[Resenha] Gataca

Gataca
Título Original: Gataca
Autor: Franck Thilliez
Editora: Intrínseca    Páginas: 432
Lançamento: 2013     ISBN:  9788580573855


O cadáver de uma jovem cientista descoberto na jaula de um centro de estudos de primatas, provavelmente espancado por um chimpanzé. Os restos mortais de uma família de Neandertais assassinada por um primitivo homem de Cro-Magnon, achados no topo de uma montanha nos Alpes. O assassino de crianças Gregory Carnot encontrado morto em sua cela, na cadeia. Um ginecologista especializado em genética selvagemente assassinado dentro de casa. Que elo invisível une esses crimes atrozes, cometidos com trinta mil anos de diferença? Os policiais Lucie Henebelle e Franck Sharko se lançam numa investigação em conjunto. Destroçados pelas terríveis experiências que compartilharam, devorados e estimulados pelo ódio, Lucie e Sharko seguem a trilha da Evolução das espécies, num suspense arrebatador que os conduzirá às origens do mal.


Gataca é o segundo thriller de Franck Thilliez publicado no Brasil pela Editora Intrínseca, seu antecessor foi A Síndrome E, já resenhado no Moonlight Books (confira aqui), um livro que gostei demais, bem tenso e em muitos momentos arrepiante, terminei a leitura sedenta por mais obras do autor, e ainda bem que a editora logo realizou me sonho.

Antes de mais nada, sei que vocês querem saber. É série? Posso ler sem ter lido os outros?

Sim! É série, mas você poder ler sem ter lido outro e vai entender. São histórias diferentes, com finais fechados, tendo em comum, os protagonistas. O que acontece, é que se você começar por Gataca, não vai saber como Lucie e Sharko se conheceram. Eu sempre gosto de usar como exemplo os livros de Agatha Christie, qualquer livro de Poirot que você ler, entende perfeitamente, mas para saber como ele e seu fiel escudeiro, Capitão Hastings se encontraram, é preciso ler O Misterioso Caso de Styles.

Franck Thilliez aborda em ambos os livros a violência, mas com um diferencial em relação aos outros livros que vemos por aí. A base de suas histórias são fatos reais, isso consegue chocar mais ainda o leitor. Algo visceral, você sofre aquele impacto com cenas fortes, sádicas e que testam nossos nervos, e fica de queixo caído ao se dar conta de quanto o ser humano pode ser cruel e impiedoso, ultrapassando os limites da  sanidade.

Se em A síndrome E ele mostrou a violência como algo inserido sutilmente em nosso cotidiano, nos contaminando pouco a pouco, por meio de mensagens subliminares em filmes, campanhas publicitárias e outros meios que atingem a massa populacional, em Gataca, ele foi mais fundo, remontando os primórdios da humanidade, e mostrando que a violência está em nosso organismo, dentro do DNA, na sua estrutura, na sequencia G, A, T, C, desde o homem pré -histórico até hoje, evoluindo e sofrendo mutações. Ele traz em sua trama, um interessante conteúdo científico, com teorias da genética bem fundamentadas, resultado de sua pesquisa profunda para construção do enredo. Estes detalhes são base de todo o mistério que faz parte da trama, encontramos aí o fio da meada que os investigadores Lucie Henebelle e Franck Sharko usam para desvendar mais uma série de crimes e também a própria motivação do criminoso.

Falando em crimes, temos uma série deles aqui, com podemos observar na sinopse. No começo, sem nenhuma ligação aparente, mas logo, vamos vendo uma linha tênue que os une, algo tão bem escondido, que só a mente aguçada dos nossos protagonistas-investigadores foi capaz de perceber, e assim, ambos partem em busca das peças deste imenso e vil quebra-cabeças.

