[Resenha] As Mentiras de Locke Lamora

As Mentiras de Locke Lamora
Título Original: The Lies of Locke Lamora (Gentleman Bastard #1)
Autor(a): Scott Lynch
Editora: Arqueiro         Páginas: 464
Lançamento: 2014               ISBN: 9788580412499
15056114 ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
O Espinho é uma figura lendária: um espadachim imbatível, um especialista em roubos vultosos, um fantasma que atravessa paredes. Metade da excêntrica cidade de Camorr acredita que ele seja um defensor dos pobres, enquanto o restante o considera apenas uma invencionice ridícula. Franzino, azarado no amor e sem nenhuma habilidade com a espada, Locke Lamora é o homem por trás do fabuloso Espinho, cujas façanhas alcançaram uma fama indesejada. Ele de fato rouba dos ricos (de quem mais valeria a pena roubar?), mas os pobres não veem nem a cor do dinheiro conquistado com os golpes, que vai todo para os bolsos de Locke e de seus comparsas: os Nobres Vigaristas. O único lar do astuto grupo é o submundo da antiquíssima Camorr, que começa a ser assolado por um misterioso assassino com poder de superar até mesmo o Espinho. Matando líderes de gangues, ele instaura uma guerra clandestina e ameaça mergulhar a cidade em um banho de sangue. Preso em uma armadilha sinistra, Locke e seus amigos terão sua lealdade e inteligência testadas ao máximo e precisarão lutar para sobreviver.
Irônico e inteligente! Conheçam os Nobres Vigaristas!

As Mentiras de Locke Lamora é o primeiro volume da série Os Nobres Vigaristas de Scott Lynch, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro, nesta série temos um protagonista que foge do estereótipo de mocinho honesto e destemido, na verdade Locke é destemido até demais, mas honestidade passa longe dele, pois este rapaz inteligente e de origem duvidosa, é um ladrão.

O livro começa com Locke ainda criança, órfão e seguindo rumo ao Morro das Sombras, o reduto de ladrões governado pelo Aliciador. Neste local os meninos recebiam treinamento para ser simples larápios, fazendo coisas leves, como roubar algumas moedas ou apenas comida, mas Locke com apenas seis para sete anos, era talentoso demais para aquele local, um pequeno gênio do crime, e deixou o Aliciador tão maluco com suas peripécias, que este homem foi obrigado a vender Locke para o sacerdote Correntes, alegando que o pequeno “roubava demais”.

Correntes de sacerdote não tinha nada, era outro treinador de ladrões, só que de um tipo bem diferente do Aliciador, ele dava uma educação refinada para seus aprendizes, ensinando-os a viver entre nobres, para que assim pudessem aplicar golpes maiores e mais elaborados, assim Locke Lamora passou a fazer parte dos Nobres Vigaristas.

A narrativa que começa com o menino, logo alterna-se para nos mostrar o homem, e daí em diante vamos seguindo a história no presente com Locke chefe dos Nobres Vigaristas e no passado, nos “interlúdios”, mostrando como foi a formação dele e como conheceu seus companheiros de bando.

O presente é imprevisível, na verdade, toda a trama é, você em momento algum pode afirmar para onde o autor está te conduzindo, primeiro eu pensei que ficaria presa no grande golpe que Locke está armando contra o rico Lorde Dom Salvara, depois surge uma situação inusitada com o chefe de todos os ladrões, Capa Barsavi e a seguir uma reviravolta com a aparição de um assassino conhecido por Rei Cinza. Em todos estes acontecimentos o protagonista está presente, mas sua importância nisso tudo é um mistério, elucidado aos poucos conforme surgem os interlúdios. Confesso que o passado foi o mais interessante para mim, as revelações que vinham, através de atos sutis, de acontecimentos paralelos, peças de um quebra cabeças, que eu ansiava que se juntassem com os acontecimentos atuais. Um encontro da vida do homem e do menino.

Narrado em terceira pessoa, As Mentiras de Locke Lamora traz uma história inteligente e bem construída, o autor foi ousado ao apresentar uma trama onde só temos ladrões, até mesmo aqueles que não atuam nesta “profissão”, são totalmente desonestos. Então cabe ao leitor escolher seu personagem preferido entre o menos pilantra, ou quem sabe apenas pelo carisma.

Eu gostei muito de Locke, um cara ousado, arredio, leal aos amigos e de coração partido. Ele foge dos moldes de cara lindo e maravilhoso, sua descrição é de uma pessoa comum, nem muito alto ele é, mas eu achei sua teimosia e arrogância bem atraentes, na verdade Locke é muito charmoso. E não é só ele que cativa, Calo, GaldoPulga e Jean, os outros Nobres Vigaristas, também sabem como roubar a cena.

Juntos, estes rapazes nos garantem grandes aventuras, com seus diálogos debochados e cheios de sarcasmo, mas ao mesmo tempo carregados de sentimentos, a amizade sincera deles é o que mais anima a leitura, pois você percebe que eles seriam capazes de morrer uns pelos outros, que ali há um amor fraterno incondicional. Chega mesmo a emocionar.

