[Resenha]1222

1222
Título Original: 1222
Autor: Anne Holt
Editora: Fundamento    Páginas: 256
Lançamento: 2013      ISBN:  9788539505326


A 1222 metros de altitude, um acidente de trem. Uma impiedosa nevasca. Um hotel centenário. E um assassinato! Uma ex-policial, tão astuta e brilhante quanto sarcástica e antissocial, é a única pessoa capaz de solucionar o mistério da morte de um dos 269 passageiros de um trem descarrilado. Isolados do resto do mundo por causa da neve, uma atmosfera de medo, hostilidade e desconfiança instala-se no hotel onde eles se refugiaram. Mas a ex-policial Hanne não quer se envolver. Ela sabe que a verdade cobra um preço muito alto. Ao longo dos anos, sua busca por justiça lhe custou o amor de sua vida, sua carreira na polícia de Oslo e a própria mobilidade. No entanto, encurralada por um assassino e pela pior nevasca da história, Hanne - e os outros passageiros - não tem saída. Em uma situação extrema, as máscaras logo caem... E, nesse grupo, muitas pessoas não são o que parecem. Aliando sua capacidade de dedução a seu instinto, ela mergulha em um enigma difícil e surpreendente. Acompanhe todos os momentos dessa história envolvente e arrepiante.

"Uma mistura de Stieg Larsson e Agatha Christie."

Esta frase na capa do livro foi o que me levou a escolher esta leitura, fã de Agatha Christie como sou, não poderia deixar de ler uma obra que fosse comparada ao trabalho da dama do crime. Este livro, 1222, publicado no Brasil pela Editora Fundamento, faz parte de uma série, da escritora norueguesa Anne Holt, protagonizada por uma policial, que após um acidente, ficou paraplégica.

Eu soube que era uma série e que este não era o primeiro livro, somente depois de começar a leitura, mas mesmo tendo muitas referências à acontecimentos do passado da protagonista, eu não me senti perdida,  consegui aproveitar bem a história, sem nenhuma dificuldade. A verdade é que são livros independentes, apenas tendo em comum a policial Hanne

Tudo começa com um acidente de trem, onde apenas o manobrista morre. A seguir todos os 269 passageiros são levados para o hotel de luxo, que fica à 1222 metros de altura, na cidade de Finse, Noruega. Chegando lá, o clima é de pura tensão, devido a forte nevasca que está caindo, fica impossível prever quando estas pessoas poderão deixar o local e seguir viagem.

As pessoas tentam mostrar amabilidade e cortesia, para manter um clima suportável, mas fica claro que nem tudo é o que parece e que algo mais perverso está presente naquele ambiente. Logo ao amanhecer, após a primeira noite de isolamento, um corpo é encontrado, mostrando apenas o início de uma série de mortes muito suspeitas.

A história é narrada em primeira pessoa por Hanne. O começo é um pouco lento, trazendo nuances da personalidade irritada e áspera da protagonista. Ela é uma pessoa que aprecia sua solidão e reserva. Devido ao seu problema físico, não reage bem a gentilezas, ela vê isso como piedade, e detesta sentir-se como uma coitada. As pessoas tentam aproximar-se dela, mas é uma tarefa muito complicada, no entanto, conforme quantidade de mortes aumenta e as pessoas percebem que não são acidentes, seu instinto de policial fala mais alto, e torna-se inevitável uma interação maior com outras pessoas do lugar. Sua sagacidade e inteligência são as peças fundamentais para desvendar o mistério.

Desde o começo eu tive muitas desconfianças. Tinha certeza que o descarrilamento do trem não havia sido um acidente qualquer, e sim algo arquitetado para isolar determinadas pessoas naquele hotel. Então conforme a história ia passando, eu ficava de olho em cada personagem para descobrir suas verdadeiras intenções. Logo ficou claro que muita gente ali se conhecia de longa data, e que escondiam muitas mágoas de fatos ocorridos no passado.

Este tipo de trama sempre traz um elemento comum, vingança, e foi nesta vertente que foquei para descobrir o criminoso. O cenário de isolamento lembrou muito o livro O caso dos dez negrinhos de Agatha Christie, na minha opinião o melhor livro do gênero que li até hoje, mas em 1222 o rumo dos acontecimentos é diferente, restando muita gente viva para contar o que ocorreu naquele hotel durante a nevasca.

O livro, após o ritmo inicial lento, pega seu rumo e nos envolve, embora Hanne não seja uma protagonista que desperte carinho no leitor, ela desperta admiração, tanto por seu jeito resistente de ser, quanto por sua capacidade investigativa.  Sem nenhum recurso técnico para desvendar os crimes, ela usa sua intuição e visão para descobrir a verdade, dispondo apenas do lado psicológico de tudo, e realiza muito bem seu trabalho. Eu gostei muito de Hanne, ela é realista, e muito sarcástica, e aprecio isso em detetives, acho que esta falta de emoção neles é o que permite chegar ao cerne do problema, e ver de verdade quem são as pessoas envolvidas , se eles ficarem apegados aos possíveis criminosos, sua dedução será comprometida. Imaginem um detetive apaixonado pelo criminoso. Já vi os melhores da literatura cometerem erros de principiante por amor, quem conhece Sherlok Holmes sabe bem.

Achei bem curioso o fato de todos serem bem frios neste livro, não só o detetive. Aquele clima de amizade que tínhamos no começo, foi logo deixado de lado. Assim que as mortes foram reveladas como assassinato, cada um quis saber apenas de seu bem estar, faltou humanidade nestas pessoas.

