{Resenha} Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido

Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido
Título Original: Honey, Baby, Sweetheart
Autor(a): Deb Caletti
Editora:  Novo Conceito      Páginas: 240
Lançamento: 2013      ISBN:   9788581631585


É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, de 16 anos, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta para o clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...

Peguei este livro acreditando que fosse um romance bem leve e doce, dois jovens apaixonados, amor de verão e assim por diante, ao começar a leitura fui vendo que o romance não era assim tão doce, e em determinado momento, este não foi mais o foco central do livro, a história enveredou por um caminho bem diferente.

Ruby, 16 anos, é filha de pais separados, teve uma boa cota de vexames na escola e acabou mantendo -se um pouco afastada dos colegas, passou assim a ser conhecida como a garota calada. Ela tem amizade apenas com uma garota e a maior parte do tempo fica perdida em seus devaneios. Certo dia conhece Travis Becker, um cara gato, rico, que curte alta velocidade e outras coisas mais perigosas. Ele e Ruby começam a sair juntos. Com ele, a garota finge ser o que não é, descolada e aventureira, e neste relacionamento Ruby vê a oportunidade de quebrar a monotonia que é sua vida, porém ao descobrir que um dos passatempos do namorado é roubar, a coisa não fica mais tão divertida. Ela sabe que seguindo adiante vai cruzar um limite, que não terá mais volta, estas passagens são ilustradas por lembranças da infância, como se mostrassem que a garota está prestes a perder sua inocência. Agora é sair desta roubada, literalmente, e partir para outra, mas tirar Travis da sua cabeça e do coração não será tão fácil assim, e começar a frequentar o clube de leitura da terceira idade, as Rainhas Caçarolas, pode ser uma opção de distração.

"Ruby, é isto sobre este garoto: às vezes a gente está tão convencido de que alguém está nos jogando um colete salva-vidas que não percebe que o que essa pessoa está fazendo é nos afogando."

Como eu disse o romance não é tão doce assim, vemos logo que é um relacionamento doentio e perigoso, Travis  é um garoto irresponsável e ao que tudo indica não gosta mesmo de Ruby, espera dela apenas uma platéia para seu showzinho particular. Ruby também não passa a sensação de amá-lo, mesmo tendo que receber ajuda da família e dos amigos para superar o rapaz, eu acredito que ela via no relacionamento apenas uma aventura, a chance de fugir de seu mundo sem emoções. 

O começo do livro gira em torno da vida de Ruby, apresentando os problemas familiares e o começo de seu relacionamento com Travis, as primeiras 50 páginas foram muito cansativas, narrado em primeira pessoa pela protagonista, que desvia demais do ponto principal, fala de mil assuntos, e desvia toda nossa atenção do que é importante. Eu achei demais, praticamente três capítulos para falar que ela mudou seu caminho habitual e conheceu Travis. Entendem? Poderia ser algo mais objetivo.

Passado esta fase, o livro segue um ritmo melhor, e aí acabei sendo surpreendida, pois pensei que ficaria presa no drama fim - de - romance - chave - de - cadeia, e a história acabou trilhando outros caminhos. Conforme Ruby passa a frequentar o clube de leitura, conheci as velhinhas mais descoladas e malucas deste mundo, as Rainhas Caçarolas esbanjam energia, e levantam o astral de todos. Entre elas temos até uma que viveu um romance com um escritor famoso, e isso é descoberto exatamente quando elas discutem a biografia dele no clube. A senhorinha em questão acabou de sofrer um derrame e é deixada pelas filhas em uma casa de repouso, mas a mãe de Ruby, entra em contato com o escritor e descobre que ele ainda espera seu grande amor, assim esta turma resolve raptar a dama, e levá-la para os braços do homem de sua vida. Em um plano absurdo, mas bem elaborado, eles conseguem tirá-la da clínica e caem na estrada, tudo em nome do amor. O lema é bem esse, "Unidos venceremos!".

