[Resenha] 36 Perguntas Que Mudaram O Que Sinto Por Você

36 Perguntas Que Mudaram O Que Sinto Por Você
Título Original: 36 Questions That Changed My Mind About You
Autor(a): Vicki Grant  
Editora: Galera Record                          Páginas: 252
Lançamento: 2019                                ISBN: 9788501114044
||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Inspirado por um estudo real de psicologia, popularizado pelo The New York Times e a coluna Modern Love. Hildy e Paul têm as próprias razões para participar de um estudo do departamento de psicologia da universidade local que tem o intuito de “facilitar uma proximidade pessoal e, talvez, resultar em um relacionamento”.O experimento consiste em 36 perguntas, algumas inofensivas, como Quando foi a última vez que cantou sozinho?; outras nem tanto, como Qual sua mais terrível memória? As questões ajudam os dois a desnudar para o outro — e para si mesmos — sentimentos muitas vezes reprimidos.Segredos são revelados; vulnerabilidades, expostas. Hildy e Paul chegam ao fim do questionário entre risos e lágrimas, e baiacus voadores! Mas a pergunta mais importante permanece: eles se apaixonaram?
A primeira vez que vi o título deste livro eu achei que fosse um livro de auto ajuda, mas depois lendo a sinopse e vendo que foi lançado pela Galera, percebi que se tratava de um romance jovem e, ao que tudo indicava, bem leve e doce.

A obra foi inspirada em um estudo realizado nos EUA, onde a partir de 36 perguntas respondidas em conjunto por um casal, psicólogos avaliam a possibilidade de ambos se apaixonarem. É uma pesquisa curiosa, levar ao surgimento do amor a partir de um questionários. Na vida real eu não coloco fé, mas vamos ver o que aconteceu na ficção.

Hildy e Paul se candidatam ao estudo. Ela quer de fato ajudar, mas ele quer apenas ganhar os quarenta dólares que vão ser pagos aos participantes. O resultado inicial é que ambos começam a responder as perguntas com objetivos muito diferentes em mente e ela logo perde a paciência com Paul, acusando-o de não levar nada a sério.

Embora ele pareça estar debochando do estudo, de ser uma pessoa que não tem sentimentos ou responsabilidades, o fato é que Paul é uma pessoa séria, nada superficial e que se defende com esta imagem de pouco caso.

Hildy, por seu lado, não relaxa e sua tensão constante acaba contrastando com o jeito “deixa a vida me levar” de Paul. Por serem tão diferentes aos poucos percebem que podem se completar.

Não é apenas durante a pesquisa que ambos vão notando que podem se aproximar, na verdade algo acontece enquanto estão naquela sala realizando o estudo e as perguntas acabam indo para o dia a dia deles. Eu achei que enquanto estavam na sala apenas sentados respondendo, as coisas não iriam fluir bem, mas depois eu mudei de ideia.

Ver Hildy e Paul no cotidiano, dividir com eles suas vidas e ver como estão sentindo o impacto das perguntas é muito gostoso de acompanhar. Eles não estão mais apenas participando do estudo, de fato estão interessados nas respostas e o que podem descobrir um do outro a partir delas. É muito bom ver esse interesse mútuo surgir, shippar um possível romance e conhecer a fundo os protagonistas.

E mais do que torcer por um romance, o que eu mais gostei e me envolveu, foi desvendar os protagonistas. Ambos tinha muito para contar e mostrar. A vida deles tinha muitos e muitos aspectos positivos e negativos para serem trabalhados, em especial as crises familiares.

Os dois são muito legais e têm carisma, mas Paul é de longe meu personagem preferido com seu jeito provocador e ousado. Ele gosta de mexer com Hildy, de criar desafios e de fazer com que ela enxergue prazer na vida. Ela de cara não me conquistou, já aviso, mas depois mudei de ideia e curti os dois.

36 Perguntas Que Mudaram O Que Sinto Por Você é uma obra cheia de momentos leves, divertidos, com uma pequena dose de drama e um promissor romance. A dupla de protagonistas me cativou e eu me vi apaixonada pela trama facilmente.  A leitura foi uma grande e positiva surpresa, que com sua narrativa ágil e envolvente, me conquistou. Recomendo!

2leep.com

7 comentários:

  1. Oi Cida,

    Eu também curti a leitura desse livro, pois é bem leve e fofo.
    Bateu até uma saudade dos personagens.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oie, Então eu tive a mesma impressão que você! Mas me enganei, eu iria adorar se fosse um auto-ajuda rsrs
    Gostei de saber que a trama te surpreendeu, eu lendo a sinopse não me senti motivada a ler, justamente porque acho que meu subconsciente queria um auto-ajuda..

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  3. só pelo titulo esse livro super me chamou a atenção, to querendo ler um romance mais leve nesse estilo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida!
    Acho que todo mundo achou que era autoajuda hahahahahha
    As resenhas que li me deixaram com muita vontade de conferir a história
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cida.
    Eu gostei bastante do livro. Vi muita gente reclamando por causa dos muitos diálogos mas foi o que mais gostei do livro hehe. E o final até chorei. Achei tão lindo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,
    Que amorzinho de resenha!
    Fiquei com vontade de ler a obra e o engraçado é que nem o título, nem a capa haviam me chamado a atenção.
    Já anotei aqui para não esquecer dele!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida

    Eu também pensei que era um livro de autoajuda! hahahahhaha
    Ainda não li e confesso que fiquei um pouco receosa, pois no grupo dos parceiros o povo ficou beeeem dividido.
    Mas honestamente o livro tem tudo para me conquistar, espero que isso aconteça.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!