{Resenha} Um Gato de Rua Chamado Bob

Um Gato de Rua Chamado Bob
Título Original: A Street Cat Named Bob
Autor(a): James Bowen
Editora:  Novo Conceito      Páginas: 240
Lançamento: 2013      ISBN:   9788581631523
Compare & Compre    Skoob    Facebook   


Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks). Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias.
Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados. Um Gato de rua chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Um gato mudou uma vida.

Já fui fisgada no começo, quando James apresenta a entrada de Bob em sua vida, pois vi claramente seu envolvimento com ele, a sensação soou muito familiar, pois toda vez que vejo um gato sou tomada por muita ternura, sou totalmente apaixonada por estes carinhas fofos e maravilhosos, confesso que essa foi a razão para ler este livro, já que não é o tipo de leitura que costumo fazer.

Tive vários gatos, mas minha preferencia sempre foi pelos "laranjinhas" e ao ver Bob fui remetida aos tempos com cada um dos meus fofos. Cada cena que James descreve é muito verdadeira, concordo plenamente com ele quando cita que os laranjinhas são os gatos mais ativos e espertos que existem.

A narrativa em primeira pessoa, mostra a história de um jovem que está se recuperando do vício das drogas, diferente de muitas pessoas que entraram nessa, James não fica lamentando e culpando alguém, ele é realista, e fala claramente que entrou nessa por causa da solidão. A família sempre mudou muito, e ele não conseguia criar raízes em nenhum lugar, mesmo tendo uma boa relação com a mãe, não sentia a casa como um lar. Ao cair no mundo em busca de si mesmo, perdeu-se no vício, durante mais de dez anos viveu nas ruas.

Amante da música, afirma que esta foi a única âncora com a normalidade, e o que lhe permitiu não enlouquecer. Em pleno processo de desintoxicação, encontra no corredor do prédio que morava um gato laranjinha, faminto e machucado. Com a intenção de apenar deixá-lo melhor para voltar às ruas, James acolhe o gato, mas o carisma do bichinho lhe derruba, ele lhe dá o nome de Bob e quando percebe, não consegue mais viver sem ele.

Uma leitura fluída, que além de mostrar uma história real, emociona o leitor com o relato de James. Ele é um cara legal, humilde, sensível, tranquilo e de coração enorme. Vivia com pouco, mas não ligava pra isso, ele dava valor a sua amizade com o gato, queria apenas ter uma família e criar raízes. Quando ele toma a decisão de fazer de Bob seu bebê, não só abraça a responsabilidade pela vida do gato, mas pela sua também. A vontade de compensar a amizade que Bob que lhe devota, faz com que ele não poupe esforços na sua recuperação. Bob é um incentivo, e nos dá momentos divertidos ao entrar de vez na vida do rapaz, em especial quando vai trabalhar com o músico.

Das tantas segundas chances que James teve e deixou escapar, Bob foi a única que verdadeiramente fez a diferença em sua vida. Ele trata Bob como um igual, é muito engraçado as vezes ele falar que queria saber como foi a vida do gato antes de conhecerem-se, como se ele tivesse um passado histórico. Um exemplo de dedicação e respeito aos animais.

Esta resenha é muito pessoal, vi no livro muito do mesmo amor que dediquei aos meus gatos, senti tudo que foi descrito, me emocionei muito. Foi algo nostálgico, não tenho nenhum gato atualmente, a partida do último foi muito sentida e não consegui criar coragem de ter outro, doeu muito mesmo, sinto agora ao fazer esta resenha. Mas não há companheiro melhor no mundo, me desculpem os amantes de cachorros, mas a maneira como um gato nos escolhe é mais fiel do que tudo, pelo menos os meus sempre foram muito sinceros, se não gostavam de alguém, nada os comprava.

Acordar com aquela bolinha de pelos te lambendo não tem preço, ver eles se enroscando no seus pés é impagável, por isso, amantes de felinos, leiam Bob, e para quem não é, leia também e conheçam mais estas criaturas sensacionais.

