[Resenha] Uma Longa Jornada

Uma Longa Jornada
Título Original: The Longest Ride
Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro      Páginas: 368
Lançamento: 2013      ISBN: 9788580411959
uma-longa-jornada
Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.
Fazia um bom tempo que eu não lia nada do titio Sparks, e depois de ver tantos comentários positivos sobre Uma Longa Jornada resolvi marcar um encontro com ele. 

Familiar, confortável e acolhedor, é assim que vejo o universo que este autor cria em seus livros, com histórias protagonizadas por pessoas extremamente comuns, de coração enorme e bom caráter. Logo nas primeiras páginas me senti dentro da história e perto de seus personagens, compartilhando suas emoções.

Posso dizer que temos aqui duas histórias de amor em um só livro, a de Ira e Ruth e a de Luke e Sophia. Na primeira temos um homem que viveu os horrores da guerra, quase morreu por lá, mas conseguiu se sair bem e voltou ao seu lar somente para poder casar com seu único e verdadeiro amor, Ruth. Eles tiveram um vida plena de felicidade, embora tenham aberto mão de algumas coisas pelo caminho, dedicaram-se muito um ao outro e à arte. Já no fim da vida, Ira sofre um acidente de carro, e lá, acreditando que não será resgatado vê a mulher morta, revive assim todo seu lindo romance e nos conta como foi sua longa vida com Ruth. Paralelo ao drama de Ira, temos Luke e Sophia, ele um peão de rodeio, ela uma estudante de artes, ambos tão diferentes em suas realidades, mas tão iguais em suas origens e maneira de pensar. Vidas que pela razão nunca se cruzariam, mas pelo toque do destino se apaixonaram profundamente.

As duas histórias seguem alternadas, em capítulos narrados em primeira pessoa por Ira e outros dedicados à Sophia e Luke, em terceira pessoa. Conforme vamos lendo não há como não ficar totalmente envolvidos pela profundidade destas histórias de amor, lindas e cheias de respeito, amizade e cumplicidade, desenvolvidas aos poucos, uma delícia de acompanhar. Mas confesso que é também a curiosidade de encontrar um ligação entre ambas que não nos deixa largar o livro.

Eu gostei demais de toda a leitura, desde o encanto dos personagens e de seus sentimentos, até a forma como o autor usou para levar adiante os dois casais - um que mostra seu relacionamento já construído, e outro que está nos primeiros passos -  e só unir tudo no final, mais uma vez Sparks conseguiu dar uma reviravolta no desfecho de um livro, tal como fez em O casamento, algo totalmente inesperado.

Sempre ouvimos falar que suas histórias seguem os mesmos moldes, e digo que alguns conceitos ele realmente não abre mão, mas da mesma forma que fazemos um bolo na mesma forma várias e várias vezes, embora o formato seja o mesmo, o sabor nunca é igual. É assim que vejo a obra de Sparks, um bolo gostoso e quentinho, que mesmo parecido com outros à primeira vista, deixa um sabor novo na sua boca logo na primeira mordida.

Uma Longa Jornada pode ser um romance e como tal ter seus clichês, mas o impacto que causou em mim o torna único e especial, não foi mais uma leitura, foi uma leitura tocante e sensível, exala simpatia e bondade em suas páginas, nos passando uma sensação boa. Eu sou fã de seus personagens, mulheres sempre fortes e lutadoras e homens dedicados e apaixonados - sem exageros ou pieguices -  e todos com valores familiares bem profundos.

Se você procura um romance maduro, que traz momentos alegres e tristes, mas que fecha com um toque de contos de fadas, mesmo com uma pequena tragédia, indico este livro, leia com tranqüilidade, saboreando cada pedacinho. 

Viva uma longa jornada de vida com Luke e Sophia... Ira e Ruth...



2leep.com

27 comentários:

  1. Oi Cida,
    nossa acho que sou a única que não curto muito o autor neh? rsrsrs
    não leria o livro no momento

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Só criticas boas sobre o livro e sua resenha não foi ao contrário, porém não me interesso a ler o livro, na verdade enjooei do Sparks, não tenho mais saco para ler os livros dele, esses clichês deles, o romance meloso, sei lá, não estou no momento de ler nada dele. E apesar de eu achar que ele esta perdendo a mão, perdendo a magia.
    Beijos
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoro o Nicholas Sparks .. Ganhei esse livro no meu niver , que foi dia 17 de janeiro , ainda não deu pra mim ler ele :/ . Deve ser um livro muito bom , nicholas arraza quase sempre , romance é com ele mesmo ^^

    ResponderExcluir
  4. Comprei esse livro e ainda não li, sabe como é, enfrentar Nicholas de coração mole não dá, rs.
    Adorei a resenha, tenho certeza que também vou amar a leitura!!

    Vou ler com certeza!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Marcar um encontro foi boa, hehe
    Gostei da sua analogia com o bolo, eu só li um livro do autor e adorei, quero ler outros!!
    Adorei a dica!

