[Resenha] Cidade da Meia-Noite

Cidade da Meia-Noite
Título Original: Midnight City (Conquered Earth #1)
Autor(a): J. Barton Mitchell
Editora: Jangada                 Páginas: 448
Lançamento: 2014              ISBN: 9788564850606
 ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Cidade da Meia-Noite
A Terra é conquistada por uma raça alienígena conhecida como os Confederados. A população adulta da Terra desaparece de vista, sucumbida pela Estática - um poderoso sinal telepático irradiado pelos alienígenas, que reduz as pessoas a um estado de total servidão. Mas existe um grupo imune aos seus efeitos: as crianças e os adolescentes. Enquanto isso, Holt Hawkins, um caçador de recompensas, tem como alvo Mira Toombs, uma astuta caçadora de tesouros com a cabeça a prêmio. Não demora muito para Holt capturar sua presa, mas a forte atração que surge entre os dois não é algo com que ele contasse. A queda de uma nave dos Confederados nas proximidades do lugar onde Holt e Mira estão acampados revela uma surpresa - a única sobrevivente é uma garotinha que não se lembra de mais nada a não ser do próprio nome: Zoey. Logo eles descobrem que todo o exército alienígena está à procura de Zoey. O que ela tem de tão especial? Será que os poderes dessa garota, por mais improvável que isso possa parecer, são a chave para deter os Confederados de uma vez por todas? [Leia um Trecho]
Neste primeiro volume da Saga da Terra Conquistada, Cidade da Meia-Noite, de J. Barton Mitchell, vemos nosso mundo vivendo uma situação caótica, a Terra foi invadida por alienígenas. Neste cenário conhecemos o jovem Holt Hawkins, um caçador de recompensas bem ousado que vive apenas na companhia de seu fiel cão Max e tenta nunca se envolver com nada, nem ninguém, seu coração está fechado desde que perdeu a irmã. No entanto, durante a caçada de Mira Toombs, ele acaba sentindo-se próximo demais da garota e suas emoções ficam em conflito, para completar, uma nave cai e Holt encontra em seus escombros uma criança de apenas oito anos, a pequena Zoey, uma menina que é perseguida pelos invasores e precisa de ajuda. Juntos, estes três vão tentar escapar de seus inimigos e descobrir segredos que podem livrar a humanidade desta invasão.

Eu não sabia bem o que esperar deste livro, não sou fã de alienígenas, filmes e séries do gênero não são os meus preferidos, exceto ET, os demais eu não vejo muita graça, mas a premissa jovem caçador de recompensas e os mistérios ao redor de uma garotinha, me deixaram bem curiosa e resolvi conferir a história.

O primeiro ponto que gostei foi que não temos aqui os tais aliens com suas cabeças grandes e olhos imensos, aquelas coisinhas pegajosas, na verdade os alienígenas de J.Barton, são grandes naves e robôs, que agem como máquinas de guerra, assim a sensação é de uma batalha constante e estas grandes máquinas poderiam mesmo estar sendo dirigidas por humanos, algo que realmente eu cogitei durante a leitura.

A história é dividida em duas partes e a primeira, Terra Conquistada,  é mais focada em inserir o leitor neste universo, não que as explicações sejam longas e cheias de detalhes, ao contrário, é pelos pensamentos e lembranças dos personagens que entendemos a situação, é algo que torna a leitura  mais dinâmica e emocional, pois sentimos com eles o impacto das mudanças e perdas, mas senti falta de uma explicação mais apurada do início de tudo e das razões que levaram à isso. Na segunda parte, Cidade da Meia- Noite, o leitor já está conectado com a trama e mais ainda com seus protagonistas, o autor trata de fortalecer os laços de Holt, Zoey e Mira, além de dar boas reviravoltas em sua história. Se na primeira parte, é o mundo praticamente sem humanos que encontramos, na segunda acontece o oposto, pois é a hora de saber onde as pessoas estão escondidas, assim descobrimos um lugar subterrâneo, regido por um sistema de pontos egoísta e insano.

É uma trama que prende, existem muitos mistérios ao redor dos tais alienígenas e da pequena Zoey, é interessante observar a adaptação da humanidade aos novos tempos. Os personagens são marcantes, adorei Holt, Mira e Zoey, eles são emotivos, vivos e muito corajosos, dão vida para a história e conseguem contagiar o leitor com sua energia. Holt e Mira sentem-se atraídos e ver o caçador ser abatido por sua presa é bom demais, eles têm um romance sutil, que avança pouco a pouco, que me fez ansiar por cada novo olhar e toque de mãos. É bonitinho, o Holt tem medo de gostar de alguém e fica tentando resistir, fica fingindo ser intocável, mas tem um coração enorme e frágil.

Zoey é um elo de ligação dos alienígenas e da humanidade, é o grande ponto de interrogação da trama, a menina consegue ler mentes e realizar outras proezas, aparentemente é parte de uma profecia, mas por não lembrar sobre seu passado, não sabe nada sobre seus poderes e sua origem. Ela é importante, isso fica claro, mas assim como outras questões de grande importância, fica para ser esclarecida nos próximos volumes, embora seja um volume bem conclusivo em relação à aventura que se passa neste primeiro momento.

