[Resenha] Caçadora de Tempestades

Caçadora de Tempestades
Título Original: Struck (Struck #1)
Autor(a): Jennifer Bosworth 
Editora: Agir Now                Páginas: 288
Lançamento: 2015               ISBN: 9788522031542
CAÇADORA DE TEMPESTADE ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Mia Pierce é viciada em raios. Já sobreviveu a inúmeros choques, mas seu desejo de receber a energia liberada durante tempestades coloca em risco sua vida e a de todos ao seu redor. Los Angeles, onde raramente há tempestades, é um dos poucos lugares em que Mia se sente segura. Mas quando um terremoto destrói a cidade, seu porto-seguro é transformado em um campo minado de caos e perigos. Neste cenário aterrador, dois grupos antagônicos se formam, e ambos vêem Mia como a chave para as profecias de uma tempestade ainda maior que está por vir. Mia quer confiar no enigmático Jeremy, que prometeu protegê-la, mas teme que ele não seja quem diz ser. No fim, o poder e a paixão que os aproximou pode ser o que vai colocar tudo a perder. Agora Mia precisa aprender a utilizar seus poderes, ou então pode acabar perdendo tudo o que ama.
Eu curto muito tramas que abordam que o fim está próximo e Caçadora de Tempestades, de Jennifer Bosworth, traz este tema de uma maneira bem intrigante. Mia Pierce é uma garota que foi atingida diversas vezes por raios e além de conseguir sobreviver, ganhou muitas cicatrizes pelo corpo e um poder além de sua compreensão. Só que ela vê nisso uma maldição, não uma dádiva.

Mia teve problemas em sua cidade natal e a família foi obrigada a mudar para Los Angeles, mas o apocalipse está chegando e na nova cidade um terremoto destruiu tudo. Agora a garota tenta criar o irmão e ajudar a mãe a superar suas crises pós trauma. 

A humanidade vive no maior caos e um profeta parece ser a salvação, pregando que uma grande tempestade está chegando e todos devem entregar –se a sua religião se quiserem salvar as almas.  Contudo, um grupo denominando Caçadores, acredita que ele seja o verdadeiro fim. Qual caminho seguir? Ambos os lados desta disputa querem Mia lutando com eles e ela apenas quer ficar em paz com o irmão e a mãe. Será possível escapar da grande tempestade ou o mundo vai mesmo acabar?

A narrativa em primeira pessoa na voz de Mia é reveladora e intimista, pois  nos permite mergulhar nas emoções da garota e conhecer todos os seus medos e segredos. Ela é uma pessoa com humor autodepreciativo e muito sarcasmo, mas triste demais.

A história é divida em partes, cada uma mostrando a contagem regressiva para a grande tempestade que marcará nosso fim, isso deixa um clima de expectativa no ar e a cada página o leitor fica mais tenso.

Bosworth faz de Los Angeles seu palco para a encenação do fim do mundo. Há o de sempre: falsos profetas, caos, fanatismo religioso, desespero e a profecia dos sete selos. No entanto, há também algo novo, uma garota que parece ter o dom de absorver a energia dos raios e canalizar isso de forma negativa e positiva. Ela precisa apenas entender seu papel nisso tudo e escolher um lado.

Mia é insegura e não acredita em si, sua fragilidade é aceitável e seu amor pela família admirável, mas não nego que senti falta de mais audácia na garota e força para resistir as influências dos outros. Ela até fica mais firme quando apoiada pelo garoto misterioso que entrou em sua vida, mas ainda assim precisava de mais força. Jeremy é uma inspiração e assim como ela possui poderes.  Ambos são adoráveis e há uma solidão tão grande em cada um,  que parte nosso coração.

Achei muito interessante a presença de humanos com poderes especiais como eles dois, a forma como ficaram assim foi bem criativa e inovadora. Não vou entrar em detalhes, pois aí reside um dos segredos da trama, mas garanto que é demais.

Há muito suspense em toda o livro e toda uma série de profecias que envolvem raios e seitas que são divididas entre Caçadores e Seguidores. Leituras de cartas de tarô dão um clima mais místico e fatídico ao enredo e não sabemos o que esperar.  

Os Seguidores são os religiosos e levam ao grau máximo o fanatismo. Só que neste caso a religião esconde algo surpreendente. É incrível como isso me assusta sempre, temo um mundo onde as pessoas sejam dominadas por alguém que se denomina dono da verdade e acredita que possa prever o apocalipse.  Os Caçadores são mais interessantes e gostaria que a história do passado desta seita tivesse sido abordada mais detalhadamente.

Isso não teve nada a ver com o poder dele, e sim com o poder das palavras e o momento que escolheu para proferi-las. Ele falou com o medo das pessoas , e o medo ouviu. 


