[Resenha] Seeker

Seeker - A Guerra dos Clãs
Título Original: Seeker (Seeker #1)
Autor(a): Arwen Elys Dayton
Editora: Rocco (Fantástica Rocco)       Páginas: 416
Lançamento: 2016                               ISBN:9788568263402
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Seeker – A guerra dos clãs é uma fantasia épica com toques de ficção científica perfeita para fãs de séries como Jogos Vorazes, Divergente e Jovens de Elite. A história gira em torno da jovem Quin Kincaid, treinada para se tornar uma Seeker e lutar ao lado de seus companheiros para proteger os injustiçados, levando luz para um mundo mergulhado na escuridão. Na noite de seu juramento, porém, quando está prestes a honrar seu legado e iniciar sua missão, Quin descobre que ser uma Seeker não é bem o que ela havia imaginado. E mesmo sua família e seu grande amor não são exatamente como ela acreditava. A jornada de Quin Kincaid em busca de sua verdadeira identidade vai começar. Uma saga memorável, protagonizada por uma heroína inesquecível.
Seeker é o primeiro livro da trilogia de mesmo nome, de Arwen Elys Dayton, publicada no Brasil pela Editora RoccoSelo Fantástica. Eu adoro fantasia e a premissa de Seeker me atraiu bastante. Foi uma leitura cheia de surpresas.

Quin, John e Shinobu treinaram desde crianças para serem Seekers. Exceto por John que sabia realmente com o que estava lidando, os outros dois não faziam ideia que ser um Seeker não era sinônimo de honra e coragem e sim de sangue e pesadelos.

John queria ser um Seeker por motivos inteiramente pessoais, algo relacionado ao juramento que fez para a mãe ante dela morrer e justo ele não foi aprovado no treinamento e acabou sendo expulso pelo pai de Quin, que era o treinador dos jovens. Enquanto isso, Quin e Shinobu fizeram o juramento dos Seekers e descobriram que haviam sido enganados, no entanto, não havia como voltar atrás.

Na verdade ambos estavam totalmente sem saída, até que John resolveu buscar aquilo que lhe foi negado a força. Isso resultou na chance de Quin e Shinobu fugirem e buscar um novo começo, embora nesta fuga ela tenha sido atingida pela arma de John e quase morrido. Ele era seu namorado e do dia para noite se revelou alguém que ela não conhecia. Será que os três um dia poderiam ser amigos novamente?

Lembra que citei que foi uma leitura de surpresas? E foi mesmo, em especial no tocante a Quin e John que pensei que seriam o casal contra tudo e todos e não que tivessem um namoro tão perigoso e mortal.

A princípio eu imaginei que a trama giraria em torno do treinamento dos três e de como se tornariam Seekers, no estilo de uma escola cheia de intrigas e desafios. A autora optou por um caminho diferente, apresentando os personagens já prontos, ou seja, como Seekers empossados. A história enveredou por um caminho de vingança e disputa por poder, todos lutando para ter a posse de um artefato importante nesta cultura. O athame era o objeto em questão e poderia abrir portais que permitiam viagens de um lugar ao outro do mundo de maneira mágica e complexa.

Esta disputa acalorada e sangrenta começa na Escócia, passa por Hong Kong e termina em Londres. No decorrer desta jornada os três personagens se transformam, bem como suas relações e, nada do que você considera como previsível quando os conhece, acontece.  Aquele possível romance, o triângulo amoroso, a justiça, a busca pelo verdadeiro legado dos seekers, a derrota do vilão e muito mais, nada como imaginei.

Senti falta de uma abordagem apurada sobre os Seekers, seu real significado e como o mesmo se deteriorou através das gerações. Bem pouco é revelado e muitas vezes me senti a deriva por conta da conduta de certos personagens. O tempo ao qual tudo acontece também não ficou muito claro logo de cara, a impressão inicial é de que seja numa época antiga e bem rústica, mas logo vi que estávamos numa época que misturava alta tecnologia com magia milenar. Um cenário que após absorvido se torna muito interessante e original.

A narrativa se divide entre os pontos de vista dos três e de uma quarta personagem – Maud –, que transita entre mundos e não é um ser comum, é um Pavor. É com certeza o coringa da história e mesmo não sendo a protagonista, foi na minha opinião a melhor personagem e a que mais se destacou. Eu gostei muito dela e de seu universo de Pavores, muito mais bem explicado do que o dos Seekers.

Maud, Quin, John e Shinobu são personagens que vão despertar todo tipo de emoção no leitor, do ódio ao amor, pois de alguma forma todos estão errados, ao mesmo tempo que estão certos. Você simplesmente vai ter que encontrar ou melhor escolher entre o ideal de um deles para apostar sua fichas e acreditar que aquela é a melhor opção. Cada um tem um motivo pelo qual lutar, não é fácil julgar quem é bom ou não é. No meu caso eu vou torcer por John, acho sua luta mais justa e coerente. Quin na minha opinião está perdida e Shinobu só a segue por que a ama. E Maud é Maud. Aquela que está de fora e eu desejo que ajude o meu escolhido. 

Em suma, Seeker é o primeiro volume de uma série promissora, que traz uma trama original e criativa. O ritmo é ótimo, cheio de ação e lutas de tirar o fôlego. Não é apenas fantasia, há um lado que nos remete a distopia e ficção científica também. Aguardo a continuação para saber o que autora reservou para esta turma. 




2leep.com

7 comentários:

  1. entendi seu ponto de vista na história, eu fiquei bem curiosa
    mas é uma trama que não leria por agora, pois não é o que tenho buscado nas minhas leituras atuais
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vou esperar você avançar na série e ir acompanhando as resenhas para vê se aposto ou não. Minha relação com fantasia é diferente da com romance de época que leio tudo que vem pela frente, então apesar de gostar, não é um gênero no qual nem sempre gosto de da tiros no escuro.

    Jaci
    O Que Tem Na Nossa Estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    Eu não conhecia esse livro, nem tinha visto ele pelos lançamentos.
    Achei a ideia dos Seekers bacana, tem muito cara de filme e espero ler em breve.

    tenha uma ótima quinta =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida!
    Apesar de ver alguns comentários negativos sobre o livro, eu fiquei bastante intrigada sobre ser seeker. E é ótimo saber que tem uma boa dose de ação e luta.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Ouvi dizer que foi pouco explorado sobre a história do Seekers também.
    Quando vi a premissa desse livro fiquei curiosa.
    Pretendo ler ele em breve.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida!
    Eu espero o segundo livro seja melhor! E que nos explique muito mais sobre o universo dos Seekers.


    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida

    Eu não tinha visto esse livro por aí ainda. Achei o enredo bem interessante, e que pena que a autora não abordou o que eram os Seekers mais profundamente, porém, ela pode vir a fazer isso na sequência.
    Também gostei dos personagens não serem tão idealizados, sabe? Perfeitinhos e tal.

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!