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/2014/02/resenha-despertada.html

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Estou louca para ler esse livro! Parece ser maravilhoso, como todos do Nicholas ><
    Amei a sua resenha (:
    beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu quero muito ler esse livro, adoro o Nicholas apesar de ter lido somente três dos seus muitos livros, e Uma longa jornada parece ser incrível, adorei vai haver romance em dose dupla hahahahah e realmente as historias do Nicholas nos dão uma sensação de familiaridade, pois os personagens são humanos como qualquer um de nós.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá Cida,
    Ler Nicholas sempre é maravilhoso e prazeroso. Todos os livros que li do autor, me encantaram e esse com certeza está na minha lista de desejados. Ficou ótima a resenha! beijos!

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. confesso, não li a resenha inteira, pois estou lendo esse livro agora e quero conservar a minha opinião sobre os personagens, mas gostei da forma como vc o define, ora alegre, ora triste... a vida é um pouco assim

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto muito do Nicholas, mas depois que eu soube que esses livros de agora não é ele que escreve e sim alguém que escreve e ele assina eu me decepcionei...

    Beijokas da Mylloka! :*

    ResponderExcluir
  11. Oie Cida =)

    Eu gosto bastante do Sparks, mas sempre dou um bom tempo entre os livros dele. Gosto do clichê e da forma como ele compõem a história e quase sempre me emociono no final. Mas prefiro sempre dar esse tempo para não me cansar da narrativa do autor.

    Estou bastante curiosa para ler Uma Longa Jornada *---* ele parece ser tão lindo <3!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não leio vários na sequencia, pelo a cada dois ou três meses eu embarco em um romance dele.

      Excluir
  12. Olá, tudo bem?
    Até hoje só li "A Última Música" do Nicholas Sparks, mas o livro me tocou profundamente e, desde então, quero ler mais coisas dele. Sua resenha me fez lembrar de certos sentimentos que senti enquanto lia: a sensação de conforto, num ambiente familiar e acolhedor. Com certeza "Uma Longa Jornada" entrará na lista de futuras leituras. :)
    Voltarei mais vezes pra te visitar!
    Beijos,
    Priscilla

    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Adorei a sua metáfora sobre os bolos e os "moldes" nos livros do Sparks. Você conseguiu explicar perfeitamente! Não li esse livro ainda, mas sou muito fã do autor e tenho vontade.

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Como uma boa fã do Nicholas, eu to doida pra poder ler esse livro. Ainda não li, mas pretendo fazer isso em breve. Muita gente torce o nariz pro Nicholas, falando que ele sempre escreve o mesmo do mesmo, mas eu discordo totalmente. Cada livro dele é uma grata surpresa pra mim =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É como o bolo que falei, sabores diferentes.

      Excluir
  15. Eu ainda não li nenhum livro deste autor, mesmo tendo visto alguns filmes baseados em seus livros. Estou doida para ler este livro, pois achei a premissa muito interessante.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida!!!
    Somos mesmo Sparkianas não é? E esse livro é encantador!!
    Como existem vários lançamentos do Sparks anualmente, é claro que se lermos um atrás do outro iremos enjoar, assim como acontecerá se comermos o mesmo bolo toda semana (mesmo que ele seja maravilhoso). Hummm... todo esse papo sobre bolo me deu uma vontade hehe!!!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  17. Ainda não sei se tenho vontade de ler esse livro. Correndo o risco de ser apedrejada (rsrs), não sou lá uma fã de Nicholas Sparks... acabo sempre preferindo os filmes por serem mais rápidos.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Cida, tudo bem flor?
    Nossa, faz muito tempo que não leio nada do Spark, mas depois de ler essa resenha fiquei com muita vontade.Parece ser um livro lindo e tocante, e talvez esse seja o que vai me fazer voltar a ler livros do autor. Mais uma ótima resenha.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  19. Depois que eu li, percebi que esse não foi o livro que eu mais gostei do autor, mas foi o me deixou mais feliz com seu desfecho.
    Amei a resenha e o livro,parabéns *-*

    ResponderExcluir
  20. Oi Cida, olha aqui mais um livro do tio Nick para os meus desejados! E por falar nisso, tem um bom tempo que não leio nadinha dele.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  21. Oie,
    Não sou fã do Nicholas, mas pude perceber que esse livro é encantadoramente lindo, mas ainda não sei se irei lê-lo.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Acho que sou a única aqui que ainda não leu nenhum livro deste autor rsrs
    Mas tenho bastante vontade de conhecer suas obras, sempre vejo muita gente elogiando e parecem ser muito bons! Este também me chamou bastante atenção, achei o enredo bem interessante também! :)

    ResponderExcluir
  23. Eu sou louca para ler um dos livros do Nicholas. Eu já vi os filmes que foram adaptados pelos seus livros e todos eles são magníficos. Pretendo tirar um tempo para poder ler os livros em breve.

    ResponderExcluir
  24. Acho a narrativa do Sparks boa e sempre traz algo para levar conosco por muito tempo, mas eu não sou muito fã do estilo de história que ele conta.
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  25. Eu continuo implicando com o Sparks, mas o enredo parece interessante, mas ainda fujo do autor, kk.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!