Embora exista algo em Caçadora de Tempestades que não posso afirmar ser verdadeiro, há também muitas coisas que estão aí presentes na nossa vida. Os acontecimentos que simbolizam o rompimento dos sete selos são possíveis em todos os aspectos, são sinais da natureza se revelando contra o abuso do homem. E o comportamento adotado pelas pessoas, embora assustador, é o esperado em uma situação como esta. Então, quem sabe existam mesmo pessoas como Mia?

Em suma, o livro tem uma trama criativa e cheia de adrenalina. Há a dose certa de mistério e romance, com uma abordagem do valor da família sem igual. Nos leva a refletir sobre escolhas e destino, se é algo que não podemos controlar ou se está somente em nossas mãos. O que fica evidente é que fazer o certo ou errado, é sim, apenas nossa escolha.



2leep.com

15 comentários:

  1. eu não me vi muito nessa proposta de livro, Cida, pois sempre procuro algum elo entre a ficção e meu gosto pessoal, mas não encontrei nesse livro, o tem abordado é interessante e as sua colocações deixam claro os pontos fortes do livro
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha e da dica de leitura.
    Caçadora de Tempestades parece ser uma trama bem envolvente, em especial por contar a estória sobre dois grupos proclamando o apocalipse e que ao mesmo tempo nos traz uma grande mensagem. Gostei bastante também da personagem e já adicionei o livro em minha lista de desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Cida!
    Gosto de livros que envolvem aventura, mistério, romance e ainda mais seres com poderes, acho demais.
    Deve ser uma boa leitura.
    “Saber de cor não é saber: é conservar aquilo que se deu a guardar à memória.” (Michel de Montaigne)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Estou doida para ler esse livro há um tempinho já. Mas são tantos na lista que é difícil escolher hahaha.
    Fico feliz em saber que é um livro com a dose certa e de romance e mistério.
    Fiquei mais interessada.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida, amei a resenha, estou com este livro pra ler, comprei em uma promoção o livro virtual, amo os livros da editora, são sempre ricos de enredo! Ler sua resenha me deixou ainda mais curiosa!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  6. Oieee Cida! Tudo bem?
    Então personagens sarcásticos, mas a tristeza de Mia me assustou um pouco. Adoro tudo que envolve distopias e temas apocalípticos mas, mais uma vez, essa deprê da personagem me deixou com o pé atrás...
    Eu adorei a sua resenha! Consegui captar a essência do livro mesmo sem ter ficado atraída!

    Vc arrasa! :D

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida!
    Eu já vi esse livro por aí e a sinopse me chamou bastante atenção. Não fazia ideia que tinha a ver com apocalipse e eu sou a louca de coisas com esse tema.
    Espero que os outros livros não demorem a chegar aqui.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cida.
    Não conhecia a obra, mas fiquei bem interessado. Gosto de enredos apocalípticos e esse parece ser um ótimo exemplar, principalmente por misturar elementos que podem ser reais com fatos fantasiosos.
    Ótima dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  9. Oie Cida =)

    A sua é a primeira resenha que leio desse livro e confesso que a primeira vista não tinha ficado interessada pela história. Porém, agora depois que li a sua resenha achei a premissa mais interessante, justamente por essa mistura do real com a fantasia.
    Se tiver oportunidade vou dar uma chance a leitura sim.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? Já vi este livro em algum lugar, mas não sabia do que se tratava. Lendo sua resenha, parece ser um bom livro até...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida!

    sabe que li pouquíssimos livros sobre o fim do mundo, gostei do enredo e gostei da descrição da protagonista. parece ser realmente criativo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida,
    Não conhecia esse livro e achei a premissa bem interessante e original.
    Só o que me deixa com um pé atrás é o fato de ser uma série.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Eu não conhecia o livro ainda, mas adorei conhecer. A capa é linda e a proposta é bem legal. Assim como você também adoro livros que abordam sobre fim do mundo e essas coisas. Embora as vezes fique com medo hahahha.
    Mas pelos seus comentários, acho que gostarei da obra =D
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Amo livros inteligentes, criativos e eletrizantes. Já tinha ficado curioso com esse só pela capa incrível, mas sua resenha me deixou extremamente ansioso para poder ler. Quero muito ler as aventuras de Mia! Abraços!
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Nossa Cida que livro mais interessante, não conhecia mas achei o título criativo e decidi ler sua resenha e não me arrependi. Confesso que esses livros de Distopia e conspirações sobre o fim do mundo me deixam apreensiva, mesmo sendo ficção sempre acabam sendo inspirados ou embasados em fatos da realidade. E já que vc citou os sete selos do apocalipse ontem eu estava vendo um documentário na discovery sobre o assunto, bem interessante por sinal.
    Enfim adorei saber suas impressões sobre esse livro e amei a sugestão. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!