Narrado em terceira pessoa, Cidade da Meia-Noite tem em suas páginas muita aventura, mistério, romance e até mesmo magia, criando uma mitologia única. O desfecho foi eletrizante, criativo como toda a trama, é um livro de ficção cientifica que não te deixa com sono e sim que te faz vibrar a cada virada de página, espero ansiosa pelo próximo.


Saga da Terra Conquistada
Cidade da Meia-Noite #1
The Severed Tower #2
Valley of Fires #3





2leep.com

19 comentários:

  1. Esse livro parece roteiro de rpg, um caçado, um romance uma pequena misteriosa para ser protegida. Parece ser o tipo de aventura empolgante para dias de verão \o/ Gostei do mote e da trama, apesar de não ser uma entusiasta de histórias com extra-terrestres, curtir a ideia e fico com vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou, mas como eu citei, os aliens vieram de uma forma diferente e isso deixou a trama mais interessante.

      Excluir
  2. Oi Cida,
    O livro parece possuir uma trama bem diferente, somada ao fato do mistério envolvendo os alienígenas e o trio carismático de protagonistas, sem dúvida faz dele um livro que qualquer um gostaria de conhecer. Dica anotada!!

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Como você, o fato de ter aliens não me instiga muito, mas pela sua resenha o livro realmente vale a pena. Talvez em um futuro próximo.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Cida =)

    Ao contrário de você eu até gosto de livros como esse toque de ficção científica. A principio pela capa eu imaginei que era uma história de terror, mas eu gostei da premissa. Achei interessante os pontos que você citou e se tiver oportunidade é uma série que darei uma chance sim.

    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  5. Oi Cida =)

    Flor, este livro está me deixando curiosa hehe.
    Mas esta é a primeira resenha que paro para ler, e gostei dos pontos que você expôs.
    Na verdade este livro está me lembrando um pouco outro livro de ET's que li, o "A 5ª Onda", mas posso estar enganada. Mas de qualquer forma parece ser um livro bem interessante, e com certeza eu vou conferir.

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Livy! Não li a 5ª Onda ainda, mas se as histórias são semelhantes eu fiquei mais animada, vou tentar encaixar nas leituras de junho.

      Excluir
  6. Oi Cida, adorei a resenha. Sou fã de ficção científica, principalmente referente a tudo que envolvam ETs, e se você, que não curte muito e gostou da história, imagino que eu vá amar. Adorei a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    não sei se iria curtir este livro, fiquei na dúvida.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    tudo bem?
    Nunca li nenhum livro de aliens, mas já vi algumas séries e gostei muito. Mas o autor ter escolhido máquinas e robôs tornou a história muito mais interessante, na minha opinião, e a sua desconfiança que talvez sejam controladas por humanos, me deixou muito mais curiosa para ler esse livro.
    Sua resenha ficou ótima, seus textos, como sempre, são muito bem escritos. Quero muito elr o lviro agora, já coloquei na lista.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila! Não sei se são humanos mesmo, mas fiquei desconfiada de muita coisa nesta história, são muitos segredos e aí você já sabe, a imaginação voa e teorias surgem

      Excluir
  9. Tive um pressentimento agora heim......... Tô sentindo que vou amar essa leitura.
    Tá percebendo aí??????

    ADOREI a resenha. Ainda bem que ganhei o livro, tô doida pra ler!!

    Bjkas

    Lelê

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida, tudo bem?
    Eu também não sou a maior fã de ficção cientifica mas fiquei curiosa quanto a essa série. Parece ser bem explicada e algo mais palpável, não tão fantasioso.Dica anotada.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  11. Olá Cida!
    Não sei se o livro me agradaria muito... Mas eu o leria, se o tivesse em mãos.
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, também não sou fã deste estilo, nunca gostei de livros com ficção científica, e geralmente nem leio..
    Não tenho curiosidade com este livro..
    Lendo sua resenha, percebi que gostei muito de Zoey, sua capacidade de ler mentes e outras proezas me chamaram atenção..
    Quem sabe um dia resolva ler..

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/2014/05/resenha-intueri.html

    ResponderExcluir
  13. Apesar de não fazer meu genero eu gostei da descrição do livro.
    Me animou você citar que não são aqueles alienígenas nojentos..rs
    Afinal parece ser muito bom. Acho que leria sim.


    Blog: livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br
    Fanpage: facebook.com/livrosvamosdevoralos

    ResponderExcluir
  14. Eu, pelo contrário, gosto muito de livros com aliens, e viagens espaciais, invasões a Terra e coisas do tipo. Este livro muito me interessou, apesar de que pela capa, eu nem olharia duas vezes. :)

    ResponderExcluir
  15. Eu, pelo contrário, gosto muito de livros com aliens, e viagens espaciais, invasões a Terra e coisas do tipo. Este livro muito me interessou, apesar de que pela capa, eu nem olharia duas vezes. :)
    E o mais legal destes livros é ir vendo como a humanidade vaii sobrevivendo e lidando com as situações.

    ResponderExcluir
  16. Sou fã de ficção científica, mas nunca li livro algum que falasse sobre aliens. Esse pra mim parece ter uma premissa muito interessante, vou dar uma conferida nele ^^
    Obrigada pela dica, Cida!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!