[Resenha] Kaori: Perfume de Vampira

Kaori: Perfume de Vampira (#1)
Autor(a): Giulia Moon
Editora: Giz Editorial             Páginas: 376
Lançamento: 2009               ISBN: 9788578550417
KAORI 1 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Século XVII Kaori, uma bela garota com o perfume da sedução, trilha caminhos perigosos entre samurais, senhores feudais, prostitutas e criaturas mágicas do folclore japonês. No seu caminho, surge José Calixto, um artista sensível e apaixonado, capaz de tudo para dar vida a uma obra imortal. Século XXI na fervilhante Avenida Paulista, coração de São Paulo, Samuel Jouza tem uma profissão peculiar. Ele observa vampiros para um misterioso instituto de pesquisas. Mas ao salvar um menino das garras dos sanguessugas, o olheiro percebe que a sua profissão é muito mais perigosa do que imaginava. De um lado, a magia das sagas heróicas de samurais e o mistério das antigas lendas do Japão. Do outro, uma aventura ágil e atual, que tem como cenário o Brasil contemporâneo.
Kaori: Perfume de Vampira, é o primeiro volume da série de Kaori da escritora Giulia Moon. Eu gosto bastante de histórias de vampiros, mas não nego que sempre encontro semelhanças entre uma e outra, mas ainda assim nenhuma história é igual e sempre descubro algo novo. Neste livro eu descobri muita coisa nova e posso dizer que ele é bem diferente de outros do gênero, um dos melhores que já li.

Os protagonistas Samuel Jouza e Kaori, foram apresentados ao público na coletânea de contos Amor Vampiro, também da Giz Editorial e voltam agora nesta história. Eu não li o conto, mas nem por isso senti dificuldades em entender a história, fiquei curiosa sobre os detalhes do primeiro encontro de ambos, embora o momento seja citado diversas vezes durante o livro e deu para ter uma ideia.

Kaori nasceu no Japão Feudal e em meados de 1647 tornou-se vampira. Ela era apenas uma adolescente que tinha perdido a família e queria vingança. Envolta num ambiente de prostituição e maldade, ela passou os séculos tentando sobreviver e vamos acompanhando esta sua jornada ao mesmo tempo que a reencontramos nos dias atuais. A  autora nos conduz por uma trama entre passado e presente cheia de segredos, intrigas, mistérios e sedução.

Você se vê preso na leitura desde as primeiras páginas querendo desvendar Kaori. É impossível não ficar bem curioso já que sabemos que no passado ela estava sempre em constante perigo e a poucos passos da morte e hoje está vivendo serenamente e envolta em muito mistério na cidade de São Paulo. Como escapou de sua grande e ardilosa inimiga Missora? Como saiu do Japão e chegou ao Brasil? Quais são as intrigas que está tentando descobrir na sociedade vampírica? E qual a importância do humano Samuel Jouza em sua vida?

E enquanto devoramos o livro na expectativa de ter nossas perguntas respondidas e encontrar a conexão final entre as duas épocas, vamos também ganhando muito conhecimento cultural. O passado de Kaori, que transita entre os anos de 1647 a 1856 no Japão, é um guia de costumes e tradições, que nos insere no mundo oriental e mostra com apuro a riqueza deste povo. Eu confesso que gostei de acompanhar a histórias pelas duas vertentes, mas o passado com certeza trouxe algo mais carregado de emoção e sabedoria.

O presente, embora seja ambientado em São Paulo e apresente lugares bem conhecidos, não  é exatamente a cidade na qual vivemos. Moon cria uma realidade oculta e paralela, mostrando que entre as pessoas comuns, os imortais vivem discretamente em uma sociedade particular. 

Samuel Jouza é um humano que observa vampiros para um Instituto super secreto, ele é um vampwatcher do IBEFF, embora não saiba nada sobre seu empregador. A forma com este mundo paralelo é apresentada, cheia de pormenores, é tão convincente que não há como não desconfiar de sua existência real.

Kaori é uma mulher complexa, controversa e enigmática. Eu acreditava que teria aqui uma guerreira ninja vingadora e me surpreendi ao encontrar um jovem obrigada a ser cortesã e que constantemente se via sendo traída e perdendo quem amava.

A narrativa em terceira pessoa é fluida e mesmo que tenha muitos termos oriundos do japonês, as explicações de rodapé permitem que o leitor compreenda e absorva seu significado juntamente com a história. Há diálogos inteligentes e espirituosos todo o tempo.  A conexão de passado e presente foi feita de maneira natural e superou minhas expectativas, sendo um momento de verdadeiro clímax.

