[Resenha] A Vida Misteriosa de Jack

A Vida Misteriosa de Jack
Título Original: The Mostly True Story of Jack
Autor(a): Kelly Barnhill
Editora: Bertrand Brasil       Páginas: 294
Lançamento: 2015               ISBN: 9788528618198
A vida misteriosa de Jack OK ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Às vezes, a invisibilidade tem o seu lado positivo. Quando sua mãe o leva a Hazelwood, Iowa, para passar um tempo na casa dos seus estranhos tios, Jack não espera nada além de um verão entediante. Nem passa pela sua cabeça que os habitantes de Hazelwood o aguardam há muito, muito tempo. Logo que chega à cidade, três coisas inacreditáveis acontecem. Primeiro, ele faz amigos – amigos de verdade, não imaginários. Segundo, ele apanha do maior valentão da área – os valentões da sua rua sempre o ignoraram completamente. Terceiro, o homem mais rico da cidade começa a tramar o seu fim – um fim doloroso, aliás. Dependerá somente de Jack descobrir por que, de uma hora para a outra, todos passaram a dar tanta atenção a ele. Logo a ele, que sempre foi tão invisível. A Vida Misteriosa de Jack é uma encantadora história sobre magia e amizade.


Quem me conhece sabe que eu não dispenso um livro juvenil, sempre tem aventura e personagens que cativam facilmente, claro que eu também amo os vilões. Afinal que graça teria a história se não houvesse alguém atormentado a vida de todo mundo? Então, não tive dúvidas na escolha de A Vida Misteriosa de Jack, da autora Kelly Barnhill, publicado no Brasil pela Bertrand, imaginei que encontraria todos estes elementos reunidos na trama e teria ótimas horas ao lado do jovem protagonista.

Quando os pais de Jack resolveram separar-se, sua mãe o levou para a casa dos tios, em Hazelwood, Iowa, um lugar estranho e com pessoas de comportamento esquisito, parecia que ali havia algo sinistro escondido, e isso tanto fascinava os moradores, quanto aterrorizava. Verdade seja dita, aquela cidade parecia mesmo um mundo paralelo, com regras próprias, desaparecimentos de crianças, pessoas alheias ao mundo normal que conhecemos e magia, isso aí, é inegável que o lugar era dominado por magia, mais precisamente de uma mulher conhecida como Dama, que vivia escondida no subterrâneo. E o tempo? Sinceramente indefinido. Era moderna ou passado distante? Hazelwood estava além disso, era atemporal.

E Jack até que combinava com o lugar, afinal sua vida nunca foi muito comum, totalmente ignorado pelos pais chegou ali e acabou sendo aceito por todos, embora não entendesse a razão disso, mas ao mesmo tempo que muito os aceitaram, outros queriam seu fim. Os tios o tratavam com receio e o incentivavam a mergulhar nas lendas da cidade, não para conhecer Hazelwood, mas para estar pronto para o que estava por vir. O que exatamente ele não sabia, nem nós leitores, que acabamos tão perdidos e intrigados quanto o garoto.

O livro é narrado em terceira pessoa e apresenta mistérios desde as primeiras páginas, tudo que cerca o protagonista é um enigma, e as atitudes das pessoas daquela cidade mais suspeitas ainda. Eu fui lendo e sentindo aquele friozinho na barriga por conta de certos acontecimentos apresentados, e também por toda a aura sombria e perigosa que permeia a história, fiquei criando teorias e doida por respostas, e até certo momento isso foi motivador, razão para virar uma página atrás da outra busca das mesmas, só que quando já havia lido mais da metade do livro, e continuava tão à deriva quanto Jack, fui ficando receosa de encontrar não só um final raso, como também corrido, isso porque a autora precisaria de muitos detalhes para esclarecer todos os mistérios criados.

Eu continuei lendo, mas num ritmo mais lento, incerta de onde iria chegar, fiquei feliz ao ver que os capítulos finais não foram corridos como eu temia, foram detalhados e com o passo a passo para o desfecho, ressaltando a seriedade dos laços criados entre os personagens no decorrer na história e para onde a autora pretendia nos conduzir. É uma história interessante, mas não nego que a demora para as peças do quebra-cabeças se encaixarem me deixou impaciente, teria funcionado melhor ser Barnhill nos esclarecesse seus mistérios em doses homeopáticas, não de uma vez só. Para o público alvo ao qual o livro é destinado menos suspense é mais atrativo.

Quanto aos personagens, eu gostei do Jack e senti muita pena dele, os pais o tratarem com tanta indiferença foi algo bem cruel, e na casa dos tios não vi muitas melhorias, a tia Mabel era até gentil, mas o tio Clive dava medo, parecia sempre ter segundas intenções e prestes a jogar o sobrinho da fogueira, você só entende suas motivações no final. Jack só foi mais feliz quando conheceu os garotos da cidade, de uma maneira tortuosa e peculiar, ficaram amigos e foi bom ver o garoto sentindo-se parte de algo finalmente.

A Vida Misteriosa de Jack é um livro que apresenta em seu enredo um alerta importante sobre a vontade insana pelo poder, as pessoas ficam cegas em busca disso e acabam machucando até aqueles quem amam, a ganância é perigosa, mas ainda assim pode ser combatida, o amor, a amizade, a união e a coragem de lutar pelo bem maior são armas importantes, e ao final o arrependimento e o sacrífico salvaram a pequena Hazelwood.





2leep.com

20 comentários:

  1. a trama parece ser bem sagaz! estou curiosa e creio que vale a pena dar uma espiadinha especial
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vi a capa deste livro sábado no shopping e me chamou a atenção.