"Ver-me com meu gato suavizou-me aos olhos das pessoas. Ele me humanizou. Especialmente depois de eu ter sido tão desumanizado. De certa forma, ele estava devolvendo minha identidade. Eu tinha sido uma não pessoa, e estava me tornando uma pessoa novamente."


2leep.com

30 comentários:

  1. Sou apaixonada por animais e desde o lançamento desejo ler Um gato de rua Chamado Bob. Parece ser um livro lindo! :)

    Eu tenho um "laranjinha" e ele só é esperto quando há comida na parada! kkkk
    Não sei qual é "melhor", gatos ou cachorros, mas sei que estou muito feliz de ter os dois em casa. :)
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  2. Nossa esse parece ser aquele tipo de livro que é impossível a pessoa não gostar né ? estou doido para ler, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  3. Que curiosidade por esse livro, Cida!
    Quero tanto me deliciar com essa leitura, estou muito curiosa e fico me remoendo. rsrs
    Realmente, quem ama gatos e o mundo deles, deve ser uma ótima leitura, e olha que a narrativa e o foco do livro ajudam, tudo uma delícia só. rsrs

    ResponderExcluir
  4. Li algumas resenhas desse livro e a cada uma que eu leio, mais eu me apaixono pelo livro sem ao menos ter lido. O que mais me interessou no livro é o fato de James e Bob existirem. Amei! :')
    Xxxx

    ResponderExcluir
  5. Sou completamente apaixonada por gatos e cachorros também ^^ sempre criamos cachorros e gato é a 1 vez tenho uma gatinha branca que é a rainha da casa =P e se da bem com nossos peludinhos caninos..adoooroooooo livros assim em que os animais são uma peça importante nos livros..tenho marley (chorei horrores),Dewey e hulk e recentemente comprei esse livro...louca pra ler logo ele vai ser o proximo da fila =D

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse aqui não é triste como Marley, afinal o Bob não morre.

      Excluir
  6. Eu quero muito ler esse livro!!! Já li Dewey, que também é sobre um gato laranjinha e adorei. Embora não seja tãooo fã de gatos (prefiro cães!) eu adoro este tipo de leitura. Adorei a resenha!
    Beijoss
    http://spaceindaze.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida =D

    Bem se tem um tipo de livro que não leio, são os que tem animais com protagonistas. Tenho Marley e Eu a cinco anos e sei que nunca vou ter coragem de ler =/ Vou ficar desitratada sabe rs...

    Vejo bastante gente falando bem desse livro mesmo e acredito que ele deva ser uma graça, afinal gatos são lindos *----* Mas em virtude da minha total falta de coragem e certeza que vou chorar muito e pulo.

    Beijos linda e um ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ane pode ler, não tem morte neste livro, como no Marley, é mais suave. Rs.

      Excluir
  8. Amei sua resenha! Eu também sou apaixonada por gatos, e assim como você minha última me marcou muito o que me deixa mais triste é não saber o que aconteceu com ela. Eu já tenho preferência por gatos brancos, mas todos eles são muito lindos e sinceros, um gato quando não gosta e alguém ele não fica bajulando. Quero muito ler Bob porque é uma história real e isso é muito emocionante, ver que um gato mudou a vida de alguém.

    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
  9. Não sou fã de gatos, mas não tem como achar a capa desse livro, fofa*-*.
    Gosto de estórias que possuem animais no enredo, já que eles sempre passam alguma bonita mensagem. Espero ter uma oportunidade de lê-lo algum dia.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Muita vontade de ler esse livro, também. Adoro gatos e animais em geral. É maravilhoso ver como um animal pode mudar a sua vida. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela resenha Cida! Estou ansiosa para ler Um Gato de Rua Chamado Bob! Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Inicialmente achei que o livro era para crianças e nem liguei muito. Depois resolvi ler algumas resenhas e gostei. Desejo ler o livro assim que puder.

