{Resenha} Leviatã

Leviatã - A Missão Secreta 
Título Original: Leviathan
Autor(a): Scott Westerfeld
Editora:  Galera Record      Páginas: 368
Lançamento: 2012       ISBN: 9788501097583     
Compare & Compre   Skoob
A Primeira Guerra Mundial. As potências europeias, divididas em duas vertentes, estão munidas de um armamento impressionante para as batalhas. De um lado, mekanistas alemães dispõem de máquinas gigantescas e ultramodernas movidas a combustível. Do outro, darwinistas ingleses contam com poderosos animais fabricados geneticamente. Em meio a essa corrida armamentista, Aleksandar Ferdinand, príncipe do império Austro-Húngaro, é acordado em plena madrugada e obrigado a fugir de casa.  Deryn Sharp é uma menina esperta e estudiosa que se disfarça de garoto para entrar na Força Aérea Britânica como aspirante. Com a guerra eclodindo, os caminhos de Alek e Deryn se cruzam de um modo inesperado… e os dois sobem a bordo do Leviatã para embarcar em uma aventura que mudará suas vidas para sempre.
Eu quis ler este livro por duas razões, a primeira foi conhecer o trabalho do autor Scott Westerfeld e a segunda foi ler um livro do gênero steampunk, o resultado foi uma grande surpresa.

Tudo começa na Áustria, onde temos o jovem Alek, filho de um arquiduque. Sua família está a  cerca de seiscentos anos no poder, porém ele por ser filho de uma mulher que não é da nobreza, não poderá herdar a fortuna do pai, mesmo sendo um casamento legítimo, não há o que possa ser feito. Durante uma viagem dos pais, o menino é acordado no meio da noite por seus instrutores e o que aparentava ser apenas uma aula noturna, é na verdade uma fuga. Os pais de Alek foram assassinados e a vida do menino corre grande perigo, o conforto de seu lar é deixado para trás. Agora a única coisa realmente importante é a sua sobrevivência.

Enquanto isso na Inglaterra, temos a jovem Deryn, uma garota que tem a coragem de fingir ser um menino para entrar na força aérea britânica. E ela consegue, sendo melhor que muitos dos demais aspirantes. Dona de uma coragem única, torna-se uma presença marcante no regimento. São dois jovens que vivem em mundo distintos, mas por tantas voltas que a vida dá, eles irão encontrar-se, trazendo consigo muitas marcas e experiências de vida, algo que muitos homens e mulheres mais velhos nem sonham em viver. O Leviatã os levará pelos céus, e juntos vamos embarcar nesta aventura.

O início da leitura foi um pouco confuso, o autor usou muitos termos específicos relacionados ao cenário de batalha criado por ele, mas passada esta fase de habituar-se a esta linguagem, parecia que eu sempre estive lá e a leitura fluiu muito bem. Passei a acompanhar a jornada de Alek e Deryn, em capítulos que intercalam-se entre suas vidas. Viajei pela Áustria  Inglaterra e cheguei na Suíça, o local escolhido para o encontro deles.

Narrado em terceira pessoa, este livro nos traz os fatos que culminaram no início da Primeira Grande Guerra, mas em uma nova roupagem. Temos política, guerra, jogos de poder e ainda uma crítica a sociedade e seus costumes. De um lado temos os mekanistas, pessoas que criaram máquinas fabulosas, capazes de grandes façanhas e do outro os darwinistas, que baseados na teoria da evolução das espécies de Darwin, criaram novos animais, dotados de habilidades incomparáveis. Ambos os lados usam suas criações como armas, o mais engraçado é que as máquinas imitam animais, enquanto os animais imitam as máquinas. Uma total inversão de papéis.

