[Resenha] Mar da Tranquilidade

Mar da Tranquilidade
Título Original: The Sea of Tranquility
Autor(a): Katja Millay
Editora: Arqueiro         Páginas: 368
Lançamento: 2014               ISBN: 9788580413250

42690894 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Tentando juntar os pedacinhos do meu coração após ler este livro.

Mar da Tranquilidade não é apenas um romance, não é apenas um drama, é a história de dois jovens que não tiveram uma  vida de alegria e leveza, ao contrário, a tragédia os marcou profundamente, tornando-os pessoas tristes e solitárias. É uma história de amor, vida, morte, dor, sonhos desfeitos, amizades sinceras, esperança e muito mais, é uma obra completa que entrou na lista dos melhores livros que já li.

Nastya era uma pianista em ascensão, o prodígio da pequena cidade na qual morava, a menina dos olhos dos pai, aos 15 anos sonhava em seguir carreira musical mas ao sair em uma tarde teve sua juventude roubada, algo muito grave aconteceu, ela foi perdida e encontrada, mas nunca mais foi a mesma. Após um ano de tratamentos médicos para se recuperar, sua mente que havia apagado o que aconteceu, clareou, no dia que lembrou, guardou a verdade para si; Nastya deixou de falar, escondeu-se e cansada do excesso de cuidados dos pais, e até mesmo do passado perdido, mudou para outra cidade, foi morar com sua tia e tentar um recomeço. Hoje aos 17 anos, adotou uma nova escola, um novo nome, no entanto manteve as cicatrizes.

Josh ficou sem a mãe e a irmã aos 8 anos, desde então sua vida tem sido uma sucessão de perdas, já que não muito tempo depois seu pai morreu, depois a avó e hoje resta apenas o avô, que acabou de ser internado numa casa de repouso para passar seus últimos dias. Aos 17 anos Josh é um homem velho num corpo de menino, vive sozinho e gasta o tempo fazendo móveis, seu único amigo é o galanteador Drew, o sedutor da escola, mas que no fundo é um rapaz inteligente e amigo para todas as horas, ele e sua família tentam confortar Josh como podem, mas o vazio no peito do rapaz é grande demais para ser preenchido.

Josh e Nastya se encontram na escola, não se tornam amigos, mas é inegável o interesse que despertam um no outro, ambos têm um comportamento incomum e por serem tão diferentes dos demais acabam sendo parecidos entre si, suas almas dilaceradas são como irmãs gêmeas.

Eu comecei a ler este livro e me vi capturada por sua história logo nas primeiras páginas, a autora mostra que algo aconteceu mas sem revelar os fatos detalhados, ela te faz entender como Nastya foi atingida por algo ruim, sem contar o que foi; com Josh ela é mais reveladora, não que fale tudo imediatamente, mas a história dele se esclarece mais cedo, ao passo que a da garota só será mostrada nos capítulos finais.

A narrativa em primeira pessoa é alternada entre Nastya e Josh e vemos como ambos são tão parecidos e tão diferentes, dois personagens que acredito que vão conquistar o leitor prontamente e não por despertarem sentimentos de compaixão, mas sim de admiração, pois a força que têm para lidar com tudo que passaram é incrível. Nastya é sarcástica, possui um humor auto-depreciativo e está pronta para afastar qualquer um de si, veste como uma "prostituta” no intuito de sua aparência camuflar seu interior, mas acreditem ou não, acaba sendo divertido ver suas tentativas frustradas de ficar sozinha, mesmo que sejam poucos os que se aproximam, ela acaba fazendo amigos verdadeiros, quem consegue chegar perto acaba gostando dela. Josh é reservado, vive em seu próprio espaço e consegue assustar mais apenas com seu olhar frio e isento de emoções, uma máscara para sua dor. 

Você jamais imaginaria algo surgindo entre eles, mas de maneira peculiar surge, não vou entrar em detalhes sobre como tudo começou, simplesmente aconteceu, ambos conversavam em silêncio e entendiam-se, a graça é seguir a evolução desta relação, é algo lindo de se ver e posso dizer que muito diferente, terno, delicado, triste, te faz ficar com o coração apertado. Não é fácil, esqueçam um amor instantâneo e não considerem apenas um romance, é algo além, mais denso e profundo. Nastya e Josh vão ter que superar seus fantasmas e medos, ela especialmente, que desistiu da felicidade e da vida, vi esta garota como a fênix que renasceu das cinzas.

A autora inseriu em sua trama várias pecinhas de um grande quebra-cabeças, caprichou nos detalhes para construir seus personagens e toda a história, algo cuidadoso e feito com esmero,  explorou bem cada elemento. Muitas vezes sinto falta de uma abordagem maior em determinado assunto ou personagem, aqui não senti nada disso, tudo é bem focado, o ambiente, os sentimentos, os protagonistas e os secundários, todos com devido destaque, formando o todo com perfeição.

Não há grandes reviravoltas e fatos mirabolantes, é uma história que apresenta o mundo real com pessoas extremamente humanas e sentimentos palpáveis, envolve você facilmente pois nasce uma empatia imediata. É um livro que te faz desejar ajudar os personagens na busca pela felicidade, é muito bom ler uma história com jovens que não estão envolvidos em disputas eternas para ver quem é o melhor, aqui há solidariedade, pessoas que querem o bem do próximo, gente boa de verdade, é ótimo ver sentimentos puros e saudáveis saindo das páginas. 

