[Resenha] O Vale dos Mortos

O Vale dos Mortos  (As Crônicas dos Mortos #1)
Autor(a): Rodrigo de Oliveira 
Editora: Faro                        Páginas: 320
Lançamento: 2014              ISBN: 9788562409073
 ||Skoob||  ||Goodreads||

2017... Uma profecia esquecida do Livro do Apocalipse, reiterada por outros profetas modernos, ressurge… Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que o astro passaria a uma distância segura de nós. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer… Então 2/3 de todas as pessoas no Planeta caem desmaiadas, vítimas de um estranho surto… "E abriu-se o poço do abismo, de onde saíram seres como gafanhotos com poderes de escorpiões. E os homens buscarão a morte e a morte fugirá deles.” Apocalipse 9,2-6. E um grupo luta para sobreviver num mundo dominado pelo mal. Com passagens por São Paulo, Brasília, Estados Unidos, China e França, "O Vale dos Mortos" baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa orbita, fatalmente desencadearia uma transformação de grande parte da humanidade, não havendo lugar seguro e ambientes sem infecção, pois ela ocorreria simplesmente pela aproximação do astro. Pegos de surpresa, e tentando entender o que acontecia enquanto buscavam se salvar, um casal e seus filhos iniciam uma jornada para restabelecer alguma condição de vida no que restou de seu próprio mundo. Uma história com muita ação e suspense, que vai deixar você eletrizado.
O Vale dos Mortos é o primeiro volume da série As Crônicas dos Mortos do autor Rodrigo de Oliveira. É uma série que mostra a Terra sendo tomada por zumbis e os poucos sobreviventes tentando se organizar para sobreviver e preservar a ração humana. Como? Quando? Onde? Sigam comigo para descobrir.

Estudiosos descobrem a existência de um planeta que vai se chocar com a Terra. O Absinto é uma grande ameaça no começo, mas depois de muitas análises percebe-se que ele vai apenas passar ao nosso lado. Assim as pessoas apavoradas de início, voltam a rotina e vivem tranquilamente.

No dia da passagem do Absinto, no entanto,  as coisas não são tão tranquilas assim. A temperatura começa a subir e um calor fora de época assola o final de semana. O casal Estela e Ivan acreditava que aquele sábado seria apenas mais um dia para almoçar no shopping com os dois filhos e quando o calor atinge mais de quarenta graus, os dois observam as pessoas na praça de alimentação ao seu redor começarem a desmaiar. É uma onda e os poucos que sobram de pé tentam ajudar. Então, quando os desacordados despertam, o terror começa. Uma névoa branca cobre seus olhos, eles estão agressivos e partem para cima dos que não caíram para devorá-los.

Eu gosto de história de zumbis, mas já deixo claro que somente em livros. Eu até tentei assistir The Walking Dead e apesar de fabuloso, meu estômago não aguentou aquela  coisa toda. Ler para mim é mais fácil, eu encaro qualquer descrição apurada em livros, mas olhar não dá, não.

Assim estava super curiosa para ler esta série muito elogiada por várias pessoas que conheço e não me arrependi. A história é empolgante, bem apresentada, coerente e cheia de tensão do começo ao fim. Não se restringe apenas ao apocalipse zumbi, tem até um mistério envolvendo sequestro e assassinato. 

O horror que começa no interior de São Paulo logo toma proporções mundiais. Rodrigo vai nos devastando a cada página ao mostrar a grandeza desta praga. Ele sai do interior e invade Brasília, nem a presidência escapa dos zumbis. Segue pelos principais países do mundo com a onda de destruição da humanidade e o melhor é que estes momentos iniciais são super bem descritos e fundamentados com fatos reais. As pessoas ali retratadas são pessoas que estão no mundo real, assim como diversos acontecimentos citados que são fatos históricos. Eu, volta e meia, parava e ia buscar mais sobre as referencias utilizadas. É impossível não querer saber mais sobre os fatos citados.