Quem conheceu Lucie e Sharko na Síndrome E vai ter uma grande surpresa neste reencontro, pois aqueles dois policiais cheios de vigor e energia, deram lugares à duas sombras. Ele sempre foi uma pessoa atormentada, mas mesmo assim mantinha-se firme e forte, sendo na luta contra sua esquizofrenia, quanto no cumprimento do seu trabalho, mas agora, após um acontecimento que marcou sua vida e a de Lucie, algo que fechou o outro livro, mas não vou detalhar pois seria spoiler, Sharko vem sofrendo uma queda vertiginosa de peso e sua carreira está indo pelo mesmo caminho, um  abismo sem fim. Para piorar a situação, sua relação com outros policiais é terrível, e um deles colocou na cabeça que nosso protagonista cometeu um assassinato.

E Lucie abandonou tudo, deixou de ser policial, arranjou um trabalho de atendente de telemarketing e resolveu dedicar-se a família, porém, aqui existe mais do que isso. Há rancor, ódio e uma frustração enorme, ela precisa de respostas, saber a razão de tudo que lhe atingiu, para quem sabe assim, voltar a ser feliz. E é novamente o mundo dos crimes que os une, que os coloca frente a frente, e Lucie vê a policial dentro de si ganhar vida outra vez.

Eu gosto muito destes dois, e torci desde o começo da leitura para que eles estivessem juntos de novo, não só pelo lado romântico, mas também pelo lado investigativo. Lucie e Sharko não ficam presos em cenas de crimes em evidências, eles vão além, mergulham no contexto psicológico, motivacional, o quê fez alguém cometer aquilo. Suas investigações têm base, na maior parte do tempo, na intuição e sensibilidade. Mas o melhor de tudo, são suas personalidades, são francos e objetivos, justos e honestos, e acima de tudo, muito humanos. Mesmo em meio as cenas sangrentas e doentias, um universo feio e violento, eles conseguem mostrar seus sentimentos, e eu fiquei só na torcida pelo casal, pelo bem deles. 

A narrativa em terceira pessoa flui bem, o fator curiosidade domina o leitor, e sem perceber você devora o livro em busca de respostas, no entanto, eu achei algumas partes muito técnicas, lembram quando falei que o autor insere ciência na obra? Então, ele fundamenta muitos fatos na genética e na evolução das espécies, fala muito de DNA, e achei que aqui, poderia ter sido algo menos detalhado, pois eu muitas vezes fiquei me sentindo em uma aula.  Engraçado que no final, há uma nota dele, explicando que procurou falar destes tópicos de uma maneira mais simples para os leitores, mas ao meu ver, ele poderia ter simplificado mais ainda.

O trama é bem construída e amarrada, não ficam pontas soltas, além disso, muitas certezas que temos desde o começo são derrubadas no decorrer da leitura, principalmente fatos ligados aos protagonistas, há uma revelação sobre Lucie que eu nunca imaginei, não dá para perceber algo muito sério que está acontecendo com ela.  Surpresa chocante!!!

O final foi um pouco corrido, achei que poderia ter sido mais aflitivo, depois de tanto suspense, a revelação da verdade foi bem rápida. No entanto, isso não me fez gostar menos da obra, Franck Thilliez mais uma vez me chocou e encantou. Sim! Embora eu sinta arrepios com seus crimes violentos, eu sou cativada por seus personagens, que me conquistam com seus medos, erros, força e franqueza. Acho diferente a relação do casal de protagonistas, que não tem um felizes para sempre, e sim sempre uma chance de sobreviver, de superar suas dores e tragédias pessoais. 

Há uma indicação do que encontraremos em um próximo livro, desta vez algo relacionado com as acusações contra Sharko, as suspeitas que ele cometeu um assassinato, este um assunto paralelo em Gataca. 

Mais uma vez, ansiosa por mais livros do autor.

Curiosidades.

- O autor viaja por vários cenários nesta trama, deixando pistas que ajudem os investigadores a desvendar o mistério, por todo o mundo, inclusive no meio da floresta Amazônica, no Brasil. \o/

- Na parte superior de cada página do livro, temos a repetição constante das letras G, A, T, C, que achei que fosse defeito na impressão, mas logo depois descobri que são ligações com o genoma humano, fundamentais para a trama.