Eu não sou de falar muito de capas, mas neste caso não posso deixar de citar, cada detalhe é significativo e ligado com a história, nada aí foi colocado sem propósito, observem bem, conforme eu ia lendo a capa se revelava mais e mais, como a própria história.

O desfecho é emocionante, a prova que segundas chances existem para todos nós, resgata algo que começou lá no final da página 49 e segue até a página 50, um assunto citado várias e várias vezes como se fosse algo impossível de acontecer e na frase que encerra o livro a autora prova que nada foi ao acaso, estava predestinado.

Não tenho palavras para descrever toda a gama de sentimentos que Mar de Tranquilidade despertou em mim, nada seria fiel, sei que gostei mais do que esperava e é um daqueles livros que guardarei no coração, uma joia preciosa, feito para sentir. Apenas leia.











2leep.com

18 comentários:

  1. Oi Cida

    Acredita que tenho esse livro no Kobo há tempos e ainda não tinha despertado meu interesse nele? Na verdade eu olhei para a capa e para o título e nem parei para ler a sinopse. Como me arrependo de não ter dado uma chance a ele, principalmente agora que li sua resenha incrível. Parece ser o tipo de livro que eu vou amar. E quando você fala que o final é emocionante, fico ainda mais empolgada pra ler.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  2. Que capa linda e essa resenha... Nossa, espetacular! Você escreve muito bem, já estou seguindo para mais novidades, viu? Te espero no meu cantinho, beijosss
    http://rabiscosecenas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. eu só li resenhas positivas e novamente me surpreendo pela capacidade da arqueiro de garimpar talentos, estou encantada pelos personagens, pois pela sua resenha consegui imaginá-los à perfeição! sinto que ja estou afeiçoada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Como fiquei feliz ao seguir a minha intuição e ler esse livro, assim como você, eu o considerei um dos livros mais lindos que já li na vida.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida

    Amei sua resenha com certeza vou querer ler esse livro , já até pedi como pedido do mês depois de tantos elogios que ouvi desse livro.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa estou doida pra ler esse livro, que história linda, parece ser super emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa pra conferi isso tudo.

    ResponderExcluir
  7. Caramba!!! Todas as resenhas deste livro são positivas. Mas a sua é tão, tão linda!! Tão apaixonada e mágica!

    Tô assim chocada. Amei a trama, o drama, a capa, a resenha... TUDO!! Tá tudo lindo e perfeito!!

    Não estava na minha lista, mas, putz, como não querer agora??



    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi! Sumi, né? :D Tô voltando a comentar!
    Gosto bastante de livros assim, em que o personagem tem que superar um passado ruim. E fiquei curiosa sobre o que aconteceu com Nastya!
    Ótima resenha! Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Cida!
    Esse foi o melhor New Adult que li este ano.
    Vou resenhar essa semana também!
    Adorei ver ele por aqui
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  10. Já estava interessada muito por conta da capa, imagine agora depois de saber melhor sobre o enredo. Quero urgentemente!
    Bjs Rose.

    ResponderExcluir
  11. Oii
    É impressionante como todos elogiam esse livro. Estou ficando curiosa demais já..rs
    Tocada com a resenha, agora que ler..
    Adorei


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Uou! Foi o que falei ao terminar a resenha, e olha que não gosto de new adult.
    É tão arrebatador assim? Ah agora eu quero conferir.
    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Só vi comentário positivos pra esse livro té gora, ele deve ser muito bom mesmo! Fiquei super curiosa pra saber o que houve com a Nastya, como os dois vão se envolver, qual é o final disso tudo. Necessito ler esse livro!

    ResponderExcluir
  14. oie Cida
    uma amiga minha que está lendo achou o livro bem chatinho, mas foi ler o primeiro parágrafo da sua resenha, que pronto, já quero!!! Fiquei muito curiosa.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacque! Eu gostei muito, mas já vi que está dividindo opiniões, aconselho que você leia, este livro atinge as pessoas de maneiras diferentes, então experimente os primeiros capítulos, se rolar simpatia siga em frente, o começo já te mostra o tom da obra.

      Excluir
  15. Eu achei a capa muito linda e poética e o enredo, pelo que você contou, também é.
    A história de duas pessoas que sofreram, mas que fazem de tudo para superar isso e que merecem muito ser felizes. E, mais do que isso, o que encontro de duas almas que se descobrem, tão diferentes mas tão próximas.
    Não sou muito de ler histórias tristes, porque sigo o lema "de triste, já basta a vida real". Mas é o tipo de livro que desejo ler, pois vai me fazer refletir sobre as coisas da vida.

    ResponderExcluir
  16. Gostei bastante da Natsya e fiquei bem curiosa quanto ao seu passado, amei o Josh ♥, mesmo ele sendo sério e frio, a vida passada dos dois foram bem tristes. Amei sua frase de como ela renasceu das cinzas como uma fênix D:', fiquei bem admirada e com mais vontade de ler, pois queria saber como eles superam.
    Beijos, ThaynáQ.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!