A trama é carregada de mistério, aventura, magia, trapaças e humor e ainda conta com um cenário muito particular, a cidade de Camorr, com seus ares medievais, possui uma cultura e costumes únicos, mais um ponto que destaca a criatividade do autor. É um lugar complexo e inovador.

Em suma, eu gostei demais do livro e pretendo ler toda a série, Locke poderia ser um Robin Hood do avesso, já que não rouba dos ricos para os pobres, rouba para si (mas não sabe muito bem como gastar o dinheiro), mas vai além disso, ele é humano acima de tudo e consegue ter sucesso onde outros desistiriam facilmente. Ele inspira por sua determinação e quando fechei o livro já estava com saudades. Genial!






 

2leep.com

17 comentários:

  1. Gostei dessa premissa, dese caos todo entre ladrões, rs. Escolher entre o menos safado ou o mais carismático deu um charme especial, boa observação! O fato é que, pra conquistar o meu coração de leitora, não é preciso ser o tipo 'tudo de bom'. Basta ser inteligente, sensível e pronto. Acho que é o caso do nosso protagonista.
    Beijo!
    Ler para divertir

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua avaliação do livro, tinha visto muitas resenhas positivas já.
    Faz tempo que não leio um livro com aventuras assim. Um fato interessante é que os personagens são todos ladrões.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. é interessante o quanto somos cativados por alguns personagens! da pra ver pela resenha que Lock realmente fez sucesso com você! está super empolgada e 5 estrelas são 5 estrelas!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, que história inusitada, daria um filme!! O que mais me marcou na resenha foi a menção à lealdade entre os nobres vigaristas: desonestos sim, traidores jamais!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis! Eu aprecio sempre a amizade sincera nas obras literárias, mesmo sendo entre ladrões, o que vale é a pureza do sentimento.

      Excluir
  5. Oie Cida =)

    Estou bastante curiosa para ler esse livro desde o lançamento, mas agora depois de ler a sua resenha simplesmente preciso ler ele ontem!
    Adoro quando o autor consegue dar um toque de ironia com inteligencia na história. Sem falar que pelo jeito a história é uma ótima aventura *-*

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida =)

    Eu comecei a ler este livro e parei... não me pergunte, não sei o motivo.
    Mas lendo sua resenha fiquei com vontade de retomar a leitura, porque amo personagens assim como o Locke. Eu estava gostando da narrativa, e tenho certeza que vou amar o livro. Uma história com aventura, inteligente e irônico? É comigo mesmo hehe.

    Obrigada, vc me fez decidir em voltar a ler o livro =)

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida, tudo bem?
    Já li algumas resenhas sobre esse livro e todo mundo comenta que lê é muito bom. Desde o lançamento, me encantei por essa história, já está na minha lista, quero muito ler. Você sabe que sou fã das suas resenhas, adoro seus textos muito bens escritos e cheios de emoção. Adorei essa aventura, e saber que é um livro inteligente, me deixou com mais vontade ainda de ler.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila! Não consigo me conter quando a obra me impressiona, sou emotiva mesmo. Obrigada pelo carinho. Bjos!!!

      Excluir
  8. Poxa, que legal!! Juro que não imaginava nada disso.
    Li outra resenha também super positiva, mas foi a sua que me convenceu definitivamente de que o livro é realmente bom e divertido!
    Adorei mesmo, muito!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Fiquei catando o selo da editora na capa. Desisti e fui ler das informações lá de riba. rs
    Você me deixou com vontade de ler com 2 palavras: irônico e inteligente. quero nem mais saber a história, já pulo direto pras 5 estrelas. Quero já! k
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,
    No primeiro momento o livro não chamou minha atenção, mas confesso que depois de ler algumas resenhas positivas, comecei a ver a trama com outros olhos , já que não e sempre que lemos um livro tendo um anti- herói como protagonista. Acredito que no futuro eu possa vir a dar uma chance ao livro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida, tudo bom?
    Esse protagonista parece ser divertido e peculiar, mas tenho receio de ler esse livro. Não é um gênero que eu goste muito, mas quem sabe eu me surpreenda? Além disso, estou fugindo um pouco das séries literárias. São muitas, rs!
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Adoro esses livros que são uma aventura assim, e esse além de tudo, ainda tem humor.
    Fiquei bem curiosa pra conhecer Locke e saber de todas as suas mentiras. Com certeza, ele deve se meter em várias encrencas né? Realmente parece um livro muito divertido. Quero muito ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
  13. Adorei a ideia do protagonista não ser um mocinho totalmente do bem, sem contar que ainda temos aventura e humor.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha. A premissa do livro me deixou bem interessada :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Só ouvi falar bem desse livro.
    a impressão que eu tenho ao ler a resenha é que o mocinho lembra muito o Capitão Jack Sparrow,
    imagina só o livro virar filme e ser protagonizado pelo JD???

    Conversas de Alcova

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!