É um mundo novo dentro de um mundo antigo, eu fiquei fascinada pelo cenário, sempre gostei de estudar e ler sobre os fatos relacionados as duas Grandes Guerras Mundiais, mesmo que meu contato maior tenha sido com a Segunda, sei que sua antecessora teve um grande papel na história. O poderio bélico nos apresentado nesta obra é brilhante, imaginem voar dentro de um animal, não em um avião, e que ele seja capaz de destruir qualquer coisa feita do mais resistente aço. Se não bastasse conseguir viver neste animal, andar dentro de seu organismo em pleno funcionamento. Isso mesmo. Neste livro este ser existe e é chamado por seus criadores de Leviatã, o grande trunfo da força aérea britânica.
"... as criações darwinistas: híbridos de tigres e lobos, monstros mitológicos que ganhavam vida, animais que falavam e até mesmo raciocinavam como humanos..."
Os personagens são muito bem construídos, com destaque especial para Deryn e Alek. Ela diverte o leitor desde sua primeira aparição, suas tentativas de parecer um menino, são hilárias, uma mistura de temor e ousadia. Se for descoberta poderá ser presa, mas nem por isso ele desiste de seus sonhos. Ela representa todo o orgulho feminino e darwinista.

Alek, num primeiro momento parece ser apenas um garoto mimado, mas mostra-se uma pessoa que consegue aprender com a vida, ele é um personagem que vai amadurecendo no decorrer na história, mesmo tendo apenas 15 anos. Tem sobre seus ombros uma grande responsabilidade, uma nação. Ele viveu em uma época em que a infância passou muito rápido, se é que para muitos ela existiu, e ele logo assumiu sua responsabilidades, mas sem nunca deixar de lado sua honra e solidariedade. Eu adorei este mocinho.

Ambos são muito sagazes, destemidos e vivos, conseguem tocar o leitor. Eu gostei muito de ambos, mesmo tendo vontade de esganar Deryn a maior parte do tempo, afinal ela colocou o pobre Alek em maus lençóis. Mas ambos lutam pelo que acreditam, por seus ideais, e não há como não torcer por seu sucesso.

Vocês perceberam que é uma trama baseada em fatos históricos, mas com elementos que não existiam na época, um misto de passado e futuro. Muita tecnologia, em um tempo que o mundo dava os primeiros passos nesta trajetória, isto tudo é o que caracteriza o gênero steampunk. É muita engenhosidade em cada página. Gente é fabuloso.

Sendo o primeiro livro de uma série, nos insere no mundo dos darwinistas e mekanistas, nos ensinando sobre sua ética e princípios. O desfecho mostra o surgimento de uma poderosa aliança, algo que irá transformar o cenário político mundial. Os personagens têm suas perspectivas mudadas, em especial Deryn, que passa a sentir algo muito forte, ela percebe que por Alek ela seria capaz de fazer qualquer coisa.
"Somos uma coisa diferente agora. Um pouco de nós e um pouco deles."
Leviatã abre as portas de um mundo além da nossa imaginação. O lado mekanista é bom, mas o darwinista é melhor ainda. Chega a ser bizarro, mas admirável ao mesmo tempo. Eu aconselho ler este livro de mente aberta, dar asas à imaginação, para assim poder ver melhor o que nos é apresentado. Este admirável mundo novo. Um livro para que procura uma aventura inovadora, com muita ação. É um livro bem denso e requer atenção durante a leitura. Tem belas ilustrações, algo que enriquece seu conteúdo.

Inteligente, tal como uma estratégia de guerra. Aguça nossos sentidos, fazendo as engrenagens de nossa mente girarem. Uma leitura que consegue divertir, enquanto nos desafia, abrindo novos horizontes. Sim, eu recomendo Leviatã. Foi uma leitura de descoberta e que me deixou muito satisfeita, feliz demais.

Finalizo com um trecho do posfácio do livro.

"Portanto, Leviatã aborda tanto futuros possíveis quanto passados alternativos."



2leep.com

37 comentários:

  1. Estou atualmente lendo Feios, outra série do autor, e tiro meu chapéu para o mesmo! Imagino o trabalho dele eclodindo uma Terceira Guerra e ainda conseguindo inserir o mito da Mulan nela! Hahaha
    Deve ser mesmo um livro para se favoritar!
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida!
    Eu amei sua resenha, se eu estava com dúvidas em relação a esse livro depois dessa resenha já estou decidida a lê-lo. É um muito interessante e pelo que percebi muito rico; adoro livros que envolvem fatos importantes da História, como as Guerras Mundiais acho essa mistura fascinante.
    Já anotei na lista de desejados! :D

