[Resenha] Estrelas da Sorte

Estrelas da Sorte
Título Original: Stars of Fortune (The Guardians Trilogy #1)
Autor(a): Nora Roberts
Editora: Arqueiro                 Páginas: 288
Lançamento: 2017               ISBN: 9788580418309  
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Sasha Riggs é uma artista assombrada por sonhos que transforma em pinturas maravilhosas, cenas que preveem o futuro. Ela nunca conseguiu assumir seu dom, mas desta vez não consegue ignorar as visões que a atormentam e viaja para a ilha grega de Corfu. É lá que encontra as pessoas com quem sonha: um mágico, um arqueólogo, um viajante, um lutador, um solitário. Elas também foram atraídas por uma força inexplicável. Dotadas de habilidades extraordinárias, cada uma terá um papel fundamental na aventura que as espera: encontrar as míticas Estrelas da Sorte, que caíram do céu, pondo em risco o destino de todos os mundos. Sasha é quem os mantém unidos e vê no mágico, Bran Killian, um homem de imensa compaixão. Ela tem dificuldade para lidar com sua vidência, mas Bran está lá para apoiá-la. Porém, os dois não devem desviar sua atenção da missão, pois uma ameaça sombria procura corromper tudo que está no caminho para alcançar as estrelas.
Estrelas da Sorte é o primeiro volume da Trilogia Os Guardiões, de Nora Roberts, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro. A série é protagonizada por seis personagens que formarão três casais, sendo que cada volume contará a história de amor de um deles enquanto o grupo tenta resolver um grande desafio.

A história começa há muito, muito tempo atrás, com três deusas concedendo para uma nova rainha três estrelas da sorte cheias de poderes. Surge então uma quarta deusa que abomina tal ato e quer todo o poder das estrelas para ela. Nerezza é pura escuridão e joga uma maldição sobre a humanidade, algo que acontecerá quando as estrelas mágicas caírem e elas as encontrar.

Para remediar, as demais deusas lançam uma magia que permitirá que no futuro algumas pessoas boas encontrem as estrelas antes de Nerezza e juntas derrotem a vilã. Chegamos assim aos nossos protagonistas: Sasha, Bran, Annika, Sawyer, Riley e Doyle.

A fórmula é conhecida, não é a primeira trilogia de Nora que reúne três casais em uma grande missão contra um ser malvado. Na verdade é a quarta que leio assim, mas embora esta fórmula de Nora traga certa familiaridade ao leitor e nos indique o que esperar, ainda assim há surpresas no caminho e é delicioso seguir com os personagens por seus romances e aventuras.

Personagens de Nora são muito humanos, são muitos vivos e é fácil se apegar a eles. Eu sempre me vejo cativada por suas personalidades e intrigada por seus mistérios. Neste livro digo que o fator mistério foi o mais presente, isso porque não temos um grupo que já se conhecia de antemão. Todos os seis vão se encontrando aos poucos e a vontade de saber quem são e o que serão capazes de fazer dentro do grupo me fez mergulhar na leitura e devorar este livro em um dia.

Sasha surge primeiro. Ela é uma famosa pintora que começa a ter sonhos que mostram os outros membros do grupo e uma ilha, além de fragmentos do desafio. Ela, sempre reclusa por ter vergonha do dom de vidência que possui, desenha seus sonhos e os coloca em uma mala rumo a Grécia. Lá fica na lha de Corfu, o local que viu em suas previsões.

No hotel Sasha dá de cara com Riley e a reconhece dos sonhos, se aproxima e convence a outra de que estão ali por algo maior e conforme vão dando de cara com os demais, o grupo aumenta. Sabemos que Sasha é uma vidente. E e os outros?

Vem então mais mistério. Se o suspense inicial é por conta do quem é quem, o próximo é por conta de quem é o quê exatamente e só vou dizer que os talentos são diversos e muito legais.

Juntos, Sasha, Bran, Annika, Sawyer, Riley e Doyle vão não apenas tentar descobrir onde está uma das estrelas, como também tentar formar uma unidade. O maior desafio neste começo é aprender a confiar uns nos outros e neste meio tempo acontecem uma lutas bem assustadoras com a deusa má Nerezza.

O romance será protagonizado por Sasha e Bran. Ambos são muito fortes, leais e acho que funcionaram bem como par. Ela é muito corajosa, mas não sabe lidar com isso e com seu dom e ele a ajuda neste sentido e no final ambos se completam.

Estrelas da Sorte tem uma ambientação divina na paradisíaca Grécia. Nora soube como levar o leitor para dentro da história e nos dar uma viagem por lugares incríveis. Eu sempre vi as ilhas gregas como lugares extremamente propícios para grandes paixões e Nora me fez ver os mesmos lugares com um clima sobrenatural assustador e muito misterioso. Foi uma ótima experiência.  

O final concluiu a busca por uma das estrelas, mas nem de longe a missão está terminada. Há uma luta para fechar este ciclo, mais exatamente uma batalha antes da guerra e o grupo segue rumo à outro país em busca de mais aventuras. Annika e Sawyer, os mais irreverentes, formam o próximo par. Riley e Doyle, os explosivos, fecham a trilogia. Estou ansiosa para ler tudo. Eu amei! 





  

2leep.com

10 comentários:

  1. Oi Cida,

    Ainda não li nada da autora acredita?
    São tantas séries que é difícil escolher uma para começar rsrs.
    Gostei da ambientação ser na Grécia, é um lugar que sempre me chama atenção nos livros.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii Cida

    Só essa ambientação ja faz tudo valer a pena, amo demais a Grécia, lugar lindo de meu Deus. A história também tem pinta de ser legal e eu que nunca li nada da Nora e quero começar com algo da autora, ja estou anotando essa dica, acho que pode ser um livro que eu vou gostar ja que imerge o leitor na história ao ponto de já ter em conta os próximos.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi,

    Nora Roberts é de longe uma das minhas autoras preferidas, mas confesso que não gosto dos livros dela que envolvem magia. Tentei ler "Os Primos O'Dwyer" e foi uma decepção, li somente o primeiro livro e parei.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Essa dos primos foi a que menos gostei, tenta outra que acredito você vai ter uma experiência bem melhor.

      Excluir
  4. Oi, Cida!
    O plot lembrou demais a minha amada Trilogia da Magia e só por isso já sei que tenho que ler esse livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Achei interessante a premissa e nem sabia que tinha esse ponto do suspense.
    Só lendo uma resenha mesmo pra chamar atenção porque não curti a capa.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Realmente é bem parecido com outras duas trilogias da Nora que eu li, mas sendo ela eu quero ler mesmo assim.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Eu gosto da autora escrevendo policiais e de épocas, mas não consigo gostar dela escrevendo esses com toques sobrenaturais. E meu Deus, essa autora escreve até dormindo, só pode hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,tudo bem?
    A Nora possui ótimas tramas, e pela sua resenha essa nova trilogia já se inicia com pé direito, surpreendendo e envolvendo na mesma medida. Quero ler no futuro.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  9. Oi Cida! Que capa linda! nem sempre gosto muito dos romances da Nora, mas apesar da fórmula os personagens parecem bem interessantes!

    Bjs, mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!