[Resenha] Vergonha

Vergonha
Título Original: Disgrace
Autor(a): Brittainy C. Cherry    
Editora: Record                    Páginas: 420
Lançamento: 2019               ISBN:9788501302854
||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|| 
Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão. Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infncia o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.
Brittainy C. Cherry é aquela autora que se mandar a lista de compras eu leio e é capaz de ainda conseguir me fazer chorar. É sério gente, todo livro dessa mulher me deixa desidratada e com Vergonha não foi diferente.

Lançado pela Record, Vergonha traz a história de Grace Harris na pequena cidade de Chester. Uma cidade que deveria ser familiar, aconchegante, religiosa e não um antro de fofocas, cinismo e traições. Minha nossa, como dá vontade de sacudir aquele povo mexeriqueiro e aquela presunçosa mãe da Grace! Ok! Vamos com calma e falar sobre a dupla de protagonistas e o que os aproximou.  

Grace está voltando para a cidade natal depois de ver seu casamento se desfazer. Ela não sabe se o que doí mais é o marido tê-la traído ou ela ter perdido sete filhos. A dor é tanta que a deixa sem chão e sem rumo.

Grace antes de casar era a filha graciosa do pastor de Chester e como tal deveria sempre estar sorrindo, agindo com serenidade e seguindo as ordens da mãe. A família dela era considerada a realeza da cidade e, embora houvesse amor no lar, a questão de manter as aparências perfeitas sufocava todo o resto. Ao menos entre ela e sua irmã caçula havia um relacionamento honesto.

E depois que casou ela virou a esposa de Finn. Grace nunca foi apenas Grace, tanto que sozinha pela primeira vez ela nem ao menos sabia seu sabor preferido de sorvete.

E Jackson mora em Chester desde criança e é considerado um monstro. Sua cara fechada não alimenta simpatia, mas ele não vê motivo para ser gentil com uma cidade que o abandonou quando ele  e o pai estavam perdidos. Na infância a mãe foi embora, o pai caiu na bebida e ele nas drogas, mas ao menos Jackson conseguiu escapar desta armadilha. No entanto, todos em Chester o consideram má pessoa.

Jacskon e Grace se encontram logo que ela chega na cidade. Grace passa por tantos apertos que nem ele, sempre tão hostil, deixa de ajudar. Na verdade, mesmo odiando a família dela (os motivos são trabalhados no decorrer da história), ele não consegue deixar de sentir pena da moça. Só que não pensem que é aquela ajuda doce, Jackson tem um jeito bem peculiar de lidar com Grace.

E estes dois vão viver ali, em Chester, de corações e almas quebrados e aos poucos vamos vendo ambos se descobrirem e se ajudar. Não é uma aproximação fácil, mas Grace é uma moça gentil, sempre com um sorriso no rosto para as pessoas e consegue chegar no coração murado de Jackson. Ela lhe apresenta uma perspectiva de vida mais terna e suave e ele sacode Grace para se achar e impor-se.

Se Jackson diz o que pensa doa quem doer, Grace é um poço de paciência e sempre ouve com atenção até as alfinetadas do povo fofoqueiro da cidade. Sua mãe também é difícil e nunca a apoia. E ainda tem o marido, que nem merece ser lembrado, de tão canalha que é.

O fato é que seguir a jornada destes dois jovens sofridos é emocionante e ambos têm um carisma nato que conquista. Dá vontade de pegar os dois no colo para abraçar, mas apenas isso não seria suficiente para ambos superarem seus traumas e buscar felicidade.

Eles compartilham momentos lindos. Eu, particularmente, fiquei apaixonada pelas vezes que ficavam em uma livraria trocando livros. Leiam e me digam se estas cenas não foram fofas. No entanto, há momentos que ambos se magoam, em outros conseguem sorrir e, o mais legal, sempre estão dispostos a se ajudar mesmo quando não conseguem ajudar a si mesmos.

É uma história bonita, onde há, sim, coisas feias, mas as mais belas conseguem ser mais fortes. O amor entre Grace e a irmã, a relação dela com a amiga da livraria, a dedicação de Jackson ao pai, a dedicação do tio de Jackson com o sobrinho e a forma como Grace e Jackson se acharam nesse mar de caos.