    Mas não parei pra ler a sinopse nem nada, mas fiquei com ele na cabeça. Agora que vi a resenha... Ai ai ai.

    Imaginei - pela capa - que fosse diferente. Mesmo amando a resenha, acho que não sei, rsrs. Tô confusa né?!?!

    Bem, amei mesmo, vou pensar...

    Depois te conto.

    Bjkssssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida tudo bem?
    Eu comecei a leitura desse livro agora e depois de ler sua resenha fiquei com ainda mais curiosidade pra concluir a leitura. Acredito que irei gostar e muito da leitura, pois gosto de mais de enredos assim.
    bjus,
    Amanda Almeida
    http://amanda-almeida.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie Cida =)

    Não conhecia o livro, mas pela sua resenha a narrativa me pareceu permeada de mistérios. Que mesmo o ritmo de leitura sendo um pouco lento, nos faz sentir aquela pontinha de curiosidade para saber como tudo vais acabar.

    Não é um livro que eu leria no momento, mas é uma dica que vale a pena anotar ;)

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary




    ResponderExcluir
  5. Acho muito chato quando um livro fica cheio dos mistérios e tudo é resolvido em poucas páginas e de forma corrida e superficial. Ainda bem que não foi o que aconteceu com esse, mas concordo que as resoluções deveriam ser dadas em doses homeopáticas.
    É irritante passar o livro todo com diversas dúvidas na mente pra sóóó no final descobrir tudo de uma vez só, sem contar que perde muito o encanto.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida!
    Também não dispenso um bom juvenil, e com certeza vou ler esse, por ter muitos mistérios e uma história com uma aura sombria.
    Amei a resenha! Bjos <3

    ResponderExcluir
  7. Também adoro livros juvenis, e adorei a premissa dessa história. Já vou colocar na lista de leitura. Adorei a capa, realmente muito linda. Gostei muito da resenha :D

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Achei a premissa interessante e apesar de em alguns momentos o quebra-cabeça demorar para sua conclusão, fiquei bastante curiosa com relação ao mistério da cidade.
    Adorei sua resenha e os pontos que você ressaltou.
    Com certeza irei ler se tiver oportunidade.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  9. Oláá
    Sua resenha está ótima e fiquei bem curiosa pelo livro, mas infelizmente não tive oportunidade de ler, espero poder ler em breve e gostar bastante, adoro enredo assim hehe

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiiiiiiiiiiii...
    Gostei da sinopse e da temática do livro, mas confesso que quando você disse que tudo começou a se arrastar... desanimei!
    Sou muito ansiosa e fico nervosa quando tudo é revelado só no final...
    Não é o livro que eu leria agora, to numa outra vibe neste momento, mas até que curti.

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  11. Oieee!!
    Adoro livros juvenis, principalmente daqueles que abordam assunto sobre a relação familiar.
    Mas, desanimei quando vi que você achou o livro arrastado.
    Gosto de livros que prendem a gente com o mistério que, geralmente, só é revelado ao final do livro, isso geralmente me prende e me impede de abandonar o livro.
    Quem sabe um dia eu dê uma chance?

    Beijos
    Garota Liber
    www.garotaliber.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Eu também adoro um livro infanto juvenil e com os vilões pra da aquela emoção na história, pelo que vi aqui o livro é repleto de suspense e daqueles que enrolamos com a leitura só pra fica dentro da história um pouco mais, gostei da resenha, dica anotada.
    Beijos



    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Gostei do enredo do livro apesar de não ser adepta do livros juvenis, acho que deve ser uma leitura interessante levando em conta os personagens, que gostei bastante, e também a moral da história.

    BJOS!
    http://luadeneonblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida, tudo bom?
    Gosto bastante de livros juvenis e não conhecia esse ainda. Apesar da narrativa mais arrastada, fiquei curiosa com a história. Acredito que também ficaria com pena do protagonista.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida.
    Eu adoro um livro juvenil ainda mais quando tem mistério envolvido, mas esse não me interessou principalmente por ter muitos detalhes e se desenvolver lentamente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Eu também não dispenso um bom livro juvenil e esse parece ser maravilhoso, pela sua resenha. Nada como um mistério no meio para despertar ainda mais o interesse, né? Fiquei muito curiosa para ler, ainda mais por conta desses temas abordados. Acho que gostarei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Cida, tudo bem?

    Com certeza eu ia ficar com o coração apertado com a história do Jack. Gostei dos ares de mistério do livro e achei a mensagem central do livro bem pertinente. Gosto de livros que tragam alguma discussão sobre temas polêmicos e "poder" dá muito pano pra manga.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Cida!
    que mistério todo é esse em relação ao Jack?
    E que dó sabê-lo desprezado pelos pais e depois pelos tios, quanto sofrimento.
    Que será que acontece com o coitado, hein?
    Gostaria de acompanhar o drama dele.
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas gostei muito da premissa. Também gosto de juvenis, e acho que também ficaria tensa e de coração na mão acompanhado todos esses mistérios que cercam o Jack. E nossa, nada me irrita mais que pais indiferentes e ausentes, tadinho dele
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi amiga, estava procurando por resenhas sobre esse livro e achei a sua. Você que compactuamos com o gosto pelos livros juvenis, mas confesso que as suas 3 estrelinhas me desmotivaram. Não tenho a mínima paciência para histórias que nos enrolam e que podiam ser mais objetivas, fico braba mesmo, então acho que vou passar, já que a nossa lista de leitura não é nem um pouco pequena.. kkk Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!