- O autor é muito inteligente, e vai te chocar. Eu virei fã de sua obra e recomendo à todos. Mexe com os nervos. A curiosidade aqui é a seguinte. Vicia!




Comentou? 
Então não deixe de participar do Top Comentarista aqui.





2leep.com

37 comentários:

  1. Parabéns pela resenha, está incrível e me deixou curiosa para ler o livro!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oie Cida =)

    Bem eu ando fugindo um pouco de séries e thrillers também não são meu estilo favorito, mas até que eu tenho que admitir que a sua resenha me deixou curiosa.

    Na verdade, pela capa e pela sinopse eu imaginava uma história totalmente diferente, sei lá mais "sinistra", mas pelo visto a história possui uma base bem construida que faz com que a narrativa seja instigante.

    É um livro que se tiver oportunidade eu darei uma chance, mas se começar a me dar muito medo eu paro de ler XD

    Ótima resenha!

    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele choca mais do que assusta Ane, então pode ler, não é nada estilo Stephen King.

      Excluir
  3. Oi Cida! Que resenha maravilhosa! ;)
    Não conhecia o autor e nem suas obras, mas fiquei muito curiosa e com vontade de ler. O livro parece ser bem tenso e eu tenho dificuldades com enredos assim, mas por ter mistérios e coisas a desvendar vou ler quando tiver oportunidade.

    Beijão!

    Rafa{Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia a Síndrome E também Rafa, ambos são instigantes.

      Excluir
  4. Opa, obrigada pela passada lá no Como eu realmente. Fico feliz que tenha gostado. E você faz um lindo trabalho aqui no site. Adorei suas resenhas!

    Beijos,

    Fernanda Nia

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Não conhecia esses livros, mas já os quero.
    Falou "thriller" é comigo mesma. Gosto de sentir como o autor mostra a história e desenvolve os fatos.

    Bjs**

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha foi muito boa, esse é um dos tipos de livro que eu gosto de ler, espero ter a oportunidade em breve.
    Adorei conhecer seu blog,
    bjos

    http://historiaspossiveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Preciso muito ler esse livro, já que o seu antecessor, A Síndrome E, foi uma das melhores leituras que fiz esse ano e acabou de forma a deixar todos ansiosos pelo próximo livro. Pela resenha, Gataca é tão bom quanto o anterior e é certamente um dos lançamentos que eu mais quero ler. Ótima resenha! ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, eu também achei a Síndrome um dos melhores do ano, então se você gostou, vai curtir este.

      Excluir
  8. A capa não tinha me interessado, mas depois de ler a Sinopse e a Resenha, estou pensando em ler.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Como já disse zilhões de vezes amo livros assim! E preciso de mais deles na minha estante! kkkk
    O fato do autor misturar ciência na história só a deixa mais interessante, acredite em mim, não há uma forma muito simples de se explicar genética....
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! Estou totalmente na vibe deste livros, então ando caçando todos do gênero. Se ler, me fala o que achou.

      Excluir
  10. Cida, dá pra ver o quanto essa história mexeu contigo, quanto você curtiu. eu não curto livros com essa pegada, não importa o quão bem escrito está, me desgasta!

    ResponderExcluir
  11. Para ser bem sincera eu não fiquei tão interessada pelo enredo, mas fiquei curiosa sobre o mistério envolvendo a protagonista Lucie Henebelle, então quem sabe eu me aventure a lê-lo.
    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu não tinha muito interesse por essa série, mas você elogiou ela tanto que me ganhou. Eu não sou muito fã de biologia ainda mais de Genética, porém gosto de livros que nos dão uma aula afinal aprender algo novo é sempre muito gratificante. Vou ver se acho essa série depois.
    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida,
    Estou doida para ler alguma coisa desse autor, adoro livros que nos deixam chocadas e esse parece que é desse jeito. Achei bem interessante essa questão genética que ele aborda na trama.
    Quero ler !
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Adoro esse gênero literário, e principalmente quando a trama é bem elaborada e complexa, como parece que é o caso.... Ainda não conheço esse autor, mas já li várias resenhas de A Síndrome E, e fiquei com muita vontade de ler esse livro. Quanto ao livro Gataca, é a primeira resenha que leio, mas sem dúvida já me convenceu.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, tomara que tenha oportunidade de ler, me fala depois se gostou.

