[Resenha] Sem Fôlego

Sem Fôlego
Título Original: Breathe (Sea Breeze #1)
Autor(a): Abbi Glines
Editora: Arqueiro                 Páginas: 272
Lançamento: 2018              ISBN:9788580418019  
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha. Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal – se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos –, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está. Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio. Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.
Depois de treze livros da série Rosemary Beach os fãs brasileiros de Abbi Glines já estavam preparados para despedir-se dos romances picantes e com um toque de drama da autora que escreve histórias com cara de verão, mas a Editora Arqueiro não quis nos deixar órfãos e já deu inicio a publicação de uma nova série da autora.

Sem Fôlego é o primeiro volume da série Sea Breeze que possui nove volumes atualmente e em cada um apresenta um casal de protagonistas diferente. Segue os mesmos moldes de  Rosemary Beach, vamos conhecendo os personagens aos poucos e acompanhando suas vidas e seus finais felizes.

Sadie White é uma menina que carrega a casa nas costas. Sem pai, vê-se as voltas com uma mãe que comporta-se mais como filha e está grávida por pura irresponsabilidade. Elas não têm estabilidade financeira e sobra para Sadie trabalhar e sustentar todo mundo.

A garota tem apenas 17 anos, mas é bem madura para a idade. Acaba assumindo durante as férias de verão o trabalho de empregada doméstica da mãe na casa de um astro do rock adolescente e, embora tenha como meta ficar focada no trabalho, acaba encontrando entre os companheiros de trabalho uma segunda família e no patrão um cara difícil de resistir. Jax Stone é um sedutor, mas vê em Sadie algo que sente falta desde que ficou famoso, ou seja, a chance de um amor de verdade.

Os dois não têm nada a ver um com o outro e sabem que podem apenas ter um romance de verão. Tentam evitar, mas não demora para a paixão ficar sem limites. Parece conto de fadas a forma como as coisas se desenvolvem, mas sabemos que não há final feliz lá na frente. Será que ambos vão encontrar uma forma de fazer esse romance dar certo?

Sem Fôlego é um young adult e não traz momentos tão hot como a série anterior da autora, na verdade achei essa história bem leve e os dramas presentes não tão profundos. Eu até fiquei surpresa com uma trama tão despretensiosa depois de ler Rosemary Beach com tantas reviravoltas bombásticas.

O casal é meigo e por vezes bem inocente. Estão vivendo aquele deslumbramento de primeiro amor e apesar de muitas juras não dá para levar a sério e acreditar que é algo para sempre. No entanto, como um primeiro relacionamento, um primeiro tudo no campo amoroso convence e você os acha fofos e torce para que tudo dê certo.

Os dois são bem solitários ao seu modo. A Sadie carregando o mundo nas costas e não tendo oportunidade de ser adolescente e o Jax vivendo no meio de uma vida glamourosa mas totalmente falsa. Ambos precisavam de algo real em suas vidas, algo que fosse seguro como um lar e encontraram isso um no outro.

O núcleo de personagens é volumoso e posso dizer que me apaixonei pelo grupo de empregados da casa de Jax e a forma linda como acolheram Sadie e apadrinharam o casal. O Jax não era tratado como um superstar e cada puxão de orelha que levou dos mais velhos foi divertido.

A história tem clichês, mas Abbi com sua escrita fluida e envolvente é a rainha de clichês e os conduz de forma deliciosa. Parece que estamos vendo um filme da Sessão da Tarde em plenas férias. É uma leitura relaxante, divertida e para deixar o coração leve.

O próximo volume será protagonizado por Marcus, um rapaz que nutriu uma paixão platônica por Sadie e acabou sendo seu primeiro e melhor amigo.  Ele é um personagem carismático  e não vejo a hora de ler Sem Escolha.


2leep.com

8 comentários:

  1. eu morro de vontade de ler um livro da Abbi, esta na minha lista de desejados!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Menina, eu jurava que essa série era bem hot como os outros.
    Essa Abbi não dorme no ponto... já tem nove livros!!!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida! É realmente bem mais leve que a série anterior e tb adorei os empregados da casa hehehehe Já quero ler o próximo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Adoro narrativas cheias, já é um ponto que me deixa curiosa. E ainda não li nada da autora, quem sabe esse ano eu consiga incluí-la na minha meta. Sdds de bons romances clichês.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oii Cida

    Não é o meu tipo de livro, ja tentie ler Abbi Glines e me cansei, as histórias, os personagens, não é pra mim, mas pra quem curte a autora tem um encanto enorme com certeza, mesmo com todos os clichês.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Cida.
    Pela capa eu percebi que essa nova série ia seguir os mesmo moldes da outra série dela. por isso eu não vou querer ler hehe. Até leria se não tivesse outra coisa para ler, mas como não é o caso, os livros da autora não me interessam.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida

    Jura que é um YA? Eu estou tão desinteressada por ele que até pensava que era a mesma pegada da série Rosemary Beach.
    Eu não curti a série anterior, só li os dois primeiros e abandonei, mas vamos ver se leio pelo menos esse pra ver qual vai ser...

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!