[Resenha] Vem Comigo

Vem Comigo
Título Original: Come Away with Me
Autor(a): Karma Brown 
Editora: Verus                      Páginas: 308
Lançamento: 2019               ISBN: 9788576864325
9788576864325||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Tegan Lawson tem tudo o que poderia querer da vida, incluindo Gabe, seu marido amoroso, e um bebê a caminho. Mas um acidente deixa a vida de Tegan tão devastada como o carro do qual ela foi resgatada. Entre a perda do bebê e a raiva incontrolável por Gabe, que estava dirigindo naquela noite, Tegan está afundando em tristeza. E, quando ela pensa que chegou ao fundo do poço, Gabe a lembra do ''pote dos desejos'', uma coleção das viagens e experiências dos sonhos do casal. E assim se inicia a aventura. Dos tumultuados mercados da Tailândia até os sabores da Itália e as ondas do Havaí, Tegan e Gabe embarcam em uma jornada para escapar da tragédia e encontrar o perdão. Mas, quando as coisas tomam um rumo chocante no Havaí, Tegan é forçada a encarar a verdade - e a decidir se a vida ainda vale a pena, mesmo que não seja exatamente como ela sonhou. Comovente e cheio de amor e esperança, Vem comigo é um livro inesquecível e uma celebração da força do espírito humano.
Grupo Record costuma enviar livros para os parceiros de acordo com os gêneros que se adequam ao nosso perfil e desta forma sempre as obras são uma surpresa. Entre os enviados, recebi Vem Comigo, de Karma Brown, e resolvi ler sem conferir sinopse. Quis ser surpreendida e, de fato, fui mesmo.

A história apresenta Tegan Lawson, uma jovem que estava curtindo o primeiro ano de casamento e a primeira gravidez. Ela conheceu Gabe em uma festa faculdade e desde aquele dia ambos se tornaram inseparáveis. Floresceu um grande amor entre eles, uma relação que beirava perfeição. No entanto, quando estão seguindo para a casa da mãe dele no Natal, o carro desliza na pista congelada e um grave acidente acontece. Tegan vê sua vida ser despedaçada em um piscar de olhos.

O acidente foi cruel e três meses depois a Tegan que surge não é a mesma de antes. Devastada pelas consequências do acidente, ela se recusa a levantar da cama e sair de casa. Tegan desistiu da vida. As pessoas ao seu redor estão preocupadas com esta profunda depressão e em um dos raros momentos nos quais ela tenta reagir, acaba pegando um pote que ele e Gabe encheram com seus desejos.

Ela sorteia três papéis e resolve realizar os desejos ali escritos, começando assim um jornada em busca de si mesma e quem sabe de salvação. Tailândia para ver elefantes pintores. Itália para uma aula de culinária. Havaí para aprender surfar. Será que Tegan encontrou o que estava buscando?

Resumidamente este é o pontapé inicial da história, mas já adianto que do momento do acidente até ela viajar muito mais acontece e são coisas muito tristes e complexas. Não é uma trama simplista, há muito em cada momento para ser absorvido pelo leitor. A história, desde a primeira página, se mostra um grande drama com uma trama visceral que atinge o leitor como toda a gama de sentimentos que possui e toda dor da protagonista.

Eu fiquei presa logo de cara e a cada página mais e mais comovida com o que estava acontecendo com Tegan. Não nego que quando a vi arrasada depois do acidente até achei que poderia ser um pouco exagerado, eu acreditava que ela poderia recomeçar facilmente se tentasse, mas o problema era muito pior do que parecia e conforme fui avançando na leitura fui entendo a gravidade da situação.

Se fosse o que eu pensei, não seria algo que me comoveria, pois era só tentar novamente… mas quando tomei conhecimento dos detalhes me coloquei na pele de Tegan como mulher e doeu imaginar algo assim. E antes que vocês pensem que o que menciono é a questão de uma mulher ser mãe, já afirmo que não foi isso que me impactou.