Embora, reunir pistas tenha sido um trabalho detalhado, o desfecho foi bem rápido, a explicação dos fatos foi corrida, e sem muitas explicações apuradas, mas concluiu bem a trama. É uma história que abre o apetite do leitor, que dá aquela vontade de saber mais da protagonista, quem coleciona detetives como eu, que tenho em meu rol de favoritos Poirot, Holmes e mais recentemente Sharko,  vai querer ler outras obras da autora e rever Hanne.

Recomendo para quem gosta de um mistério, rapidinho de ler, mas que não busque aquele final com páginas e páginas de explicações antes de uma prisão.




2leep.com

25 comentários:

  1. Gosto muito de suspense, mistério e livros que nos fazem realmente pensar cada frase lida!
    Vou em busca deste livro hoje!!!!!!!
    Um beijo <3

    http://queridosquinze.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. oie Cida
    mais um livro que eu conheço pelo seu blog. Se tem um quê de Stieg eu já fico toda alvoroçada, porque adorei a trilogia Millenium.
    Pena a protagonista não ser carismática :( mas ainda assim acho que vou gostar muito da leitura.
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacque! Eu não li Stieg, mas a aoitra autora citada na capa sim, e em algumas partes da leitura lembrei de seu jeito de escrever.

      Excluir
  3. Oi, como vai?
    Parece ser legal a história. Gostaria de fugir um pouco dos romances e anotei o nome do livro.
    O problema é o tamanho da minha lista..rs
    Mas um dia eu sei que leio.

    E gosto de mistério também, precisamos variar as vezes.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, eu leio um pouco de tudo, misturo vários estilo para não enjoar.

      Excluir
  4. Eu achei que conhecia esse livro, mas me enganei com a capa. Fiquei instigada quando você falou da comparação com a Agatha, o único livro que li dela foi O Caso dos Dez Negrinhos que você citou. Achei a trama muito interessante e criativa, como sabiam da ligação desse tanto de gente?! Achei isso muito suspeito, mas só lendo para entender a história.

    Abraços, Raquel.
    viajandoclivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parece o tipo de livro que eu adoraria ler. Adoro romances policiais.
    E se você adora Poirot e Holmes e gostou, vou gostar também.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, adorei a dica, sou doida por romances policiais e thrillers e a sinopse do livro me deixou bem curiosa.. Pena que não era tudooo que você esperava, mas vou colocá-lo na minha lista para um dia ler. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi! Verdade, mas vale a pena conhecer, como eu disse é para abrir o apetite.

      Excluir
  7. Gosto bastante desse gênero, mas tinha ficado desanimada em relação ao livro devido a uma outra resenha que li, mas depois da sua acho que darei uma chance.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla! Espero que você possa ler e formar sua opinião,depois me fala o que achou.

      Excluir
  8. Mas, que resenha atraente! É claro que fiquei interessadíssima, e se você gosta de policiais, eu vou tomar a liberdade de indicar os livros do Andrea Camilleri. Acho que você vai gostar muito.

    Adoro a Agatha Christie, mas estou adorando esses escritores nórdicos que estão aportando entre nós!
    Já leu "A Estrela do Diabo", de Jo Nesbo? Fica a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li ainda, mas já anotei as dicas e vou ver com muito carinho, adoro novas oportunidades de conhecer autores de gêneros que aprecio. Bjos!

      Excluir
  9. Olá Cida!
    Parabéns pela ótima resenha. Bom, o que mais chamou minha atenção foi saber que este livro tem uma mistura de Agatha Christie! E adorei saber que há um ponto deste livro se parece com o de O Caso dos Dez Negrinhos, porque realmente eu também considero o melhor livro do gênero, é uma história dez.
    Já marquei este livro como desejado.
    Beijos.

    Grazi
    @grazilins_
    http://alwaaysliving.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Cida!
    Parabéns pela ótima resenha. Bom, o que mais chamou minha atenção foi saber que este livro tem uma mistura de Agatha Christie! E adorei saber que há um ponto deste livro se parece com o de O Caso dos Dez Negrinhos, porque realmente eu também considero o melhor livro do gênero, é uma história dez.
    Já marquei este livro como desejado.
    Beijos.

    Grazi
    @grazilins_
    http://alwaaysliving.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,
    Amei a capa e a Sinopse, livros de suspense com mistério me atraem bastante. Vou procurar saber mais.
    Amei sua resenha.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Nunca ouvi falar,mas nunca li esse gênero ,talvez eu goste prefiro YA

    Beijos
    http://teenagersblogofficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro. Adoro mistério e com certeza esse livro vai para a lista de desejados.
    E essa capa é linda.
    Adorei a resenha!

    Beijos
    http://glowofthemoonlight.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii!!
    Não sabia da existência desse livro. Mas como gosto de livros com mistério esse me deixou curiosa!
    Beijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  15. oi Cida, tudo bem?
    o instigante nesse livro com certeza é o mistério que instiga a leitura, apesar de não curtir muito livros com essa temática, esse me chama a atenção!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida,
    Eu também adoro Agatha então esse livro me chamou a atenção. Amo livros de mistério porque nos deixam tensas e esperando ansiosamente pelo final. Que pena que o final desse seja meio corrido mas creio que vale a pena a leitura.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Gosto bastante desse estilo literário, e fiquei bastante curiosa com essa trama. Certamente vou ler.....

    ResponderExcluir
  18. Ameeei, quero muito ler esse livro!

    Beijos ♥

    http://netomarqs.blogspot.com.br/2013/07/tendencia-animal-face.html

    ResponderExcluir
  19. Olá Cida,

    Mais um livro que fico conhecendo no seu blog, gostei demais da sinopse e achei a capa muito bonita...sua resenha me deixou curioso....já adicionei na listinha....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Impressão minha ou nesses últimos dias o leitores estão se aventurando por leituras com cenários gelados? Acho que o friozinho está inspirando a galera..
    :D

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!