    ResponderExcluir
  13. Oin, amei sua resenha. Justamente fiquei com vontade de ler o livro desde o início por se tratar de uma história verídica e por falar sobre um amor de um humano e de um gato. E eu tenho 3 gatos, sendo que o primeiro literalmente mudou minha vida. Eu acho que me tornei uma pessoa melhor, mais rica e mais feliz depois que abri meu coração para meus gatos. Espero que me emocionar com esse livro tanto quanto você. Beijão, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  14. cara eu não tinha vontade de ler esse livro,mas depois das resenhas fiquei olha e a sua não foi diferente *---*

    ResponderExcluir
  15. Embora a história seja inspiradora e muito bonita eu não tive aquela vontade de ler o livro, ainda não sei porque mais não me sentir atraída para conferir a história.
    Mesmo assim, gostei muito da história.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida,
    menina estou querendo ler esse livro, esta todo mundo falando mtooo bem. Estou com ele em casa, mas tenho uma regra de ler os livros na sequencia que eles chegam e falta bastante para chegar nesse livro ainda.

    Não sou fã de gatos, mas acho que vou adorar o Bob.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  17. Cida, semana passada eu li uma outra resenha desse livro, e agora estou ainda mais apaixonada graças as suas palavras. Acho incrível ler histórias emocionantes sabendo que aquilo realmente aconteceu. Parece ser o tipo de obra que nos ensina e nos faz refletir, e acho isso muito válido... de arrepiar.
    Espero poder lê-lo um dia... é uma leitura que eu não abriria mão.

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá Cida,

    Esse livro esta na minha lista de espera de leitura, vejo muitos falarem bem dele e na sua resenha vejo o mesmo..acho que irei gostar....abraços.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Linda resenha Cida!
    Nunca tive gatos então não conheço essa relação mágica, mas a Rosem tem e ela amou o livro, mas pela história e lição de vida apresentadas também fiquei com vontade de ler.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  20. Que lindo, quero muito ler esse livro. Todo mundo só fala super bem dele, estou bem curiosa. Prefiro cachorros do que gatos, rs, mas vou dar uma chance para o Bob :)

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Nossa eu quero muito pegar este livro para ler logo, pena que encalhei em outro livro que estou lendo e depois tenho um Booktour p ler =(

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. os nossos amigos de 4 patas com certeza são super espertos e mais ainda são capazes de de nos compreender!eu quero muito ler esse livro, é a primeira resenha que tenho a oportunidade de ler, mas a cada dia estou mais curiosa

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oii!!
    Pra quem tem esses bichinhos super fofos, a leitura é mais emocionante mesmo!
    Só estou lendo coisa boa sobre esse livro! Pretendo ler logo!
    Beeijos

    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  24. Gostei da resenha e, embora odeie, tenha uma aversão imensa por gatos, eu adoraria ler o livro apenas pela transformação/humanização que deu pra perceber, através de suas palavras, pela qual o personagem principal passa.

    ResponderExcluir
  25. Estou louca pra ler esse livro, todo mundo, assim como você, está falando muito bem dele. E eu adoro essa temática de animais, é sempre muito emocionante pra mim.

    Beijos, Bianca
    http://behindenemyline8.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Sou uma fanática por gatos \o/ Tenho seis em casa (Sofia, Dany, Charles Chaplin, Snow, Lunar e Eve) meus eternos amores ^.^
    Sempre me emociono com livros sobre animais e seu amor incondicional, não vejo a hora de ler sobre Bob, eu te entendo quanto a tristeza de se perder um amigo felino :/ sempre sentirei saudades da minha Lady e do meu eterno Bad, até hoje me emociono quando vejo fotos deles, faz parte da vida...

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Cida!
    Eu amo gatos! Juro. Mas não consegui gostar do livro. Li há alguns dias atrás e ainda estou tentando escrever uma resenha, simplesmente por que não gostei da leitura. Não consegui me envolver, entende?
    Sinto-me até estranho por isso, porque muitas pessoas amaram!
    Em suma, foi bom saber sua opinião e perceber que você realmente se envolveu com a leitura.
    P.S.: sim, gatos são animais muito adoráveis! <3
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  28. Nossa Cida, preciso mesmo ler esse livro, pois simplesmente eu não suporto gatos. Acho-os nojentos e frescos. Não consigo amar essas bolas de pelo...

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!