[Resenha] O que Aconteceu com o Adeus

O Que Aconteceu com o Adeus
Título Original: What Hapenned to Goodbye
Autor(a): Sarah Dessen
Editora:  Id      Páginas: 424
Lançamento: 2012      ISBN: 9788516081720
Cia dos Livros   Skoob

Dois anos, quatro cidades diferentes. A vida de Mclean anda assim. Mclean não se importa com isso. Cada nova cidade é a oportunidade de mudar e de tentar ter outra persona. Cada local diferente traz uma oportunidade para ela se reinventar. A garota insolente e alegre. A rainha do drama. A menina disposta a agradar a todos. Desde o divórcio complicado dos pais, ela e o pai se mudam muito, deixando o passado infeliz para trás. Mas o que ocorre aqui em Lakeview, onde ela vem criando raízes,fazendo amigos e apenas tentando ser alguém que ela não é há muito tempo: ela mesma? Teria Dave algo a ver com isso? Ele é a pessoa mais sincera que a Mclean já conheceu. Mclean precisa de tempo, antes que esteja na hora de mudar-se novamente. Tempo para conhecer Dave de perto...ou para confirmar que perdeu a fé nos relacionamentos entre as pessoas.
Este ano está sendo um ano de ótimas leituras, coloquei como meta ler autores bem falados e que eu não conhecia, foi assim com Scott Westerfeld, James Dashner e Neil Gaiman, agora foi a vez de Sarah Dessen. Escolhi o livro O Que Aconteceu com o Adeus, pois lembro do alvoroço que foi na época de seu lançamento,  como eu não leio sinopse antes da leitura, eu não sabia o que esperar, só achava que fosse um livro sobre perdas e despedidas, por causa no título, então vamos ver o que encontrei  aqui.

Temos aqui a história de Mclean Sweet, que após a complicada separação dos pais, escolheu viver com seu pai. Devido ao trabalho dele, ambos viajavam muito, nunca permanecendo muito tempo em um mesmo local. Em cada nova cidade a garota se reinventa, ela já foi Liz, Eliza, Lizbet, Beth Sweet, menos ela mesma, pois cada nome, carrega consigo uma nova personalidade, a nerd, a garota popular e tantas outras. Dupla personalidade? Não, ela não é maluca, o problema é que Mclean quer esquecer a garota que foi na época que seus pais estavam casados. O fim do relacionamento dos dois afetou demais a garota, a mãe traiu o pai e ao lado do amante (hoje atual marido), teve outros filhos e começou uma nova vida, o que não foi bem aceito por sua filha mais velha.

Mclean tem medo apegar-se as pessoas, ela teme sofrer como seu pai, desta forma prefere manter relacionamentos superficiais, e quando parte para uma nova cidade nem preocupa-se com despedidas, ela deixa sua personagem lá, trocando por outra, tal como trocar de roupas, deixando aqueles que conheceu com a seguinte pergunta: "O que aconteceu com o adeus"?

Mas na nova cidade, ao conhecer o novo vizinho, Dave, algo muda, as outras garotas ficam para trás, adeus disfarces e proteções, e ela só consegue ser Mclean, com Dave é impossível usar uma máscara.

"Nos últimos anos, enquanto viajava com papai, eu tive minha dose de novas experiências. Escolas diferentes, vários tipos de cultura, todos os amigos novos. Mas em cinco minutos, ficou claro que eu nunca tinha encontrado em minha vida, alguém como Dave Wade."

Narrado em primeira pessoa por Mclean, este livro traz temas comuns, fatos do cotidiano que podem parecer clichês no começo, mais uma história de uma adolescente em crise, mas aí reside o segredo de Sarah Dessen, ela conseguiu transformar este cenário tão simples, em algo forte, envolvente, que prende o leitor logo de cara. Ela insere muitos detalhes em seu texto, mas não são uma enrolação, são objetivos e na medida certa. Trabalhando com frases curtas e de efeito, Dessen consegue causar um grande impacto no leitor, isso aconteceu comigo logo quando entendi o título do livro e daí por diante, em muitas outras partes. Como eu disse, a história traz um tema comum, mas é isso que conquista, pois nos vemos no texto, a vida dos personagens poderia ser a minha ou a sua, tornando tudo muito vivo, familiar e verdadeiro.