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Cida,

    Esse livro esta na minha lista de desejados, gosto muito da escrita do autor e até agora eu não sei como as pessoa não gostam da série Feios, acho que não entendem a mensagem do livro; pois acho melhor do que Jogos Vorazes, parabéns pela sua resenha, só me deixou com vontade ainda maior de lê-lo....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Tenho que concordar com o Marco Antonio.
    Eu me apaixonei pelo autor desde que li Feios, e também não entendo como alguém pode não gostar da série. Eu adoro Jogos Vorazes, mas a mensagem que Feios passa é sem igual.
    Estou super ansiosa para ler Leviatã, e tenho certeza que vou amar *-*
    Beijinhos
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa, faz tempo que eu quero ler um lvro do genero, e por sua causa eu vou provavelmente começar po esse ai kkkk.
    Nossa, eu adoro livros assim, com fatos históricos e misturados ao irreal. Com certeza vou atrás dsse liro para ter na minha estante kkk
    Adorei a resenha
    Bjks
    Paty
    http://abajurdepapel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já gostei!
    Ainda mais que a Deryn se faz passar por um menino.
    Adoro tramas assim!
    Parabéns pela resenha e por demonstrar as aventuras e embaraços dos dois.
    Bjks

    ResponderExcluir
  7. Scott Westerfeld é muito amor! Depois de Feios, acho que leria quase qualquer coisa dele. Tenho Leviatã, mas não li ainda. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Que mistura de elementos hein?
    O livro deve ser genial!
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Mesmo com essa resenha tão entusiasmada e com um incentivo enorme, não tenho pretensão de ler esse livro. :/
    Eu li "Feios" do mesmo autor e não curti. Esperava uma história melhor. E pelo que li da sua resenha e da sinopse, a história possui elementos interessantes, mas pelo fato de o escritor ser o Scott, me desanima totalmente.
    Mas eu amei a resenha, viu?! (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  10. Oie Cida.
    Nossa esse livro parece ser ótimo mesmo.
    Eu li Feios do Scott é não gostei, cheguei até mesmo a abandonar o livro :/
    Tenho certo medo de não gostar de Leviatã, mas como você disse que é muito bom, vou dar uma chance.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos


    Jéssica
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,
    Gostei bastante dessa mistura, criada pelo o autor e fiquei com muita vontade de lê-lo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Confesso que me surpreendi com sua resenha, não que eu não esperasse que o livro fosse bom, eu adoro esses livros, mas também não achava que ele era tão bom assim.
    Esse tipo de livro é aquele que te proporciona uma leitura inteligente e que te faz absorver ótimas coisas. Quero ler!

    Beijão (:
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oii..

    Retribuindo a visitinha. ^_^
    Não conhecia esse livro, mas ele parece ser excelente, gosto muito desse gênero de livro, pretendo lê-lo em breve!

    Beijoos,
    Mariana - leitoraonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Esse não é o meu tipo de livro, mais confesso que gostei da sua resenha :)
    Beijos
    http://souseuastral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida... amei a resenha, já tinha visto essa capa por aí, mas não tinha lido nenhuma resenha.
    Adoreii, parece ser daqueles livros que realmente nos prende até o fim!
    Vou coloca-lo na minha listinha.

    Beijokas
    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  16. Eu já havia lido outros trabalhos do Scott Westerfeld, Feios, uma serie fantástica com um final não muito bom, mas enfim, estou ansiosa de mais para poder ter esse livro em mãos, eu amei a resenha.

    ResponderExcluir
  17. Oie Cida!

    Se tem dois autores que me sinto mal de nunca ter lido absolutamente nada deles é o Zafóns e o Scott. Bem o único para isso acontecer é que os livros de ambos são caros rs..., mas pretendo me redimir em breve.

    Todas as resenhas que li desse livro falam super bem dele mesmo. Esse livro me chamou bastante a atanção por que gosto de narrativas que abordem universos parelelos e que exercitam a lógica.

    Sua resenha me deixou mais curiosa ainda para conhecer a escrita do autor!

    beijos e uma ótima semana para você!