A história se torna especial conforme a descobrimos. Vou evitar mencionar acontecimentos em detalhes específicos para não tirar de você o prazer de se surpreender. Como mencionei, há muito para ser absorvido e aqui e ali algumas incógnitas surgem. 

Logo quando revi a protagonista após o acidente,  um pensamento surgiu na minha mente, mas depois deixei de lado, não poderia ser verdade. E ainda que eu estivesse certa, a revelação disso no final me fez chorar muito e novamente sentir profundamente por tudo que Tegan viveu.

A autora constrói sua história sem pressa e com muita delicadeza e sensibilidade. Vamos mesmo fazer um passo a passo com a protagonista na busca da cura física e da de suas cicatrizes invisíveis aos olhos, mas sentidas no coração. Por muitas vezes nesse caminho Tegan vai oscilar entre tristeza e alegria, o que apenas dá mais credibilidade ao que está sendo apresentado.

E apesar de ser uma história em sua maioria triste, há aqui e ali lampejos de alegria e esperança. Eu torci muito para toda esta tragédia terminasse com um pouco de alegria e, pensando ainda mais longe, com Tegan sendo feliz outra vez.

Os locais visitados por ela foram descritos com muita intensidade, como se a própria autora tivesse feito aquela  jornada de redescoberta. Dá uma vontade enorme de estar lá. No meu caso, a Itália foi o local mais atraente, ainda que a Tailândia tenha me passado a sensação de ter uma energia especial.

Outro aspecto positivo desta obra é a construção da relação de Tegan e Gabe. A autora insere flashes do passado para nos mostrar como eles chegaram ao casamento e não há quem não ache aquele romance o mais fofo e amoroso do mundo. E este artificio cria uma empatia maior pelo casal e solidifica para nós aquela união, não nos permite pensar em um mundo onde Tegan e Gabe não mereçam ser felizes e realizar seus sonhos.

A leitura é muito gostosa de fazer, embora em grande parte mais densa, não se arrasta. Ao contrário, é um texto que flui fácil e nos envolve em suas emoções.  Eu amei esta obra e acho que quem curte romance e drama não pode deixar passar. Verus! Traga mais obras de Karma Brown.  



2leep.com

10 comentários:

  1. Oi Cida, que bom que a leitura te surpreendeu. Esse ano estou me aventurando mais em leituras desconhecidas também.

    Pela sua descrição relacionei o livro com os da Brittainy, com sofrimento e alegria. Confesso que, pela capa eu não leria, mas agora que sei que rola uma história intensa, faço questão de ler.

    Até mais!

    Depois da Leitura
    Loja Depois da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bem? Eu confesso que não esperava essa densidade toda na obra, eu ainda não li, mas é bom saber pra me preparar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida!
    Eu vi algumas resenhas sobre o livro e confesso que nao me animei. Embora todas tenha sido positivas, drama em si no momento eu tenho deixado passar batido.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Eu li uma resenha no blog Prefácio que me deixou curiosa para ler essa obra.
    Talvez eu tenha pego um spoiler, mas mesmo assim quero ler! rs
    beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida, tudo bem?
    Já tinha lido resenhas desse livro e pedi spoilers do final. Fiquei chocada hahaha! Eu ando numa vibe não muito boa pra essas histórias deprês, então acho que não leria. Mas aposto que é emocionante, e o final é bem WOW.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?
    Ainda não conhecia, parece ser bem legal. E a capa é bem bonitinha
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Eles são tão fofos juntos e depois tudo aquilo acontece que é de cortar o coração. Eu não estava preparada para aquela reviravolta. Chorei horrores. A situação que já era dificil se tornou desesperadora. Eu amei o livro.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,

    Que obra impactante e emocionante né?
    Eu fiquei tão emocionada quando tudo se revelou perto do final. Com certeza é um livro inesquecível.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  9. Oi, Cida!
    No momento ando fugindo de livros com uma carga dramática bem grande, mas super anotei a dica...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cida

    Assim que eu recebi o livro meio que torci o nariz. Mas tenho visto resenhas tão positivas que acho que vou dar uma chance. Estou numa vibe dramática, então acho que vai funcionar!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!