{Resenha} Cordeluna

Cordeluna
Autor(a): Élia Barceló
Editora: Biruta                Páginas: 310
Lançamento: 2011          ISBN: 978857848081-3
Mil anos atrás, uma história de amor foi interrompida pela desgraça e uma maldição. Um poder tão maligno que tinha conseguido dominar seus espíritos geração após geração. E enquanto isso, os apaixonados esperam... condenados a se reencontrar e voltar a se perder por culpa do ciúme e do ódio. O cavaleiro e a dama. O guerreiro e a donzela. Até que talvez um dia, talvez em nossa época, séculos depois, um poder superior e benigno consiga pôr um fim ao malefício. 


O casamento perfeito entre a era medieval e os dias atuais.

Apaixonante novela que combina história e fantasia, amor e maldade, bruxaria e religião.


Nem sempre os livros mais divulgados e polêmicos são os melhores, existem certos livros que são como pedras preciosas,  estão bem escondidinhos e precisamos  garimpar, cavar bem fundo para encontrar, como uma caçada ao tesouro, quando terminamos temos em mãos algo de valor inestimável. Cordeluna é um destes livros, pouco divulgado, não são muitas as pessoas que o conhecem, mas para os que tiveram este prazer, depararam com uma história fascinante e inteligente.

O cenário é a Espanha, em duas épocas distintas, a medieval e os dias atuais. 
Na era medieval, conhecemos o amor dos jovens Sancho e Guiomar, ele um jovem e corajoso guerreiro do grupo de El Cid, ela uma bela donzela  da nobreza espanhola,  criada por sua cruel madrasta, Dona Brianda. 
Temos aqui aqueles amores que nascem de um primeiro olhar, contagiantes e totalmente insanos; amores que levam os amantes a jurar lealdade com a própria vida, que vão contra as convenções de uma época e despertam a inveja de muitas pessoas, tornando -se assim um amor proibido.

Ele é apenas um guerreiro, sem linhagem nobre e fortuna, não pode ser o escolhido para o marido de Guiomar, que de acordo com os desejos da família deve casar -se com um homem mais rico que ela, afim de unir duas enormes fortunas e mais poder. Além de não ser o noivo perfeito, Sancho desperta os desejos de outra mulher, que ao ser rejeitada pelo rapaz, busca uma vingança.
Quem deseja Sancho mais que tudo no mundo, é Dona Brianda, sentindo - se desprezada pelo rapaz, ela busca os conhecimentos de um poderoso bruxo afim de impedir a felicidade  do jovem casal, tomada pela inveja e pela raiva, Brianda vende sua alma e liberta uma terrível maldição sobre o casal, mas além de Sancho e Guiomar, todos os que estão ligados a história de amor deles, inclusive Brianda, são amaldiçoados.
Uma eternidade sem descanso, para a alma de cada personagem desta história e três chances em 1000 anos para reverter tal maldição.

Já nos dias atuais, temos um grupo de jovens artistas, que trabalha na montagem de uma apresentação sobre a época de El Cid e para melhor caracterização dos personagens, viaja aos locais que El Cid viveu. 
Entre eles, temos Glória e Sérgio, que desde seu primeiro encontro, percebem que tem uma estranha conexão. Quando cruzam seus olhares, são tomados por algo desconhecido e agem como se fossem outras pessoas, são inundados por fortes sentimentos.


"Tinha sido… Como tinha sido? Como encontrar-se com alguém que existe na própria imaginação, como ver na vida real a figura de um sonho, como recuperar algo enormemente valioso que se achava perdido para sempre, como… como apaixonar -se, simplesmente…"


Hospedados em uma antiga casa religiosa, os jovens encontram vários símbolos de um passado distante, peças de uma tragédia marcante, que trazem consigo a história infeliz de dois amantes, segredos e uma força tão grande, que causa pesadelos e mudanças de comportamento no grupo de atores.
Cercados por algo além da imaginação, envolto em muito misticismo, eles percebem que algo muito estranho aconteceu ali,  que existem almas perturbadas gritando para serem libertadas de uma maldição e cabe à cada um deles,  desvendar os mistérios escondidos naquele local, afim de libertar à todos de tanta dor e sofrimento.

A construção desta história é perfeita, até a metade do livro, a escritora conduz as duas épocas paralelamente, fornecendo diversos detalhes, que podem parecer sem sentido, mas ao unir as épocas cada um encontra seu lugar no enredo, esclarecendo cada situação ocorrida e guiando tanto leitor, quanto personagens à desvendar os segredos da trama.
Os dramas vividos pelos amantes são comoventes, não há como segurar as lágrimas; a coragem dos jovens atores, nos contagia e faz ter vontade de ajudar na busca de uma solução, o que faz de Cordeluna uma leitura  muito viciante. 

A história é narrada em terceira pessoa, apresenta fatos históricos muito bem descritos, é um romance de primeira, bem ambientado, poético, dramático, envolvente.
Não posso deixar de citar a diagramação do livro, desde uma capa de um tom azul magnífico e uma textura gostosa de manusear, até as belas ilustrações, as divisões internas  até a forma como as páginas são numeradas, na lateral, não no rodapé e no mesmo tom azul da capa.
A linguagem utilizada é muito rica e não encontrei nenhum erro de revisão.


Mas e Cordeluna? O que é Cordeluna?

Me perguntei as mesmas coisas, e confesso que enriqueceu a leitura a busca por estas respostas, foi proposital a omissão disto na resenha, pois gostaria que a descoberta de Cordeluna fosse para vocês tão mágica, quanto foi pra mim.