E foi aí que a história me prendeu, esta viagem não é apenas pelo país, é a oportunidade de cada um que estava naquele carro viajar para dentro de si e se conhecer melhor e também de dividir com os demais seus sentimentos e perspectivas. Temos cenas bem bonitas, sensações gostosas de vivenciar. Fiquei bem contente com o relacionamento de Ruby e da mãe, esta que no começo era uma mulher aparentemente fraca, tenta de tudo para ajudar a filha superar a decepção amorosa, ao mesmo tempo que ela própria supera a sua. A relação familiar é de extrema importância no contexto geral.

"Dava para ver a mágica daquela dia. A mágica que chega com a força de uma missão acesa com uma energia fina e rara. A magia da determinação e do amor na sua forma mais pura."

Não tive um personagem preferido, a protagonista não brilhou como deveria, no entanto as Rainhas levantaram o livro, cada uma delas com suas peculiaridades, que não são poucas, foram um sopro de alegria para o leitor. Suas experiências passam bonitas lições de vida, de força. Elas, mesmo com idade avançada, nos provam que a vida deve ser vivida até o último segundo, que nunca é tarde para correr atrás de um sonho. Suas discussões são ricas, e abrem nossos olhos. 
"Fui criada para ser uma dama. Depois que George morreu, todos esses tolos apareceram em busca de alguém que lavasse suas meias. Sou uma dama, mas também um acessório masculino, a sua maleta, não, muito obrigada. Não vou ser adereço de ninguém, Não vou ser meu amor, meu bem, minha querida de ninguém."

Enfim, pesando os pontos negativos e positivos, a leitura foi satisfatória, a história provou ser, no fim das contas, bonita, abordando liberdade, a situação dos idosos, amizade, amor, união, força, amadurecimento e família. Apreciei particularmente a passagem que cita a família não como sendo as pessoas que dividem o mesmo sangue, mas sim aquelas pessoas que estão perto. Concordo plenamente. 








2leep.com

29 comentários:

  1. Oie,
    estou querendo ler esse livro, mas você me desanimou um pouco falando do começo, mas ai já sei que tenho que esperar o livro melhorar rsrrsr

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha tanta curiosidade de ler esse livro, mas a perdi depois de ler alguns comentários. O livro não me chamou tanta atenção quando eu gostaria, mas essa parte das rainhas parece ser bem divertida e com certeza uma viagem que deve valer a pena. Acho super bonito também livros que falam de família, afinal podem dizer o que quiser, mas família é tudo e é essencial e nem sempre tem o nosso sangue.

    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  3. O livro parece até ser duas histórias distintas rs, e justamente isso me fez ficar interessada em ler. A capa meio que nos engana, parece ser como você disse, mais um romance água com açúcar, e não tem nada disso. Achei legal a jornada das Rainhas, entrou para os meus desejados :D

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ooooooi Cida!

    Hmmm... tenho uma leve vontade de ler esse livro! Ele me passa a ideia de bom quando com as "Rainhas Caçarolas", elas parecem muuito legais! Apesar dos comentários negativos ainda assim tenho vontade de ler!
    Gostei de saber o que você achou!

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Gostei de saber que apesar do começo parado, a autora, consegue transformar “ Meu amor, meu bem , meu querido”, em uma leitura satisfatória.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Hey
    Pelo visto conhecer as idosas muda a vida da protagonista.
    Tenho lido tantas resenhas negativas desse livro, que estou em desânimo para ler!
    Adorei a resenha, Cida!

    bjs

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana! Eu demorei também por conta disso, mas no final agradou, não é o melhor livro do mundo, mas me deu boas horas de leitura.

      Excluir
  7. Cida!
    Não me chamou muita atencção esse livro!
    Apesar da capa ser linda!
    Adorei os quotes

    Estamos com uma super promoção do Dia dos namorados!
    Participe!
    Beijos
    Rizia -Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida.
    Que resenha ótima, mas ainda assim não consegui me interessar pela história.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Quando li a resenha achei maravilhoso a historia..........