    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  18. Estou ansiosa para ler esse livro, parece ser muito bom!
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Cida!
    Eu ainda não li nada de steampunk e nada do Scott, acredita? :( Tenho muita vontade, mas cadê o dinheiro para comprar? Do Scott eu já dei um jeito e comprei a série Feios (obrigada pela dica da promoção, falando nisso <3).
    Já coloquei Leviatã na minha lista de desejados!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  20. Esse estilo literário não me agrada muito, não sei bem do pq.
    Fala sobre guerra eu já deixo de lado qualquer livro que possa aparecer.
    Talvez essa relutância em conhecer mais sobre o assunto e não generalizar todos os livros e que na época da escola li muita coisa sobre guerra e tudo o que engloba.
    Achei a capa linda a resenha maravilhosa, mas eu não leria.
    Resenha #71 - Doce Vampiro.
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Esse livro parece ser bem legal. Até agora só li Feios do autor, mas gostei bastante da escrita do mesmo e pretendo ler Leviatã o quanto antes!
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi Cida!

    Quero muito ler Leviatã, amo os livros que mistura história com fantasia e acho que irei a adorar Daryn, menina corajosa e cheia de atitude.

    Bjos
    www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  23. Eu li apenas a série Feios do Scott, e gostei muito da maneira que ele escreve. Quero muito ler Leviatão, parece ser bom, principalmente por tratar de uma realidade tão diferente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oie CIda,
    eu não conhecia o livro, mas parece ser bom, ja add a minha lista :)

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  25. Cida :))

    Que resenha maravilhosa!
    Não dá de não querer ler o livro!
    De repente eu nem leria o livro se visse ele em uma livraria, mas depois de ler a sua resenha, fiquei curiosa demais!

    Bjoo grande!
    Pri
    Baú de Histórias

    ResponderExcluir
  26. Oi, Cida!
    Estou desejando esse livro desde que fui na palestra feita pelo Scott Westerfeld em que ele explicava sobre a construção dessa história. A sua foi a primeira resenha que eu parei para ler e realmente adorei todos os principais pontos que você ressaltou. Adorei!!!! =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Um livro denso tem mesmo que ser lido com bastante atenção, mas quando a história não convence ai fica complicado, mas pela sua resenha, leviatã te prende atravéz de toda a ação, ilustrações etc..

    clicandolivros

    ResponderExcluir
  28. Eu quero taaaanto esse livro, pena que anda faltando dinheiro uashua
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Não conhecia esse livro e nada sobre
    Mas a resenha chamou bastante atenção

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Eu tenho o nome desse livro aqui na minha lista de futuras leituras, sua resenha só aumentou minha vontade de ler. Também gosto de estudar as guerras mundiais e algumas coisas de historia ;)

    ResponderExcluir
  31. Sua dica veio em um ótimo momento, faz tempo que quero ler alguma coisa desse gênero, e gostei da tua resenha, cheio de detalhes!

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  32. Tenho MUITA vontade de ler esse livro.

    Li duas antologias com o tema steampunk: Deus Ex Machina e Steampink, esta escrita somente por mulheres, são muito boas, mas não li mais nada.

    Esse livro, Leviatã, me chamou a atenção primeiramente pela capa, depois pela sinopse. Não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, o que agora me deixou com mais vontade de ler logo. Gosto dessa mistura que o steampunk traz, o passado e a imaginação futurística... =)

    ResponderExcluir
  33. Oi Cida!
    Eu não me lembro de já ter lido algum livro steampunk, mas meu marido é fã, ele com certeza iria gostar.
    A história parece ser muito interessante, gostei disso de misturar fatos reais com ficção.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  34. Oi Cida!

    Sinceramente? Eu pouquíssimo sabia a respeito da obra, mas confesso que sua resenha despertou certa vontade. Já queria ler Feios do autor, e Leviatã me parece fabuloso, afinal, adoro livros do tipo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Muito curiosa para ler este livro e contente por ter um tema diferente para me divertir durante a leitura :-)
    Bj, Aris.

    ResponderExcluir
  36. Eu já conhecia o livro e ele me encantou já pela capa e por falar da primeira guerra mundial, pois mesmo sendo uma guerra, e teve muitas mortes, os países tiveram um trabalho incrível na defesa e no ataque, sem muita tecnologia naquela época. Isso de as máquinas imitam animais, parece muito interessante. Ainda não li o livro, mas estou esperando ele chegar, para poder ler. Já li um livro do Scott Westerfeld, Feios, e gostei bastante.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!