[Resenha] Quando as Estrelas Caem

Quando as Estrelas Caem
Título Original: These Broken Stars (Starbound #1)
Autor(a): Amie Kaufman, Meagan Spooner 
Editora: Novo Conceito        Páginas: 416
Lançamento: 2018               ISBN:9788581635217
||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia. Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus. Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles. Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo... Quando as estrelas caem é apaixonante.

Uma história de amor além das estrelas…

Quando As Estrelas Caem é o primeiro volume da trilogia Starbound, de Meagan Spooner e Amie  Kaufman, publicada no Brasil pela Editora Novo Conceito. Esta trilogia traz em cada livro diferentes protagonistas, em diferentes jornadas, que resultam em belas histórias de amor. O ponto em comum entre eles é a forte influência das Industrias LaRoux em suas vidas.

Lilac é a herdeira LaRoux e seu pai procura mantê-la sempre vigiada e protegida como se estivesse em uma redoma de vidro. As pessoas não se aproximam da jovem temendo a fúria do pai dela e assim a vida de Lilac é passada no meio das futilidades e intrigas da alta sociedade, num vazio constante e sem empolgação.

Tarver é um jovem militar que ascendeu rápido na carreira e é considerado herói. Ele, no entanto, tem origem humilde e não se encaixa na maioria dos ambientes que circula após ter se tornado um Major.

Os dois jovens estão a bordo de uma grande nave, em pleno espaço sideral, com mais de cinquenta mil pessoas e entre as muitas atividades realizadas ali, os dois acabam se cruzando. 

Tarver, por incrível que pareça, não sabe quem é Lilac e que ela é intocável e flerta de maneira sincera com ela. No começo, a herdeira LaRoux até corresponde, mas ao se dar conta do que o pai pode fazer com Tarver, esnoba o rapaz friamente. Qualquer amizade ou algo mais deixa de ser possível e ambos se afastam.

Infelizmente a nave deles passa por turbulências e acaba caindo em um planeta desconhecido e somente Tarver e Lilac parecem ter sobrevivido. Juntos terão que encontrar uma forma de pedir ajuda e sobreviver naquele local que a principio parece estar deserto, mas logo se mostra uma incrível caixa de Pandora.

Eu estava esperando a chegada desta série aqui há um bom tempo e quando comecei a ler me lembrei de duas outras séries que já li e gosto bastante (Conquered Earth Series - J. Barton Mitchell e Under the Never Sky - Veronica Rossi), mas embora existam semelhanças como os seres humanos cercados de grandes tecnologias, vivendo pelo espaço e desbravando outros planetas, no final as histórias são bem diferentes. Realmente é mais o clima que iguala estas séries e a grande força do casal de personagens frente ao desconhecido.

Esta história é encantadora e intrigante em igual medida. Desde a primeira página a química de Tarver e Lilac é evidente e você torce para que ambos se entendam. Claro que não é algo fácil, existe muita animosidade entre eles por conta de diferenças sociais e daqueles primeiros encontros desastrosos na nave. Quando estão sozinhos no novo planeta não se tornam amigos do dia para a noite. A aproximação ocorre de maneira lenta, gradativa e conforme as dificuldades aumentam, eles são obrigados a formar um time para sobreviver.

E podem esperar por muitas dificuldades. São longas caminhadas pela mata selvagem, embaixo de sol escaldante, tempestades e até neve. O cenário é bem descrito, parecia que eu estava ao lado deles vendo com clareza aquele lugar tão inóspito.

Vê-los lutando dia a dia para achar uma forma de voltar para casa é muito angustiante. O novo planeta é cheio de armadilhas e segredos e não dá para imaginar o que está escondido ali. Deixo claro que não é um lugar deserto, mas não dá para explicar o que vive ali sem entregar algo importante da trama. Então, caros viajantes, vocês vão ter que ler para saber o que o casal enfrenta.

Não é nada ruim seguir com Lilac e Tarver nessa jornada. As autoras criam um suspense viciante e nos dão uma dupla de protagonistas de muito carisma e força. A relação deles é uma das melhores e é lindo ver com vão aos poucos se aceitando, se despindo das máscaras que sempre usaram para mostrar força e viver em uma realidade de aparências e falsidade.

Esta história é cheia de surpresas, momentos de muita intimidade que nos permitem ir fundo na alma dos personagens e partes tão tristes que fazem nosso coração ficar pequeno. É uma história bem cheia de humanidade. Tarver e Lilac são trabalhados com cuidado, a transformação que passam é bem medida e convincente.  Não há perfeição em nenhum deles, são apenas pessoas que tiveram que se perder para verdadeiramente se encontrar. E não estranhem, praticamente 98% da história se passa apenas com eles.  

Perto do momento que achamos que as coisas vão melhorar acontece uma reviravolta e eu tive que ler mais de uma vez a mesma parte da história para ter certeza de que não estava enganada ou os personagens estavam tendo um pesadelo. Eu não esperava aquele loucura e pensei que as autoras não iam conseguir remediar a situação. Deu para sofrer.

O final da história é conclusivo, realmente poderia ser um livro único e você fecha contente por ter as respostas para cada pergunta. No entanto, o universo criando por Meagan Spooner e Amie Kaufman é vasto e pode ser muito bem aproveitado em novas histórias. Torço para que os outros livros e os contos não demorem para chegar aqui. Recomendo!



2leep.com

10 comentários:

  1. Oi Cida! Apesar de adorar livros que tenham uma história previsível, acho que quando um autor consegue trabalhar uma reviravolta totalmente inesperada de forma sólida é fantástico. Eu já tinha lido uma resenha desse livro que tinha me intrigado em relação à história e agora quero muito saber o que acontece e qual a medida dessa reviravolta.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, mas adorei toda premissa haha
    Gosto bastante quando a trama faz com que duas pessoas que são completamente diferentes e sejam obrigadas a conviver, rende bastante acontecimentos.
    Anotada a dica!

    beijinhos
    She is a Bookaholic
    Minhas pequenas coisas

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cida.
    Infelizmente a unica coisa que gostei nesse livro foi a capa. Achei a história bem entediante, não acontecia nada, e o amor entre eles não me convenceu.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse livro, mas achei a capa lindíssima e adorei o enredo. Gostaria de ler sim.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    A capa desse livro é muito linda, mas o enredo não chamou muito a minha atenção... Não sei se vou apostar nessa leitura
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Facebook | Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Eu gostei, mas não amei, já passei pra frente o livro.
    Dei 3,5 estrelas.

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida!
    Eu nao me animo com esse livro desde que a nc lançou. Alem de achar a capa bem mais ou menos acho a historia realmente batida. Nao sei se teria paciencia pra esses dois protagonistas tambem.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    Lembro de ter ficado animada com o lançamento na época (principalmente, pela capa, rs), porém caiu no esquecimento depois que li algumas resenhas negativas.
    Não me sinto animada a arriscar a leitura não.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Cida!
    Eu só conheço o trabalho da Amie com o Jay Kristoff, mas já vi umas opiniões bem boas dessa trilogia...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,

    Eu gostei do livro também e fiquei surpresa com as revelações que foram inseridas na trama e quase não vi saída nelas rs.
    Torcendo muito que a NC lance logo por aqui os outros, mas ultimamente ando me decepcionando com a Editora e nem espero mais nada deles por aqui.

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!