{Resenha} Os Recados

Os Recados
Autor(a): Gabriela Brandalise
Editora: Inverso      Páginas: 266
Lançamento: 2012      ISBN: 9788562266232
 Skoob  


Os irmãos Zac e Daniel Coleman juraram que jamais retornariam a Peoria, sua cidade natal, onde sofreram durante a infância e a adolescência com as tragédias de sua família, causadas pela mãe louca e violenta. Na vida nova em Nova York, como profissionais bem sucedidos, achavam que conseguiriam suprimir quem foram no passado. Mas a decisão de esquecer o que ficou para trás começa a perder força quando a irmã mais nova, Samantha, resolve visitá-los e traz junto com ela as vozes que os assombraram durante tantos anos. Ao mesmo tempo, frases colocadas na vitrine da loja em frente ao prédio onde eles moram parecem falar com Daniel e expor as verdades mais escondidas sobre ele. Por conta de uma doença na família, os dois então se vêem obrigados a voltar e a confrontar a dor que se esforçaram tanto para enterrar.
Os Recados é um livro jovem  e este foi o primeiro ponto que me prendeu na narrativa o segundo foi seus personagens, pessoas super comuns, que encontramos facilmente por aí e o terceiro foi a curiosidade. Uma história que pode parecer simples no começo, mas que é muito mais densa que que imaginei.

A história gira em torno de Daniel, Zac e Mary, que estão na faixa etária de 20 a 30 anos, eles vivem em Nova Iorque, trabalha, namoram, se divertem, mas essencialmente fogem do passado.  Zac é um psicólogo, que acha ser o dono da verdade, Mary é uma garota que sempre escolhe os piores caras para namorar, e acaba sofrendo demais em cada novo relacionamento e Daniel é um cabeça de vento, que sempre deixa que o tesão atrapalhe sua vida. Os três são muito amigos, na verdade os rapazes são irmãos, e embora confiem muito um no outro, falar do que ocorreu antes de Nova Iorque é praticamente um tabu. Mas a doença da mãe dos rapazes os obrigou a voltar à cidade Natal, Peoria, e desta forma enfrentar seus fantasmas. Mary acaba indo junto como um apoio, mas ela e Zac estão desenvolvendo um certo sentimento, então foi algo que contribuiu para que ela tirasse férias e seguisse os jovens.

No começo conhecemos mais o cotidiano dos três, achamos que temos um perfil definido de cada um, mas conforme eles voltam à Peoria, as máscaras caem. A proximidade com a família, antigos amigos e locais familiares, mostra como cada um é de verdade. Mary que via os rapazes de uma forma, se surpreende demais com o que descobre, fazendo com que ela abra seu coração também.  A vontade de saber mais sobre a vida de cada um aumenta a cada página, pois conforme novos personagens vão surgindo, percebemos que existe muita coisa escondida naquela cidadezinha.O enredo deixa de ter três personagens principais e dá espaço para os demais, e desta forma a história ganha um âmbito bem maior. 

A história que parecia enveredar por um romance, acaba abordando temas muito mais complexos, como a violência doméstica e os traumas que causa, o bullying, família e a fé. A escritora conseguiu dar espaço à tudo isso em sua história, nos mostrando como o ser humano é complexo. Nos deparamos com situações fortes, que nos fazem pensar e refletir. O presente é mesclado com flashes do passado, mostrando como cada um chegou no ponto que está hoje. Assuntos inacabados, acabam sendo resolvidos agora, o que acaba desenterrando velhas mágoas e criando outras. É legal ver como alguns personagens amadureceram com seus erros e outros não conseguiram aprender nada.

A cidade de Peoria é uma cidade que mostra pessoas que deixaram de lado muitos valores, lá a aparência é mais aclamada que qualquer outra coisa, uma cidade em sua maioria fútil, que esqueceu  por exemplo de cuidar da própria família. Mas por fim o amor o perdão, prevalecem, e ajudam muito. Resgate da fé e a coragem de mostrar o quanto você gosta de alguém, mostrar sentimentos nem sempre é fácil.

Dois pontos que me incomodaram um pouco:  a transformação repentina da mãe dos rapazes e como eles aceitaram tudo muito fácil, depois de tanto drama e o destino de Daniel e sua irmã Samanta, acho que deveria ter sido outro, pode até ser um maneira de mostrar que eles ainda têm muito que aprender, mas eu esperava outro desfecho.

Uma leitura rápida, que flui bem, com um final que não é bombástico, é até previsível, no caso de alguns personagens, mas nem por isso deixa de ser satisfatório, pois é crível. A escritora fez uma história bem real, me pergunto até se ela viveu algumas destas situações, ou esteve próxima, tamanha a realidade que ela nos passa em suas palavras. 

