[Resenha] Tua

Tua
Título Original: Tuya
Autor(a): Claudia Piñeiro
Editora: Verus                      Páginas: 140
Lançamento: 2015               ISBN: 9788576862901
Tua OK
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Inés está convencida de que toda mulher, em algum momento, será traída. Assim, não fica tão surpresa quando encontra um bilhete nas coisas de Ernesto, seu marido — um coração desenhado com batom vermelho, escrito “te amo” e assinado “Tua”. Porém, quando Inés percebe que a traição do marido vai muito além do que ela pensava, trama um plano de vingança do qual não haverá volta. Tua é um romance policial vertiginoso, mas também um retrato implacável da vida íntima da classe média. Claudia Piñeiro capta com genialidade as vozes da sociedade contemporânea, entre elas a de uma dona de casa disposta a qualquer coisa para manter as aparências.
“Tua é um romance policial vertiginoso.”

Não sou muito de conferir sinopses de livros, ultimamente estou na fase de preferir descobrir a história, claro que existem muitos fatores que me levam a querer ler, como por exemplo ser de um autor conhecido e que gosto, a recomendação de um amigo, o burburinho ao redor da história, a capa, um gênero ou tema bacana, a comparação ou mesmo a semelhança com outros livros que li, enfim, são muitos fatores, mas existem alguns casos que é preciso conferir maiores detalhes, com Tua foi assim, a capa intrigante me atraiu e foi inevitável ler a sinopse, que somente com a frase que inicia esta resenha me conquistou, afinal amo livros policiais.

Logo nas primeiras páginas conhecemos a dona de casa Inés, uma mulher que ao perceber mudanças sutis no comportamento do marido desconfia que está sendo traída, contudo prefere encarar isso como parte da vida, algo que cedo ou tarde vai acontecer com todo mundo e o melhor é esperar que o caso acabe, pois, com toda certeza, não é nada de muita importância, é uma fase. Só que mesmo com este pensamento ela não resiste e segue o marido para saber quem é a outra, a mulher que escreve bilhetes com batom e assina como “Tua. 

A ideia não foi nada genial e Inés vê algo que não deveria ver, e não foi um flagra de adultério, foi algo bem pior, que poderia acabar com a vida do marido. De volta para ao lar, a dona de casa de classe média age com frieza e objetividade, bola um plano funesto, não só para salvar seu homem, mas para continuar mantendo o retrato de família feliz, no melhor estilo de comercial de margarina.

Se eu disser que foi um livro policial como eu esperava, não será verdade, Tua foi diferente e mesmo assim conseguiu me agradar, desde as primeiras páginas a trama me prendeu e afirmo que seus  maiores trunfos são a protagonista e o humor ácido inserido em cada linha. Inéz é uma mulher espantosa, no intuito de manter as aparências e salvar o casamento toma atitudes absurdas, ela faz cada coisa para ajudar o marido a sair de uma grande encrenca, que ou você acredita que ela é louca ou inteligente demais, na minha opinião é um pouco de cada e muito, mas muito, determinada. Não há como não rir de seus pensamentos e planos, que por mais ousados que sejam, mostram que no casamento ela é uma mulher insegura e carente de atenção, só que isso nem de longe faz com que volte atrás em suas decisões. Eu não concordei com suas atitudes e no seu lugar não lutaria pelo marido, não acredito que nascemos para viver uma traição, mas é interessante observar o comportamento desta mulher, muito intrigante e complexo.

Minha inteligência é de baixo perfil, é inteligência nas sombras, sem ficar se mostrando, sem um monte de “muito bem, parabéns”. Inteligência prática, que serve para as coisas do dia a dia.

O marido, a princípio parece um homem meio fora de órbita, que se deixa levar pela mulher, só que aí mais uma vez a autora nos surpreende, pois Ernesto é dissimulado e está ali quietinho só esperando momentos oportunos para se dar bem.

