[Resenha] Mr. Mercedes

Mr. Mercedes
Título Original: Mr. Mercedes (Bill Hodges Trilogy #1)
Autor(a): Stephen King 
Editora: Suma de Letras       Páginas: 400
Lançamento: 2016               ISBN:9788556510020
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Nas frigidas madrugadas, em uma angustiante cidade do Centro-Oeste, centenas de pessoas desempregadas estão na fila para uma vaga numa feira de empregos. Sem qualquer aviso um motorista solitário irrompe no meio da multidão em um Mercedes roubado, atropelando os inocentes, dando ré e voltando a atropelá-los. Oito pessoas são mortas, quinze feridos. Em outra parte da cidade, meses mais tarde, um policial aposentado chamado Bill Hodges é ainda assombrado por um crime sem solução. Quando ele recebe uma carta enlouquecida de alguém que se auto-identifica como privilegiado e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges acorda de sua deprimente e vaga aposentadoria, empenhado em evitar outra tragédia. Brady Hartfield vive com sua mãe alcoólatra na casa onde ele nasceu. Ele adorou a sensação de morte sob as rodas da Mercedes, e ele quer aquela corrida de novo. Apenas Bill Hodges, com um par de aliados altamente improváveis, pode prender o assassino antes que ele ataque novamente. E eles não têm tempo a perder, porque na próxima missão de Brady, se for bem sucedido, vai matar ou mutilar milhares. Mr. Mercedes é uma guerra entre o bem e o mau, do mestre do suspense, cuja visão sobre a mente deste obcecado assassino insano é arrepiante e inesquecível.
Para aqueles que conhecem Stephen King apenas como o mestre do terror, não podem deixar de conferir a Trilogia Bill Hodges e ver como o autor também se sai bem com thriller psicológico. Mr. Mercedes foi um excelente começo para uma série que promete ser maravilhosa.

Mr.Mercedes. Assassino do Mercedes. Foi como a polícia passou a chamar o criminoso que roubou um carro de luxo de uma velha senhora rica e usou o mesmo para atropelar uma centena de pessoas que haviam passado a madrugada numa fila para conseguir um emprego. O resultado deste ato de insanidade foi assassinato em massa e até mesmo o suicídio da tal dona do carro, um Mercedes, é claro.

O detetive responsável pela investigação - Bill Hodges – se aposentou sem prender o bandido e algum tempo depois, justo naquele momento que estava considerando ele mesmo cometer suicídio, recebeu uma carta do Mr. Mercedes o desafiando a pegá-lo. Foi como colocar Duracel no coelhinho e logo Hodges estava com toda a energia e disposição para esta empreitada.

Você sabe desde o começo quem é o assassino e King vai desenvolvendo sua história mantendo o foco da narrativa nele e em Hodges, sem a preocupação de esconder sua identidade e modo de vida. Vamos saber tudo sobre os dois personagens e a vida que levaram até o momento atual. A questão aqui não é descobrir o culpado e sim capturá-lo.

Claro que o leitor está em vantagem em relação a Hodges, pois o detetive não tem esta visão que nós temos e por isso vai ter que juntar pistas e montar armadilhas. O melhor estilo de caçada gato e rato.  E ele não decepciona com seu instinto, mesmo que nos deixe a ponto de ter um infarto nos momentos finais com sua teimosia em não chamar a polícia e querer fazer tudo sozinho.

Sozinho, sozinho, não. Hodges conta com a ajuda de seu vizinho  Jerome, um garoto que está prestes a entrar na universidade e dono de uma maturidade e inteligência de fazer inveja para muitos adolescentes. E também Holly, a prima da falecida dona do Mercedes, que é uma pessoa sagaz ao extremo, mas com sérios problemas de ansiedade e afins.

Não vou dizer que é uma leitura rápida, é preciso ler com calma e absorver, mas garanto que é prazerosa demais. Se você não é fã do King, com certeza vai virar. É até uma boa oportunidade para quem quer ler algo dele, mas tem medo de historias de terror.

A trama é tensa, isso não nego. O mergulho na mente de um psicopata como o que temos aqui causa arrepios e precisa ter estômago para digerir suas atrocidades. Só que entrar na mente do detetive equilibra a balança e nos faz manter a sanidade intacta. A construção e desenvolvimento dos personagens é ótima. O lado psicológico bem explorado e digno de aplauso. Fascinante! Por conta disso a história tem personalidade, um clima marcante e segue para um desfecho que é precedido por uma contagem regressiva angustiante. Um BOOM!

Caramba! Caramba! CARAMBA! Vai dar tudo errado! Foi assim que fiquei nas últimas cem páginas, que diferente do restante do livro que foi num ritmo mais lento, aqui foi uma corrida contra o tempo. O coração acelerou.

Bill Hodges  e seus improváveis parceiros são a sétima maravilha do mundo para investigar um crime. Divertidos, esquisitos, corajosos e inteligentes. Você os adora prontamente e termina a leitura viciada neste trio. Ainda bem que Achados e Perdidos já está aqui e logo mais Último Turno também.  King como sempre genial!


Oi! Eu sou a Jô. E de vez em quando vocês vão me ver por aqui.


2leep.com

10 comentários:

  1. Oi, parabéns pela resenha! Nunca li nada do autor, não sou fã de terror. Bjos

    Blog Literário 2

    ResponderExcluir
  2. não sabia que esse era suspense, Cida, acho que eu até encaro, pois amo mistérios e tramas cheias de reviravoltas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida!

    Nossa eu morro de vontade de ler King e lendo a resenha tenho certeza de esse vai ser daqueles que vou devorar a leitura de tamanha a ansiedade! Trilogia anotada Cida!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. oooi!
    amo o King, já li alguns bons livros dele e Mr. Mercedes tá listinha de futuras leituras. adorei a resenha.
    bjs xxx
    http://lendocomela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Cida =)

    O King é um autor que vivo dizendo que vou dar uma segunda chance, mas nunca de fato faço isso.

    Gosto do fato do autor trabalhar com o suspense, porém sinto que os livros dele acabam sempre convergindo para o lado do terror e como sou medrosa fico com receio de me aventurar =(

    Mr. Mercedes parece ser uma boa opção para eu perder esse meu medo do King.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,
    Ainda não li nada do King :(
    Gostei da premissa desse livro, mas tenho alguns em mente para ler primeiro do autor.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  7. Oiii Cida

    Essa dica vou deixar passar. Stephen King nao me chama muito a atencao e essas tramas tensas acabam me deixando com os nervos a mil...haha

    Beijokas

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Eu já tentei ler dois livros dele e filmes também, mas não tem jeito, não faz meu estilo. Se eu não soubesse o nome do autor, seria um livro que leria com certeza, parece ser incrível, mas o toque de King não combina comigo. Mas para quem é fã, é uma boa dica com certeza. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o piti do final. VAI DAR TUDO ERRADO!!! Hahahaha.
    Amei! Esse tá na lista já!

    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Olá Jô,
    Nunca li nenhum livro dele! Mas não foi por falta de vontade. Ainda preciso pegar algum pra ler.
    A sua resenha me cativou, qualquer hora darei uma chance a ele.
    Beijos!
    http://jessicamblog.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!