      Excluir
  15. Hey
    Eu li a resenha do primeiro aqui.. e amei.
    E comprei na Bienal, né?
    Espero gostar
    E adorei saber que pode ler separado, já gamei na história do segundo.

    Não posso ler nada que envolve suspense HAHA

    bjs
    e boa semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprou!!! Que legal Nana, espero que você curta e aprecie a dica.

      Excluir
  16. Estou simplesmente em cólicas para ler esse livro. Amei demais A Síndrome E e acho que Gataca será o próximo livro que vou pedir para a Editora. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa para ler o livro. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Cida,
    confesso que detestei a capinha, achei tãooo sem graça!
    Não sei se iria gostar do livro, geralmente histórias sobre genética e ciência não me atraem tanto.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  18. Nossa, nunca tinha ouvido falar desse livro mas, confesso que fiquei bem interessada em descobrir o desenrolar da história, mesmo não sendo o meu gênero favorito!

    Beijos,
    Caroline
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Hey flor!

    O livro parece muito bom, mas eu costumo fugir do thrillers ou suspenses. Eles me deixam muito nervosa e como sou detalhista, são poucos os que me convencem.

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Não li nada do autor mas me empolguei com a sua resenha. Gosto de autores inteligentes e que informam além de apenas contar uma história.
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
  21. Nossa que interessante, já tinha lido resenhas sobre o livro anterior e já tinha ficado curiosa e agora fiquei ansiosa. Valeu pela dica e claro é muito bom saber que eles podem ser lidos separadamente.
    Enfim parabéns pela leitura e resenha. beijos e sucesso!!!


    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  22. Gostei da resenha e espero que um dia possa ler essa série, bem que o submarino podia incluir os dois livros no fim do mês né, Gostei que ele usou as iniciais para fazer o título. Quando vi as iniciais na resenha já me lembrei das aulas de genética.
    bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Cida,
    Gostei muito da sua resenha, é a primeira que leio desse livro e confesso que fiquei curiosa, mas estou fugindo de livro nesse estilo, claro que vou abrir um exerção, vou anotar aqui a dica.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  24. OMG!! Fiquei vidrada na sua resenha, ainda não li o primeiro, e fiquei meio perdida dos fatos citados, mas com certeza muito em breve vou ler síndrome E, amoo um bom suspense policial.

    ResponderExcluir
  25. Oie amiga
    Amei sua resenha. Eu adoro um bom thriller, todo o suspense policial,a investigação me fascinam.Fico querendo desvendar o crime.
    Com certeza vou ler, mas vou começar por Síndrome E.
    Beijos

    Jéssica
    Leitora Sempre
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Hello Cida,

    Como sempre adorei sua resenha, estou louca pra ler esse livro, adoro investigação policial.

    XOXO
    Gaby
    http://gabriellasm-1993.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Nunca tinha ouvido falar dessa série (mas parece ser o tipo de livro que eu curto :D)
    Muito obrigada pela dica, vou seguir de bom grado e correr atrás do meu exemplar *-*
    Parabéns pela resenha

    Beijo

    ResponderExcluir
  28. Não sabia que este livro existia admito, mas me interessou muitooo!

    ResponderExcluir
  29. Ganhei o primeiro livro em uma promoção por aí :D A Síndrome E, e apesar das pessoas falarem (inclusive você) que não tem tanta importância ler na ordem, eu prefiro ler na ordem kkkkk fiquei feliz em saber que o primeiro volume já está na estante. Curiosíssima para conhecer mais dessa dupla!

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  30. Quando li sobre A Síndrome E fiquei muito interessada na historia, não sabia que fazia parte de uma série. Gosto do fato de serem livros independentes. Sempre fico animada quando um autor cita o Brasil em sua obra. Fiquei curiosa para saber como os assassinatos estão interligados.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!