[Resenha] Sejamos Todos Feministas

Sejamos Todos Feministas
Título Original: We Should All Be Feminists
Autor(a): Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das Letras    Páginas: 64
Lançamento: 2015                       ISBN: 9788535925470
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente do dia em que a chamaram de feminista pela primeira vez. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. “Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: ‘Você apoia o terrorismo!’”. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e começou a se intitular uma “feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os homens”. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1,5 milhão de visualizações e foi musicado por Beyoncé.

Sejamos Todos Feministas é uma versão modificada de uma palestra que Chimamanda Ngozi Adichie ministrou em 2012 e que fala sobre feminismo, ou melhor, sobre ser feminista.

É um livro bem rápido de ler, mas ainda assim traz um material muito rico e que nos faz pensar. Eu acredito que o impacto em cada leitor não é o mesmo, cada um tem uma percepção e conceitos diferentes sobre a vida e sobre as pessoas. Eu fechei Sejamos Todos Feministas desejando que independente de raça, sexo ou poder aquisitivo, que fossemos apenas vistos como seres humanos.

Seria perfeito um mundo onde apenas suas qualidades fossem levadas em conta e apenas seus talentos fossem válidos para crescer. Hoje as mulheres têm um espaço considerável, mas nem sempre foi assim e o pensamento machista e retrógrado ainda reina em muitos lugares.

Chimamanda discorre sobre isso com extremo bom humor e ilustra passagens do livro com cenas que ela própria viveu. Embora o tom seja de uma conversa amigável, nas entrelinhas é possível notar as alfinetadas que ela dá e como a discriminação com as mulheres a revolta. Ela critica o casamento, a forma como os filhos homens são criados e toda série de humilhações por qual já passou por ser mulher.

Eu concordei com os pontos abordados em diversos aspectos. Sempre fico incomodada quando vejo, ouço ou leio algo que alardeia aos quatro cantos que uma mulher para ser realizada precisa estar casada e ter filhos. Acho isso tão mesquinho e frustrante, pois na minha opinião realização vem de conquistar sonhos, alcançar objetivos, ter sucesso em uma carreira que lhe agrade, conseguir se manter e ser feliz consigo mesma independente das expectativas alheias. Você tem que querer fazer algo por você. Se for para ser definida como uma pessoa difícil por isso, que seja, eu me sinto orgulhosa. Não é ser do contra, é ser autêntica.

E esta leitura despertou em mim uma série de pensamentos e reflexões. As emoções foram intensas. Raiva, medo e angústia ao ver as mulheres sendo sufocadas pelo preconceito ao longo dos anos, contudo também fiquei alegre por ver alguém como Chimamanda colocar em palavras todo seu descontentamento para o mundo.

A leitura deste livro abre portas para uma infinidade de debates, para mim é algo além de homem versus mulher, mesmo aí residindo boa parte do problema da submissão e opressão e que pode ser encontrado em vários âmbitos da sociedade. Torço para que as pessoas lutem contra isso e não tenham medo de dizer o que pensam, sentem e querem. Só assim teremos nossos direitos respeitados. Recomendo!


Baixe de graça da Amazon 






2leep.com

10 comentários:

  1. Olá,
    Eu tenho esse livro no Kindle.
    Tenho certeza que vou gostar, mas pelo visto, alguns parentes meus deveriam ler haha [coisa que não vai acontecer...]

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre fui feminista. E quando digo isso, a maioria das pessoas fica tipo "what?". Sempre estou organizando palestras sobre relacionamentos, confusões amorosas e a importância de se amar nos dias de hoje, para que o seu emocional não fique dependendo do amor dos outros.

    O livro parece ser ótimo, vou procurar o discurso original para assistir ou ouvir. E claro, baixar o livro.

    www.catracaseletiva.com.br
    (e ai topa uma parceria?, manda e-mail, preencha a aba "contato".

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cida!
    O feminismo é um tema muito importante e tem que ser abordado mesmo. Pena que algumas pessoas ainda entendem errado ou distorcem o assunto. Que bom que temos tido um número bom de lançamentos falando sobre isso. Como esse da resenha foi baseado em uma palestra, acredito que a linguagem seja bem acessível.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Adorei o tema desse livro, pela sinopse se percebe q eh mto bom e mto bacana!
    Nos dias de hj eh um ótimo livro pra se ter na cabeceira !
    Qro conferir!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Tenho esse livro no kobo e ainda não tomei vergonha na minha cara lisa e li ele! Deuzo, e olha que sou feminista e olha que concordo com tudo que você disse sobre o livro.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. achei bem interessante e atual o debate que o livro traz
    atualmente estamos correndo atrás desse feminismo de direitos e de igualdade e respeito!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não tenho medo de dizer o que penso, só me controlo um pouco, porque olha, se eu disse TUDO, vai ser phoda.

    Mas enfim, preciso ler este livro!!!

    Bjks mil!!! ♥

    Lelê

    ResponderExcluir
  8. Oii

    Baixei esse livro na Amazon e estou louca para ler. Adorei sua resenha e espero conseguir ler ainda esse ano.
    Beijos!

    Cintia
    http://devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Cida,
    Aplaudo esse livro de pé antes mesmo de ter lido, afinal, sua resenha foi ótima e eu concordo que o mundo precisa de um pouco mais de feminismo sim.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cida!
    Esse livro <3 <3 <3 Devia ser leitura obrigatória pra todo mundo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!