Pelo casal é fácil perceber que a autora trouxe nesta obra personagens ricamente construídos, que se revelam aos poucos, como gosto de classificar, personagens cebola, cheios de camadas. São pessoas comuns, que facilmente poderiam fazer parte de nossa vida e suas atitudes e caráter retratam a natureza humana de forma nua e crua, vemos até onde uma pessoa pode ir se for para conseguir o que quer, e muitas vezes isso acaba tendo resultados questionáveis e condenáveis, eu não estou dizendo que todos somos assim, mas a verdade é que existe muita gente por aí sem nenhum escrúpulo e outros que fazem de tudo para atender certas expectativas de boa imagem e sucesso, mesmo que tudo seja apenas uma farsa. Há pessoas que se deixam enganar por que querem ser enganadas. É confortável? É cômodo? É normal?

No tocante ao suspense policial, há um crime na trama e, mesmo que seja simples, é o que está por trás de tudo que é complicado, eu imaginava que o envolvimento de Inés nesta história não acabaria bem, tentar descobrir onde seus atos irão levá-la  é um dos vários motivos que te impedem de largar o livro. O final é o que posso dizer o momento onde Inés explode como a bomba relógio que foi durante toda a história, eu gostei bastante, mas também queria um epílogo, queria muito saber o que aconteceu com o casal depois de tantas idas e vindas. Há um outro ponto na história que gostaria que tivesse sido melhor explorado, pois paralelo ao drama de Inés e Ernesto, há o da filha do casal, que vive um momento tenso de sua juventude e não pode contar com os pais, ela é praticamente invisível para os dois, embora tudo que eles façam não passe despercebido para ela, coitada da garota. São desejos que tive, mas a história não foi comprometida por causa disso, é apenas aquele algo mais que sempre queremos acrescentar.

Tua é um livro com menos de 150 páginas, mas muito inteligente, divertido e envolvente, uma leitura diferente das que costumo fazer, mas muito proveitosa, quero poder conferir outras obras da autora, sendo que a próxima da lista será As Viúvas das Quintas-Feiras, que inclusive foi adaptado para as telas.

A gente está preparada para ser sacaneada por um homem, isso é um clássico. E, se nunca te sacanearam, você vai viver o tempo todo com a espada de Dâmocles sobre a cabeça, porque sabe que um dia, cedo ou tarde, vão te sacanear.





2leep.com

19 comentários:

  1. Adoro humor ácido, então já sei que vou curtir a leitura, ainda mais por ser um romance policial. A premissa e propostas dos livros são interessantes. A minha única ressalva é que ele é curtinho demais, né? Quase sempre que leio um livro com esse número de páginas acabo com a sensação de que ou ele correu demais ou que está faltando alguma coisa. Mas coloquei na lista.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!

    Não sabia que era um romance policial. Adoro esse gênero. Achei bem interessante e bem bacana que o humor é constante na narrativa, apesar do tema forte e cheio de mistério. Eu provavelmente sentiria o mesmo que você sentiu no final do livro... A espera por algo ou uma explicação à mais. Porém, que bom que isso não interferiu na história em si.
    Fiquei curiosa para ler!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. tenho lido resenhas boas sobre o livro, que assim como você apontam este humor como ponto alto, por não ser um gênero que goste não sei se teria a mesma sensação boa ao terminar a história, mas vale dar uma oportunidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gosto de livros que aborda as personalidades das personagens, com perfis desestruturados ou desequilibrados, dão um prumo para sabermos o que não fazer.
    Nossa! O livro é curtinho e dá para ler numa sentada, além de tudo, tem um mistério que envolve trama policial e só por isso já valeria a leitura.
    Quero conferir.
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A princípio, o livro não tinha me chamado a atenção. Porém, sua resenha me ganhou. Essa mistura de personagens bem construídos e uma pequena trama policial me ganham facilmente. Com certeza lerei a obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Segunda resenha que leio desse livro e gostei do que vi, pois parece ser uma história intrigante, o que será que ela descobre sobre o marido, fiquei curiosa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida =)

    Não conhecia o livro, porém mesmo policial não sendo o meu estilo favorito gostei de saber que a trama é inteligente. Livros assim sempre me chamam a atenção mesmo quando fogem um pouco do que habitualmente leio.