Este começo da obra requer uma leitura mais pausada e atenta, de forma a absorver o cenário que o autor está montando para explicar como se deu o surgimento da praga. Achei excelente esta ambientação detalhista, pois depois seguimos em frente bem inseridos e só nos resta surtar com todas a ação e comoção que zumbis e humanos vão causar.

O casal Estela e Ivan vão ser os heróis da trama. Juntos, em perfeita sintonia, esta dupla vai lutar para sobreviver e no caminho acabam reunindo mais e mais pessoas. Eles têm em mente que precisam ajudar quem puder e praticamente este volume é focado em mostrar como os dois se tornam líderes nessa nova ordem e como vão reunir um grupo de pessoas para  primeiro salvar e depois para lutar contra os zumbis.

É bem interessante observar como as privações levam as pessoas a ser criativas e improvisar. Uma das coisas que mais gostei foram os planos de Ivan para resistir e lutar e também os de todos para reconstruir suas vidas. As comodidades e facilidades estavam ali, mas inacessíveis em sua grande maioria. Há mais zumbis que humanos e as pessoas precisavam se isolar se quisessem viver e com isso se privar de coisas que estavam acostumados, como ir ao supermercado ou mesmo ao hospital. 

E em meio ao tempo de organizar uma nova comunidade, eles vão travar batalhas violentas com os zumbis e haja coração para aguentar o fim de cada uma e saber quem sobreviveu.  Não se apegue muito aos personagens e nem ache que os que permanecem são imutáveis. O autor trabalha a fundo as personalidades e caráteres e cada personagens está em constante mudança e amadurecimento. Eles são reais e gente como a gente. Nada perfeitos e com isso você pode vir a amá-los e odiá-los em igual medida.

Um grande desafio com certeza são os zumbis, mas ali nas entrelinhas vamos perceber que entre os humanos que restaram estão os maiores desafios. Ivan e Estela vão ter que lidar com gênios diferentes, opiniões diversas e entender que mesmo na catástrofe certas pessoas conseguem preservar a maldade em seus corações e se tornam mais nocivos que aquelas milhares criaturas comedoras de gente.

O Vale dos Mortos é um ótimo começo para uma série que promete muita ação, aventura e reviravoltas imprevisíveis. Eu curti bastante esta leitura e não vejo a hora de saber como Ivan, Estela e companhia vão seguir após criar um verdadeiro quartel general em sua cidade. É fato que o ousado e divertido Ivan (um pouquinho mandão de vez em quando), não vai se contentar com um cidade, ele tem no coração a vontade de salvar o mundo e para ele o céu é o limite. 

Estou curiosa para saber qual a próxima grande empreitada do casal e até onde eles vão chegar. Será que no final a humanidade prevalecerá? Recomendo.



2leep.com

8 comentários:

  1. apesar das positivas criticas não é um livro que me atraia em essência
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Menina, também tentei ver Walking Dead mas larguei logo na primeira temporada.
    Essa série é muito elogiada e vive na minha listinha de desejados.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida, eu já tentei ler uma vez essa série, mas acabei deixando de lado, mas preciso voltar porque a premissa é boa, embora zumbis não sejam meu tema preferido rsrsrs Mas falam tão bem que merece uma chance.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, amei sua resenha, não gosto muito de livros desse gênero. Mas, gostei da dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Bom dia amigo(a)!

    Muito bom o seu blog, já estou seguindo...

    Abraço!

    Tavares_Plugado
    https://tavaresplugado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiii Cida

    Eu nem era muito fã dos zumbis, mas depois de ler Red Hill adorei a temática e ando buscando outras dicas do assunto. Gostei de conhecer a série, e ainda de autor brasileiro, com certeza quero conferir.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida =)

    Você sabe que passo longe de livros assim né rs... Eu morro de medo de zumbis. Tipo de todas as criaturas do mundo do terror eles são as que me dão mais medo rs...

    É perceptível pela sua resenha que você gostou bastante do livro, mas dessa eu pulo a dica rs...


    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Nem preciso dizer que eu amo essa série, né?!
    Então, amei que você tenha curtido também!!! :)

    ♥♥♥

    Bjkssssss

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!