A história não é leve, é uma trama de vampiros para adultos. Há cenas de sexo, os vampiros são maus, há lutas, torturas e vários vilões, destacando a arquiinimiga de Kaori, a cafetina Missora, uma mulher adepta da luxúria e do prazer pela dor. As cenas são muito visuais e senti arrepios em certas lutas, meu coração ficou acelerado tamanha a veracidade dos acontecimentos. A história saiu das páginas para mim. Temos também outras criaturas sobrenaturais além dos vampiros, são os famélicos, cães que vivem da morte e conseguem se disfarçar usando a aparência humana.

Em suma, Kaori: Perfume de Vampira, apresenta uma trama intrigante, tensa,  detalhista, bem elaborada com grande conteúdo histórico e cultural bem pesquisado. Os personagens são intensos e feitos para o leitor desvendar pouco a pouco. Eu curti muito a leitura e fiquei bem empolgada por fugir de diversos clichês, não vejo a hora de ler os demais. Recomendo.

Nota da edição: Eu não costumo falar sobre edições, mas esta aqui possui um belo e significativo detalhe. Este dragão, que vocês podem notar na capa, está presente no começo de cada capítulo e deixa a edição encantadora, além de ter ligação direta com o enredo.


2leep.com

12 comentários:

  1. Oi, Cida!
    Eu lembro que ganhei esse livro mas, com o tempo perdi o interesse para ler e acabei trocando. Pelo visto, perdi uma boa leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Cida!
    Como boa apaixonada pelos seres vampirescos, não posso me abster dessa leitura que além de tudo, traz muito conhecimento cultural.
    Amei!
    “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.” (Madre Teresa de Calcutá)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  3. Oii Cida!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas lendo você falar tão bem dele já bateu aquela vontade de ler. E também gosto muito de histórias que nos fazem sentir na pele aquilo que os personagens estão sentindo, por isso, posso dizer com certeza que sua resenha me conquistou <3
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, sua linda, tudo bem
    Eu adoro vampiros e quando disse que esse livro tinha alg novo,fiquei curiosa, e realmente essa história é diferente de tudo o que eu já li. Só por ter dito que devorou o livro, e que temos muitos mistérios, fiquei super empolgada para ler. Depois senti um pouco de pena quando disse que ela é sempre traída e perde quem ama. Mas no final você me deixou em dúvida: sabe, recentemente li um livro de vampiros ruins mesmo, e a parte de sexo foi pesada demais, pois não tinha nada a ver com amor ou paixão, ou desejo e sim com luxúria e seres das trevas. Se esse livro faz essa linha, não é para mim. Independentemente disso, sua resenha ficou ótima como sempre aumentando a minha lista de desejados.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu achei a capa bem criativa e o enredo muito interessante, é um livro que eu poderia dar uma chance sim.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii Cida, Tudo bem?
    Adorei sua resenha! Fiquei super curiosa para ler esse livro também! Adoro livros que tem a temática de outras culturas e vampiros *-*
    Adorei seu blog, já estou seguindo! Depois dá uma passadinha lá no meu para conhecer! :)
    Beijos,
    Isa – Night Phoenix Books

    ResponderExcluir
  7. Estou apaixonada pelo livro desde que conheci a autora. Eu já tinha os livros, mas estavam na estante sem serem lidos, mas depois de conhecê-la, fiquei louca pra ler. A Giulia é demais!!!!!

    Agora, a resenha, está muito mais do que eu esperava. Incrível!!! Linda!!!!
    Adorei.

    Perfeita mesmo! Estou louca pra conhecer Kaori.

    Bjkssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie Cida =)

    Faz um bom tempo que não leio nada com a temática de vampiros.Acho que depois tantos lançamentos que teve do gênero ao longo dos anos, fiquei meio saturada e achando que é tudo meio que mais do mesmo.

    Vi esse livro em alguns blogs e a principio ele não me chamou muito a atenção. Pela sua resenha a história apesar de algumas pequenas falhas é bem construida e possui elementos interessantes. Quem sabe está ai a minha reconciliação com o estilo rs...

    Ótima resenha!



    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  9. oi !! A resenha está ótima mas ainda assim alguma coisa no livro não me cativou, acho que não leria ^^
    Beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi
    Achei legal a sinopse e a capa está linda,
    eu gosto de histórias de vampiro, então essa já chamou minha atenção
    fiquei curiosa para saber o diferencial desse livro.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Assim como a Ane estou um pouco saturada, mas confesso que fiquei tentada a dar uma oportunidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Quando a gente pega uma leitura que nos prende do início ao fim, não tem coisa melhor. O leitor deseja isso mesmo, saber o que vai acontecer e quer devorar para saber a história de Kaori. Ainda não li, mas fiquei bem curiosa para conhecer.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!