    Parabéns pela resenha! Adorei a dica =D

    Beijos e uma Feliz Páscoa;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ane! A trama policial é pequena em comparação ao lado comportamental dos personagens, acredito que por ter este diferencial você vá gostar.

      Excluir
  8. Eu tenho lido muitas resenhas positivas sobre esse livro, mas ainda não tive a chance de encontrar ele pra comprar. Eu gostei muito do enredo, acho que é algo que eu realmente iria me empolgar pra ler.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Cida, não conhecia o livro, principalmente por livros policiais não serem bem o meu gênero, mas acho legal que você o tenha achado envolvente e inteligente, ainda mais em poucas páginas.

    Beijos
    Bibliotecando com a Cris

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida tudo bem?

    Caramba o livro só tem 150 páginas com tudo isso que falou pensei que fosse bem maior, fiquei curiosa para saber o que a Ines descobriu do marido rsrs mas não sei se iria gostar do livro pois odeio final aberto e esse parece que tem né, não sei se rolar uma oportunidade de ler com certeza vou querer.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu ultimamente não leio mais sinopses quando quero ler um determinado livro! Geralmente eu leio por indicação ou por causa do autor assim como você!
    Eu adoro livros de suspense e eu achei a história de Tua bem interessante. Fiquei curiosa para descobrir o que o marido fez e também qual a ligação desse crime com o bilhete que ele tem.

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Já tinha visto a capa desse livro por aí,mas nunca tinha lido uma resenha. Adorei!!!
    Adoro livros assim, ricos, inteligentes e com personagens bem construídos. Adorei a definição personagem cebola, é o tipo que mais me agrada, e agora estou curiosa sobre o que aconteceu, que crime é esse, e quais são as atitudes condenáveis da Ines.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!!!

    Apesar de ser um livro pequeno,gostaria de ter visto o desenvolvimento da história da adolescente melhor tecido com o resto da trama. Achei a história um pouco paralela, sem justificar completamente sua presença. Dizer mais, sobre um livro de suspense seria injusto, eu acabaria por me tornar indiscreta e revelar mais do que devo. Posso dizer no entanto que este é um livro divertido, cuja leitura nos faz virar páginas com ansiedade e que o esforço é bem recompensado no final.mais assim, como você achou interessante eu também achei, porém, sentindo falta de algumas coisinhas à mais no desenrolar da estória.

    *----*

    ResponderExcluir
  14. Eu fico com o pé atrás em relação ao livro, pois a estória parece ser bem densa, mas o número de páginas é tão pequeno... Fico imaginando que não vá ser muito desenvolvido como eu penso que deveria ser. Apesar disso, gosto do gênero, então quem sabe um dia, né?!

    ResponderExcluir
  15. Amei a resenha do livro, é um gênero que AMO e fiquei tentada a ler....

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida, tudo bom?
    Mesmo não sendo perfeito, confesso que esse policial despertou meu interesse no momento em que li a sinopse. Fiquei interessada na leitura por causa do mistério e do crime que ocorre na trama. Além disso, personagens bem construídos me atraem nos livros. Não conhecia a obra ainda, mas já entra para a lista de desejados.
    Beijos.
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi!

    A história parece ser boa, e adoro quando os personagens são bem construídos. Acho legal que a autora tenha conseguido construir uma história tão boa em 150 páginas!
    Beijos,

    Deia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  18. Olá Cida tudo bem??

    Eu gosto muito de tramas policiais e suspense, mas devo confessar que pelo que li de sua resenha o livro não me cativou para iniciar a leitura... não percebi muito suspense deve ter sido isso, ando muito chata com as leituras rs... porém achei legal quando disse que os personagens são bem construídos e ainda mais do tanto que você falou de um livro com menos de 150 páginas... xero!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!