[Resenha] Ela Não É Invisível

Ela Não É Invisível
Título Original: She Is Not Invisible
Autor(a): Marcus Sedgwick 
Editora: Galera Record         Páginas: 256
Lançamento: 2015               ISBN: 9788501104564
ELA NÃO É INVISIVEL ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Laureth é uma adolescente cega de 16 anos, e seu pai é um autor conhecido por escrever livros divertidos. De uns tempos pra cá, ele trabalha em uma obra sobre coincidências, mas nunca consegue termina-la. Sua esposa acha que ele está obcecado e prestes a ter um ataque de nervos. Laureth sabe que o casamento dos pais vai de mal a pior quando, de repente, seu pai desaparece em uma viagem para a Áustria e seu caderno de anotações é encontrado misteriosamente em Nova York. Convencida de que algo muito errado está acontecendo, ela toma uma decisão impulsiva e perigosa: rouba o cartão de crédito da mãe, sequestra o irmão mais novo e entra em um avião rumo a Nova York para procurar o pai. Mas a cidade grande guarda muitos perigos para uma jovem cega e seu irmãozinho de 7 anos.
Laureth é uma garota cega, mas isso nunca foi algo que a impediu de viver a vida. Ela se adaptou bem à sua condição e até conseguia ajudar seu pai no trabalho. Atuava como secretária dele, lidando com e-mails enquanto ele ia em busca de informações para suas novas obras. Jack era escritor. 

Foi exatamente um deste e-mails que alertou Laureth sobre o paradeiro de Jack, que deveria estar na Suiça, mas ao que tudo indicava estava em Nova Iorque, e totalmente incomunicável. Sem conseguir falar com ele e com muito medo de que algo grave tivesse acontecido, a garota pediu a ajuda da mãe, que nem ligou para o que a filha disse. Assim nossa pequena protagonista pegou um cartão de crédito, comprou duas passagens de avião e “seqüestrou” o irmão caçula Benjamin. Ele teria que ser o guia nesta aventura em busca do pai em NY.

Sabem aquele livro que te conquista logo nas primeiras páginas por apresentar doçura e algo singelo? Personagens delicados, cativantes e muito reais? Ela Não É Invisível é assim. Um encanto total.

A história é narrada por Laureth, o que nos permite não só saber como está sendo o impacto desta aventura em sua vida, como também vamos conhecer a menina e sua família. Ela nos fala do pai que um dia fez sucesso escrevendo livros engraçados, mas que depois resolveu escrever algo sobre coincidências e desde então não só afundou a carreira, como se tornou obsessivo e deu início a derrocada do próprio casamento.

Jack é sem dúvidas o ídolo da filha. Suas excentricidades são motivo de orgulho para ela e estresse para a esposa. Imaginem que ele escolheu o nome da filha lendo a composição química de um produto. Pois é, esta e outras façanhas mostram como Jack não era um cara comum, mas pela forma como a filha o descreve, ele se transforma numa pessoa cheia de carisma e inteligencia.

A busca pelo pai é uma jornada complicada por Laureth ser cega. Para que possa fazer tudo o que deseja precisa de Ben, o irmão caçula. Em alguns locais ela tem que estar acompanhada para poder ficar lá, como na viagem de avião. Desde sempre ele foi um companheiro da irmã, junto com o seu corvo de pelúcia Stan. A relação dos dois é linda e comovente, uma joia rara. 

Isso não indica que necessariamente ela é dependente dos outros, pois com os anos adquiriu uma autonomia invejável. A  verdade é que sua condição não a incomoda, conforme fala percebemos que são aqueles que enxergam que acabam se sentindo mal por ela. Eles demonstram pena e acham que ela sente falta de ver, mas como nunca viu nada na vida - como nasceu assim - , Laureth afirma que não pode sentir falta de algo que nunca teve e nem imagina como é. Ela precisa, sim, se adaptar, pois vive num mundo onde a maior parte de pessoas enxerga, contudo isso não é encarado como sacrifício. Laureth vive bem e ponto final. Contrariando aqueles que a cercam e acham que ela é invisível, por ser cega, ela é feliz.

Uma protagonista jovem e de ótimo astral, que nos mostra a importância de viver a vida plenamente. Nada a impedia de ir em busca de seus objetivos e a fuga para ir peocurar o pai mostra o tamanho de sua determinação. Laureth é uma personagem inspiradora e motivadora, criada para nos dar aquela sacudida. Impossível não parar para refletir sobre nós mesmos depois de testemunhar a coragem dessa garota.

E se não bastasse a história ser tão inteligente e empolgante - cheia de sentimentos bons -, o autor ainda mescla a busca por Jack  com o material de pesquisa que ela havia reunido para o seu livro sobre coincidências. Isso é fundamentado com fatos reais, parece até algo bem improvável, mas acreditam que depois de ler este livro eu me peguei observando as coincidências ao meu redor. É sério! Virou uma rotina observar estes fatos que para os outros podem não ser nada de mais, mas quando acontece com você ganha outra dimensão. Alguém aí leu e ficou mais observador depois disso? Testou a teoria das coincidências? Muito legal.