Amei este livro, além de 5 estrelas, entrou para os meus favoritos.




Livro premiado pelo Prêmio EDEBÉ de Literatura Juvenil
2leep.com

29 comentários:

  1. Adorei a capa desse livro! Linda demais!!
    Gostei muito da história.
    Eu acho tanto livro bom mas, que não é tão conhecido... Se não fosse por você, não iria saber desse.
    Parabéns pela resenha! Me deixou bem interessada a ler...

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley
    http://obsessionvalley.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      Que bom que conheceu um novo livro aqui, espero sempre trazer novidades.
      Bjos!

      Excluir
  2. Oi Cida!
    Que resenha mais fofa, adorei e fiquei muito feliz em saber que o livro é tão encantador, porque essa é a minha próxima leitura :)
    Beijos... Elis Culceag.
    www.arquivopassional.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero para saber sua opinião amiga.
      Bjos!

      Excluir
  3. Muito boa a resenha, e fico feliz em saber que a história é tão boa assim , pois tou para compra-lo e ter a certeza que ele é bom, ja tive aqui!

    ResponderExcluir
  4. Nossa Cida... que belíssima resenha é possível notar o quanto o livro a tocou. Fiquei muito atraída por este livro e vou procurar pra ler. rs
    Parabénss!!! Beijoos!

    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Jaque, quando o livro me toca, eu fico tão empolgada, que faço estas resenhas apaixonadas.
      Bjos!

      Excluir
  5. Nunca tinha ouvido falar. Fiquei super curiosa depois da sua ótima resenha! parabens!
    Só tenho que agradecer pela dica!

    Bjokas
    Flavia - www.livrosechocolate.com.br

    ResponderExcluir
  6. a capa é linda
    amei a resenha
    pelo menos ja sei q a historia é bom, quando eu for ler fico mais tranquila de comprar

    ResponderExcluir
  7. A capa do livro é muito legal e a sua resenha ficou 10!! Adorei saber mais sobre esse livro ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  8. Será que só eu não gostei da capa??
    A sinopse não me foi muio convidativa, também. Mas sua resenha, de fato, me deixou bem curiosa.

    Beijos
    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A foto da capa, infelizmente não mostra como ela é bonita. Também a o detalhe que a capa dá pistas sobre alguns fatos da história.
      Bjos!

      Excluir
  9. Você tem toda razão, há muitos livros que estão escondidos, porém são verdadeiros tesouros. Não conhecia esse, ma tenho percebo que é do meu agrado, adoro histórias que se passam na Europe e principalmente quando se misturam ao passado.
    Obrigada pela dica, achei a capa bem interessante.
    Rafa :)
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mistura de passado é presente foi muito bem feita, encanta e enriquece a leitura.
      Bjos!

      Excluir
  10. Oi Cida
    adoro histórias sobre amores proibidos, e esta é a segunda resenha que me faz ficar louca para ler o livro!!!!
    Amei a resenha e preciso urgente ler.
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaque!
      Acredito que você vá gostar, é um livro muito inteligente.

      Excluir
  11. Oi Cida, tenho visto algumas resenhas desse livro por aí e tenho bastante curiosidade de ler, mas ainda não tive oportunidade. Cada resenha que leio fico morrendo de curiosidade, e essa, obviamente, não seria diferente. Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julia, foi um livro além das minhas expectativas.

      Excluir
  12. Cida que resenha fofa! Eu realmente não conhecia o livro, mas achei interessante, principalmente pela linguagem!

    Beijos
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  13. Eu conheci esse livro na Bienal, não tive a chance de comprar, porque quando vi já tinha gastado todo meu dinheiro D:
    Mas desde que li a sinopse concordo com o que você disse, esse livro é uma joia rara que fica bem escondidinho, e acho que poucos o encontraram, sortudo são esses rs

    Seguindo *-*
    Beijos,
    pepperlipstick.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi falar do livro,
    mas nunca tinha lido uma resenha.
    Agora sei após sua resenha que é um livro fascinante
    e que merece ser lido!

    Lucas / Era uma vez

    ResponderExcluir
  15. Cida fiquei apaixonada pela sua resenha, nossa quero ler este livro, a tematica dele me atrai e muito, adorei quando vc falou das obras que precisam ser encontradas que nao estao lapidadaas

    bjs
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é amiga, temos que procurar os tesouros.

      Excluir
  16. Ainda não tinha ouvido falar desse livro. Realmente parece ter uma belíssima história, enriquecida com muita cultura.
    Concordo com você, há muitos livros medianos com muitas divulgações e livros maravilhosos esquecidos. Vale muito a pena procurarmos por eles.
    Fiquei com vontade de ler.
    Beeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero sempre trazer estas jóias aqui no blog.
      Bjos!

      Excluir
  17. Fascinante, histórias como essa me impulsionam fácil fácil. Já está na minha lista de desejados no Skoob.


    Beijos.

    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  18. Engraçado, eu já tinha ouvido falar desse livro mas nunca me interessei em ler. É uma falha que tenho que corrigir. Como você mesma escreve, nem sempre os livros menos badalados deixam de ser os melhores. Amei sua resenha.

    ResponderExcluir
  19. Engraçado, eu já tinha ouvido falar desse livro mas não tive nenhum interesse em ler. É uma falha que tenho que corrigir. Como você escreveu na sua resenha, nem sempre os livros menos badalados deixam de ser melhor que os que estão por ai na mídia. Amei sua resenha.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!