[Resenha] E Se For Você?

E Se For Você?
Título Original: What If
Autor(a): Rebecca Donovan 
Editora: Globo Livros (selo GloboAlt)                  Páginas: 352
Lançamento: 2016                                               ISBN: 9788525059574
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

E se você tivesse uma segunda chance de conhecer alguém pela primeira vez? Cal Logan fica chocado ao ver Nicole Bentley sentada na frente de um café há mil milhas de sua cidade natal. Afinal de contas, ninguém viu ou ouviu falar dela desde que eles se formaram no colégio há um ano atrás. Exceto que esta garota não é Nicole. Ela se parece exatamente com a tímida paixão de infância de Cal, mas seu nome é Nyelle Preston e ela não tem ideia de quem ele é. Esta menina é impulsiva e ousada, sua paixão pela vida é contagiante. O oposto completo de Nicole. Cal encontra-se totalmente fascinado e apaixonado. Mas Nyelle também é extremante reservada. E quanto mais perto ele fica de descobrir o que ela está escondendo, menos ele quer saber. Quando os segredos do passado e presente colidem, uma coisa fica clara: Nada é o que parece.

E se… Quantas e quantas possibilidades ocultas nesta questão. Acredito que todos nós já imaginamos como nossa vida teria sido se tivéssemos feito uma escolha diferente. É típico do ser humano pensar assim e muitas vezes acreditar que algo poderia ter um resultado melhor.

Como ainda não podemos voltar no tempo e testar esta teoria, convivemos com o que temos, mas o protagonista de E Se For Você?, de Rebecca Donovan – lançamento GloboAlt –, teve uma segunda chance. Não, ele não viajou do tempo. Calma que este não é um livro de ficção científica, é uma história totalmente ambientada em um cenário comum e próximo de nossa realidade. O que aconteceu é o seguinte: Cal conseguiu conhecer o grande amor de sua vida novamente. Quem sabe dessa vez ele teria seu final feliz?

Cal tinha três amigas especiais de infância: RaeRichelle e Nicole. A primeira até hoje faz parte de sua vida e, mesmo na faculdade, praticamente conversam todos os dias. Já Richelle mudou de cidade e eles acabaram não mantendo a mesma proximidade e Nicole com o tempo fez outras amizades e parou de falar com Cal e Rae, entretanto esta garota inalcançável sempre foi a paixão secreta do rapaz, algo que ele nunca superou.

Após o ensino médio Nicole foi para Harvard e ninguém soube mais nada sobre sua vida, até o dia que Cal estava caminhando pelo campus de sua própria universidade e deu de cara com aqueles olhos de um azul profundo. Lá estava ela, tão linda quanto sempre, o único problema é que não era Nicole, aquela garota se apresentou como Nyelle e Cal precisava entender a razão daquela mudança, já que para ele não existia a possibilidade de serem duas garotas diferentes.

É desta premissa que Donovan desenvolve sua história. Eu já conhecia o trabalho da autora e gosto muito de seus livros,  mais uma vez pude conferir sua narrativa fluida, envolvente e carregada de emoções.

Este é um daqueles livros que você tenta ler só mais um capítulo mas quando vê já leu mais dois ou três, a trama puxa você. O sentimentos dos personagens são palpáveis e realistas, de forma que a trama se torna bem viva para o leitor. Você vai se identificar com um dos personagens ou pelo menos com algumas das experiências que viveram em algum momento.

Donovan cria personagens intensos que travam batalhas pesadas com eles mesmos em busca de um lugar no mundo, de uma base sólida para se sustentar. Nunca aquilo que acreditamos a principio é totalmente verdadeiro, você precisa ir desembrulhando a história para descobrir o que está escondido dentro do pacote. São camadas e mais camadas para desvendar e posso dizer que neste livro o que descobrimos é tanto inspirador quanto doloroso.

Cal é o narrador principal, mas podemos também conferir trechos do passado nas vozes de Nicole e Richelle. Eu particularmente gostei desta alternância de tempo, pois só assim é possível entender  como e porque os quatro amigos acabaram se distanciando e se Nyelle é ou não Nicole.

Estas duas têm em comum apenas a aparência, já que a ousadia e excentricidade de Nyelle são o oposto da personalidade controlada e obediente de Nicole. Muitas vezes Nyelle me deixou incomodada com sua atitudes, ela fazia coisas que para uma criança seriam fofas, mas para um jovem adulta davam a impressão de um grande desequilíbrio emocional e psicológico. E o pior é que Cal, tão deslumbrado, não via o quanto ela estava afundando, para ele tudo era vibrante. A negação do rapaz é absurda e penso que talvez o amor seja mesmo cego em alguns casos, ao ponto de uma pessoa não entender o óbvio e se contentar com migalhas.

Nyelle, Cal e Nicole são um exemplo latente de baixa auto-estima e falta de confiança. Nicole especialmente sofre ainda mais por ter sido criada por um pai muito autoritário, que impediu o desenvolvimento da filha e seu bater de asas. Conforme vamos tentando descobrir se temos uma ou duas garotas, conhecemos as duas e vamos formando conexões para ter a resposta certa.

Este pequeno mistério é intrigante, mas a autora não foca apenas nele, há um espaço dedicado ao romance também e não vou negar que perdi a paciência com a forma servil de Cal em relação a Nyelle. Contudo, são nos detalhes da amizade de Cal, Rae, Nicole e Richelle que a autora me fisgou. Há algo ali de extrema importância e que vai unir todas as pontas. 