Não posso deixar de falar da protagonista, que tinha tudo para ser cansativa e cheia de traumas, mas na verdade é uma menina forte e divertida. Mclean balança o leitor, fiquei muito impressionada com a intensidade de seus sentimentos, a dedicação ao pai é linda, ela por vezes parecia ser a responsável ali, não o contrário. Para ela o que a mãe fez foi imperdoável, e a insistência da mãe em provar estar com a razão só faziam com que a garota ficasse mais distante, mas nunca deixando de amar a mãe. Mclean sofria com a distância, mas a questão era o perdão. A mãe é muito, mas muito insistente e achei ela chata demais, uma pessoa que acreditava que todos tinham que concordar com seu ponto de vista, uma personagem cansativa, que me levou a torcer para que a filha nunca a aceitasse de volta em sua vida, e olha que sou a favor de bom relacionamento entre pais e filhos, mas neste caso ninguém merecia aquela mãe.

Na verdade quem mais sofreu foi Mclean, e seus pais não viam isso, precisou que ela lhes desse um grande susto para que entendesse e parassem com a disputa pela menina, e passassem a dar o apoio que ela merecia. O casamento dos pais, era a imagem de um mundo perfeito, e quando as rachaduras apareceram e tudo desabou, a credibilidade de Mclean na vida foi junto, ela perdeu a confiança em tudo e ficou perdida.

"Mclean Sweet, a garota dos pais com problemas e ligações estranhas com basquete, a Superximbica e toda a bagagem de um caminhão-reboque. Todos aqueles recomeços, do nada, me fizeram esquecer como era até o momento de ser bagunçada e honesta, e descontrolada. Ser real."

Seu vizinho Dave, um menino - gênio, é cheio de esquisitices, mas sua vida, ao contrário da dela, sempre foi a mesma, ele tem uma rotina que o satisfaz e estranha a vida de Mclean. Ele chega as vezes a ser esquisito, mas é este seu jeito que consegue, aos poucos, de maneira sutil e sempre se fazendo presente, derrubar a resistência dela. O que acontece entre eles, desenvolve-se pouco a pouco, é lindo, mostra um sentimento com uma forte base de amizade e confiança, antes de partir para outros patamares, nada é corrido, é perfeito, como ver uma borboleta se metamorfoseando. Eu não torcia apenas pelo romance, mas para que ambos se ajudassem e se completassem. Eles são jovens, doces e cativantes. Fofos!

"Foi a sensação de que se o mundo tivesse se mexido embaixo de mim, uma mão agarraria a minha, sabendo que se eu caísse, pelo menos, não o faria sozinha."

Os personagens são muito bem construídos, tem uma galera super gente boa e de bom coração, o enredo é bem amarrado, nada aqui é perfeito, nem tão pouco forçado, é plausível.As coisas acontecem como na vida real, vemos que cada um na história fez seu melhor, nem tudo saiu como desejado, mas eles souberam se adaptar e seguir em frente. Eu chorei no final, ao ver o rumo que a vida de pessoas queridas tomou, me emocionei com suas conquistas, seus medos e frustrações, pois a impressão que cada um deixou foi a de eu ter conhecido grandes amigos.

Amizades, encontros, relacionamentos entre pais e filhos, tudo abordado de forma jovial, inspiradora, com uma clima cheio de esperança e alto- astral. Após muitas emoções, as lágrimas foram substituídas por um sorriso no rosto, fiquei feliz demais em ter tido a oportunidade de ler este livro. 

"O que aconteceu com o adeus? - Eu tinha bastante certeza de saber agora. Tinha sido empacotado em uma caixa própria, tentando ser esquecida, até que eu precisasse dela. Até agora."




2leep.com

22 comentários:

  1. Já ouvi falar bastante desse livro, mas ainda não li. Parece ser bem interessante, apesar de achar que não é meu estilo de leitura.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Este livro está na lista e vou ler assim que puder, a Sarah Dessen escreve muito bem, ela é cativante!
    Pati

    ResponderExcluir
  3. Esse livro esta em minha lista de livros para ler urgentemente!!!!
    Adorei sua resenha, eu realmente preciso ler u.u
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, tudo bem flor?
    Há muito tempo quero ler esse livro, e acredito que vou ama-lo pois a cada nova resenha percebo o quão profundo esse livro pode ser, sem necessariamente ser cansativo, mas o oposto, cativante. Acredito que vou ter de adquiri-lo logo pra conhecer essa estória e me encantar com ela.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Quero muito ler esse livro. Sua resenha só me deixou mais louco. rs
    Ele parece possuir uma história profunda e com personagens cativantes. Pelo o que você disse, sinto que gostarei da protagonista também e a entenderei.
    Enfim, parabéns pela resenha! (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  6. Já tinha ouvido falar desse livro
    Mas ainda não tive oportunidade de ler
    Parece ser muito bom