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Gostei muito da sua resenha. Ganhei o livro numa promoção e estava buscando alguma informação sobre ele e cheguei ao lugar certo :)
    Sério, estou curiosa quando as Rainhas Caçarolas, elas devem ser muito divertidas e me parece ser um livro que não foca muito no romance, certo? Bom, espero aproveitar a leitura assim como você!

    Bjs
    http://pensandoemlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Cida, já tinha lido uma resenha sobre este livro que detonava todos os pontos que vc ressaltou, acho q o fato de vc ter me mostrado q o livro nao tao ruim assim e que existem sim pontos positivos me fizeram nao desanimar tanto quanto a minha leitura :D
    Bejos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Então de começo não me prendeu, mas no decorrer da leitura consegui encontrar elementos agradáveis. Bjos!!!

      Excluir
  12. Acho que um dos meus maiores problemas com esse livro é que ele segue um caminho bem diferente do que eu achei que seria. Adorei a resenha!
    Beijos

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. oie Cida
    jurava que o livro era romance fofinho tmb, mas bom saber que o livro trata também de outros dramas da personagem.
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O romance não tem nada de fofo, é mais uma bela encrenca. Bjos!

      Excluir
  14. Oi Cida, tudo bem?
    Não gostei muito da sinopse, mas a capa é bonita. Confesso que, depois que li sua resenha, fiquei um pouco curiosa. Mas, fiquei ainda mais curiosa quanto as Rainhas, que realmente parecem ser bem divertidas (:
    Parece que desta vez, a autora acertou na história!

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ah não, outro Travis? Outro romance doentio? Não sei se estou com fôlego para isso.. kkk Mas de qualquer forma sua resenha me deixou bem curiosa. Beijão, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  16. Oie Cida =)
    capa bonita, representando um fim de tarde tranquilo rsrs
    Que bom que você foi surpreendida pelo o livro, e mesmo ele tendo seus momentos cansativos, pelo que li da tua resenha valeu apena, afinal leitura é leitura, rsrs, quero ler esse livro, mas não está no topo da lista.
    beliscões

    ResponderExcluir
  17. Cida,
    Tive os mesmos problemas que você... Também achei o começo chato, uma adolescente chata, um romance chato, mas aí quando a Ruby começou a frequentar o clube de leitura, quando começaram a levar a ela dramas reais da vida, a leitura deslanchou e consegui tirar boas lições.

    Beijos
    Chrys Audi
    Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  18. Bom dia Cida,

    Esse é um livro que não me despertou muito interesse...vamos ver...parabéns pela resenha...abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Cida!
    A trama não despertou meu interesse, mas a resenha está ótima como sempre e com certeza os pontos que você destacou podem ser atrativos para várias pessoas.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  20. Otimo livro,quando li a resenha,me interessei muito,quero muito ganhar esse livro......

    ResponderExcluir
  21. Gostei da sua resenha o livro parece ser muito bom, e pela capa parece ser um livro de amor de verão mesmo, rs.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá
    Gostei da resenha
    Não tinha a intenção de ler ele... Tenho muitos outros na frente então nem tinha pensado em dar uma chance.
    Porém sua resenha me fez ficar curiosa, acho que não terei como ler em breve mas com certeza o farei.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Cida!
    Eu também adorei esse livro! Principalmente a mulherada (e homem) do clube do livro da mãe de Ruby.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  24. Gente, pra mim era um romance bem doce também!! rs... Estou surpresa em descobrir que é bem diferente do que eu havia imaginado... vou ler em breve.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  25. Puxa, pelo jeito o livro engana direitinho... todo mundo achando que se trata de um romance fofo e pelo visto não é nada disso. Fiquei um pouco desanimada para ler... Bjos!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!