Foi um jogada inteligente. Eu fui pega de surpresa e quando notei não conseguia mais enxergar as atitudes de Nyelle da mesma forma, me senti péssima por ter julgado a garota tantas vezes. Se você for ler, não faça como eu que a critiquei de imediato, tente entrar na pele de cada um, vai ser mais fácil para entender e quem sabe seu coração não se parta em mil pedaços como aconteceu com o meu no final. Fui obrigada a reconsiderar cada detalhe e abrir os olhos para outra realidade.

Como isso aconteceu? Eu não vou revelar o segredo da história, mas só digo que a presença mais sutil é a mais importante, aquela que vai reger o passado, o presente e o futuro. A ligação é comovente.

Uma história plausível, bem apresentada e com ótimos personagens. Em suma, E Se For Você?, é um livro com uma trama que vai tocar seu coração. É sobre expectativas, recomeços, amor, perdas, ganhos, identidade, confiança, lealdade, espontaneidade, amadurecimento, sonhos, riscos e,  principalmente,  sobre segundas chances e amizades verdadeiras. Eu recomendo.



2leep.com

21 comentários:

  1. Oi, Cida

    Parabéns pela resenha, ficou muito bem escrita.
    Não conhecia o livro nem a autora, mas você conseguiu despertar em mim uma grande curiosidade.
    Quero saber se são duas pessoas diferentes mesmo. De repente era a mesma pessoa querendo viver de um modo diferente, né? Meio um alter ego, sei lá! hahaha
    Gosto muito de histórias que retratam a amizade, esse é o sentimento mais belo do mundo, mas poderoso até que certos tipos de amores.
    Vou anotar a dica para não esquecer!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires! Com certeza amizade verdadeira vale ouro.

      Excluir
  2. Oi Cida!

    Não conheço o trabalho da autora, mas adoro quando os personagens são intensos, a gente acaba se envolvendo muito. O enredo me parece bem plausível, gostei da temática, vou conferir!

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha e de saber mas sobre o livro, pois até então só conhecia o livro de nome e não sabia do que se tratava direito.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Apesar de nunca ter ouvido falar desse livro, gostei da premissa dele.
    A capa me chamou bastante atenção também, além da sua resenha que contribui para o meu interesse.
    Assim que tiver a possibilidade, tentarei ler este livro.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga!!!
    Adorei a resenha, ainda não tinha lido nada sobre esse livro e gostei do que você apresentou, você é danadinha, me deixou instigada e super curiosa pra fazer essa leitura.
    Beijos... Elis Culceag.​ * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amiga! É uma graça este livro, espero que você leia e a Sa também.

      Excluir
  6. Oi, Cida!
    Eu estou encucada aqui pra saber por que Nicole e Nyelle são idênticas, mas não são a mesma pessoa.
    Não conhecia a autora, mas a premissa dele livro realmente me fisgou.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  7. Oie!!

    Li este livro semana passada, mas acho que eu gostei mais do que você, rsrs. AMEI demais mesmo. Tem umas coisas nele que me identifiquei... talvez por isso.

    Amei a resenha! Muito mesmo!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Ótima resenha! Esse livro certamente está na minha lista de leitura depois de lê-la ainda mais se é da Rebecca Donovan. Acredito totalmente quando você diz que é um livro que irá tocar o coração.

    Beijos
    http://infinitudedepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Cida você trouxe uma resenha linda para um livro lindo!
    Donovan, eu sou muito critica! julgo demais então creio que esse livro além de uma boa trama seria reflexivo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cida. A capa desse livro é muito fofa, passa uma sensação de conforto que não sei explicar. Mas parece que é ao contrário do livro, vendo personagens tão densos psicologicamente. Gostei muito da premissa e bateu a vontade de ler e entender melhor os três personagens.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cida!
    Você me deixou louca de vontade de ler esse livro!
    Nunca tinha ouvido falar e nem nada, mas depois dessa resenha arrebatadora, estou indo atrás dele agora mesmo hahaha
    Fiquei muito curiosa em saber se é a mesma pessoa e ela se esconde sob um alter ego que as vezes domina... ou se é outra pessoa. Enfim, quero ler logo pra saber haha
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oiiii! Tô doida pra ler! Só leio comentários positivos do livro! Bjs!!

    ResponderExcluir
  13. Oie Cida =)

    Essa sua resenha me deixou bem curiosa viu. Que segredo é esse mulher rs...
    Acho uma delicia livros com esse tipo de narrativa, sem falar que eles nos deixam um pouco nostálgicas lembrando de nosso tempo de escola, de nossos amigos da época e amores perdidos.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro e o que me chamou a atenção primeiro foi a capa, a moça parece a Zoey Deschanel (New Girl, 500 dias com ela). Depois da sua resenha fiquei bem curiosa pelo livro, parece ser bem legal

    Beijos:*
    http://www.escritasnachuva.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Cida
    Quem nunca pensou nesse e se? hehe. Até quando as coisas dão certo. Eu não conhecia o livro ainda mas me interessei por ele. Não sei se vou conseguir seguir seu conselho e ler sem julgar a garota. É a primeira coisa que faço quando começo a ler hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida,

    Eu tô aqui puxando da memória de onde eu conheço essa autora e não tô lembrando... Enfim, achei a proposta dele boa e a capa bonitinha, então se tiver a oportunidade vou ler sim. Tomara que eu goste também.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise! Ela é autora da Trilogia Breathing (Uma Razão Para Respirar, Quase Sem Respirar e Eu Escolhi Respirar)

      Excluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!