Entre risos, lágrimas, quedas e tentativas de se reerguer, este casal me emocionou e cativou. A autora narra esta história de maneira delicada e gentil, permite que nós possamos dividir com a dupla de protagonistas alegrias e tristezas, perdas e conquistas. Os dois são o centro de tudo, mas há espaço para que desenvolvam relações secundárias com outros personagens e assim temos um trama de camadas e completa.

Brittainy C. Cherry escreve com coração. Há tantas passagens marcantes que se eu colocar aqui daria outra resenha. Meu livro está cheios de post-its, tantas foram as frases que mexeram comigo.

Vergonha tem drama na medida certa. Nada soa exagerado e também nos deixa de coração na mão pela incerteza de um final feliz. Não dá para saber se estes dois vão conseguir ficar juntos com toda a bagagem que possuem. Então não deixem de ler para saber se Grace e Jackson conseguiram superar um passado doloroso e conseguiram criar um futuro de amor. Esta história não vai te decepcionar.







2leep.com

12 comentários:

  1. Oi Cida,

    Meu livro parece um carnaval de tantos post-its que tem das frases que gostei rsrs.
    Esse livro foi encantador, fiquei ainda mais apaixonada pela escrita da autora do eu já era.
    Espero que ela continue lançar mais livros assim ♥

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida! Acho que Brittainy está marcando espaço no universo literário por conseguir criar histórias dramáticas na medida certa que envolvem o leitor cativado pelos personagens e histórias bem desenvolvidas. Depois que li a série Elementos me rendi à escrita dela e quero conferir tudo o que escreve. O que me incomoda um pouco nesse livro é a capa apelativa que acho totalmente desnecessária, mas ok, é um detalhe que pode passar se a história compensar, o que acredito que acontecerá.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cida!
    Já quero ler Vergonha, terminei recentemente a série Elementos e já quero ler todos os livros da autora. Percebi que este livro tem a mesma pegada da série Elementos, mas que bom que os momentos bons sufoca os ruins.

    Até mais
    Depois da Leitura
    Loja Depois da Leitura

    ResponderExcluir
  4. Dois extremos opostos esse casal, hein?! Quando comecei a ler a sinopse achei de cara que não ia me interessar muito, pq ultimamente tô evitando histórias com mocinhas com muita bagagem, principalmente se envolve um ex marido (os últimos livros que li assim não foram muito bons), mas ao ler a resenha e saber mais da vida dela e, principalmente, do mocinho, me interessei de verdade. Adoro esse perfil de protagonista. Deve ser realmente um livro bem tocante!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Ando lendo lindos elogios a esse livro. Quero muito ler e também conhecer mais das outras histórias da autora.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, tudo bem?
    Eu confesso pra você que não sou muito fã desses romances cheios de drama, com personagens "quebrados" e sofrenildos. Infelizmente não consigo me envolver. :(
    Mas fico feliz por ter sido uma experiência positiva pra você!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Olá
    E a segunda resenha positiva e apaixonada que vejo desse livro
    Por isso acho que nunca devemos julgar um livro pela capa
    Olhando essa capa parece que contém uma estória supérflua só que lendo a sua resenha percebe se um romance bem profundo
    Dica anotada

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!! Lá no blog a viciada por essa autora é a Ari, mas dessa vez vou tentar ler também, acho que vou curtir os personagens!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oii Cida

    Eu ainda não fiz minha estrñeia com a autora, mas vendo tantas resenha spositivas sobre Vergonha, já estou com vergonha de não ter começado a ler esse livro...rsrs, que bom que o drama está na medida certa, sem apelar, isso torna a leitura bem mais agradável. Estou curiosa em conferir.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, Cida.
    Eu li esse livro meio que intimada pela Tamires, porque não gosto do gênero e acabei gostando bastante da história. Eu nunca tive tanta raiva de uma cidade inteira como tive dessa. E pior que eles não aprendem com os erros. Mas amei a forma como a Grace ensinou sobre o perdão.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cida!
    Estou acabando esse livro e gostei bastante. Foi meu primeiro contato com a autora e pretendo dar chance a outros.
    Grace vai direto pro céu porque olha... se eu fosse naquela cidade tinha mandado todo mundo lá pra pqp
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro ou a autora, mas a história tocante, do casal protagonista, me deixou curiosa. Dica anotada!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!