Gostei muito mesmo do livro, e queria mais uma chance de passar bons momentos com cada um deste personagens, Sam e Daniel especialmente.

Gabriela Brandalise é jornalista. Trabalha como produtora na CBN Curitiba e na rádio Educativa do Paraná. Também é locutora. Adora a vida de casada, é cristã e costuma ouvir um "cravo e canela" sempre que se apresenta. 


2leep.com

16 comentários:

  1. Cida, que resenha detalhada =O adorei! você falou de cada esquina da história, das nuances, de pontos sutis do livro que só a sensibilidade podem ajudar alguém a perceber. obrigada por ter lido, por ter se entregado sem restrições, por ter torcido pelos personagens. com certeza vou rever o final da mãe. já do Daniel... não tem como mudar o final dele. o livro acaba onde a mudança dele começa. como uma amiga disse uma vez, o Daniel é a nossa lição de casa. =) e a Samantha... bom, acho que ela precisaria de mais tempo para amadurecer.

    se quiser, me escreva =) vou adorar trocar ideias com você sobre a história. suas observações me ajudaram muito.

    um beijo grande, Cida!!

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro quando um escritor consegue fazer seus personagens complexos, ainda mais quando mistura passado e presente - não somos todos feitos disso? rsrs
    Nunca tinha visto nada sobre esse livro, mas fiquei curiosa, mesmo que o final não pareça ser daqueles de nos tirar o fôlego.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida, eu não conhecia esse livro, mas com certeza eu daria uma chance!
    Gosto quando os autores sabem fazer uma história boa e crível sabe? as vezes eles forçam de mais e acaba destruindo uma história que poderia ser muito boa!

    Beijos,
    Carol e seus livro.

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Não conhecia esse livro mas parece ser muito bom! Gosto de histórias em que o passado é cheio de segredos...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Eu não conhecia o livro, acreditas?! :x
    E sinceramente, fiquei MUITO interessado. Parece ser uma leitura interessante, principalmente pela complexidade de cada personagem. Gosto disso.
    E esse lance de a história finalizar de forma crível me deixou mais curioso.
    Parabéns pela resenha! (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leandro! Se você quiser o livro, me avise. Eu te mando sem custo de frete =) Beijão!

      Excluir
  6. Oi Cida.
    O livro é bem denso, esse é um daquelas que a Capa não diz nada. Achei interessante a histórias e as descobertas que acontecem devem fazer com que nos apaixonemos e muito ao decorrer dela.
    Ótima resenha, fiquei curiosa.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi alguns blogueiros comentarem desse livro, e sério, to ficando cada vez mais curioso, eu sempre me pergunto se o autor já viveu alguma de suas cenas criadas no livro haha.

    Beijos.
    Guilherme.
    http://omeu-diva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Eu não conhecia a editora, muito menos o livro
    rsrs
    Gostei da resenha, muito interessante a história.
    To precisando de uma leitura dessas, sabe?
    Bem densa, pesada!
    To lendo romance demais rsrs
    Beijos
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida,
    Adoro livro "reais" porque sentimos mesmo os sentimentos e os dramas das personagens. Nunca tinha ouvido falar desse livro mas gostei sim. Parece ser bem forte e envolvente. Pretendo ler quando tiver oportunidade.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida! Pela capa, eu não leria o livro, mas eu adoro uma estória crível, então fiquei com muita vontade de ler o livro. Ótima resenha.
    Beijos

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela resenha, Cida! Pelo visto a história desta obra é realmente incrível. Gostei de saber que há também espaço para assuntos como o bullyng e a violência doméstica.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Interessante a temática. E parabéns mais uma escritora nacional....É bacana quando um autor mostra a complexidade, os detalhes dos seus personagens.

    ResponderExcluir
  13. Oiie, Não me interessei em nada pela capa, e não gosto muito disso ! rs
    Gostei da resenha por ser uma leitura rápida e bem jovem !!
    Beijos
    Raíssa Lis
    Flor de Lis - http://florderaissalis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Lides Cida:)
    Aaah, gostei da tua resenha, não estou dizendo por dizer, mas gostei mesmo!
    Amo leitura jovial, que a leitura flui e Ne. Ligo que seja um pouco previsível, desde que ele tenha conteúdo, afinal a leitura para mim é uma diversão :p
    Beliscões carinhosos da Máh- 
    Felicidades nos Livros
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida!
    Parece interessante esse aspecto de começar com três personagens e depois abrir o leque do conflito para toda uma cidade e a queda das máscaras dos dois irmãos, que acaba surpreendendo a Mari.
    Ótima resenha, beijos!
    Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!