Ai que horror!
    Não resisti e fui ver as imagens, mas meu horror é ao que diz o livro mesmo. O pior de tudo é saber que a mãe foi conivente com isso. Fanatismo religioso é um tema interessante de se ler também. A capa é linda, apesar de tudo.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!