[Resenha] Guerras Secretas

Guerras Secretas
Título Original: Marvel Super Heroes Secret Wars 
Autor(a): Alex Irvine 
Editora: Novo Século          Páginas: 352
Lançamento: 2015               ISBN: 9788542807134
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
DESTRUAM SEUS INIMIGOS E TODOS OS SEUS DESEJOS SERÃO REALIZADOS! Vingadores, X-Men, Quarteto Fantástico, Homem-Aranha: os maiores heróis do universo. Magneto, Doutor Destino, Ultron, Galactus: os maiores vilões. Convocados pelo onipotente Beyonder para um desafio interestelar, heróis e vilões deverão se confrontar no Mundo de Batalha, visando conquistar o maior prêmio que alguém jamais poderia cobiçar. A HISTÓRIA ÉPICA QUE REDEFINIU O UNIVERSO MARVEL Publicada em quadrinhos pela primeira vez em 1984, 'Guerras Secretas' foi um divisor de águas para a Casa das Ideias, reunindo pela primeira vez seus principais personagens numa grande saga. Alex Irvine, autor de 'Homem de Ferro: vírus', apresenta esta adaptação integral em romance, editada com exclusividade no Brasil pela Novo Século. Deixe-se perder além das estrelas nesta aventura irreverente, intensa e, sobretudo, nostálgica. 'Guerras Secretas' é um marco na história dos super-heróis, e também símbolo de sua época e da consolidação da cultura geek
Eu estou a cada dia mais apaixonada pelos livros desta coleção da Editora Novo Século em parceria com a Marvel. Ainda não consegui conferir todos, mas o que li foram excelentes. Desta vez minha aventura foi com Guerra Secretas, de Alex Irvine, baseado nos quadrinhos originais de 1984.

Vários heróis e vilões foram sequestrados. Primeiro surgem dentro de uma nave e a seguir estão em um planeta desconhecido. Lá, uma voz misteriosa lhes dá o seguinte recado: Destruam seus inimigos e todos os seus desejos serão realizados.

Eles foram convocados pelo Beyonder, um ser com poderes imensuráveis que os trata como peças de um jogo. Sem muito conhecimento de causa, eles tentam organizar um plano de ação para sair dali, mas mesmo separados entre vilões e heróis, dentro dos grupos ocorrem mais divisões e muita discórdia. Literalmente ninguém confia em ninguém e a dúvida sobre uma possível vitória surge imediatamente.

Eu adoro quando ocorre uma interação entre os heróis, acredito que por isso seja tão apaixonada por Vingadores, então ver este grupo em um mesmo lugar com os X-Men, o Quarteto Fantástico e o Homem-Aranha foi muito empolgante. E mais ainda, saber que estão prestes a lutar contra seus maiores inimigos foi outro ponto positivo temperado com o enigma de ver Magneto colocado entre os mocinhos. Como assim? Impossível entender a mente de Beyonder.

Nós sabemos que lutas não vão faltar, mas confesso que ver Capitão América e Wolverine discutindo não foi fácil.  Os meus favoritos em seus respectivos grupos têm um gênio forte e não aceitam ordens. Eu não conseguia escolher um lado e foi assim do começo ao fim conforme mais e mais discussões foram protagonizadas. Entre os vilões ocorria o mesmo, mas não me atingiram da mesma forma. E quando todos se viraram contra o Magneto eu fiquei ainda mais agitada, porque ele pode até ser um cara nada confiável, mas eu gosto muito deste vilão. Sinceramente, ele se encaixa nos dois grupos dependendo da situação. Super versátil.

E embora as batalhas físicas sejam inúmeras, a maior que cada um enfrenta é contra si mesmo. Independente do lado no qual estão, a situação é complicada porque Beyonder testa a moral e princípios de cada um deles com a oferta de realizar os mais profundos desejos. Aqueles que tiveram um gostinho disso quase se deixaram levar, então preparem-se para uma decepção com Charles Xavier.