O autor deve ser fã confesso de Edgar Allan Poe e Carl Jung, gostaria de saber se em suas outras obras somos remetidos para o universo deste dois homens, especialmente para o de Poe.

Ela Não É Invisível é um livro muito bem escrito, com uma narrativa fluida, inocente e jovial. Tem sua dose de momentos divertidos com outros mais dramáticos e de quebra traz o mistério do desaparecimento de Jack. Confesso que achei o esclarecimento para este fato bem simples depois de tudo que Laureth e Ben tinham passado em Nova Iorque. Talvez essa tenha sido a intenção do autor, algo mais simples de forma a evidenciar outros pontos, como o amor  e a união em família. É um excelente livro.

Mas acontece que nunca se sabe o que é ou não verdade, o que pode ou não ser impossível, até que se faça uma tentativa.



2leep.com

13 comentários:

  1. Achei a premissa bem diferente e os personagens, principalmente a Laureth e o Jack, bem peculiares. O que é ótimo, visto que há muitos livros parecidos. Acho que iria gostar bastante da leitura.
    Não leria no momento porque a minha lista está enorme, mas é, sem dúvidas, uma ótima opção para uma futura leitura.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar desse livro ou lido algo sobre ele na internet e fiquei encantada de cara, primeiro pela capa e o título e depois pelo plot muio bem comentado pela sua resenha. Amo livros de drama e desafiadores, e já tô pondo Ela Não é Invisível na lista de leituras ^^
    Bjss
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha!
    Não conhecia, mas o enredo me interessou.
    Obrigada pela dica, já coloquei na minha lista :)

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  4. Eu estava procurando uma resenha deste livro. Caí aqui!!! E adorei que foi aqui!!

    Enfim, gostei principalmente dessa sua citação sobre Poe. Você sabe que eu amo, e qualquer livro que me remeta ao mundo do Poe já entra na lista de desejados.

    Não diminuindo toda a resenha nem os personagens, mas Poe mexe comigo de verdade.

    Eu estava de olho no livro justamente por ter achado essa capa com traços bem góticos, apesar da cor ser bem chamativa e colorida. Ah! Eu adorei tudo!

    Valeu a pena ter caído aqui. Agora quero ler!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  5. o enredo da história é lindo, é uma daqueles livros que você se apaixona nas primeiras linhas da sinopse!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida..
    Um livro que com toda certeza eu quero ler. Gosto quando tem uma trama com personagens reais, pois sempre me convencem mais. Os elogios são tantos, que quero ler mais ainda.
    Mas o que fazemos com tantos livros na lista? rs Adorei a resenha, como sempre, muito bem escrita.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi! ^^
    Achei a premissa do livro interessante. Gostei da sua resenha e dos detalhes que você trouxe sobre a história. Apesar de não ser minha zona de conforto, fiquei com vontade de ler!

    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida!
    Eu amo livros que pela sua simplicidade nos conquista, e tenho certeza que vou gostar tanto quanto você dessa história. Acredito que seja mesmo bem reflexiva por a protagonista ser cega mas ser um belo exemplo de coragem.
    Amei a resenha! Bjão <3

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Desde que vi que a Galera ia lançar esse livro quis ler. E sua resenha só aumentou isso, se é que é possível (risos).
    Adorei o que você escreveu e os pontos que levantou ao longo da sua resenha.
    Acredito que esse livro deva marcar muito os leitores!
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida!
    Acho que nunca li um livro em que a protagonista é cega... Fiquei curiosa, ainda mais por você ter falado sobre o Poe, eu sou fã dele.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  11. Adorei a sua resenha! Fiquei bem intrigada sobre essa "aventura" em busca do pai.
    Muito admirável a atitude da menina e bem legal a história. Nem sempre uma deficiência limita uma pessoa a alcançar um objetivo e parece que o livro se retrata disso também.

    A capa é linda e já estou curiosa para ler esse livro! =D

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, tudo bem?

    Quando eu li a sinopse de Ela não é Invisível eu já me interessei e a sua resenha é a primeira resenha que eu leio do livro. Parece que é bem o que eu imaginei e agora fiquei mais interessada ainda em ler essa história.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Cida!
    Ver uma protagonista cega, é algo bem inusitado em um livro e corajosa ao ponto de ir em busca do pai em uma cidade desconhecida ao lado do irmão, é no mínimo curioso.
    Acredito que as experiências que viveram na cidade é o ponto mais alto do enredo e claro, o desaparecimento do pai.
    Livro fabuloso!
    “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”(Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!