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida
    Li diferentes resenhas desse livro, algumas positivas e outras não, mas foi a sua que falou justamente o que eu tinha curiosidade de saber. O livro está aqui na minha estante, e mal posso esperar para lê-lo. Gosto de dramas familiares, quando bem abordados, e personagens cativantes.
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha,
    precisando muito comprar esse livro
    Já ouvi falar muito a respeito e
    estou muito curiosa para lê-lo.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!!!
    Sarah Dessen é MUITO amor!!! Quero demais esse livro, tô (literalmente) me descabelando por ele.
    Adorei a sua resenha. Por tudo que vc falou, tenho certeza de que vou me emocionar bastante com a história. Espero conseguir ler em breve!
    Beijos
    http://www.coisasdemeninasarteiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ai que legal a resenha, adorei! Sou louca para ler um livro da Sarah, mas ainda não tive oportunidade. Tenho aqui comigo aquele Just Listen, mas nunca li =/
    Esse eu já tinha me interessado, está inclusive na lista de desejados, mas é sempre bom ver uma resenha tão positiva assim, né?

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá! Deixei um selinho pra você em meu blog.
    Beijos.

    Hey Karol
    http://heykarol.blogspot.com.br/2013/03/mais-memes-selinhos-e-tags.html

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Tenho muita vontade de ler algum livro da Sarah Dessen. Todo mundo fala bem e é bem meu estilo literário. Ótima resenha.

    Beijos
    @blogscl
    http://sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu quero muito conhecer o trabalho da autora também! Foi ótima essa sua ideia de investir em conhecer autores bem falados por aí. Em 2013 estou me concentrando em diminuir a pilha de nacionais, rs, mas quem sabe não faço isso em 2014?

    Esse livro parece bem emocionante, espero conseguir ler.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida!
    Pois é, acredito que temas comuns quando bem trabalhados ou não até, que fazem o diferencial, pois afinal, podemos nos colocar no lugar da protagonista (o). Achei a dica interessante, Cida, mas confesso que não é um livro que me desperta tanto atenção!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oie amiga.
    Nossa.. que resenha linda. Sempre ouvi ótimas críticas da escrita da Sarah , e O que aconteceu com o adeus? é um livro que desejo a muito tempo.
    Quero ter a oportunidade de lê-lo em breve.
    Beijão amiga.

    Jéssica
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Cida e seus livros que eu nunca vi!
    Adoro visitar seu blog pq sempre conheço livros novos e com suas resenhas fico curiosa para ler!
    Adorei a capa!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Hey Cida!
    Eu adorei esse livro, achei bem bonitinho
    E concordo que a Mclean tinha tudo pra ser uma protagonista chata e enjoada, mas adorei ela!

    Bom feriado pra vc
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  18. gostei viu. não conhecia o livro. parece ser bom pra passar o tempinho, ler no onibus :) gostei.

    ResponderExcluir
  19. Esse livro parece ser mesmo muito bom. Já tinha ouvido falar sobre ele, mas é a primeira resenha que leio. É bom se reinventar, amei o jeito da protagonista. =)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  20. Owwwn!
    Também não li a sinopse ou muitas resenhas sobre esse livro, alias nem estou lembrando se li, enfim, gostei muito da tua e o que era apenas mais um livro para ficar na minha estante no skoob do que vou ler e nunca mudava esse status, irá mudar em breve, quero ler e ter esse livro para mim s2
    beliscões

    ResponderExcluir
  21. Sabe que também não costumo ler as sinopses, tanto de livros como de filmes... com com os blogs e as maravilhosas resenhas, fica difícil né?! heehehehhe Então, acabo lendo e me interessando por livros que talvez eu não fosse prestar atenção como esse. Fiquei interessada em conhecer a história da Mclean, que me lembrou um pouco o livro "As Travessuras da Menina Má" de Mario Vargas Llosa.

    ResponderExcluir
  22. eu não conhecia esse livro e pelo que pude ler na sua resenha, a autora mostra como uma garota pode fugir dos seus problemas, sem contudo mostrar que não é fugindo ou mudando de nomes e vivendo como personagem, que o problema vai deixar de existir. Pode mudar a vida inteira e o problema persistirá. Separações são sempre problemáticas para os filhos e os pais normalmente não enxergam isso, só pensam no próprio umbigo.
    Mas gostei de saber que ao encontrar Dave, ela não conseguiu ser outra personagem e sim ela mesma. Agora quero ler o livro e ver o desfecho de tudo isso.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!