Foi muito bacana esta abordagem mais apurada do lado psicológico. Sejam vilões ou heróis, o fato é que muitas vezes pensam de maneira muito semelhante e, querendo ou não, nutrem certo respeito pelo adversário. Dr.Destino até cogitou uma parceria com Reed e com o Homem de Ferro, afinal sabia que ambos eram tão inteligentes quanto ele. Neste Mundo de Batalha criado por Beyonder os desafios foram tanto individuais,  quanto grupais,  e torci muito para que no final eles encontrassem um ponto de equilíbrio e conseguissem resolver tudo unidos.

Não dá para prever cada reviravolta que nos aguarda na página seguinte e os capítulos curtos contribuem para fluência e dinâmica da história. A narrativa em terceira pessoa foca em cada um dos personagens, sendo que alguns acabam se destacando mais que outros. Entretanto de alguma forma nenhum deles deixa de dar sua contribuição.

É sem dúvidas um projeto ousado, seja quando foi apresentado pela primeira vez, seja nos dias atuais. Os quadrinhos possuem o apelo visual que o livro não possui, você acaba lendo e imaginando os personagens pela imagens que têm deles formada pelos filmes, desenhos animados ou HQs, mas por outro lado este aprofundamento emocional e psicológico é mais denso no livro e acaba sendo seu diferencial.

Este tipo de história nunca envelhece e vai permanecer para nós que amamos o universo Marvel e para aqueles que ainda vão conhecê-lo. Em suma, entre mortos e feridos, brigas e discussões, eles formaram um time poderoso e formidável. Leiam!


 

 
2leep.com

13 comentários:

  1. Olá Cida,

    Está ai uma coisa que desejo muito e ainda, são os livros e HQ's da Marvel, acho demais e além de lindos e lindas ilustrações as histórias são incríveis, mas acho o preço deles um pouco salgado, pelo menos para mim....kkk...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Eu estou lendo Guerra Civil e amando. Também não acompanhei todos os lançados porque nem todos me interessam pra ler. Guerras Secretas é uma exceção.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu! Leia também Vingadores, é ótimo.

      Excluir
  3. Eu realmente não sou fan desse tipo de livro, mas para aqueles que gostam, é uma ótima dica! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, adorei a resenha, mas eu passo, na verdade não curto muito este estilo de livros, tudo que sei é pelos filmes/séries.
    Parabéns pela resenha..

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. oi flor, o livro parece ser bem bacana, é gostoso quando a trama nos conquista tanto assim, surpreendendo e cativando
    o mundo dos super heróis tem feito bastante sucesso e não é de hoje, como você salientou são histórias que não envelhecem

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Thaila! Me acompanham desde a infância.

      Excluir
  6. Oi Cida, sua linda, tudo bem
    Eu adoroooooooo o Wolverine, ele é o meu preferido, quando disse que ele ria discutir com o Capitão América, amei!!!! Eu sou fascinada pela natureza humana, por isso o que mais gostei dessa história foi o o teste a qual eles foram submetidos, a análise emocional, moral de cada um deles. Sabe, você falou no Magneto, mas ele não é um vilão totalmente, ele é apenas um mocinho que se perdeu no caminho, o que ele quer é justiça, mas como ele não consegue acabou tentando conquistá-la à força, através de violência, foi aí que ele errou. Por isso concordo, que podemos encaixá-lo em ambos os grupos. Sua resenha ficou ótima, estou com mais vontade de ler esse livro do que ler HQ.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida!
    Super me empolguei para ler esse livro. Li um parecido, chamado "Os Supremos" e gostei bastante.
    Ótima dica!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este eu não conheço Alê. Vou procurar.

      Excluir
  8. Cidaaaaa, não li nenhum desta coleção ainda, fico acompanhando só as resenhas!

    Adorei a sua resenha, claro!!!! Até tenho vontade de ler, mas... sei lá.

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida, tudo bem? Nossa há quanto tempo!
    To vendo que vc está lendo A Sereia, está gostando?

    Blog da Mylloka :*
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem! E você? Quanto tempo mesmo. Bem bacana Mylla, mas tenha em mente que é o primeiro da autora.

      Excluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!